Scielo RSS <![CDATA[Cadernos de Saúde Pública]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0102-311X20070008&lang=pt vol. 23 num. 8 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>Mulheres brasileiras... mortes invisíveis</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Triagem e intervenção breve em pacientes alcoolizados atendidos na emergência</B>: <B>perspectivas e desafios</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo tem como objetivo apresentar os princípios gerais, conceitos e principais elementos da intervenção breve, com uma revisão da literatura sobre sua aplicação em pacientes alcoolizados atendidos na emergência. Aborda a aplicabilidade da triagem como primeiro passo para o processo da intervenção breve e a utilização de instrumentos padronizados e validados que proporcionam informações úteis para um feedback consistente. Finalmente, destaca os desafios associados com a triagem nas salas de emergência como falta de tempo, formação inadequada dos profissionais, medo de incomodar o paciente e crença de que os alcoolistas não respondem às intervenções. Enfatiza-se, contudo, a importância da Intervenção Breve na emergência, que é viável e eficaz e a necessidade de pesquisas para determinar os ajustamentos dos profissionais e dos serviços de saúde.<hr/>The purpose of this article was to present the general principles, concepts, and main elements of brief intervention, with a literature review on its use for alcoholic patients treated at emergency rooms. It also presents the applicability of screening as a first step to the brief intervention process and the use of validated standard instruments that allow useful information for consistent feedback. Finally, it highlights the challenges associated with screening in emergency rooms due to insufficient time, inadequate professional training, fear of annoying the patient, and common beliefs that alcoholics do not respond to such interventions. Meanwhile, it emphasizes the relevancy of brief emergency intervention, which is both feasible and efficient, and the need for research to define the relevant adjustments by professionals and the health care system. <![CDATA[<B>Gonalgia entre trabalhadores e fatores ocupacionais associados</B>: <B>uma revisão sistemática</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Com o objetivo de reunir informações sobre gonalgia entre trabalhadores e fatores ocupacionais associados, foi realizada uma revisão sistemática nas bases de dados MEDLINE, LILACS, SciELO, Free Medical Journals, entre outros, referentes ao período 1990-2006, usando-se os descritores gonalgia, knee, knee pain, knee joint, knee dislocation, knee injuries, work, workplace, workload, employment, occupations, industry, occupational, workers, arthrosis, osteoarthritis e seus equivalentes em português e espanhol. Dos 2.263 estudos inicialmente encontrados, somente 26 cumpriram os critérios necessários para permanecer na revisão. As prevalências de gonalgia nos últimos 12 meses variaram entre 11,2% e 60,9%, e os principais fatores associados foram: sexo feminino, idade avançada, índice de massa corporal elevado, trabalhar ajoelhado e carregar peso no trabalho.<hr/>In order to collect information on knee pain and associated occupational factors, a systematic review was conducted using the MEDLINE, LILACS, SciELO, and Free Medical Journals databases, from 1990 to 2006. Key words were: gonalgia, knee, knee pain, knee joint, knee dislocation, knee injuries, work, workplace, workload, employment, occupations, industry, occupational, workers, arthrosis, and osteoarthritis. Equivalent terms in Portuguese and Spanish were also used. From the initial 2,263 studies gathered, only 26 met the review's inclusion criteria. Knee pain prevalence in the previous 12 months ranged from 11.2% to 60.9%. The main associated factors were: female gender, older age, high body mass index, kneeling working position, and lifting at work. <![CDATA[<B>HIV prevalence, AIDS knowledge, and condom use among female sex workers in Santiago, Chile</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt This paper describes HIV seroprevalence, knowledge of HIV transmission, and condom use among female sex workers (FSW) attending five specialized sexually transmitted disease (STD) clinics in Santiago, Chile. A short questionnaire with socio-demographic, AIDS knowledge, and condom-use variables was administered to 626 FSW. HIV seroprevalence was estimated with a blood test sent to the Chilean Public Health Institute. ELISA was used to confirm HIV in suspected cases. HIV prevalence was 0%. FSW showed adequate overall knowledge of HIV, even better than reported for the Chilean general population on some items. Condom use with clients was high ("always" = 93.4%), although regular use with steady partners was low ("always" = 9.9%). The zero HIV seroprevalence and consistent condom use with clients confirms the positive impact of intervention strategies for FSW, increasing both correct knowledge of AIDS and condom use with clients and helping decrease these women's HIV/AIDS vulnerability.