ISSN 1807-1929 versão online

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

 

Normas

As normas da Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental (Agriambi), apresentadas a seguir, estão sujeitas a modificações ao longo do tempo; desta forma, sugerimos aos autores consultá-las no momento de submissão de seus artigos. Os artigos submetidos não devem ter sido enviados a outro periódico e serão selecionados para avaliação pelos revisores apenas se estiverem integralmente dentro das normas da Revista.
Os autores deverão solicitar, à especialista, a correção ortográfica do Inglês de seus artigos antes de submetê-los ou devolvê-los à Revista, em qualquer etapa de tramitação. Artigos com problemas de ortografia serão prejudicados na avaliação podendo, por este motivo, ser rejeitados. Artigos que abordem pesquisa com experimento somente serão aceitos para publicação se atenderem a pelo menos um dos critérios seguintes: a) experimento com no mínimo 20 parcelas; b) delineamento experimental com o número de graus de liberdade do resíduo igual ou superior a dez; outra exigência é que o número de repetições dos tratamentos seja pelo menos três. Artigos científicos que descrevem resultados de pesquisa obtidos há mais de 8 anos não serão aceitos para publicação. Os autores deverão informar, nos itens Resumo, Abstract e Material e Métodos, o período e local (incluindo coordenadas geográficas) de realização da pesquisa, e, no caso de pesquisa com experimento, o delineamento experimental, os tratamentos e o número de repetições. Os artigos subdivididos em partes I, II etc devem ser submetidos juntos visto que serão encaminhados aos mesmos revisores.

 

Línguas e áreas de estudo

Os artigos científicos submetidos à Revista Agriambi devem ser originais e inéditos, e elaborados em Inglês. Para os artigos aceitos para publicação, será solicitado aos autores providenciarem a correção do Inglês através de uma das empresas credenciadas pela Revista, conforme lista disponibilizada na página www.agriambi.com.br. Na versão em Inglês deverá também ter Título, Resumo e Palavras-chave em Português, que deverão vir após o Título, Resumo e Palavras-chave em Inglês. Todas as palavras constantes nas figuras deverão está traduzidas para o Inglês, e os valores numéricos constantes nas tabelas, figuras e no texto deverão ter ponto em vez de vírgula separando a parte inteira da decimal. O nome de instituições brasileiras, a exemplo de departamentos, universidades e institutos devem permanecer em Português na versão em Inglês. Os artigos devem ser produto de pesquisa em uma das seguintes áreas: Manejo de Solo, Água e Planta, Engenharia de Irrigação e Drenagem, Meteorologia e Climatologia Agrícola, Armazenamento e Processamento de Produtos Agrícolas, Gestão e Controle Ambiental (esta área contempla apenas artigos que descrevam pesquisas sobre a gestão e o controle ambiental no contexto da agropecuária), Construções Rurais e Ambiência, Automação e Instrumentação, Máquinas Agrícolas e Energia na Agricultura. A Revista aceita contribuições apenas nas modalidades de Artigo Científico e Revisão de Literatura. Contribuições nas modalidades de nota prévia e nota técnica, não são aceitas pela Revista; enfatiza-se, ainda, que a Revista não publica trabalhos de cunho puramente técnico e/ou de extensão; aqueles trabalhos que descrevem simplesmente o desenvolvimento de softwares/planilhas eletrônicas não são aceitos para publicação.

