ISSN 0102-7638 versão impressa
ISSN 1678-9741 versão online

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

 

1. Objetivo e Política Editorial

O Brazilian Journal of Cardiovascular Surgery (BJCVS) é o órgão oficial de divulgação da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular (SBCCV). Trata-se de uma revista científica revisada por pares, bimestral e com circulação regular desde 1986.


O BJCVS tem como objetivo registrar a produção científica e de inovação em cirurgia cardiovascular e fomentar o estudo, aperfeiçoamento e atualização dos profissionais da especialidade. Tem impacto significativo na prática de cirurgia cardiovascular e áreas correlatas.


O BJCVS segue as recomendações (Uniform Requirements for Manuscripts Submitted to Biomedical Journals) do International Committee of Medical Journal Editors (ICMJEwww.icmje.org), do Committee on Publication Ethics (COPE https://publicationethics.org/), da Council of Science Editors (CSE https://www.councilscienceeditors.org/) e da World Association of Medical Editors (WAME http://www.wame.org/).


Os trabalhos enviados para publicação no BJCVS devem versar sobre temas relacionados à cirurgia cardiovascular e áreas afins. A revista publica as seguintes categorias de artigos: Artigos Originais, Artigos de Revisão, Comunicações Breves, Como eu Faço, Multimídia, Carta ao Editor, Editorial e Guidelines.


A aceitação será feita com base em originalidade, significância e contribuição científica. Artigos com objetivos meramente propagandísticos ou comerciais não serão aceitos.


Os artigos devem ser submetidos somente em inglês, empregando linguagem fácil e precisa e evitando-se a informalidade da linguagem coloquial. Só serão considerados para avaliação os manuscritos cujos dados não estejam sendo avaliados por outros periódicos e/ou que não tenham sido previamente publicados.


Os artigos aceitos são prontamente publicados na íntegra no site www.bjcvs.org e no SciELO (www.scielo.br/rbccv), com links específicos no site da SBCCV (www.sbccv.org.br) e da CTSNET (www.ctsnet.org) imediatamente após a aceitação (ahead of print). Todos os conteúdos publicados no BJCVS estão sob licença da Creative Commons (CC-BY) Atribuição 4.0 Internacional (https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt).


O BJCVS, ciente da importância de divulgar os artigos publicados, está indexada nas principais bases de dados internacionais: Web of Science (Clarivate Analytics), PubMed Central, PubMed/MEDLINE, SCOPUS (SCImago), ProQuest, Latindex, Redalyc, EBSCO e Google Scholar e nacionais: LILACS e SciELO.

 

2. Pesquisas com Seres Humanos e Experimentais

A investigação em seres humanos deve ser submetida ao Comitê de Ética da instituição, cumprindo a Declaração de Helsinque de 1975, revisada em 2013 (World Medical Association, disponível em: https://www.wma.net/wp-content/uploads/2016/11/DoH-Oct2013-JAMA.pdf) e a Resolução 466/2012 do Conselho Nacional de Saúde, disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.html.

Os manuscritos devem ser acompanhados de uma declaração de que a pesquisa foi realizada com o consentimento informado e apropriado de cada um. O consentimento por escrito deve ser obtido do paciente (responsável legal ou executor, se apropriado) para a publicação de qualquer detalhe ou fotografia que possa identificar um indivíduo.

Nos trabalhos experimentais envolvendo animais, devem ser respeitadas as normas estabelecidas no Guide for the Care and Use of Laboratory Animals (Institute of Laboratory Animal Resources, National Academy of Sciences, Washington, D.C., Estados Unidos), de 1996, e a Diretriz Brasileira para o Cuidado e a Utilização de Animais para Fins Científicos e Didáticos (DBCA), do Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal – CONCEA – http://pages.cnpem.br/ceua/wp-content/uploads/sites/56/2015/06/DBCA.pdf, de 2013.

 

3. Considerações Éticas

O BJCVS apoia as recomendações do Committee on Publication Ethics (COPE), da Council of Science Editors (CSE) e do World Association of Medical Editors (WAME) em relação aos padrões éticos de publicação: plágio, duplicatas e publicação redundante, fabricação de dados e correções e retratações. Quaisquer casos de má conduta serão tratados com as devidas sanções estabelecidas pelo Conselho Editorial.