<hr/>Este artículo examina la prevalencia del VIH, los conocimientos respecto a su infección y, además, describe el uso del condón en mujeres que ejercen el comercio sexual en Santiago de Chile y que son atendidas en cinco centros especializados de enfermedades de transmisión sexual. Se aplicó una encuesta que indagaba sobre las características sociodemográficas, el conocimiento sobre el VIH/SIDA y el uso del condón a 626 mujeres. La prevalencia del VIH fue evaluada mediante un examen de ELISA. La prevalencia del VIH fue 0. El conocimiento del VIH fue bueno e, incluso, mejor que en población general, en algunos indicadores. El uso del condón con los clientes fue alto, aunque su uso regular con las parejas estables fue bajo. La prevalencia cero del VIH y el uso consistente de condones con los clientes confirma el impacto positivo que han tenido las estrategias de intervención implementadas para estos grupos, incrementando el conocimiento adecuado sobre el SIDA y el uso del condón con los clientes, contribuyendo a la disminución de la vulnerabilidad de estas mujeres hacia el. <![CDATA[<B>Câncer de mama: mortalidade crescente na Região Sul do Brasil entre 1980 e 2002</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O câncer de mama é apontado como o tipo de câncer mais prevalente no mundo. No Brasil, as taxas de mortalidade por câncer de mama continuam elevadas, observando-se diferenças inter-regionais. Foi realizado um estudo ecológico de série temporal (1980-2002) na Região Sul, com dados anuais do Departamento de Informação e Informática do SUS (DATASUS), para avaliar o comportamento do coeficiente de mortalidade por câncer de mama, padronizado por idade. Utilizou-se regressão linear simples e múltipla para estimar as taxas de mortalidade e as diferenças entre os três Estados. O Rio Grande do Sul parte de um patamar mais elevado e apresenta maior taxa média de mortalidade (14,45), sendo significativamente diferente (p < 0,001) quando comparado com Santa Catarina (8,93) e Paraná (9,95). Observou-se um aumento anual de 0,47 óbito na taxa de mortalidade por câncer de mama, independente do Estado. Conclui-se que há uma tendência similar de aumento da mortalidade por câncer de mama nos três Estados da Região Sul, com índices significativamente maiores no Rio Grande do Sul, enfatizando-se a importância da identificação dos fatores relacionados a esse quadro alarmante e o estabelecimento de medidas efetivas a fim de reverter esses números.<hr/>Breast cancer is the most prevalent form of cancer in the world. Breast cancer mortality rates are high in Brazil and show striking variations between geographic regions. A time-trend ecological study was performed in Southern Brazil from 1980 to 2002. Data were collected from the Mortality Information System (Ministry of Health) to assess age-standardized mortality rates. Linear regression for mortality time-trend analysis and multiple regression for mortality differences among three States were calculated. The highest mean mortality rate (14.45) was observed in Rio Grande do Sul, significantly greater (p < 0.001) than in Santa Catarina (8.93) and Paraná (9.95). An annual increase of 0.47 in the mortality rate was observed in the three States of Southern Brazil. According to these results, the South of Brazil and especially the State of Rio Grande do Sul showed a significant upward trend in breast cancer mortality. Continued efforts are needed to help explain these numbers and reverse the present situation. <![CDATA[<B>Critérios e indicadores de resultados para a farmácia hospitalar brasileira utilizando o método Delfos</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A farmácia hospitalar é responsável por diversas atividades com influência no cuidado à saúde de pacientes hospitalizados. Este artigo descreve a construção de critérios e indicadores de resultado para a farmácia hospitalar brasileira utilizando Delfos, um método de consenso que dispensa contato presencial. Participaram do estudo 22 especialistas de quatro regiões brasileiras. Todo processo ancorou-se no modelo lógico da farmácia hospitalar brasileira, previamente construído. Foram enviados por correio eletrônico quatro documentos de trabalho. A primeira rodada identificou 103 possíveis resultados. O julgamento quanto à adequação, relevância e possibilidade de mensuração permitiu selecionar 22 critérios que originaram 20 indicadores, agrupados em 7 aspectos da qualidade do serviço. As contribuições iniciais permitiram explicitar melhor o objetivo de quatro componentes do modelo lógico. Observa-se que todos os itens considerados como resultado pelos especialistas neste estudo encontram-se descritos na literatura, seja como indicadores de estrutura ou processo da farmácia hospitalar. Estima-se que a construção de indicadores compostos para a farmácia hospitalar, com base nos aspectos de qualidade observados, permitiria traduzir melhor sua contribuição na avaliação do cuidado a pacientes hospitalizados.