A economia entre crises: economia política e finanças na Universidade de Buenos Aires (1870-1900)

The economy between crises: political economy and finance at the University of Buenos Aires (1870-1900)

Mariano Ben Plotkin Jimena Caravaca Sobre os autores

Este artigo analisa os momentos iniciais do ensino de economia na Argentina, a partir de um exame dos materiais ligados às cátedras de economia política e de finanças, que se constituíram por ocasião do surgimento da carreira de direito na Universidade de Buenos Aires. O recorte temporal diz respeito ao período definido pelas crises econômicas de 1873-1875 e a de 1890, já que tais conjunturas críticas são consideradas o elemento criador de uma demanda por saberes especializados, o que, por sua vez, contribui com a institucionalização e a legitimação desses saberes. Analisar o tipo de economia que se ensinava na Faculdade leva ao estudo da recepção de trabalhos produzidos em outros contextos nacionais e que foram, na Argentina, utilizados como referência legitimadora. Argumenta-se que, embora na Argentina de fins do século XIX o liberalismo econômico possa ser entendido como parâmetro de autoridade amplamente aceito, a recepção das obras canônicas da época, especialmente no caso daquelas provenientes da escola liberal francesa, foi um processo criativo que serviu para validar opiniões muitas vezes diversas em relação àquelas que os próprios autores franceses sustentavam.

Ensino de economia política na Argentina; Faculdade de Direito; Liberalismo francês; Circulação internacional de ideias


Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo Av. Prof. Luciano Gualberto, 315, 05508-010, São Paulo - SP, Brasil - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: temposoc@edu.usp.br