• Teamwork is our legacy

    Kapczinski, Flávio
  • Chronotype: a review of the advances, limits and applicability of the main instruments used in the literature to assess human phenotype Trends

    Levandovski, Rosa; Sasso, Etianne; Hidalgo, Maria Paz

    Abstract in Portuguese:

    O estudo das diferenças de tipologia circadiana tem aumentado nos últimos anos. Como resultado, novos instrumentos têm sido desenvolvidos para estimar as preferências interindividuais de fase circadiana, denominada de cronotipo, responsável pela organização temporal do processo de regulação do organismo. O objetivo desta revisão foi avaliar as diferenças dos principais questionários utilizados para avaliar cronotipos: o Questionário de Matutinidade e Vespertinidade (Morningness-Eveningness Questionnaire, MEQ), o Composite Scale of Morningness (CSM) e o Questionário de Cronotipo de Munique (Munich Chronotype Questionnaire, MCTQ). Cada instrumento avalia um aspecto diferente dos cronotipos. Considera-se que o MEQ avalia as preferências de fase do comportamento individual ao longo de um dia de 24 horas, ao passo que o MCTQ mede a posição da fase de sono tanto em dias livres como em dias de trabalho. O CSM é semelhante ao MEQ, mas é mais sensível para ser utilizado em indivíduos que realizam trabalho em turnos. O conceito de cronotipo tem sido utilizado para se referir a posições de fase ou preferências de fase na literatura revisada. Na maioria das vezes, isso é consequência de diferentes interpretações: não está claro se as preferências de fase são uma manifestação direta do relógio interno do indivíduo ou um resultado de sinais externos, como por exemplo, interação social (incluindo o uso de despertador). Além disso, as preferências de fase não são uniformes ao longo da vida. Sendo assim, uma única avaliação, sem levar em consideração a idade do indivíduo nos escores utilizados nessas escalas, não descreverá a amostra com precisão. Sugerimos, através desta revisão, que o MCTQ deve ser considerado como instrumento para investigações que lidam com dessincronização e como instrumento de medida de fase de sono. Por outro lado, se o objetivo é avaliar características que mudam em determinadas situações - cronotipo -, o MEQ deve ser utilizado.

    Abstract in English:

    The study of circadian typology differences has increased in the last few years. As a result, new instruments have been developed to estimate the individual circadian phase of temporal human behavior, also referred as chronotype. The current review was conducted to evaluate the differences among the questionnaires most frequently used to assess chronotype: the Morningness-Eveningness Questionnaire (MEQ), the Composite Scale of Morningness (CSM), and the Munich Chronotype Questionnaire (MCTQ). Each instrument evaluates a different aspect of chronotype. MEQ is considered to evaluate the phase preferences of individual behavior over a 24-hour day, while MCTQ measures the phase of sleep positions for both free and work days. CSM is similar to MEQ, but is more sensitive to measure shift work. The concept of chronotype has been used to refer to phase positions or phase preferences in the literature reviewed. Most of the time this is a consequence of different interpretations: it is not clear whether phase preferences are a direct manifestation of the individual’s internal clock or a result of external cues, e.g., social interaction (including the alarm clock). Also, phase preferences are not uniform throughout life. Therefore, a single assessment, not taking age into consideration, will not accurately describe the sample. We suggest that MCTQ is the best instrument for investigators dealing with desynchronization and as an instrument for sleep phase. Conversely, if the goal is to assess characteristics that change under specific situations - chronotype -, the MEQ should be used.
  • Is it all grist to the mill? Wandering between indications for psychoanalytic treatment and the analytic field Trends

    Gastaud, Marina Bento; Goi, Julia Domingues; Bassols, Ana Margareth; Costa, Camila Piva da; Krieger, Daniela; Machado, Diogo; Costa, Felipe Bauer Pinto da; Knijnik, Jair; Torres, Mariana; Braga, Pricilla; Teche, Stefania Pigatto; Wellausen, Rafael; Eizirik, Claudio Laks