<hr/>The hospital pharmacy is responsible for several services which influence inpatient outcomes. This paper describes the construction of criteria and outcome indicators for Brazilian hospital pharmacies using Delphos, a consensus technique in which physical presence of specialists is not necessary. 22 specialists from 4 Brazilian regions participated. The entire process was anchored on the logical model previously constructed for the Brazilian hospital pharmacy. The four phases were conducted through e-mail contact. The first round of contributions identified 103 possible outcomes. These were screened and classified according to adequacy, relevance and measurability, producing 22 criteria that originated 20 outcome indicators, grouped in 7 separate aspects of quality of the pharmacy service. Initial contributions helped clarify four different log frame components. All of the outcomes considered by specialists in this study have been already described in the literature as structure and process indicators. Based on the results, we believe that the construction of composite indicators for the Brazilian hospital pharmacy based on the aspects of quality that emerged from the analysis would better depict these indicators' contribution to the evaluation of inpatient care. <![CDATA[<B>Perdas dentárias e fatores sociais, demográficos e de serviços associados em adultos brasileiros</B>: <B>uma análise dos dados do Estudo Epidemiológico Nacional (Projeto SB Brasil 2002-2003)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo deste estudo foi estimar a prevalência de perdas dentárias em adultos de 35 a 44 anos de idade. Além disso, foram testadas associações entre as perdas dentárias e condições demográficas, sócio-econômicas e com utilização de serviços odontológicos. Foram analisados os dados de 13.431 participantes do estudo epidemiológico nacional de saúde bucal realizado em 2002-2003. O número de perdas dentárias (&pound; 12 e > 12) foi o desfecho investigado. As variáveis independentes incluíram localização geográfica, gênero, cor da pele, idade, renda per capita, escolaridade, tempo decorrido desde a última consulta odontológica e tipo de serviço utilizado. Foram estimadas as razões de prevalência bruta e ajustada através de regressão de Poisson. Edentulismo atingiu 9% da amostra; a mediana de dentes perdidos foi igual a 11. Perdas dentárias foram fortemente associadas com indivíduos residentes em zona rural, com as mulheres, com os mais pobres, com os de menor escolaridade e com aqueles de idade mais avançada. Usuários do serviço público e aqueles que consultaram dentista há mais tempo também apresentaram maior prevalência do agravo mesmo após o ajuste por variáveis sócio-econômicas e demográficas.<hr/>The aim of this study was to estimate the prevalence of tooth loss among Brazilian adults aged 35 to 44 years. The study also tested the association between tooth loss and demographic, socioeconomic, and dental-care utilization variables. Data were analyzed from 13,431 individuals submitted to dental examination and interviewed in the National Oral Health Survey in 2002-2003. The number of lost teeth (&pound; 12 and > 12) was the outcome. Exploratory variables included geographic area, gender, skin color, age, per capita income, schooling, time since last dental appointment, and type of dental service used. Crude and adjusted prevalence ratios were estimated using a Poisson regression model. The prevalence of edentulism was 9%, while median tooth loss was 11. Tooth loss was strongly associated with living in rural areas, female gender, poor socioeconomic status, low schooling, and older age. Individuals who attended public dental care services and those with more time elapsed since their last dental appointment showed a higher prevalence of tooth loss than their counterparts after controlling for demographic and socioeconomic factors. <![CDATA[<B>Contadores de histórias</B>: <B>práticas discursivas e violência de gênero</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo analisa uma oficina de contadores de histórias, uma intervenção fundamentada nos referenciais das narrativas orais, que ocorreu em uma organização não governamental sediada no Município de São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil. A oficina foi construída em três momentos, compreendendo: a narração de uma história com o foco em violência de gênero, a discussão da narrativa e a realização de pinturas corporais. O referencial usado foi o das práticas discursivas e, nas falas dos oficineiros, foram identificados pelo menos dois repertórios interpretativos: um deles pautado na categoria gênero e o outro, ancorado na cotidianidade e na rememoração das histórias de vida dos participantes. Além dos repertórios, ressaltamos a variabilidade manifesta nas contradições e nas incongruências que permearam os diálogos presentes nas argumentações. As narrativas, enquanto ferramentas para trabalhar com mulheres em situação de violência, têm sido pouco exploradas, sobretudo como possibilidade de intervenção em saúde coletiva. Nesta pesquisa, as histórias foram analisadas como possíveis estratégias para enfrentar as desigualdades de gênero, mostrando-se uma ferramenta analítica poderosa para avaliar ações de saúde coletiva.