  • Plágio: consiste na apropriação de ideias, processos, resultados ou palavras de outra pessoa sem dar os créditos apropriados. Os autores são responsáveis pelo conteúdo e pelas informações contidas em seus manuscritos. O BJCVS utiliza o software Similarity Check, que permite detectar similaridades nos materiais submetidos. Os manuscritos que tenham sido plagiados serão rejeitados e os autores poderão incorrer em sanções determinadas pelo Conselho Editorial.
  • Publicação em Duplicata e Publicação Redundante: o BJCVS se compromete a publicar apenas material original, ou seja, material que não tenha sido publicado anteriormente ou que não esteja em processo de revisão em outros periódicos, inclusive em idiomas diferentes do inglês. Os artigos submetidos ao BJCVS não devem ser submetidos a nenhum outro periódico enquanto estiverem em processo de avaliação. A publicação em duplicata refere-se à prática de submeter o mesmo estudo em dois ou mais periódicos e a publicação redundante consiste na divisão inadequada dos resultados do estudo em mais de um artigo (prática também conhecida como salami publication), que pode resultar na rejeição ou retratação do artigo e os autores podem incorrer em sanções estabelecidas pelo Conselho Editorial do BJCVS.
  • Fabricação e Falsificação de Dados: caso seja identificada fraude na manipulação de imagens, fabricação ou falsificação de dados, o manuscrito será sumariamente excluído do processo de avaliação e os autores poderão incorrer em sanções determinadas pelo Conselho Editorial.
  • Correções e Retratações: erros ou falhas, independentemente da natureza ou da origem, que não configurem má conduta, serão corrigidos por meio de errata. Em artigos já publicados em que a má conduta foi identificada, a retratação será feita informando o motivo da retratação devidamente referenciada. Todos os autores serão solicitados a concordar com o conteúdo.
  • Declaração de Conflito de Interesse: o BJCVS solicita que todos os autores declarem quaisquer relações financeiras, pessoais ou de organização que possam influenciar de forma inadequada (enviesar) o trabalho. Os autores deverão manifestar possível conflito de interesse, além da responsabilidade de qualquer violação. Para maiores informações sobre conflito de interesse, o BJCVS recomenda consultar as orientações do ICMJE (http://www.icmje.org/conflicts-of-interest/) e da WAME (http://wame.org/wame-editorial-on-conflict-of-interest).  

Conflitos incluem:

    • Financeiro: financiamento e outros pagamentos, bens e serviços recebidos ou esperados pelos autores relacionados ao assunto do trabalho ou de uma organização com interesse no resultado do trabalho.
    • Afiliações: ser empregado, fazer parte do conselho consultivo ou ser membro de uma organização com interesse no resultado do trabalho.
    • Propriedade intelectual: patentes ou marcas registradas de propriedade de alguém ou de sua organização.
    • Pessoal: amigos, familiares, relacionamentos e outras conexões pessoais próximas.
    • Ideológico: crenças ou ativismo, por exemplo, político ou religioso, relevante para o trabalho.
    • Acadêmico: concorrentes ou alguém cujo trabalho é criticado.

Se não houver conflito, os autores devem declarar não ter conflitos de interesse.  

A declaração de conflito de interesse deve ser informada no momento de submissão do manuscrito pelo sistema ScholarOne.

  • Declaração dos autores: os autores devem garantir que o artigo é um trabalho original sem fabricação, fraude ou plágio; não infringe nenhum direito autoral ou direito de propriedade de terceiros; não está sob consideração por outra publicação; e não foi publicado anteriormente. Os autores também devem garantir que cada um atendeu aos requisitos de autoria conforme recomendação do ICMJE (ver seção Preparação dos Manuscritos) e entendem que, se o artigo ou parte dele for falho ou fraudulento, cada autor compartilha a responsabilidade.
  • Sanções: práticas que ferem a integridade científica como Plágio, Autoplágio, Publicação em Duplicata e Publicação Redundante serão levadas para avaliação do Conselho Editorial para decisão de penalidades como suspensão de publicar no periódico por período determinado pelo Conselho Editorial. Os autores serão imediatamente comunicados de todas as etapas deste processo.

