Tempo Social, Volume: 33, Issue: 2, Published: 2021
  • Presentation: Political repertoires in transnational labor struggles and new forms of global labor governance Dossier - Transnational Labor Struggles And Political Repertoires

    Silva, Leonardo Mello e; Estanque, Elísio; Costa, Hermes Augusto

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Apesar de as preocupações em torno do salário e da elevação da qualidade de vida da classe trabalhadora terem adquirido uma centralidade histórica nos reportórios de luta desenhados em escala nacional, a ambição de solidariedade internacionalista e de emancipação das formas de organização coletiva dos trabalhadores constituiu sempre um fim em si mesmo. À luz dos tempos atuais, trata-se de uma ambição que pode ser testemunhada no modo como as tendências de globalização e neoliberalismo contemporâneo reclamam respostas adequadas e organizadas, de partilha de experiências, de contributos para novas formas de governança global, mais justas e dignificantes. E igualmente de novas aprendizagens para os protagonistas clássicos do mundo do trabalho. Ao reunir contributos de especialistas internacionais sobre o mundo do trabalho, provenientes de distintos contextos nacionais e filiações disciplinares, este dossiê cumpre esse propósito de debate crítico, apoiado em experiências concretas. Aqui se encontram contributos sobre solidariedades regionais e redes sindicais, processos de regulamentação política, planejamento econômico global, transição climática, formas de organização laboral transnacional, trabalho informal, relações Norte e Sul, trabalho na economia de plataforma ou processos de comunicação digital.

    Abstract in English:

    Abstract Despite the concerns about wages and the increase in the quality of life of the working class having acquired a historical centrality in the struggle repertoires designed at national level, the ambition of internationalist solidarity and the emancipation of the forms of collective organization of workers has always been an end in yourself. In the light of current times, it is an ambition that can be witnessed in the way that the trends of globalization and contemporary neoliberalism demand adequate and organized responses, sharing experiences, contributions to new forms of global governance, more just and dignified. And also new learning outcomes for the classic protagonists of the world of work. By gathering contributions from international experts on the world of work, from different national contexts and disciplinary affiliations, this dossier fulfills this purpose of critical debate, supported by concrete experiences. Here the reader can find contributions on regional solidarity and union networks, political regulation processes, global economic planning, climate transition, forms of transnational labor organization, informal work, North and South relations, work in the platform economy or digital communication processes.
  • Building a regional solidarity network of transnational activists: An African case study Dossier - Transnational Labor Struggles And Political Repertoires

    McGregor, Warren; Webster, Edward

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Baseando-se no caso de uma rede de ativistas transnacionais, o artigo sustenta que um novo tipo de internacionalismo em rede de alcance regional tem emergido na África Sub-Sahariana. Iniciada pela Global Labour University (GLU), através de um curso de imersão com duração de dois meses chamado Engage, ela tem sido capaz, nos últimos sete anos, de desenvolver as habilidades para um novo tipo de militante sindical, alguém que compreende o contexto global, mas é enraizado em sua comunidade local. Tal rede trabalha forjando laços de solidariedade entre fronteiras nacionais e recortes regionais. Seu trabalho busca compartilhar conhecimento e experiência entre ativistas e organizações trabalhistas, o desenvolvimento de reuniões e campanhas, com vistas a pôr em ação estratégias de uma nova forma de solidariedade transnacional.

    Abstract in English:

    Abstract Drawing on a network of transnational activists, this paper argues that a new type of regional network internationalism has emerged in Sub-Saharan Africa. Initiated by the Global Labour University (GLU), through a short two-month residential course called Engage, it has been able over the last seven years to develop the skills for a new type of union organiser, one who understands the global context, but is rooted in their local community. This network works at forging links of solidarity across national borders and regional frontiers. Their solidarity work aims at sharing knowledge and experience between activists and worker organisations and the development of meetings and campaigns to strategize and put into action these new forms of transnational solidarity.
  • Global economic planning as a challenge for the labour movement Dossier - Transnational Labor Struggles And Political Repertoires