Composição sequencial do artigo

a) Título: engloba, com no máximo 15 palavras, o conteúdo e o objetivo do trabalho, incluindo-se os artigos, as preposições e as conjunções, apenas a primeira letra da primeira palavra deve ser maiúscula; entretanto, quando o título tiver um subtítulo, ou seja, seguido de dois pontos (:), a primeira letra da primeira palavra do subtítulo (ao lado direito dos dois pontos) deve ser maiúscula; emfim, o título não deverá ter as palavras efeito, avaliação, influência nem estudo.
b) Nome(s) do(s) autor(es):
- O arquivo do artigo enviado no ato da submissão não deverá conter o(s) nome(s) do(s) autor(es) nem a identificação de sua(s) instituição(ões), visto que este arquivo será disponibilizado para os consultores no sistema, assegurando a avaliação cega pelos pares; entretanto, o nome(s) do(s) autor(es) será(ão) informado(s) ao sistema pelo autor correspondente quando da submissão. O autor correspondente já deverá estar cadastrado como autor no sistema SciELO de Publicação antes de iniciar o processo de submissão. Torna-se necessário que o autor correspondente definia sua posição na autoria do artigo em relação aos demais autores.
- O artigo deverá ter, no máximo, seis autores.
- Em relação ao que consta na primeira versão do artigo submetida à Revista, não serão permitidas alterações posteriores na sequência nem nos nomes dos autores.
c) Resumo: no máximo de 250 palavras e não ter abreviaturas.
d) Palavras-chave: no mínimo três e no máximo cinco, não constantes no Título, separadas por vírgula e com todas as letras minúsculas.
e) Título em inglês: terá a mesma normatização do título em Português.
f) Abstract: no máximo com 250 palavras devendo ser tradução fiel do Resumo.
g) Key words: terá a mesma normatização das palavras-chave e deverá ser uma tradução fiel das palavras-chave.
h) Introdução: destacar a relevância da pesquisa, inclusive através de revisão de literatura, em no máximo 1 (uma) página. Não devem existir, na Introdução, equações, tabelas, figuras nem texto teórico básico sobre determinado assunto mas, sim, referente a resultados de pesquisa. O último parágrafo deve apresentar o objetivo da pesquisa.
i) Material e Métodos: deve conter informações imprescindíveis que possibilitem a repetição da pesquisa por outros pesquisadores.
j) Resultados e Discussão: os resultados obtidos devem ser discutidos e interpretados à luz da literatura. Não apresentar os mesmos resultados em tabelas e figuras.
k) Conclusões: devem ser numeradas e escritas de forma sucinta, isto é, sem comentários nem explicações adicionais baseando-se apenas nos resultados apresentados. Não devem possuir abreviaturas.
l) Agradecimentos (facultativo).
m) Literatura Citada:
- O artigo submetido deve ter no mínimo 70% de citações de periódicos sendo pelo menos 40% dos últimos oito anos.
- Não serão aceitas citações bibliográficas do tipo apud ou citado por, ou seja, as citações deverão ser apenas das referências originais.
- Citações de artigos no prelo, comunicação pessoal, folder, apostila, monografia, trabalho de conclusão de curso de graduação, relatório técnico e trabalhos em congressos, não são aceitas na elaboração dos artigos.
- Em determinada contextualização, citação de mais de uma referência bibliográfica deve, primeiro, atender a ordem cronológica e depois a ordem alfabética dos autores; já em citação de mais de uma referência bibliográfica dos mesmos autores não se deve repetir seu nome; entretanto, os anos de publicação devem ser separados por vírgula.
- O artigo deverá ter no máximo 30 referências bibliográficas. Para a contribuição na modalidade de revisão de literatura não existe limite máximo de referências bibliográficas.
A contribuição na forma de Revisão de Literatura deverá ter a seguinte composição sequencial: título, Resumo, Palavras-chave, Título em inglês, Abstract, Key words, Introdução, Itens sobre temas da revisão, Conclusões, Literatura Citada.

 