 

4. Padrões de Qualidade

O BJCVS exige que todos os artigos submetidos atendam aos padrões de qualidade estabelecidos pelas diretrizes para produção de relatos de pesquisa em saúde – E>nhancing the Quality and Transparency of Health Research (EQUATOR) Network (https://www.equator-network.org/):

4.1 Ensaios clínicos

  • Registro dos ensaios clínicos: o BJCVS apoia as políticas para registro de ensaios clínicos da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do ICMJE, reconhecendo a importância dessas iniciativas para o registro e a divulgação internacional de informação sobre estudos clínicos, em acesso aberto. Dessa forma, somente serão aceitos para publicação os artigos de pesquisas clínicas que tenham recebido um número de identificação em um dos Registros de Ensaios Clínicos validados pelos critérios estabelecidos pela OMS e pelo ICMJE (Registro Brasileiro de Ensaios Clínicos – REBEC – http://www.ensaiosclinicos.gov.br/ ou http://apps.who.int/trialsearch/default.aspx). O número de identificação do registro deve ser inserido na seção “Métodos”.

  • Os estudos randomizados devem seguir as diretrizes CONSORT (http://www.consort-statement.org). Esta declaração fornece uma abordagem baseada em evidências para melhorar a qualidade dos relatórios de ensaios clínicos. Todos os manuscritos descrevendo um estudo clínico devem incluir o Diagrama de Fluxo CONSORT mostrando o número de participantes de cada grupo de intervenção, bem como a descrição detalhada de quantos pacientes foram excluídos em cada passo da análise de dados. Todos os testes clínicos devem ser registrados e disponibilizados em um site de acesso livre. O protocolo do ensaio clínico (incluindo o plano de análise estatística completa) deve ser encaminhado com o manuscrito.

4.2 Declaração de compartilhamento de dados

Conforme a recomendação do ICMJE, adotada pelo BJCVS, os ensaios clínicos devem conter uma declaração de compartilhamento de dados. A declaração de compartilhamento deve indicar: os dados individuais dos pacientes; um dicionário de dados que defina cada campo no conjunto de dados e a documentação de apoio (por exemplo, código estatístico/analítico); o que será disponibilizado para acesso; quando, onde e como os dados estão disponíveis (informar o link de acesso do repositório de dados); tipos de análises permitidas; e se há restrições sobre o uso dos dados. Caso os dados não possam ser compartilhados, deve-se explicar o motivo do não compartilhamento. Para exemplos de declaração de compartilhamento de dados que atendam aos requisites do ICMJE, acesse: http://www.icmje.org/news-and-editorials/data_sharing_june_2017.pdf

 

5. Categorias de Manuscritos

  • Artigos Originais: artigos que relatem resultados novos e/ou inovadores para a área de cirurgia cardiovascular. Nesta categoria se incluem: ensaios clínicos, estudos de coorte, caso-controle, prevalência, incidência, estudos de acurácia e custo-benefício, estudos transversais, avaliações epidemiológicas e experimentais, entre outros estudos observacionais, e devem conter:

Número máximo de palavras no Título

40

Título resumido

12

Número máximo de palavras no Resumo

250

Número máximo de palavras
(excluindo: abstract, tabelas, figuras e referências)

5.000

Número máximo de figuras e tabelas

08

Número máximo de referências

25

  • Artigos de Revisão: estudos que utilizam métodos sistemáticos e critérios explícitos para identificar, selecionar e avaliar criticamente pesquisas relevantes. Nesta categoria se inclui revisão sistemática com e sem metanálises.

Número máximo de palavras no Título

40

Título resumido

12

Número máximo de palavras no Resumo

250

Número máximo de palavras
(excluindo: abstract, tabelas, figuras e referências)

6.500

Número máximo de figuras e tabelas

08

Número máximo de referências

75

  • Comunicação Breve: artigos voltados ao compartilhamento imediato de resultados recém-obtidos em tópicos de grande interesse. O foco deste tipo de artigo deve ser em hipóteses inovadoras que sejam passiveis de criar novos paradigmas no campo da cirurgia cardiovascular. Esses artigos devem conter:

Número máximo de palavras no Título

40

Título resumido

12

Número máximo de palavras no Resumo

100

Número máximo de palavras
(excluindo: abstract, tabelas, figuras e referências)