    Nowak, Jörg

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A linha central do argumento nesta contribuição é que a urgência das crises econômica, social e ambiental exige ir além dos esforços institucionalistas para instalar mais Acordos Marco-Globais ou Campanhas de Trabalho Digno. As revoltas sociais em vários países do globo que eclodiram em 2019 e 2020 sublinham a pressão emergente no sentido de uma visão mais ampla da mudança sistêmica. A mudança de ênfase para o Planejamento Econômico Global abre as seguintes perspectivas: 1) Permite estudar e adaptar os métodos utilizados pelas empresas transnacionais no planejamento econômico para fins alternativos. 2) Possibilita recuperar experiências feitas tanto no planejamento capitalista, ou seja, no quadro da política industrial e dos estados de desenvolvimento, como no planejamento socialista, e aplicar versões melhoradas de ambos. 3) Permite intervir estrategicamente a fim de explorar as potencialidades das energias renováveis para as quais o investimento está a estagnar globalmente desde 2015. 4) Oferece uma via para que o movimento laboral se torne um parceiro fiável das iniciativas ambientais e do movimento climático global. 5) Pode proporcionar uma via para a participação em massa na mudança sistêmica com objetivos concretos, como a conversão da indústria automóvel, redes descentralizadas de energias renováveis, um sistema de saúde público e comunitário, entre outros.

    Abstract in English:

    Abstract The central line of argument in this contribution is that the urgency of the economic, social and environmental crises demands to go beyond the institutionalist efforts to install more Global Framework Agreements or Decent Work Campaigns that often only come with piecemeal changes, if at all. The social uprisings in various countries around the globe that erupted in 2019 and 2020 underline the emerging pressure towards a broader vision of systemic change. The shift of emphasis towards Global Economic Planning opens up the following perspectives: 1. It allows to study and adapt the methods used by transnational corporations in economic planning for alternative purposes. 2. It allows to retrieve experiences made both in capitalist planning, i.e. in the framework of industrial policy and developmental states, and in socialist planning and to apply enhanced versions of both. 3. It allows to intervene strategically in order to exploit the potentials of renewable energy for which investment is stagnating globally. 4. It offers an avenue for the labour movement to become a reliable partner of environmental initiatives and the global climate movement. 5. It can provide an avenue for mass participation in systemic change with concrete objectives like the conversion of the automobile industry, decentralised renewable energy grids, and public and community based health and care systems.
  • The globalization of Just Transition in the world of labour: The politics of scale and scope Dossier - Transnational Labor Struggles And Political Repertoires

    Stevis, Dimitris

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O artigo trata da chamada “transição justa” enquanto principal expressão do ambientalismo trabalhista em nível global, e mostra como as organizações sindicais internacionais têm desempenhado um papel central nessa discussão. O objetivo da contribuição é fornecer um relato analiticamente informado dessa trajetória. Em sua primeira parte, esclarece o esquema analítico utilizado; na segunda e principal parte, emprega tal esquema para traçar o papel dos sindicatos globais na globalização da “transição justa”. Em particular, argumenta-se que a globalização da “transição justa” no mundo do trabalho continua sendo um processo em andamento, na medida em que reflete tanto as dinâmicas Norte-Sul quanto as setoriais. Conclui-se com um comentário sobre as causas por detrás desses achados, bem como sobre as perspectivas e desafios para ampliar a “transição justa”.

    Abstract in English:

    Abstract Just Transition has become the major expression of labour environmentalism at the global level and global union organizations have played a central role. My goal in this article is to provide an analytically informed account of this trajectory. The first part of this contribution, therefore, clarifies the analytical scheme. In the second and main part I will use this analytical scheme to trace the role of global unions in the globalization of just transition within global labour. In particular I will argue that the globalization of just transition within the world of labour remains a work in progress while it reflects both North-South and sectoral dynamics. I close by commenting on the causes behind these findings and the prospects and challenges of broadening just transition.
  • Conditionality and trade union action in the promotion and defence of workers’ rights: The Spanish case Dossier - Transnational Labor Struggles And Political Repertoires