Edição do texto

a) Word do Microsoft Office 2010: O artigo deverá ser editado apenas nesta versão do Word.
b) Texto: fonte Times New Roman, tamanho 12. Não deverão existir, no texto, palavras em negrito nem em itálico, exceto para o título, itens e subitens, que deverão ser em negrito, e os nomes científicos de espécies vegetais e animais, que deverão ser em itálico. Em equações, tabelas e figuras não deverão existir itálico nem negrito. As equações deverão ser escritas no aplicativo MS Equation. Evitar parágrafos muito longos devendo, preferencialmente, ter no máximo 60 palavras.
c) Espaçamento: duplo em todo o texto do manuscrito.
d) Parágrafo: 0,5 cm.
e) Página: Papel A4, orientação retrato, margens superior e inferior de 2,54 cm e esquerda e direita de 3,00 cm, no máximo de 20 páginas, incluindo tabelas, figuras e a literatura citada. As páginas e as linhas deverão ser numeradas; a numeração das linhas deverá ser contínua, isto é, dando continuidade de uma página para outra.
f) Todos os itens em letras maiúsculas, em negrito e centralizados, exceto Resumo, Abstract, Palavras-chave e Key words, deverão ser alinhados à esquerda e apenas a primeira letra maiúscula. Os subitens deverão ser alinhados à esquerda, em negrito e somente a primeira letra maiúscula.
g) As grandezas devem ser expressas no SI (Sistema Internacional) e a terminologia científica deve seguir as convenções internacionais de cada área em questão.
h) Tabelas e Figuras (gráficos, mapas, imagens, fotografias, desenhos):
- As tabelas e figuras devem ser autoexplicativas e apresentar largura de 8,75 ou 18 cm, com texto em fonte Times New Roman, tamanho 9 e ser inseridas logo abaixo do parágrafo no qual foram citadas a primeira vez. Exemplos de citações no texto: Figura 1; Tabela 1. Tabelas e figuras que possuem praticamente o mesmo título deverão ser agrupadas em uma única tabela ou figura criando-se, no entanto, um indicador de diferenciação. A letra indicadora de cada subfigura em uma figura agrupada deve ser maiúscula e com um ponto (exemplo: A.), posicionada ao lado esquerdo superior da figura. As figuras agrupadas devem ser citadas no texto, da seguinte forma: Figura 1A; Figura 1B; Figuras 1A e B. As tabelas e figuras com 18 cm de largura ultrapassarão as margens esquerda e direita de 3 cm, sem qualquer problema.
- As tabelas não devem ter tracejado vertical e o mínimo de tracejado horizontal. Nas colunas os valores numéricos deverão ser alinhados pelo último algarismo. Exemplo do título, o qual deve ficar acima da tabela: Tabela 1. Estações do INMET selecionadas (sem ponto no final). Em tabelas que apresentam a comparação de médias, segundo análise estatística, deverá haver um espaço entre o valor numérico (média) e a letra. As unidades deverão estar entre parêntesis.
- As figuras não devem ter bordadura e suas curvas (no caso de gráficos) deverão ter espessura de 0,5 pt, podendo ser coloridas mas possuindo, sempre, marcadores diversos de legenda, visto que legendas baseadas apenas em cores quando xerocadas, desaparecerão. Exemplo do título, o qual deve ficar abaixo da figura: Figura 1. Perda acumulada de solo em função do tempo de aplicação da chuva simulada (sem ponto no final). Para não se tornar redundante as figuras não devem ter dados constantes em tabelas. Se o título e a numeração dos eixos x e/ou y forem iguais em figuras agrupadas, deixar só um título centralizado e a numeração em apenas um eixo. Gráficos, diagramas (curvas em geral) devem vir em imagem vetorial. Quando se tratar de figuras bitmap (mapa de bit), a resolução mínima deve ser de 300 bpi. Os autores deverão primar pela qualidade de resolução das figuras tendo em vista a boa compreensão sobre elas. As unidades nos eixos das figuras devem estar entre parêntesis mas sem ser separadas do título por vírgula. Não deverão existir figuras possuindo curvas com R2 inferior a 0,60; nesses casos, apenas colocar no manuscrito a equação e o respectivo valor de r2.

- Legendas, eixos e títulos dos eixos devem conter fonte Times New Roman e não se deve utilizar itálico ou negrito. Em casos de títulos de eixos iguais para Figuras 1A, B, C... centralizar o título dos eixos para todas as figuras. Figuras com legendas deverão apresentar marcadores diferentes para cada curva, pois figuras com legendas apenas em função de cores, quando impressas em preto e branco as legendas desaparecem, impossibilitando a identificação de cada curva. 

 

Exemplos de citações no texto

a) Quando a citação possuir apenas um autor: Zonta (2010) ou (Zonta, 2010).
b) Quando a citação possuir dois autores: Mielniczuk & Tornquist (2010) ou (Mielniczuk & Tornquist, 2010).
c) Quando a citação possuir mais de dois autores: Pezzopane et al. (2010) ou (Pezzopane et al., 2010).
d) Quando a autoria do trabalho for uma instituição/empresa, a citação deverá ser de sua sigla, em letras maiúsculas. Exemplo: EMBRAPA (2010).

 

Lista da Literatura Citada

As bibliografias citadas no texto deverão ser dispostas na lista em ordem alfabética começando pelo último sobrenome do primeiro autor e, em ordem cronológica crescente e conter os nomes de todos os autores. São apresentados, a seguir, exemplos de formatação:
a) Livros
Paz, V. P. S.; Oliveira, A.; Perreira, F. A.; Gheyi, H. R. Manejo e sustentabilidade da irrigação em regiões áridas e semiáridas. 1.ed. Cruz das Armas: UFRB, 2009. 344p.
b) Capítulo de livros
Antuniassi, U. R.; Baio, F. H. R. Tecnologia de aplicação de defensivos. In: Vargas, L.; Roman, E. S. Manual de manejo e controle de plantas daninhas. Passo Fundo: Embrapa Trigo, 2009. Cap.5, p.173-212.