<hr/>This paper analyzes a storytelling workshop, an intervention based on the referential elements of oral narratives, held at an NGO in São Leopoldo, Rio Grande do Sul State, Brazil. The workshop was divided into three different stages: narration of a story with a focus on gender violence, a discussion based on the narrative, and an activity with body painting. The theoretical framework was based on discursive practices, and when workshop participants' discourse was assessed, at least two interpretive repertories were identified: one based on the gender category and the other on everyday life and recollections from participants' life stories. There was also considerable variety in the arguments, manifested in the contradictions and incongruence permeating the discourse. Narratives used as tools to work with abused women (especially for public health interventions) have received little attention thus far. In the current study, stories were analyzed as possible strategies to deal with gender inequalities, a powerful analytical tool for evaluating public health actions. <![CDATA[<B>Prevalência de sobrepeso e fatores associados em crianças ingressantes no ensino fundamental em um município da região metropolitana de São Paulo, Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo verificou a prevalência de sobrepeso e sua associação com fatores sócio-ambientais em crianças ingressantes na primeira série do ensino público fundamental do Município de Cajamar, São Paulo, Brasil, em 2005. Sobrepeso foi definido pelo índice de massa corporal, segundo sexo e idade. As variáveis sócio-ambientais foram obtidas por meio de questionário aplicado junto às mães das crianças (58,6%). Associação entre sobrepeso e variáveis independentes foi verificada mediante técnica de regressão de Poisson. A prevalência de sobrepeso foi de 17%. Obesidade materna (RP = 3,54; IC: 2,16-5,80), freqüência elevada de consumo de alimentos "não saudáveis" (RP = 2,12; IC: 1,30-3,45), assistir à televisão por mais de quatro horas/dia (RP = 2,08; IC: 1,03-4,20) e disponibilidade domiciliar per capita de óleo (cerca de três colheres sopa/dia) (RP = 1,52; IC: 1,01-2,31) apresentaram-se como fatores independentes associados ao excesso de peso infantil. O ambiente familiar apresentou forte influência sobre a condição de sobrepeso em escolares ingressantes no ensino fundamental. Ações de prevenção e controle do sobrepeso deveriam envolver a instituição escolar e também os pais ou responsáveis pelas crianças.<hr/>This study assessed the prevalence of overweight in public school first graders and the association between overweight and socio-environmental factors in a city in Greater Metropolitan São Paulo, Brazil. Children enrolling in public school first grade in Cajamar in 2005 were assessed. Overweight was defined according to body mass index, by gender and age. Socio-environmental information was obtained using a questionnaire applied to 58.6% of the children's mothers. Poisson regression models were used to evaluate associations between overweight in schoolchildren and socio-environmental variables. Seventeen percent of the children were overweight. Factors associated with overweight were: mother's obesity (PR = 3.54; CI: 2.16-5.80), high consumption of junk food (PR = 2.12; CI: 1.30-3.45), more than 4 hours a day watching TV (PR = 2.08; CI: 1.03-4.20), and daily household per capita availability of vegetal oil (around 3 tablespoons) (PR = 1.52; CI: 1.01-2.31). The family environment has a strong influence on overweight in children entering first grade in public schools. Prevention of childhood overweight should preferably target the parents and other caregivers. <![CDATA[<B>Um estudo comparativo de dois serviços de saúde mental</B>: <B>relações entre participação popular e representações sociais relacionadas ao direito à saúde</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo origina-se de uma pesquisa qualitativa que analisou representações sociais relacionadas ao direito à saúde de usuários de dois serviços de saúde mental: um constituído e funcionando com participação de usuários e familiares e outro sem essa participação, visando conhecê-las não apenas vinculadas à consciência do direito à saúde, mas também a fatores associados, como: participação popular, o processo de adoecimento; o atendimento público de saúde, percepção da capacidade de intervenção social, e concepções sobre o Estado. As representações sociais encontradas associadas ao direito à saúde implicam expectativas de que o sistema de saúde e o Estado cumpram funções de acolhimento e amparo. Os usuários do serviço sem participação popular tendem a ser mais conformados e pessimistas. O grupo com participação popular vê o serviço que construiu como possuidor das características negadas pelo sistema oficial e percebe como possível a ação reivindicativa, podendo ser um foco alternativo na formação de novas representações sociais.