    Guerrero, Fernando Elorza; Muñoz, Manuel García

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A condicionalidade, entre outros aspectos, determina que o desenvolvimento regulatório dos países que integram a União Europeia possa ser realizado, como é habitual na esfera social, sem a intervenção, ainda que mínima, dos representantes dos trabalhadores e empresários, assim como de outras formações políticas no campo legislativo. Essa ausência de participação social ou política pode promover ações de resposta, sejam tradicionais (greves, manifestações, retirada de apoio parlamentar na adoção de medidas legislativas etc.), ou novos tipos (concentrações espontâneas em locais públicos, assembleias gerais de cidadãos sem convocador definido, surgimento de formações sociais e políticas de tipologia menos visível ou outras semelhantes). A crise financeira desencadeada no final de 2007 e a provocada pela situação de emergência sanitária decorrente da disseminação global da Covid-19, no início de 2020, têm incentivado precisamente o uso da condicionalidade no espaço da União Europeia. No entanto, as formas como a condicionalidade se desenvolveu em uma e outra crise no Estado espanhol não foram idênticas. Também não foram idênticas as reações dos atores sociais e políticos, pois se na primeira crise esses atores experimentaram uma redução nas suas funções de participação ou intervenção na ação legislativa e na proposição de ações políticas, na segunda as possibilidades de ação foram muito mais significativas, assim como a sua contribuição para os esforços a fim de superar a situação de crise.

    Abstract in English:

    Abstract Conditionality, among other aspects, determines that the regulatory development of the countries that make up the European Union can be carried out, as is usual in the social sphere, without the intervention, or at least minimally, of the workers’ representatives and entrepreneurs, and also from other political formations in the legislative field. Logically, this absence of social or political participation can promote response actions against them, either traditional (strikes, demonstrations, withdrawal of parliamentary support in adoption of legislative measures etc.), or new types (spontaneous concentrations in public places, general assemblies of citizens without a defined convener, appearance of social and political formations of less visible typology, or other similar ones). The financial crisis unleashed at the end of 2007 and the one derived from the health emergency situation due to the global spread of Covid-19, at the beginning of 2020, have precisely encouraged the use of conditionality in the European Union space. However, the way in which conditionality has been developed in one and another crisis in the Spanish State can be said that it has not been identical. Neither have been the reactions of social and political subjects, because if in the first crisis these subjects have experienced a reduction in their functions of participation or intervention in legislative action and in the proposal of political actions, in the second the possibilities of action have been much more significant, and also their contribution to efforts to overcome the crisis situation.
  • The International Labor Movement as an agent of change: Temporary Foreign Workers and Union Renewal in Asia Dossier - Transnational Labor Struggles And Political Repertoires

    Ford, Michele

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este artigo analisa o papel das Federações Sindicais Globais (GUFs) e Organizações de Apoio e Solidariedade (SSOs) nas tentativas dos sindicatos sudeste-asiáticos de alcançarem trabalhadores estrangeiros temporários em sete países da região. Baseia-se em dez anos de trabalho de campo qualitativo com as GUFs, seja em suas sedes, seja em nível regional - fortemente dependente da migração laboral temporária -, e com seus afiliados nos respectivos países. A renovação e a revitalização do sindicalismo são vistas como efeitos colaterais desse enfoque, na medida em que novos membros são capazes de fortalecer a adesão e trazer novas ideias e perspectivas para o movimento.

    Abstract in English:

    Abstract This paper analyses the role of the Global Union Federations (GUFs) and Solidarity Support Organizations (SSOs) have played in Asian unions’ attempts to reach out to temporary foreign workers, drawing on ten years of qualitative fieldwork with the GUFs at headquarters and regional level and with their affiliates in the seven Asian countries that rely most heavily on temporary labor migration. Union renewal and revitalization are seen as side-effects of that focus, as new constituencies are able to shore up membership and bring new ideas and perspectives into the movement.
  • Warring Brothers: Constructing Komatsu’s and Caterpillar’s Globalization Dossier - Transnational Labor Struggles And Political Repertoires

    Goods, Caleb; Herod, Andrew; Ellem, Bradon; Rainnie, Al

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O artigo compara os caminhos percorridos pelas duas maiores empresas de máquinas de engenharia do mundo, a japonesa Komatsu e a americana Caterpillar para se tornarem “atores globais”. É investigada a forma como ambas as empresas gerenciavam ativamente as questões geográficas à medida que cresciam. Como “irmãos em guerra”, elas não apenas competiam entre si, mas, ao longo do processo, acabaram por moldar a forma organizacional uma da outra enquanto construíam ativamente a escala global de sua própria existência - sua globalização, em outras palavras, não era um dado, mas teve de ser construída proativamente. Tanto o Estado quanto o trabalho organizado desempenharam papéis significativos no desenho das evoluções geográficas de ambas as empresas.