    Abstract in Portuguese:

    Determinar critérios de indicação e contraindicação para tratamentos psicanalíticos parece um ponto técnico crucial para a obtenção de sucesso terapêutico e a elevação de seus índices de efetividade. Na revisão da literatura clássica sobre o tema, percebe-se que a idade, o diagnóstico do paciente, a motivação para tratamento, o momento de vida, a capacidade de insight, o sofrimento psíquico apresentado no momento da busca de tratamento, o estilo defensivo e a tolerância à frustração são alguns dos pontos analisados pelos terapeutas/analistas para indicar tratamentos psicanalíticos. Contudo, classicamente, tais indicações provêm de um período em que a relação terapêutica era vista meramente como um terapeuta atendendo um paciente, sem levar em conta a relação terapêutica propriamente dita. O objetivo deste artigo foi revisar criticamente a relevância e pertinência atual das indicações para tratamento psicanalítico, tendo em vista a evolução dos conhecimentos sobre o campo analítico. Considerando casos que não evoluem da maneira esperada segundo as indicações, pacientes que se adaptam melhor a determinados terapeutas e duplas que modificam sua interação ao longo do tempo de tratamento, a principal questão continua sendo como identificar quais seriam os elementos necessários na avaliação de um paciente candidato a tratamento psicanalítico, bem como os elementos significativos da ação terapêutica.

    Abstract in English:

    Determining the indications and contraindications for psychoanalytic treatment seems crucial to achieve therapeutic success and improve treatment effectiveness. In reviewing the classic literature on the topic, aspects such as age, diagnosis, motivation for treatment, present moment in life, ability to gain insight, psychic suffering when seeking treatment, defensive behaviors, and frustration tolerance are clearly analyzed by therapists/analysts when indicating psychoanalytic treatments. However, traditionally, most criteria underlying such indications date back to a time when the therapeutic relationship was viewed merely as a therapist treating a patient, with no regard to the therapeutic relationship itself. The goal of this article was to critically review the relevance and current adequacy of indications for psychoanalytic treatment, in view of advancements in knowledge on the analytic field. Considering cases that do not evolve as expected according to the indications, patients who are better suited to certain therapists, and therapist-patient pairs that modify their interaction over the course of treatment, the main question remains on how to identify the necessary elements in evaluating a candidate patient for psychoanalytic treatment, as well as the significant elements of therapeutic action.
  • Treating refractory obsessive-compulsive disorder: what to do when conventional treatment fails? Review Article

    Franz, Adelar Pedro; Paim, Mariana; Araújo, Rafael Moreno de; Rosa, Virgínia de Oliveira; Barbosa, Ísis Mendes; Blaya, Carolina; Ferrão, Ygor Arzeno

    Abstract in Portuguese:

    O transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) é uma doença crônica e incapacitante. Uma pequena porcentagem de pacientes se torna assintomática após o tratamento. O objetivo deste trabalho foi revisar as alternativas terapêuticas para o tratamento de TOC quando os tratamentos convencionais falham. Os dados foram extraídos de estudos clínicos controlados (medicina baseada em evidências) publicados nas bases de dados MEDLINE e Science Citation Index/Web of Science entre 1975 e de 2012. Os resultados são discutidos e sugerem as seguintes abordagens para profissionais que lidam com TOC refratário: 1) rever aspectos fenomenológicos intrínsecos ao TOC, o que pode levar a entendimentos diferenciados e à escolhas terapêuticas distintas; 2) rever aspectos fenomenológicos extrínsecos ao TOC, principalmente acomodação familiar, que pode ser fator de risco para a não resposta; 3) considerar abordagens farmacológicas não convencionais; 4) considerar abordagens psicoterapêuticas não convencionais; e 5) considerar abordagens neurobiológicas.