1.500

Número máximo de figuras e tabelas

02

Número máximo de referências

20

  • Como eu faço: artigos que abordem procedimentos de caráter ou com características inovadoras na área cardiovascular. Devem conter:

Número máximo de palavras no Título

40

Título resumido

12

Número máximo de palavras no Resumo

100

Número máximo de palavras
(excluindo: abstract, tabelas, figuras e referências)

1.500

Número máximo de figuras e tabelas

08

Número máximo de referências

10

  • Multimídia: modalidade que permite o envio de vídeos (extensão MP3 ou MP4) ou imagens que forneçam uma excelente visão de um importante estado de doença ou de seu tratamento. Deve conter:

Número máximo de palavras no Título

40

Título resumido

12

Número máximo de palavras
(excluindo: abstract, tabelas, figuras e referências)

1.500

Número máximo de vídeos

02

Número máximo de figuras

04

Número máximo de referências

08

  • Cartas ao Editor: as cartas ao editor devem comentar, discutir ou criticar artigos publicados no BJCVS, mas também podem versar sobre outros temas de interesse geral. Devem conter:

Número máximo de palavras no Título

40

Título resumido

12

Número máximo de palavras
(excluindo: abstract e referências)

1.000

Número máximo de referências

06

  • Editorial: apenas por convite.
  • Guidelines: apenas por decisão das Diretorias de Departamento da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular.

Categoria de Manuscritos e Limites de Palavras (Checklist)

Categoria Manuscrito (Palavras) Abstract Tipo de Abstract Tabelas/Figuras (nº) Referências (nº)
Artigo Original 5.000 250 Estruturado 08 25
Artigo de Revisão 6.500 250 Estruturado 08 75
Comunicação Breve 1.500 100 Não Estruturado 02 20
Como eu faço 1.500 100 Não Estruturado 08 10
Multimídia 1.500 N/A N/A 04 (02 vídeos) 08
Carta ao Editor 1.000 N/A N/A N/A 06

 

6. Preparação do Manuscrito

O manuscrito deve ser enviado em arquivo do MicrosoftOffice Word, com configuração obrigatória das páginas em papel A4 (210 × 297 mm) e margens de 2 cm em todos os lados, fonte Times New Roman tamanho 12 e espaçamento de 1,5 pt entre linhas.

A Carta de Apresentação deve ser encaminhada separadamente do manuscrito e deve ser preenchida diretamente via plataforma ScholarOne e deve informar os motivos pelos quais o BJCVS foi selecionado para a submissão, mencionando, inclusive, as contribuições científicas do manuscrito para o tema versado.

O BJCVS adota o processo de revisão de pares (double-blind peer review) e é constituído por três ou mais árbitros designados para realizar a revisão dos manuscritos. As identidades dos revisores e autores são ocultadas uns dos outros ao longo do processo de avaliação. Com o objetivo de facilitar o processo de submissão, o BJCVS recomenda que os autores elaborem seus manuscritos em arquivos separados, como descrito a seguir:

Title Page:

  • 1. Título e Autoria:
    • O título do trabalho deve estar em inglês e ser conciso e informativo. Deve ter no máximo 40 palavras.
    • O título resumido deve ser informado e deve conter 12 palavras.
    • Os títulos que necessitarem ser mais extensos deverão ser submetidos à aprovação do Editor-Chefe.
    • Nome completo dos autores com seus respectivos graus acadêmicos.
    • A afiliação de cada autor deve conter as informações: universidade, departamento, cidade, CEP, país, e-mail e ORCID (todos os autores devem ter o identificador ORCID – Open Researcher and Contributor IDhttps://orcid.org/signin).
    • Um autor correspondente deve ser indicado.
  • Responsabilidade dos Autores: é obrigatório que cada autor ateste ter participado suficientemente do trabalho para assumir a responsabilidade por uma parcela significativa do conteúdo do manuscrito. Cada um dos autores deve especificar suas contribuições para o trabalho. O autor correspondente ou autor que encaminhou o trabalho indicará, durante o processo de submissão, a garantia e a exatidão da integridade de todos os dados relatados no manuscrito. Exceto para novos artigos de tecnologia, declarações relativas à responsabilidade científica não aparecem no manuscrito publicado.