Gee, G. W.; Bauder, J. W. Particle-size analysis. In: Klute, A. (ed.). Methods of soil analysis - Part 1: Physical and mineralogical methods. Madison: Soil Sciense Society of America, 1986. Cap.16, p.383-411.

c) Revistas
Silva, V. G. de F.; Andrade, A. P. de; Fernandes, P. D.; Silva, I. de F. da; Azevedo, C. A. V.; Araujo, J. S. Productive characteristics and water use efficiency in cotton plants under different irrigation strategies. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.14, p.451-457, 2010.
d) Dissertações e teses
Paixão, F. J. R. da. Doses de nitrogênio e conteúdo de água do solo no cultivo da mamoneira, variedade BRS Energia. Campina Grande: UFCG, 2010. 76p. Tese Doutorado
e) Referências de software
SAS - Stastistical Analysis System. User’s guide statistics. 9.ed. Cary: SAS Institute, 2002. 943p.

R Core Team. R: A language and environment for statistical computing. Vienna: R Foundation for Statistical Computing, 2017. Available on: <https://www.r-project.org/>. Accessed on: Nov. 2018.

f) Outros formatos de referências

AOAC - Association of Official Analytical Chemists. Official methods of analysis of the Association of Official Analytical Chemists. 17.ed. Washington: AOAC, 2000. 1018p.

EMBRAPA – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Sistema brasileiro de classificação de solos. 2.ed. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2006. 306p.

Allen, R. G.; Pereira, L. S.; Raes, D.; Smith, M. Crop evapotranspiration: Guidelines for computing crop water requirements. Rome:  Food and Agriculture Organization, 1998. 300p. Drainage and Irrigation Paper, 56

Brasil. Ministério da Agricultura e Reforma Agrária. Regras para análise de sementes. Brasília: MAPA, 2009. 399p.

As referências que possuem os mesmos autores e são do mesmo ano, devem ser identificadas após o ano, pelas letras a, b, etc.

 

Outras informações sobre normatização de artigos

a) Não colocar ponto no final das palavras-chave, key words e títulos de tabelas e figuras.
b) Na descrição dos parâmetros e variáveis de uma equação deverá haver um traço separando o símbolo de sua descrição e ponto e vírgula no final de cada descrição havendo ponto, entretanto, na última. A numeração de uma equação deverá estar entre parêntesis e alinhada à direita: exemplo: (1). As equações deverão ser citadas no texto, conforme os seguintes exemplos: Eq. 1; Eqs. 3 e 4.
c) Todas as letras de uma sigla devem ser maiúsculas; já o nome por extenso de uma instituição deve ter maiúscula apenas a primeira letra de cada palavra.
d) Nos exemplos seguintes de citações no texto de valores numéricos o formato correto é o que se encontra no lado direito da igualdade:
10 horas = 10 h; 32 minutos = 32 min; 5 litros = 5 L; 45 mililitros = 45 mL; l/s = L s-1; 27oC = 27 oC; 0,14 m3/min/m = 0,14 m3 min-1 m-1; 100 g de peso/ave = 100 g de peso por ave; 2 toneladas = 2 t; 2 mm/dia = 2 mm d-1; 2x3 = 2 x 3 (devem ser separados); 45,2 - 61,5 = 45,2–61,5 (devem ser juntos).
A % é a única unidade que deve estar junto ao número (45%). Quando no texto existirem valores numéricos seguidos que possuem a mesma unidade, colocar a unidade somente no último valor. Exemplos: 20 m e 40 m = 20 e 40 m; 56,1%, 82,5% e 90,2% = 56,1, 82,5 e 90,2%.
e) Quando pertinente, deixar os valores numéricos no texto, tabelas e figuras com no máximo duas casas decimais.
f) Os títulos das bibliografias listadas devem ter apenas a primeira letra da primeira palavra maiúscula, com exceção de nomes próprios. O título de eventos deverá ter maiúscula apenas a 1ª letra de cada palavra.