<hr/>The present paper originated from a qualitative study that analyzed social representations related to the right to health, expressed by users of two types of mental health services, one with participation by users and families and the other without such participation. The aim was to analyze such representations not only in relation to the awareness of the right to health, but also concerning associated factors, such as: popular participation; illness; public health care; perception of social intervention capacity; and concepts concerning the state. Social representations of the right to health involve expectations that the health system and the state meet their roles of ensuring care and support. Users of the mental health service without user/family participation tended to be more resigned and pessimistic. The group with participation views the service it has built as having characteristics denied by the official system and view advocacy as a possible alternative focus for forming new social representations. <![CDATA[<B>Estimando o impacto da renda na saúde através de programas de transferência de renda aos idosos de baixa renda no Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Nível de renda e estado de saúde são variáveis correlacionadas tanto pelo fato de aumentos da primeira propiciarem maior acesso a bens e serviços, que se refletem em melhorias no estado de saúde das pessoas, como pelos ganhos de produtividade e de renda propiciados por melhorias da saúde do trabalhador. Este artigo estuda os impactos da renda na saúde no Brasil, tendo como instrumento para lidar com o problema de simultaneidade as mudanças observadas em políticas de transferência de renda aos idosos de baixa renda. A estratégia usada foi comparar o estado de saúde de pessoas idosas de baixa renda - sem contar o efeito dos benefícios - antes e depois do incremento exógeno do recebimento de novos programas de transferência de renda. Utilizamos um estimador de diferenças em diferenças, baseado em regressões logísticas sobre suplementos especiais de saúde da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - PNAD 1998 e 2003. O trabalho demonstra uma melhora diferenciada do estado de saúde de pessoas idosas de baixa renda, o que não nos permite rejeitar a hipótese de que mudanças de renda causam melhorias nas condições percebidas de saúde.<hr/>Income levels and health status are related variables, because an increase in income enables greater access to assets that improve individual health status, and because productivity and income gains are associated with improved workers' health. Recent Brazilian experience offers favorable conditions to overcome the simultaneity problem that occurs when estimating the impact of income on health. A special health edition from both the 1998 and 2003 National Household Surveys (PNAD) shows the relationship between changes in these two variables. In addition, the Brazilian government has adopted and expanded several income transfer programs targeting the poor elderly population. The strategy used to identify the effect of income on health consisted of comparing the health status of eligible and non-eligible groups, before and after the expansion of income transfer programs. We used differences in estimates based on logistic regression. Our results show a distinct gain in the health status of lower-income seniors and do not allow rejecting the hypothesis that income changes have an impact on perceived health conditions. <![CDATA[<B>Prevalência de hipertensão arterial sistêmica e fatores associados</B>: <B>um estudo de base populacional em mulheres no Sul do Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Foi realizado um estudo transversal entre a população de mulheres de 20 a 60 anos residente na cidade de São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil, com o objetivo de determinar a prevalência de hipertensão arterial e fatores associados. A amostragem foi por conglomerados, e o desfecho foi definido pela presença de níveis tensionais iguais ou maiores que 140x90mmHg e/ou com medidas tensionais abaixo destes níveis, mas com uso de medicação anti-hipertensiva. Entre as 1.020 pessoas entrevistadas, 267 (26,2%; IC95%: 23,5-28,9) apresentavam hipertensão arterial. Na regressão de Poisson encontrou-se associação estatisticamente significativa para idade, cor da pele, estado civil, história familiar, escolaridade e estado nutricional. As maiores frações atribuíveis foram entre as mulheres com até quatro anos de escolaridade (18,38%); entre as obesas (33,86%) e mulheres com sobrepeso (22,55%). Os resultados foram comparados com outros estudos de prevalência realizados no estado e mostraram a importância da necessidade de articulação inter-setorial, revelando a contribuição possível de ser obtida mediante a elevação dos anos de escolaridade e salientaram a relevância das medidas de diminuição de peso na população.