O BJCVS recomenda que a autoria se baseie nos quatro critérios descritos a seguir:

    1. Contribuições substanciais para concepção ou desenho da obra; ou aquisição, análise ou interpretação dos dados para o trabalho; e
    2. Elaboração do trabalho ou revisão crítica de importante conteúdo intelectual;
    3. Aprovação final da versão a ser publicada; e
    4. Consentimento em ser responsável por todos os aspectos do trabalho, garantindo que as questões relacionadas à precisão ou à integridade de qualquer parte do trabalho sejam devidamente investigadas e resolvidas.

Todos os colaboradores que não atendam aos critérios de autoria devem ser listados na seção Agradecimentos, bem como o apoio financeiro das agências de fomento.

  • 2. Estrutura do Manuscrito
  • Os artigos devem ser divididos de acordo com o desenho do estudo e seguir as recomendações da Equator Network (https://www.equator-network.org/):
    • Artigos Originais e Artigos de Revisão: Introdução, Métodos, Resultados, Discussão, Conclusão, Fomento (caso houver), Agradecimentos e Referências.
    • Comunicação Breve: Introdução, Comentários e Referências.
    • Como eu faço: Introdução, Técnica, Discussão, Conclusão e Referências.
    • Multimídia: Apresentação do Caso, Descrição da Técnica Empregada, Comentário e Referências.
    • Carta ao Editor, Editorial e Guidelines: podem ser estruturados em seções a critério do autor.

Estrutura do Manuscrito (Checklist)

 

Estrutura do Abstract

Estrutura do Manuscrito

Artigo Original
Artigo de Revisão

Introdução
Métodos
Resultados
Conclusão

Introdução
Métodos
Resultados
Discussão
Conclusão
Fomento (caso houver) Agradecimentos
Referências

Comunicação Breve

Não Estruturado

Introdução
Comentários
Referências

Como eu faço

Não Estruturado

Introdução
Técnica ou Procedimento
Discussão
Conclusão
Referências

Multimidia

Não Estruturado

Apresentação do Caso
Descrição da Técnica Empregada Comentário
Referências

Carta ao Editor, Editorial e Guidelines

N/A

N/A

  • Resumo (Abstract): deve ser estruturado em quatro seções: Introdução, Métodos, Resultados e Conclusão. Evitar abreviações. O número máximo de palavras deve seguir as recomendações das categorias de manuscritos. Nas categorias Como eu faço e Comunicação Breve os Abstracts não devem ser estruturados. A categoria Multimídia dispensa Abstract.
  • Descritores (Keywords): também devem ser incluídos de três a cinco descritores em inglês. Os descritores podem ser consultados nos seguintes endereços eletrônicos: https://meshb.nlm.nih.gov/MeSHonDemand ou http://decs.bvs.br.
  • Abreviações e Terminologia: o uso de abreviaturas deve ser mínimo. Quando expressões extensas precisam ser repetidas, recomenda-se que suas iniciais em maiúsculas as substituam após a primeira menção. Esta deve ser seguida das iniciais entre parênteses. Todas as abreviações em tabelas e figuras devem ser definidas nas respectivas legendas. O BJCVS adota a Terminologia Anatômica Oficial Universal, aprovada pela Federação Internacional de Associações de Anatomistas (FIAA).
  • Unidades de Medida: valores de grandezas físicas devem ser referidos de acordo com os padrões do Sistema Internacional de Unidades.
  • Fomento: todas as fontes de auxílio à pesquisa (se houver), bem como o número do projeto e a instituição responsável, devem ser declaradas. O papel das agências de financiamento na concepção do estudo e coleta, análise e interpretação dos dados e na redação do manuscrito deve ser declarado em Agradecimentos.
  • Agradecimentos: todos os colaboradores que fizeram contribuições substanciais no manuscrito (por exemplo, coleta de dados, análise e redação ou edição de assistência), mas que não preenchem os critérios de autoria, devem ser nomeados com suas contribuições específicas em Agradecimento no manuscrito.
  • Referências: as referências dos documentos impressos e eletrônicos devem ser normatizadas de acordo com o estilo Vancouver, elaborado pelo ICMJE. Exemplos do estilo Vancouver estão disponíveis no site da National Library of Medicine(NLM) em Citing Medicine: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK7256/.

