Revisão sistemática de estudos sobre contratransferência em psicoterapia de adultos

Diogo de Bitencourt Machado Fábio Monteiro da Cunha Coelho Augusto Dutra Giacomelli Mariana Almeida Lopes Donassolo Morgana Sonza Abitante Tatiane Dall'Agnol Cláudio Laks Eizirik Sobre os autores

INTRODUÇÃO:

Contratransferência, definida como a reação emocional do psicoterapeuta em relação ao paciente, é um elemento técnico importante da psicoterapia. Esta revisão sistemática procura identificar e descrever os principais achados de estudos que avaliaram a contratransferência na psicoterapia de adultos.

MÉTODOS:

Realizou-se uma busca sem restrição de língua ou data de publicação nas bases de dados Embase, PubMed, PsycINFO e Web of Knowledge.

RESULTADOS:

Dos 1.081 estudos encontrados nas bases de dados, 25 foram selecionados. A maioria trata de psicoterapia psicodinâmica e os resultados indicam que a contratransferência positiva, isto é, os sentimentos de proximidade com o paciente, está associada a resultados positivos, tais como a melhora dos sintomas e o desenvolvimento de uma boa aliança terapêutica.

CONCLUSÕES:

Apesar de poucos estudos terem sido encontrados na literatura, a contratransferência parece ser uma fonte importante para o conhecimento do resultado do tratamento, estilo de apego, aliança terapêutica, sintomas e diagnóstico, dentre outros aspectos.

Psicoterapia; contratransferência; revisão


Associação de Psiquiatria do Rio Grande do Sul Av. Ipiranga, 5311/202, 90610-001 Porto Alegre RS/ Brasil, Tel./Fax: (55 51) 3024 4846 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: trends@aprs.org.br