<hr/>A cross-sectional study was carried out among women 20 to 60 years of age living in São Leopoldo, Rio Grande do Sul State, Brazil, to determine the prevalence of hypertension and associated factors. Census tract sampling was used, and the outcome was defined by the presence of arterial pressure &sup3; 140/90mmHg and/or use of anti-hypertensive drugs. Among 1,020 interviewed people, 267 (26.2%; 95%CI: 23.5-28.9) presented hypertension. Poisson regression showed a statistically significant association with age, skin color, marital status, family history, educational background, and nutritional status. The highest attributable fractions were observed among women with schooling &pound; 4 years (18.38%); obese women (33.86%); and overweight women (22.55%). The results were compared to other hypertension prevalence studies in the State of Rio Grande do Sul, and the results showed the need for inter-sector efforts, highlighting the possible contribution of increasing people's level of schooling. The study also showed the relevance of weight loss measures in the adult population. <![CDATA[<B>Estado nutricional da população adulta de Niterói, Rio de Janeiro, Brasil</B>: <B>resultados da Pesquisa de Nutrição, Atividade Física e Saúde</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A household survey was conducted to assess the nutritional status of the adult population in Niterói, Rio de Janeiro, Brazil. In the selected households, all adults (&sup3; 20 years) had their body mass and stature measured. Body mass index (BMI) was used to determine the nutritional status according to the World Health Organization classification. The population estimates showed low prevalence of underweight (BMI < 18.5kg/m²), while 45.8% of women and 49.6% of men were overweight/obese (BMI &sup3; 25kg/m²). Obesity prevalence varied from 5.6% to 19.3% in men and from 9.6% to 21.3% in women, according to age. The prevalence of overweight/obesity was not associated with income (in either men and women) or schooling (in men), but there was an inverse relationship between schooling and overweight/obesity in women. The prevalence of underweight decreased with increasing mean income in the census enumeration area. The authors conclude that overweight/obesity is the most prevalent nutritional disorder in both men and women in Niterói. This pattern resembles recent results for the adult population in Southeast Brazil as a whole, where Niterói is located.<hr/>A avaliação do estado nutricional antropométrico, através do índice de massa corporal (IMC), foi realizada a partir de inquérito domiciliar com amostra probabilística da população adulta de Niterói, Rio de Janeiro, Brasil. Nos domicílios selecionados, moradores com idade &sup3; 20 anos tiveram a massa corporal e a estatura medidas no próprio domicílio. As estimativas para a população mostraram baixa prevalência de baixo peso (IMC < 18,5kg/m²) enquanto 45,8% das mulheres e 49,6% dos homens tinham excesso de massa corporal (IMC &sup3; 25kg/m²). Houve tendência a um gradiente na prevalência de baixo peso dos setores censitários de menor para os de maior renda. A prevalência do excesso de massa corporal não apresentou tendência evidente em função da renda ou escolaridade nos homens, mas houve relação inversa com a escolaridade entre as mulheres. A prevalência de obesidade (IMC &sup3; 30kg/m²) variou de 5,6 a 19,3% entre os homens e de 9,6 a 21,3% entre as mulheres em função da faixa etária. Conclui-se que o excesso de massa corporal é o agravo nutricional mais prevalente na população de Niterói. <![CDATA[<B>Cobertura, foco, fatores associados à participação e vinculação à Campanha Nacional de Detecção de Diabetes em uma cidade no Sul do Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Medir cobertura, foco, fatores associados à participação e vinculação à Campanha Nacional de Detecção de Diabetes Mellitus em Pelotas, sul do Brasil. Foram entrevistadas 3.100 pessoas na zona urbana de Pelotas, em estudo transversal de base populacional. Utilizaram-se diferentes critérios para cobertura: utilização, cobertura entre usuários estimados, cobertura entre usuários declarados. O foco foi a proporção dos testes realizados em pessoas que atendiam a critérios de inclusão. As coberturas encontradas foram: utilização 45,8% (IC95%: 43,0-48,5), cobertura entre usuários estimados 37,7% (IC95%: 35,1-40,5), cobertura entre usuários declarados 38,5% (IC95%: 35,2-41,9). O foco foi de 46,5% (IC95%: 42,8-50,2). Sexo feminino, maior idade e menor escolaridade foram associados com aderência à campanha. Dentre aqueles com rastreamento positivo e sem diagnóstico prévio, 42,4% foram mais tarde vistos por médico e metade confirmou diagnóstico. A campanha teve baixa cobertura e foi pouco focalizada. Esforços devem ser concentrados em melhor atendimento aos já diagnosticados, vinculando-os aos serviços através de oferta regular de medicações e estratégias educativas.