    Abstract in English:

    Obsessive-compulsive disorder (OCD) is a chronic and impairing condition. A very small percentage of patients become asymptomatic after treatment. The purpose of this paper was to review the alternative therapies available for OCD when conventional treatment fails. Data were extracted from controlled clinical studies (evidence-based medicine) published on the MEDLINE and Science Citation Index/Web of Science databases between 1975 and 2012. Findings are discussed and suggest that clinicians dealing with refractory OCD patients should: 1) review intrinsic phenomenological aspects of OCD, which could lead to different interpretations and treatment choices; 2) review extrinsic phenomenological aspects of OCD, especially family accommodation, which may be a risk factor for non-response; 3) consider non-conventional pharmacological approaches; 4) consider non-conventional psychotherapeutic approaches; and 5) consider neurobiological approaches.
  • Treatment of female and male inpatient crack users: a qualitative study Original Articles

    Pedroso, Rosemeri Siqueira; Kessler, Félix; Pechansky, Flavio

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Mapear as trajetórias de tratamento em uma amostra de homens e mulheres usuários de crack, através de suas narrativas acerca do percurso de busca por tratamento e suas tentativas de ter acesso ao sistema de saúde brasileiro. MÉTODO: Estudo qualitativo de uma amostra intencional (cinco mulheres e nove homens usuários de crack internados) utilizando entrevistas semiestruturadas. As entrevistas foram transcritas e os dados explorados utilizando-se a técnica de análise de conteúdo. RESULTADOS: Os entrevistados referiram dificuldades em obter acesso à internação, recaídas após a alta e abandono do tratamento. Parece existir um modelo de comportamento peculiar às mulheres e aos homens para lidar com a fissura pelo crack: enquanto as mulheres se prostituíram e, consequentemente, infectaram-se pelo HIV, todos os homens da amostra referiram envolvimento com o crime. CONCLUSÕES: As relações entre recaída e um ambiente social propício ao consumo, associadas a crença ou descrença em um auxílio espiritual, prostituição e às complicações legais decorrentes do uso de crack, são pontos relevantes e devem ser levados em consideração no desenvolvimento de ações preventivas voltadas a essa população específica.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To map treatment trajectories in a sample of male and female crack users through their narratives about the course of treatment seeking and their attempts to access health care services in Brazil. METHODS: Qualitative study of a purposive sample (five female and nine male hospitalized crack users) using semi-structured interviews. The interviews were transcribed and data explored using content analysis. RESULTS: Respondents reported difficulties getting access to hospitalization, relapse after discharge, and abandonment of treatment. There seems to be a peculiar model of behavior for women and men while dealing with craving for crack: while women got involved with prostitution and consequently became infected with HIV, every men of the sample reported criminal involvement. CONCLUSIONS: The relationship between relapse and a social environment conducive to consumption, associated with belief or disbelief in spiritual support, prostitution, and the legal complications arising from the use of crack, are relevant issues and should be taken into consideration in the development of preventive actions aimed at this specific population.
  • Association between childhood trauma and loss of functionality in adult women with fibromyalgia Original Articles

    Filippon, Ana Paula Mezacaza; Bassani, Diego Garcia; Aguiar, Rogério Wolf de; Ceitlin, Lúcia Helena Freitas