Etapas de submissão on-line dos artigos

A submissão dos artigos se dará apenas online, através do Sistema SciELO de Publicação (www.submission.scielo), em cinco etapas, descritas a seguir:
1ª ETAPA DA SUBMISSÃO: INICIAR SUBMISSÃO
Nesta etapa serão fornecidas informações sobre: seção em que se enquadra o manuscrito; idioma da submissão; condições para submissão (verificação das normas da Revista); declaração de direito autoral; política de privacidade; e comentários ao editor (opcional).
2ª ETAPA DA SUBMISSÃO: TRANSFERÊNCIA DO MANUSCRITO, DO TERMO DE CONCORDÂNCIA DA SUBMISSÃO E DO COMPROVANTE DA TAXA DE SUBMISSÃO.
Nesta etapa será feita a transferência do arquivo do artigo submetido, o qual não deverá ter os nomes dos autores nem seus endereços institucionais e eletrônicos, e em seguida os arquivos do termo de concordância da submissão e do comprovante da taxa de submissão. Primeiramente, optar por arquivo de texto e inserir o arquivo do artigo a ser avaliado, em seguida, optar por enviar novo arquivo – outros, e anexar o termo de concordância de submissão e realizar o mesmo procedimento para enviar o comprovante da taxa de submissão. O envio do termo de concordância da submissão é necessário mesmo que o artigo possua apenas um autor.
3ª ETAPA DA SUBMISSÃO: INCLUSÃO DE METADATOS (INDEXAÇÃO)
Nesta etapa deverão ser fornecidas as seguintes informações: autores; título e resumo; indexação; e agências de fomento. Todos os autores inseridos no Sistema SciELO de Publicação nesta etapa deverão estar no termo de concordância de submissão do artigo. Isto significa que todos os autores inseridos no Sistema SciELO deverão constar no termo de concordância de submissão e vice-versa. Depois de concluída a submissão do artigo, não será possível, em nenhum momento, alterações tanto nos nomes como na sequência dos autores.
4ª ETAPA DA SUBMISSÃO: CONFIRMAÇÃO
Nesta etapa a submissão será concluída.

 

Procedimentos para análise de artigos

a) Considerando a demanda e a capacidade de publicação da Revista, apenas parte dos artigos submetidos a cada mês é selecionada pela Equipe Editorial para análise, com base no critério da relevância relativa. Para os artigos não selecionados não cabe pedido de reconsideração a esta decisão, mas poderão ser resubmetidos.
b) Para os artigos selecionados para avaliação pelos revisores, serão solicitados ao autor correspondente os arquivos referentes ao comprovante de pagamento da taxa de tramitação e da indicação de três revisores brasileiros e três estrangeiros. Estes arquivos deverão ser enviados através do Sistema SciELO de Publicação na Aba Avaliações. Após o recebimento desses arquivos o artigo é encaminhado para análise cega (sem identificação dos autores) por parte dos revisores. Para qualquer informação sobre o andamento do artigo solicitada à Secretaria da Revista, os autores deverão fornecer seu número de identificação (ID), gerado pelo sistema SciELO de Publicação.
c) Os critérios a serem julgados, pelos revisores, no manuscrito, são os seguintes: pertinência do assunto para publicação na Revista; relevância da contribuição científica do manuscrito; adequação do título aos objetivos do trabalho; linguagem compreensível do manuscrito; metodologia utilizada compatível com os objetivos propostos; resultados discutidos e interpretados adequadamente à luz da literatura; conclusões sucintas e de acordo com os resultados e objetivos do trabalho; e atualização e qualidade das referências bibliográficas.

d) Com o auxílio dos pareceres e sugestões dos Revisores sobre a primeira versão do artigo, a Equipe Editorial poderá recusá-lo ou solicitar ao(s) autor(es) uma segunda versão, que será novamente avaliada tanto pelos Revisores como pela Equipe Editorial. Em sua segunda versão o artigo poderá ser recusado, aprovado e/ou devolvido ao(s) autor(es) para uma terceira versão.

e) A princípio, as recomendações de correções dos Revisores e da Equipe Editorial ao texto dos artigos, deverão ser incorporadas pelo(s) autor(es); entretanto, o(s) mesmo(s) tem(êm) o direito de não acatá-las, mediante justificativa expressa, que será analisada pelo(s) Revisor(es) e pela Equipe Editorial. Neste caso, o autor correspondente deverá enviar através da Aba Avaliações do Sistema SciELO de Publicação, arquivo único em PDF apresentando a(s) justificativa(s) para o(s) revisores(es) e para a Equipe Editorial. O texto deverá identificar a justificativa para o respectivo revisor. Nenhum tipo de identificação dos autores deverá existir neste arquivo.