    Abstract in English:

    Abstract We detail how the world’s two largest engineering machinery firms, Japan’s Komatsu and the US’s Caterpillar, actively managed geographical concerns to become global actors. We argue that their globalization was not a teleological given but had to be proactively made. Both the state and organized labor played significant roles in shaping their geographical evolutions, as did their efforts to outmaneuver each other spatially. Their globalization, then, was part of a broader spatial politics under capitalism.
  • Two forms of transnational organizing: Mapping the strategies of global union federations Dossier - Transnational Labor Struggles And Political Repertoires

    Schmalz, Stefan; Conrow, Teresa; Feller, Dina; Rombaldi, Maurício

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Tornou-se um lugar-comum entre acadêmicos e dirigentes sindicais que a globalização enfraqueceu os sindicatos. A terceirização, a competição global e as realocações de fábricas redefiniram o mundo do trabalho e cobraram seu tributo na filiação sindical. No entanto, a expansão do capital global também levou a um aumento da organização transnacional do trabalho. Desde os anos 2000, as Federações Sindicais Globais desenvolveram diferentes estratégias para enfrentar os desafios da globalização. Neste artigo, analisamos duas dessas formas de organização transnacional: uma forma de organização baseada em rede e outra baseada em eventos. Enquanto a abordagem baseada em rede reúne sindicatos de diferentes países em uma empresa ou rede internacional de todo o setor, a estratégia baseada em eventos é construída sobre o envolvimento das GUFs, aproveitando a janela de oportunidade de grandes eventos internacionais para travar lutas locais com um impacto duradouro no trabalho Com base em uma abordagem de recursos de poder e geografia de trabalho, e usando dados empíricos de dois estudos de caso, a campanha da Copa do Mundo Fifa 2014 da Building and Woodworkers International e a rede do Sindicato Internacional dos Trabalhadores em Transporte da América Latina, demonstramos como as Federações Sindicais Globais estão usando diferentes caminhos de ativismo transnacional para conectar o global com o local.

    Abstract in English:

    Abstract It has become a commonplace belief among academics and trade union officials that globalization has weakened trade unions. However, the expansion of global capital has also led to a rise of transnational labor organizing. Since the 2000s, Global Union Federations have developed different strategies to tackle the challenges of globalization. In this article, we analyze two such forms of transnational organizing: A network-based and an event-based form of organizing. While the network-based approach brings together unions from different countries in a company or industry-wide cross-border network, the event-based strategy is built on the engagement of the GUFs at large international events to wage local struggles with a lasting impact on labor relations. By drawing on a power resource approach and labor geography and by using empirical data from two case studies, the Building and Woodworkers International’s Fifa World Cup campaign of 2014 and the International Transport Workers Union’s Latam Union network, we demonstrate how GUFs are using different pathways of transnational activism to link the global with the local and why local trade union action is crucial for success in transnational organizing.
  • Cross-border trade union networks in transnational corporations: A comparison between sectors Dossier - Transnational Labor Struggles And Political Repertoires

    Framil Filho, Ricardo; Galhera, Katiuscia Moreno; Silva, Leonardo Mello e

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este artigo analisa redes sindicais transfronteiras em Empresas Transnacionais (ETNs) nos setores químico e metalúrgico, confecção do vestuário, comércio e bancário, no Brasil. Conceitualizadas como respostas sindicais globais para a crescente expansão das ETNs, tais redes têm sido estabelecidas em diferentes parâmetros no país, se envolvido com grandes empresas fora das estruturas tradicionais de relações de trabalho e se arriscando no campo controverso do diálogo social, responsabilidade corporativa e governança privada. Partindo de diferentes bagagens metodológicas de pesquisa, nossos resultados sugerem que redes sindicais em ETNs podem ser utilizadas para rearranjar prerrogativas sindicais em diferentes níveis, mas continuam enraizadas em estruturas institucionais prévias. Nesse sentido, tais sindicatos incorporam limites prévios de atuação, como a exclusão de grupos relevantes de trabalhadores(as), mesmo nos casos em que estes(as) podem expandir o campo de ação de sindicatos.