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Investigar se a presença de história de trauma na infância está associada com perda de funcionalidade em mulheres adultas com fibromialgia (FM). Um segundo objetivo foi avaliar a presença de diferenças entre mulheres adultas deprimidas e não deprimidas com FM utilizando um modelo de regressão para funcionalidade. MÉTODOS: Um total de 114 mulheres adultas com FM de acordo com os critérios diagnósticos do American College of Rheumatology responderam o Childhood Trauma Questionnaire e o Questionário de Impacto da Fibromialgia. Todos os indivíduos foram entrevistados por psiquiatras treinados e avaliados para depressão utilizando o Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI) - versão brasileira 5.0.0. Modelos de correlação e regressão foram utilizados para investigar associações entre trauma na infância e perda de funcionalidade em pacientes com FM. A amostra foi estratificada pela presença e ausência de depressão clínica. RESULTADOS: Em geral, o trauma na infância esteve associado com perda de funcionalidade em mulheres adultas com FM. Quando estratificadas por depressão, o modelo de regressão aumentou significativamente a associação em pacientes não deprimidos, mesmo após ajuste para idade e uso de medicação psicotrópica. CONCLUSÕES: Trauma na infância esteve associado de forma clinicamente importante à perda de funcionalidade em mulheres adultas com FM. As associações foram mais pronunciadas nos indivíduos sem depressão comórbida.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To investigate whether history of childhood trauma is associated with loss of functionality in adult women with fibromyalgia (FM). A secondary objective was to assess the presence of differences between depressed and non-depressed adult women with FM in a regression model for functionality. METHODS: A total of 114 adult women with FM according to the American College of Rheumatology diagnostic criteria answered the Childhood Trauma Questionnaire and the Fibromyalgia Impact Questionnaire. All subjects were interviewed by trained psychiatrists and evaluated for depression using the Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI) - Brazilian version 5.0.0. Correlation and regression models were used to investigate associations between childhood trauma and loss of functionality among patients with FM. The sample was stratified by presence and absence of clinical depression. RESULTS: Overall, childhood trauma was associated with of loss of functionality in adult women with FM. When stratified by depression, the regression model significantly increased the association among non-depressed patients, even after adjustment for age and use of psychotropic medications. CONCLUSIONS: Childhood trauma showed a clinically important association with loss of functionality among adult women with FM. The associations were more pronounced among subjects without comorbid depression.
  • Sexual dysfunction, depression, and anxiety in young women according to relationship status: an online survey Original Articles

    Pereira, Valeska Martinho; Nardi, Antonio Egidio; Silva, Adriana Cardoso

    Abstract in Portuguese:

    CONTEXTO: Disfunção sexual é um problema comum e ainda pouco compreendido entre mulheres. Estar ou não em um relacionamento parece ser um fator de risco para disfunção sexual. OBJETIVO: Avaliar a presença de problemas sexuais, ansiedade e depressão em jovens mulheres e correlacionar os achados ao estado de relacionamento atual (solteiras, em relacionamento sério ou casadas). MÉTODOS: Dados foram coletados através de pesquisa on-line de um total de 155 mulheres com idade entre 20 e 29 anos. Foram coletados dados sociodemográficos, e a Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão e o Índice de Função Sexual Feminina foram aplicados. Os dados foram analisados através dos testes qui-quadrado e Kruskal-Wallis, e os grupos foram comparados dois a dois através do teste Mann-Whitney. RESULTADOS: Mulheres solteiras apresentaram uma prevalência significativamente maior de problemas nos domínios lubrificação (45,3%), orgasmo (53,1%), satisfação (67,2%) e dor (50%), e também no escore total do Índice de Função Sexual Feminina (60,9%), em comparação aos outros grupos. Além disso, foram observados escores estatisticamente superiores para depressão em mulheres solteiras (5,89±3,3) quando comparadas ao grupo relacionamento sério (4,05±2,83). Os escores de ansiedade foram similares em todos os grupos. CONCLUSÃO: Nossos resultados sugerem que mulheres solteiras têm um pior funcionamento sexual quando comparadas a seus pares envolvidos em relacionamentos estáveis e são mais propensas a apresentar transtornos de humor.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: Sexual dysfunction is a common, still poorly understood problem among women. Being or not in a relationship seems to be a risk factor for sexual dysfunction. OBJECTIVES: To evaluate the presence of sexual problems, anxiety, and depression in young women and to correlate findings with current relationship status (single, in a committed relationship, or married). METHODS: Data were collected trough an online survey from a total of 155 women aged between 20 and 29 years. Sociodemographic data were collected, and both the Hospital Anxiety and Depression scale and the Female Sexual Function Index were applied. Data were statistically analyzed using the chi-square and Kruskal-Wallis tests, and groups were compared in 2 x 2 matrices using the Mann-Whitney test. RESULTS: Single women showed a significantly higher prevalence of problems in the lubrication (45.3%), orgasm (53.1%), satisfaction (67.2%), and pain (50%) domains and also in total Female Sexual Function Index scores (60.9%) in comparison with the other groups. Additionally, significantly higher depression scores were found among single women (5.89±3.3) in comparison to those in a committed relationship (4.05±2.83). Anxiety scores were similar in all groups. CONCLUSION: Our findings suggest that single women have a poorer sexual function and are more likely to have mood disorders in comparison to their peers involved in stable relationships.
  • Translation and adaptation of the Bipolar Prodrome Symptom Scale-Retrospective: Patient Version to Brazilian portuguese Original Articles