f) No caso de artigo rejeitado caberá pedido de reconsideração pelo autor-correspondente, no prazo máximo de dez dias corridos a contar da data do recebimento do email comunicando a rejeição do artigo; a Equipe Editorial encaminhará o pedido de reconsideração ao respectivo revisor para análise.

g) No caso de aprovação do artigo serão solicitadas, ao autor correspondente, se necessário, informações complementares; posteriormente, o artigo lhe é enviado na forma de documento PDF, para revisão final, o qual comunicará, à Equipe Editorial, eventuais correções e alterações.
h) Após publicação quaisquer erros encontrados por parte de autores ou leitores, quando comunicados à Equipe Editorial, serão corrigidos através de errata no próximo número da Revista.
i) A Equipe Editorial trabalha para alcançar tempo padrão de conclusão de uma avaliação, entre 6 a 8 meses.

Taxas cobradas

A Revista Agriambi possue as seguintes taxas:
Taxa de submissão: R$ 60,00 (sessenta reais) - Pagamento por ocasião da submissão do artigo.
Taxa de tramitação: R$ 140,00 (cento e quarenta reais) – Pagamento por ocasião do comunicado de artigo selecionado para avaliação pelos revisores.
Taxa de publicação: R$ 40,00 (quarenta reais) por página do Word em espaço duplo entre linhas – Pagamento por ocasião do comunicado de aceite do artigo para publicação.
O pagamento das taxas de submissão e de tramitação não garante a aceitação do artigo para publicação na Revista e, em caso de sua não aceitação, as referidas taxas não serão devolvidas.
O pagamento das referidas taxas deverá ser realizado mediante depósito ou transferência na conta Banco do Brasil, Agência 1591-1, Conta 34.849-X, Favorecido: Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (CNPJ 09.261.843/0001-16).
Para os autores que necessitarem de nota fiscal, informamos que a mesma poderá ser emitida apenas em nome da pessoa física ou jurídica que constar no comprovante bancário do pagamento. Para solicitação da nota fiscal, os autores deverão enviar email para a secretária da Revista Agriambi (revistagriambi@gmail.com), fornecendo os dados abaixo:

Nome/Razão Social:
CPF/CNPJ:
Endereço:

Descrição dos Serviços:
Valor referente à taxa de submissão/tramitação/publicação na Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental – Agriambi, do seguinte artigo científico:

ID (Protocolo) do artigo:
Titulo do artigo:
Autores:

Valor (R$) do pagamento:
Comprovante bancário do pagamento ou nota de empenho

 

Outras Informações

a) Os prazos máximos para a devolução das correções da primeira e das versões seguintes do artigo, serão, respectivamente, dez e cinco dias corridos, a partir da data de recebimento do email solicitando as correções; o não cumprimento destes prazos resultará automaticamente no cancelamento do artigo.
b) Os assuntos, dados e conceitos emitidos nesta Revista, são de exclusiva responsabilidade dos autores. A eventual citação de produtos e marcas comerciais não significa recomendação de utilização por parte da Revista. A reprodução dos artigos publicados é permitida, desde que seja citada a fonte.
c) A Revista Agriambi adota, como padrão de atribuição de acesso aberto dos artigos, a licença CC-BY, a qual maximiza a disseminação dos artigos sendo, portanto, adotada internacionalmente pelos principais periódicos e publicadores de acesso aberto. Maiores detalhes podem ser obtidos em https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/br/.
d) Endereço para contato

Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental
Universidade Federal de Campina Grande
Av. Aprígio Veloso 882, Bodocongó, Bloco CM, 1o andar
CEP 58429-140, Campina Grande, PB,
Fone: 83 2101 1056, www.agriambi.com.br
www.scielo.br, revistagriambi@gmail.com
Redes sociais: Instagram - @revistaagriambi

[Home] [Sobre esta revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]


Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

 

Av. Aprígio Veloso 882, Bodocongó, Bloco CM
Caixa Postal 10078
58109-970 Campina Grande PB Brasil
Tel.: +55 83 310-1056
Fax: +55 83 310-1185


agriambi@agriambi.com.br