    Abstract in English:

    Abstract This article analyses cross-border trade union networks in Transnational Corporations (TNCs) in the metal and chemical, garment, retail, and commercial banking sectors in Brazil. Conceptualized as global union responses to the growing reach of TNCs, such networks have been established in different settings in the country and have engaged major corporations outside of traditional industrial relations frameworks, venturing into the controversial field of social dialogue, corporate responsibility, and private governance. From different research backgrounds, our findings suggest that union networks in TNCs can be used to rearrange union prerogatives across different levels but remain embedded in previous institutional structures. In this sense, such unions incorporate existing union boundaries, including the exclusion of relevant groups of workers, even as they can scale up the scope of trade union action.
  • Digital communication as a global challenge for trade unions: Lessons from Brazil and Portugal Dossier - Transnational Labor Struggles And Political Repertoires

    Costa, Hermes Augusto; Carneiro, Bia

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Enquanto questão transversal a toda a sociedade, a evolução das tecnologias digitais é particularmente desafiadora para os atores tradicionais do mundo do trabalho que, por sinal, estão acostumados ao trabalho em formato presencial próprios dos contatos face a face. Este artigo discute as possibilidades distintas do uso das redes sociais como uma estratégia global de vanguarda para o trabalho organizado. Após um esclarecimento inicial de conceitos úteis a ter em conta na era digital, nós nos concentramos na presença dos sindicatos nas redes sociais, identificando os prós e os contras associados à comunicação baseada na utilização de plataformas digitais. Por fim, o artigo debate as implicações das plataformas sociais enquanto ferramentas para fortalecer redes com atores não sindicais e contribuir para a ampliação da agenda trabalhista. Por meio de uma análise comparativa de quatro confederações sindicais, duas do Brasil e duas de Portugal, argumentamos que, apesar das possibilidades de alcance e interação facultadas pelas novas tecnologias de comunicação e informação, as confederações sindicais mantêm redes restritas e um desatualizado modelo de comunicação de “cima para baixo”.

    Abstract in English:

    Abstract As a cross-cutting issue encompassing all of society, the evolution of digital technologies is particularly challenging to traditional labour actors that are accustomed to physical work and face-to-face contact. This article discusses the distinctive possibilities of social media use as a forward-thinking global strategy for organised labour. After an initial clarification of useful concepts to consider in the digital age, we focus on the social media presence of trade unions, identifying the pros and cons associated with platform-based communication. Finally, the article debates the implications of social media platforms as tools to strengthen networks with nonunion actors and contribute to the amplification of the labour agenda. Through a comparative analysis of four trade union confederations, two from Brazil and two from Portugal, we argue that, despite the possibilities for outreach and interaction enabled by the new communication and information technologies, trade union confederations maintain constricted networks and an outdated top-down communications model.
  • Labor and informal work in North-South relations: A study on Iberian countries and Latin-America Dossier - Transnational Labor Struggles And Political Repertoires

    Estanque, Elísio; Climent, Víctor F.

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Partindo das relações Norte/Sul, e considerando a ligação histórica entre os países ibéricos e a América Latina (AL), pretende-se analisar tendências, contrastes e assimetrias em diferentes escalas. Poderes assimétricos, tensões e negociações dinâmicas são discutidos tanto na escala do sistema mundial quanto no contexto da União Europeia. À luz das recentes transformações do capitalismo internacional, nosso trabalho aborda, por um lado, o fenômeno da informalidade/ precariedade do trabalho e, por outro, recorrendo a um histórico mais prospetivo, diagnostica alguns dos desafios recentes da inovação tecnológica e da digitalização. Com base num projeto em curso relacionado com essas questões (Latwork), nossa análise baseia-se no conhecimento sociológico desenvolvido por diversas equipes de investigação na área do trabalho, nomeadamente no que diz respeito à informalidade e à inovação tecnológica. Nesse sentido, referem-se alguns dados quantitativos concernentes a esses países da AL (Brasil, Argentina e Chile) para ilustrar a presença do trabalho informal e a necessidade de promover o emprego decente. Como sabemos, o flagelo da informalidade e da vulnerabilidade das classes trabalhadoras é uma característica estrutural que permanece nesse continente desde a herança colonial e durante o processo de industrialização periférica. Assim, o espírito do nosso estudo reside no esforço de compreender as mudanças que estão ocorrendo no campo das relações de trabalho em um momento em que o capitalismo global se encontra em uma encruzilhada diante dos impactos brutais da pandemia Covid-19.