As referências devem ser identificadas no corpo do texto com algarismos arábicos, sobrescritas, entre colchetes, obedecendo à ordem de citação no texto. A acurácia das referências é de responsabilidade do autor.

    • Se forem citadas mais de duas referências em sequência, apenas a primeira e a última devem ser digitadas, sendo separadas por um traço (exemplo: [6-9]). Em caso de citação alternada, todas as referências devem ser digitadas, separadas por vírgula (exemplo: [6,7,9]).
    • Em publicações com até 6 autores, todos devem ser citados; em publicações com mais de 6 autores, citam-se os 6 primeiros, seguidos da expressão latina “et al.”.
    • Títulos de periódicos devem ser abreviados de acordo com a List of Journals Indexed for MEDLINE (disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/nlmcatalog)
    • Evitar citações de teses, dissertações, livros e capítulos, jornais ou revistas não científicas (magazines) e no prelo, exceto quando se tratar de referencial teórico (exemplo: Handbook Cochrane).
    • O BJCVS incentiva o uso do DOI, pois garante um link permanente de acesso para o artigo eletrônico.
    • Para artigos ou textos publicados na internet que não contenham o DOI, indicar o endereço da URL completa, bem como a data de acesso em que foram consultados.
  • Exemplos mais comuns de Referências:
    • Artigos com o identificador DOI:

Pieczkoski SM, Margarites AGF, Sbruzzi G. Noninvasive ventilation during immediate postoperative period in cardiac surgery patients: systematic review and meta-analysis. Braz J Cardiovasc Surg. 2017 Jul-Aug;32(4):301-311. doi:10.21470/1678-9741-2017-0032.

    • Artigos Eletrônicos:
    • Zanetti BF, Gomes WJ, Han SW. Identification, selection, and enrichment of cardiomyocyte precursors. Biomed Res Int [Internet]. 2013 [cited 2019 Jan 5];2013:390789. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3703389/

    • Livros:
    • Jenkins PF. Making sense of the chest x-ray: a hands-on guide. New York: Oxford University Press; 2005. 194 p.

    • Livros na Internet:
    • Higgins JP, Green S, editors. Cochrane handbook for systematic reviews of interventions [Internet]. Version 4.2.6. Chichester (UK): John Wiley & Sons, Ltd.; 2006 [cited 2018 Out 15]. 257 p. Available from: http://www.cochrane.org/resources/handbook/handbook.pdf

  • Tabelas e Figuras: as Tabelas e Figuras devem ser numeradas de acordo com a ordem de aparecimento no texto, conter um título e estar em arquivos separados. As tabelas não devem conter dados já citados no texto. Devem ser abertas nos lados e com fundo totalmente branco. As abreviaturas utilizadas nas tabelas devem ser mencionadas em ordem alfabética, no rodapé, com as respectivas formas por extenso. Da mesma forma, as abreviaturas empregadas nas figuras devem ser explicitadas nas legendas. Só serão aceitas imagens nos formatos TIFF ou JPEG, com resolução mínima de acordo com o tipo de imagem, tanto para imagens em preto e branco como para imagens em cores: <strong>1200 dpi para gráficos simples em preto e branco, 300 dpi para fotografias em preto e branco e 600 dpi para fotografias coloridas. O BJCVS solicita que os autores arquivem em seu poder as imagens originais, pois caso as imagens submetidas on-line apresentem algum impedimento para impressão, entraremos em contato para que nos enviem estes originais.
  • Vídeos: vídeos podem ser enviados com um manuscrito via ScholarOne como “Arquivo suplementar”, juntamente com o artigo. Os formatos digitais aceitos são MP3 ou MP4. Em relação ao conteúdo, os colaboradores devem ser sucintos e os editores reservam-se o direito de exigir uma duração de vídeo mais curta. O vídeo deve ser de alta qualidade (tanto em conteúdo quanto em nitidez) e deve demonstrar as características descritas no texto do manuscrito. Além disso, o conteúdo da sequência de vídeos deve seguir diretamente o conteúdo da legenda de vídeo. O conteúdo do vídeo não deve exibir publicidade explícita de um produto. Apresentações educacionais são incentivadas.

O BJCVS sugere que os pacientes não sejam identificados no vídeo. Os Editores se reservam o direito de solicitar edição adicional de vídeo pelos autores antes da publicação.