    Pan, Pedro Mario; Jesus, Danilo Rocha de; Gadelha, Ary; Bressan, Rodrigo Affonseca; Correll, Christoph U.; Mansur, Rodrigo Barbachan; Zugman, André; Noto, Cristiano; Asevedo, Elson de Miranda; Brietzke, Elisa

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: O transtorno bipolar (TB) é um transtorno mental crônico e muitas vezes grave, associado a um significativo prejuízo psicossocial nos indivíduos afetados. A caracterização de um período pré-mórbido (prodrômico) e o possível desenvolvimento de intervenções preventivas são avanços recentes na área. Tentativas de caracterizar estágios de alto risco para o TB, através da identificação de sintomas antes do aparecimento de um primeiro episódio maníaco/hipomaníaco, têm sido limitadas pela falta de critérios padronizados e instrumentos de avaliação. A Bipolar Prodrome Symptom Scale-Retrospective (BPSS-R), desenvolvida por Correll e colaboradores, avalia retrospectivamente os sintomas que ocorrem antes de um episódio sindrômico de humor em indivíduos com TB. OBJETIVO: Descrever o processo de tradução e adaptação da BPSS-R para português brasileiro. MÉTODO: A tradução foi conduzida como segue: 1) tradução da escala de inglês para português brasileiro por autores que têm o português como língua materna; 2) junção das duas versões por um comitê de especialistas; 3) retrotradução para inglês por um tradutor que tem inglês como língua materna; 4) correção da nova versão em inglês pelo autor do instrumento original; 5) finalização da nova versão em português brasileiro. RESULTADOS: Todos os passos do processo de tradução foram completados com sucesso, resultando em uma versão final do instrumento. CONCLUSÕES: A versão da BPSS-R em português brasileiro é um instrumento potencialmente útil para investigar o período prodrômico do TB no Brasil.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: Bipolar disorder (BD) is a chronic and often severe mental disease, associated with a significant burden in affected individuals. The characterization of a premorbid (prodromal) period and possible development of preventive interventions are recent advances in this field. Attempts to characterize high-risk stages in BD, identifying symptoms prior to the emergence of a first manic/hypomanic episode, have been limited by a lack of standardized criteria and instruments for assessment. The Bipolar Prodrome Symptom Scale-Retrospective (BPSS-R), developed by Correll and collaborators, retrospectively evaluates symptoms that occur prior to a first full mood episode in individuals with BD. OBJECTIVE: To describe the translation and adaptation process of the BPSS-R to Brazilian Portuguese. METHOD: Translation was conducted as follows: 1) translation of the scale from English to Brazilian Portuguese by authors who have Portuguese as their first language; 2) merging of the two versions by a committee of specialists; 3) back-translation to English by a translator who is an English native speaker; 4) correction of the new version in English by the author of the original scale; 5) finalization of the new version in Brazilian Portuguese. RESULTS: All the steps of the translation process were successfully accomplished, resulting in a final version of the instrument. CONCLUSIONS: The Brazilian Portuguese version of the BPSS-R is a potentially useful instrument to investigate prodromal period of BD in Brazil.
  • Fatty acid and phospholipase A2 plasma levels in children with autism Original Articles