<hr/>The objective of this study was to measure coverage, focus, factors associated with participation, and linkage to the National Campaign for the Detection of Diabetes Mellitus in Pelotas, Southern Brazil. 3,100 individuals living within the city limits of Pelotas were interviewed in a cross-sectional study. Coverage was calculated based on different criteria: utilization, coverage among estimated users, and coverage among self-declared users. The focus was the proportion of tests performed in individuals who had met the inclusion criteria. Coverage rates were: utilization, 45.8% (95%CI: 43.0-48.5), among estimated users, 37.7% (95%CI: 35.1-40.5), and among self-declared users, 38.5% (95%CI: 35.2-41.9). Focus was 46.5% (95%CI: 42.8-50.2). Female gender, older age, and lower schooling were associated with adherence to the campaign. A total of 42.4% of individuals with positive screening tests but without prior diagnoses were subsequently examined by physicians, and half of the diagnoses were confirmed. The campaign showed a low coverage and poor focus. Efforts should be concentrated on improving care for individuals who have already been diagnosed, linking them to services by offering regular medication and educational strategies. <![CDATA[<B>Vitalidade do recém-nascido por tipo de parto no Estado de São Paulo, Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este trabalho analisa a vitalidade do recém-nascido por tipo de parto para os nascidos vivos do Estado de São Paulo, Brasil, em 2003. Com base nos dados das declarações de nascimento processadas pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Fundação SEADE) e na regressão logística, foram analisadas as odds ratio (OR) para nascidos vivos com baixo índice de Apgar (0 a 6) no quinto minuto de vida por tipo de parto, controlados os fatores de ordem obstétrica, demográfica e social. Tanto na regressão simples, quanto na regressão múltipla, o peso da criança ao nascer; duração da gestação; número de consultas pré-natal; idade, estado civil e anos de estudo da mãe resultaram ser todos significativos e, conforme esperado, todas as categorias de exposição apresentaram-se diretamente relacionadas à baixa vitalidade do recém-nascido. Na regressão logística simples para baixa vitalidade do recém-nascido, o parto cesáreo, em relação ao parto vaginal, registrou OR de 0,890 (IC95%: 0,836-0,948). Entretanto, na regressão logística múltipla, o parto cesáreo registrou OR de 1,045 (IC95%: 0,977-1,117). Portanto, a variável tipo de parto não resultou ser estatisticamente significativa para baixa vitalidade do recém-nascido.<hr/>This paper analyzes Apgar score associated with mode of delivery for live births in São Paulo State, Brazil, 2003. Based on data from the State Data Analysis System Foundation (SEADE), logistic regression was analyzed for live births with low Apgar score (0 to 6) at the fifth minute of life per mode of delivery, adjusted for obstetric, demographic, and social factors. Birth weight, gestational age at delivery, number of prenatal visits, maternal age, marital status, and years of schooling were statistically significant, and (as expected) all exposure categories were associated with low Apgar score. In the unadjusted model, the odds ratio (OR) for low Apgar was 0.890 (95%CI: 0.836-0.948) for cesarean section compared to vaginal delivery. Nevertheless, in the adjusted model the OR was 1.045 (95%CI: 0.977-1.117) for cesarean section compared to vaginal delivery. Adjusted for obstetric, demographic, and social factors, mode of delivery was not statistically significant for low Apgar. <![CDATA[<B>A influência de respondente substituto na percepção da saúde de idosos</B>: <B>um estudo baseado na <I>Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios</I> (1998, 2003) e na coorte de Bambuí, Minas Gerais, Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este trabalho foi desenvolvido para verificar se o uso de respondente substituto influencia a distribuição e os fatores associados à percepção da saúde em idosos, assim como o risco associado à mortalidade. O estudo incluiu, respectivamente, 28.943 e 35.040 participantes da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD, 1998 e 2003) com &sup3; 60 anos de idade e 1.606 membros da coorte de idosos de Bambuí, Minas Gerais, Brasil. Os resultados mostraram que o uso de outro respondente na PNAD, em ambos os anos considerados, não modificou a distribuição da percepção da saúde, nem os fatores associados à mesma. O risco associado à mortalidade em cinco anos entre participantes da coorte de Bambuí foi maior nas entrevistas respondidas pelo idoso (RR = 2,40), em comparação às respondidas por outra pessoa (RR = 1,28), mas a direção das associações foi a mesma. Os resultados deste trabalho mostraram que a informação sobre percepção da saúde na PNAD pode ser utilizada, independente de quem respondeu à entrevista e que a associação entre pior percepção da saúde e mortalidade persistiu mesmo quando essa percepção foi inferida por outra pessoa.