    Abstract in English:

    Abstract Departing from the North/South dialogue, and considering the historical relations between the Iberian countries and Latin America (LA), the aim is to analyze trends, contrasts and asymmetries in different scales. Asymmetric powers and dynamic tensions and negotiations are discussed both in the world-system scale and in the European Union context. In the light of recent transformations in international capitalism, our paper addresses, on the one hand, the phenomenon of informality / labor precariousness and, on the other, resorting to a more prospective record, diagnoses some of the recent challenges of technological innovation and digitalization. Considering an ongoing project related to these issues (Latwork), our analysis encompasses the sociological knowledge developed by diverse research teams on the labor field, namely regarding informality and technological innovation. For this purpose, we also gather quantitative data on research teams from the universities of LA countries (Brazil, Argentine and Chile) using factorial analysis. The aim is to foster decent work, particularly in the Latin American countries under study, where, as we know, the scourge of informality and vulnerability of the working classes is a structural feature that remains from colonial heritage till the early peripheral industrialization. Thus, the spirit of our study lies in the effort to understand the changes taking place in the field of labor relations at a time when global capitalism is at a crossroads in the face of the brutal impacts of the Covid-19 pandemic.
  • Platform workers in Latin America: Transnational logics and regional resistances? Dossier - Transnational Labor Struggles And Political Repertoires

    Miguez, Pablo; Menendez, Nicolas Diana

    Abstract in Portuguese:

    Resumo O auge das plataformas na América Latina está no centro dos processos industriais e de provisão de serviços nas cidades da região. Os trabalhadores comandados pelas plataformas (motoristas de automóveis, motocicletas, bicicletas etc.) começaram a organizar-se, e suas lógicas tomam repertórios de diferentes países, pelo caráter global desses mesmos processos produtivos, assim como pelo forte peso do trabalho migrante nesses setores de serviços de mensagem, correio ou mobilidade de pessoas. Com base em uma abordagem qualitativa, o artigo trata das principais formas de organização e dos processos de lutas emergentes no novo contexto, que se vê potencializado pela maior intensidade do uso desse tipo de plataformas desde a crise da Covid-19.

    Abstract in English:

    Abstract The platforms boom in Latin America is at the current core of the industrial and retail sectors. Platform workers (i.e., drivers, motorcyclists and bikers) started organizing along different repertoires taken from other countries thanks to the global character of productive processes and the weight of migrant labor in services, such as mail, post services, and mobility of people. From a qualitative approach, this article proposes an overview of main organizing experiences and burgeoning struggles in this new context aggravated by the intensification of such platforms within the Covid-19 crisis.
  • Labour and globalisation: Complexity and transformation Dossier - Transnational Labor Struggles And Political Repertoires

    Munck, Ronaldo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A título de balanço conclusivo das contribuições reunidas neste Dossiê, o artigo traça um quadro abrangente dos tópicos discutidos pelos autores e levanta algumas questões que apontam para uma possível agenda de estudos sobre o mundo do trabalho hoje. Inicia refletindo sobre o sentido de se discutir o significado real do que deve ser considerado “normal” ou “saudável” após a crise do Covid-19. Em seguida, direciona a discussão para o mundo do trabalho, com consequências interessantes, questionando o que é de fato “normal” nas relações de trabalho. Dentro do mesmo diapasão, é lembrado o papel dos chamados “trabalhadores essenciais” durante a crise sanitária, quando muitas realidades invisíveis se tornaram visíveis. Por outro lado, o autor chama a atenção para a crise econômica iminente, afetando empregos e empresas. De forma similar, alerta sobre a piora das condições de trabalho em um mundo pós-Covid: nenhuma “volta ao normal” pode ser concebida sem um abalo das estruturas importantes do mundo tal como existe. Um desses pilares é a divisão Norte-Sul: de acordo com o autor, tal divisão está se afrouxando, pois o desenho de dois mundos estanques está hoje menos nítido - encontramos informalidade em ambos os “mundos”, bem como a presença da economia digital e das desigualdades, que estão presentes tanto no Norte quanto no Sul, de maneira que as diferenças tendem a desvanecer. Por fim, o autor passa a comentar uma a uma cada contribuição para o Dossiê, apontando o que é crucial e distinto em cada uma delas.