 

7. Submissão Eletrônica

Os manuscritos devem ser, obrigatoriamente, submetidos e preenchidos online no sistema ScholarOne (https://mc04.manuscriptcentral.com/rbccv-scielo), acompanhados de:

    • Carta de Apresentação, com a exposição dos motivos pelos quais o BJCVS foi selecionado para a submissão, mencionando inclusive as contribuições científicas do manuscrito para o tema versado.
    • Declaração de conflitos de interesse de cada autor (a declaração deve ser preenchida via plataforma ScholarOne).
    • Página Título e Autoria.
    • Manuscrito.
    • Após o manuscrito aceito: Declaração dos Autores devidamente assinada por todos os autores do manuscrito.

Cada documento deve ser anexado, separadamente, no campo indicado pelo sistema.
Para iniciar o processo, o responsável pela submissão deverá cadastrar-se previamente no sistema como autor criando/associando o cadastro do ORCID – https://orcid.org/signin. Todos os autores devem ter o cadastro associado ao ORCID atualizado.

 

8. Processo de Avaliação de Manuscritos

O BJCVS adota o processo de revisão por pares (double-blind peer review), que é constituído por três ou mais árbitros designados para realizar a revisão dos artigos. As identidades dos revisores e autores são ocultadas uns dos outros ao longo do processo de avaliação.


Se o Editor-Chefe ou o Editor Associado considerarem que o manuscrito não tenha qualidade suficiente para passar pelo processo normal de revisão por pares, ou que o assunto do manuscrito está fora de escopo da revista, o manuscrito deve ser rejeitado sem nenhum processamento adicional.


Todas as contribuições científicas são revisadas por Editor-Chefe, Editores Associados de Área, Membros do Conselho Editorial e/ou Revisores Convidados, com os seguintes processos:


Processo de Avaliação de Manuscritos

Adequação às normas

Análise inicial, pela Assistente Editorial, quanto ao cumprimento das normas estabelecidas nas Instruções aos Autores. Caso o manuscrito não atenda às normas estabelecidas, será devolvido para correção.
Uma vez adequado às normas da Revista, o manuscrito é direcionado ao Editor-Chefe.

 

Processo de avaliação

O Editor-Chefe avalia a qualidade e o interesse do manuscrito e encaminha para o Editor Associado de Área.
O Editor Associado de Área avalia o manuscrito e o encaminha a três Revisores.

 

Pareceres

Os Revisores emitem seus pareceres diretamente no sistema ScholarOne.

O Editor Associado, tendo por base os pareceres, toma a decisão editorial:

  • aceitar,
  • revisar,
  • rejeitar e ressubmeter
  • ou rejeitar

e a encaminha ao Editor-Chefe.

Aprovação ou
Rejeição

O Editor-Chefe decide sobre a aprovação para publicação ou rejeição, sendo comunicado aos autores.

Em caso de aceite, o manuscrito entra no processo de editoração para publicação.

Revisão do inglês: o manuscrito é submetido à revisão do idioma.

A revisão das referências é realizada pela Assistente Científica, que faz a leitura do manuscrito para validar as referências, verifica a sequência das citações no texto e a correlação com a lista final e padroniza as referências segundo as Normas de Vancouver.

 

9. Provas

Antes da publicação dos artigos aceitos, os autores correspondentes receberão o artigo em sua versão finalizada e editorado para aprovação (em arquivo PDF). Para abrir esses arquivos, é necessário instalar o Acrobat Reader (download gratuito no endereço http://get.adobe.com/br/reader/). As correções solicitadas nessa fase do processo devem limitar-se a erros tipográficos, sem alteração do conteúdo do estudo ou de autores. Os autores deverão devolver as provas aprovadas via e-mail em até 48 horas após o recebimento da mensagem. Caso não devolvam o artigo no prazo estipulado, o artigo será automaticamente considerado aprovado. Uma vez finalizado o processo de produção de PDFs, o artigo será enviado para publicação.

 

[Home] [Sobre esta revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]


Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, 1505
15091-450 São José do Rio Preto SP Brasil
Tel: (17) 2136-7071 /Fax: (17) 2136-7030


bjcvs@sbccv.org.br