    Tostes, Márcia Helena Fávero de Souza; Polonini, Hudson Caetano; Mendes, Rosemeri; Brandão, Marcos Antônio Fernandes; Gattaz, Wagner Farid; Raposo, Nádia Rezende Barbosa

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Avaliar os níveis plasmáticos de ácidos graxos, a atividade da fosfolipase A2 e o perfil de desenvolvimento de crianças com autismo versus controles. MÉTODOS: Vinte e quatro crianças com autismo foram submetidas a exames laboratoriais para quantificação plasmática de ácidos graxos por cromatografia gasosa e para determinação da atividade de fosfolipase A2 por ensaio fluorimétrico. RESULTADOS: Nenhuma correlação foi observada entre o coeficiente de desenvolvimento e os níveis plasmáticos dos ácidos graxos quantificados. A atividade da fosfolipase A2 foi significativamente maior no grupo de crianças com autismo quando comparado ao grupo controle. CONCLUSÃO: O estudo não demonstrou correlação entre os níveis plasmáticos de ácidos graxos e fosfolipase A2 e o perfil de desenvolvimento de crianças com autismo.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To evaluate fatty acid plasma levels, phospholipase A2 activity, and the developmental profiles of children with autism vs. control subjects. METHODS: Twenty four children with autism underwent laboratory analysis for fatty acid quantification using gas chromatography and PLA2 activity determination by fluorometric assay. RESULTS: No correlation was observed between the developmental quotient and fatty acid plasma levels. Phospholipase A2 activity was significantly higher among autistic children compared with controls. CONCLUSION: The study did not show a correlation between fatty acid and phospholipase A2 plasma levels and the developmental profile of children with autism.
  • Impact of a near-death experience and religious conversion on the mental health of a criminal: case report and literature review Case Report

    Braghetta, Camilla C.; Santana, Glícia P.; Cordeiro, Quirino; Rigonatti, Sergio P.; Lucchetti, Giancarlo

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: As experiências de quase-morte são definidas como eventos psicológicos profundos, que podem ocorrer quando uma pessoa está em morte iminente ou em situação de intensa crise física ou emocional. Essas experiências parecem ter efeito importante sobre a saúde mental desses pacientes e ocorrem em diversas situações, a despeito de culturas e crenças religiosas. RELATO DE CASO: O presente relato de caso descreve a influência positiva de uma experiência de quase-morte (escala de Greyson > 7) seguida de conversão religiosa sobre a saúde mental de um ex-detento. COMENTÁRIO: A investigação do papel de experiências de quase-morte em âmbito científico poderia ajudar a elucidar os mecanismos de coping e transformações éticas e morais que ocorrem nesses indivíduos.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: Near-death experiences have been defined as profound psychological events that may occur to a person while close to death or in a situation of extreme physical or emotional distress. These experiences seem to have an important effect on the patients’ mental health and may occur in several situations despite their cultural and religious beliefs. CASE DESCRIPTION: The present case report describes the positive impact of a near-death experience (Greyson scale > 7) followed by religious conversion on the mental health of a former prisoner. COMMENTS: Investigation of the role of near-death experiences by the scientific community could shed light on the coping mechanisms and moral/ethical transformations that take place in these individuals.
  • Incentive to retrogression is what the data suggest after 3 years Letter to the Editor

    Vaz, Valdeci Degiampietro; Gonçalves, Veralice Maria; Abreu, Paulo Belmonte
Associação de Psiquiatria do Rio Grande do Sul Av. Ipiranga, 5311/202, 90610-001 Porto Alegre RS/ Brasil, Tel./Fax: (55 51) 3024 4846 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: trends@aprs.org.br