    Abstract in English:

    Abstract As a matter of balance of the contributions joined in the Dossier, this final word draws a comprehensive picture of the issues discussed by the authors and raises some questions pointing to a possible agenda for current labor studies. First, it sparks reflections going in the sense of discussing the actual meaning of what is to be considered either “normal” or “healthy” after Covid-19 crisis. Then it addresses such discussion to the world of work with interesting consequences, asking what is actually “normal” in labor relations. In the same vein, it reminds us the role of the so-called “essential workers” during the sanitary crisis: a lot of invisible realities which are now becoming visible. On the other side, the author call attention to imminent economic crisis, affecting jobs and companies. Similarly, he warns about the worsening of the working conditions under a post-Covid world: no “return to normal” is envisioned without shaking important structures of the already-known world. One of those pillars is the North-South divide: according to the author, that divide is loosing because the neat two-worlds mapping is blurred today - we find informality on both “worlds”, as well as either digital economy and inequalites are present North and South, so clear-cut differences may tend to disappear. The author finally proceeds to make a short comment about every of the contributions to the dossier, pointing out what is crucial and distinctive in each of them.
  • Culture and society in the first Critical Theory Artigos

    Musse, Ricardo

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A questão acerca da relação entre cultura e sociedade constitui um dos temas centrais da primeira geração da Teoria Crítica, num percurso que se estende do discurso de posse de Max Horkheimer na direção do Instituto de Pesquisas Sociais aos últimos textos de Adorno. Este artigo se propõe a acompanhar a questão ao longo dessa trajetória. Para tanto, concentra-se no comentário de alguns conceitos decisivos: cultura, autoridade e família; cultura afirmativa; teoria materialista da cultura; indústria cultural e cultura no mundo administrado.

    Abstract in English:

    Abstract The question of the relationship between culture and society is one of the central themes of the first generation of Critical Theory, it extends from possession speech of Max Horkheimer at the Institute of Social Research to Adorno’s last texts. This article aims to follow the issue along this trajectory. To this end, it focuses on commenting on some decisive concepts: culture, authority and family; affirmative culture; materialist theory of culture; cultural industry and culture in the administered world.
  • Memory and military dictatorship: Remembering human rights violations Artigos

    Santos, Myrian Sepúlveda dos

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Este artigo tem por objetivo analisar a formação de arquivos, a preservação de sítios da memória e a criação de museus relacionados com a construção da memória das violações de direitos humanos no período da ditadura civil-militar. Em sociedades contemporâneas, em que o ritmo da vida e as novas tecnologias dificultam os encontros e permanências, já não falamos tanto de memória comunitária ou do grupo, mas, sim, de memórias culturais, que são exteriorizadas e armazenadas a partir de meios ou suportes. Embora o trabalho da memória nem sempre tenha a capacidade de evitar a repetição de atrocidades, a necessidade que temos dele se impõe quando ameaças de negacionismo e falsificações históricas se fortalecem. As fontes de dados utilizadas estão presentes em documentos produzidos por organizações governamentais e da sociedade civil, meios de comunicação, sítios eletrônicos, instituições visitadas, bem como em algumas entrevistas realizadas.

    Abstract in English:

    Abstract This article aims to analyze the formation of archives, the preservation of memory sites and the creation of museums related to the construction of the memory of human rights violations during the period of the civil-military dictatorship. In contemporary societies, where the rhythm of life and new technologies make meetings and traditions difficult, we no longer speak so much about community or group memory, but rather about cultural memory, which are externalized and stored through media. Although memory work does not always have the capacity to prevent the repetition of atrocities, the need for it is imposed when threats of denials and historical falsifications are strengthened. The data sources used are present in documents produced by government and civil society organizations, media, websites, institutions visited, as well as in some interviews.
  • The end of the old division? Public and private in the internet age Artigos

    Miguel, Luis Felipe; Meireles, Adriana Veloso

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A emergência da internet impôs desafios à distinção público/privado - que é estruturadora de muitos modelos que pensam o mundo social, de instituições e de normas jurídicas. (1) A homologia entre localização espacial e acesso a uma ou outra esfera é cada vez menos sustentável. (2) Há uma transição sem solução de continuidade da comunicação privada para a exposição pública. (3) A exposição pública perde seu contexto, já que pode ser reprodutível para qualquer outra audiência. (4) A privacidade fica em suspenso diante da vigilância sobre as trocas comunicativas on-line, incluindo aquelas que seriam privativas. O artigo analisa os efeitos da disparidade entre os pressupostos da normatização jurídica vigente e a experiência socialmente estruturada.

    Abstract in English:

    Abstract The emergence of the internet posed substantial challenges to the public/private distinction, that is structuring in many models that think about the social world, the institutions and legal norms. (1) The homology between spatial location and access to one or another sphere is increasingly less sustainable. (2) There is a transition without solution from private communication to public exposure. (3) The public exposure loses its context, since it can be reproduced to any other audience. (4) Privacy remains on hold before the vigilance on the online communicative exchanges, including the ones that would be private. The text analyses the effects of the disparity between the assumptions of the current legal norm and the socially structured experience.
  • Women in the Social Economy: at the heart of action, far from the decision Artigos

    Monteiro, Alcides A.

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Com este texto, pretende-se alertar para a persistente desproporção entre homens e mulheres nos cargos de liderança das entidades da Economia Social. Para o efeito, observa-se a realidade portuguesa sobre a qual, pela primeira vez, estão disponíveis dados atualizados e a nível nacional, recolhidos pelo INE - Instituto Nacional de Estatística. Refletindo sobre as causas que lhe subjazem, propomo-nos ainda abordar as vias para ultrapassar a segregação de gênero. Neste ponto, partimos de uma constatação importante, a de que existe no seio das mencionadas organizações um bloqueio à mudança decorrente da invisibilidade das questões de gênero e de uma negação do problema, para advogar que uma parte da dinâmica de mudança em favor da igualdade de poder exige atuação interna, ao nível da consciencialização, do empoderamento e de uma abordagem transformadora.

    Abstract in English:

    Abstract With this text, it is intended to alert to the persistent disproportion between men and women in the leadership positions of social economy entities. To this end, we observe the Portuguese reality on which, for the first time, updated data are available at the national level, collected by INE - National Institute of Statistics. Reflecting on the underlying causes, we also propose to address the ways to overcome gender segregation. At this point, we start from an important observation, that there is a blockage to change within the aforementioned organisations due to the invisibility of gender issues and a denial of the problem, to advocate that part of the dynamics of change in favour of equality of power requires internal action, at the level of awareness, empowerment and a transformative approach.
  • To “decolonize” the common: a critical essay on the work of Dardot and Laval Artigos

    Silva, Rafael Afonso da

    Abstract in Portuguese:

    Resumo A obra de Dardot e Laval sobre o comum ainda não foi submetida ao crivo da crítica da colonialidade. Diante dessa lacuna, exploram-se, neste artigo, as potencialidades “decoloniais” dessa obra - localizando-as em sua concepção construtivista do comum -, bem como suas armadilhas “coloniais” - relacionadas com os limites eurocêntricos de sua arqueologia do comum, a subestimação da heterogeneidade das relações de poder e a dificuldade de facear os limites da “língua política” autorizada pelas instituições moderno-ocidentais. Conclui-se com um convite à expansão do imaginário político do comum a partir do repertório de experiências sociais não ocidentais/ não imperiais, sob o imperativo da norma da inapropriabilidade epistêmica ou cosmopolítica.

    Abstract in English:

    Abstract Dardot and Laval’s work on the common has not yet been subjected to criticism of coloniality. Faced with this gap, this article explores the “decolonial” potentialities of this work - locating them in its constructivist conception of the common - as well as its “colonial” traps - related to the Eurocentric limits of its “archeology” of the common, the underestimation of the heterogeneity of power relations and the difficulty of facing the limits of the “political language” authorized by modern-Western institutions. It concludes with an invitation to expand the political imaginary of the common from the repertoire of non-Western/ non-imperial experiences, under the imperative of the norm of epistemic or cosmopolitical inappropriability.
  • O método (auto)biográfico: a perspectiva de um pioneiro. Entrevista com Jean Peneff Entrevista

    Brochier, Christophe; Costa, Luciano Rodrigues
  • Maria Luiza Tucci Carneiro, Impressos subversivos: arte, cultura e política no Brasil 1924-1964. São Paulo, Intermeios, 2020, 212 pp. Resenha

    Bagolin, Luiz Armando
Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo Av. Prof. Luciano Gualberto, 315, 05508-010, São Paulo - SP, Brasil - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: temposoc@edu.usp.br