<hr/>This study was developed to examine whether the use of a proxy respondent influences the distribution and factors associated with health perception among older adults, as well as the mortality relative risk. The study included 28,943 and 35,040 participants from the Brazilian National Household Survey (PNAD) in 1998 and 2003, respectively, and 1,606 members of the cohort from Bambuí, Minas Gerais, Brazil. The results showed that use of proxy in the PNAD 1998 and 2003 did not modify the distribution of health perception or associated factors. The 5-year mortality rate ratio among cohort participants was higher in direct interviews with seniors (RR = 2.40) as compared to those answered by proxies (RR = 1.28), but the direction of the association was the same. These results indicate that health perception data from the PNAD can be used regardless of who answers the interview and that the association between worse health perception and mortality persisted even when perception was inferred from a proxy. <![CDATA[<B>Homeopatia no Sistema Único de Saúde</B>: <B>representações dos usuários sobre o tratamento homeopático</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Apesar de ter sido oficialmente introduzida no Brasil em 1840, a homeopatia só foi reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina como uma especialidade médica em 1980. Sua presença no Sistema Único de Saúde (SUS) ainda é reduzida, existindo poucas experiências de serviços de homeopatia em não muitos municípios brasileiros. Este estudo tem como objetivo conhecer as representações dos usuários do SUS sobre a homeopatia. A metodologia da pesquisa foi qualitativa, tendo sido realizado um estudo de caso em uma unidade de saúde em Salvador, Bahia. Para a coleta de dados, foram aplicados 112 questionários aos usuários do serviço de homeopatia na unidade selecionada, com os quais foram realizadas 19 entrevistas em profundidade. Os resultados do estudo mostraram que a principal motivação para a procura da homeopatia foi o insucesso do tratamento alopático anterior. A perspectiva holística, o uso de medicamentos naturais, o tempo longo da consulta e a escuta atenta do paciente foram trazidos como características diferenciais positivas na comparação com o tratamento alopático. Os resultados apontaram para o potencial ainda pouco explorado da contribuição de alternativas terapêuticas como a homeopatia, no SUS.<hr/>Homeopathy was officially introduced in Brazil in 1840 but was only recognized by the Federal Board of Medicine as a medical specialty in 1980. It still has a limited presence in the Unified National Health System (SUS), with only a few homeopathy services in a handful of Brazilian counties. The current study aimed to analyze National Health System users' representations of homeopathy. A case study was conducted in a health unit in Salvador, Bahia State, using a qualitative methodology. Data collection used 112 questionnaires and 19 in-depth interviews with users of homeopathy services. The study results showed that the main motivation for seeking homeopathic treatment was the failure of previous allopathic treatment. The holistic perspective, use of natural medications, longer consultations, and attentive listening to patients appeared as positive characteristics of homeopathy as compared to allopathy. The results point to the potential contribution of alternative therapeutic practices like homeopathy to the Brazilian National Health System. <![CDATA[<B>Prevalência de maloclusão e sua associação com alterações funcionais do sistema estomatognático entre escolares</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800018&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Esta pesquisa objetivou estimar a prevalência de maloclusões entre escolares com 12 anos de idade do Município de Camaragibe, Pernambuco, Brasil. As maloclusões foram estratificadas em função do grau de severidade, analisando-se, ainda, a sua associação com as alterações das seguintes funções: fonoarticulação, respiração e deglutição. A oclusão foi avaliada por intermédio do Treatment Priotiy Index (TPI) e as referidas funções por meio de critérios utilizados na rotina clínica fonoaudiológica por um único examinador calibrado (valores de kappa variáveis entre 0,64 e 1,00). Os escolares foram selecionados randomicamente em 11 escolas públicas. Dos 173 sorteados, 82,1% apresentaram maloclusão (IC95%: 76,4-87,8), sendo 38,2% consideradas manifestações menores de maloclusões; 20,8% maloclusões definidas; 13,3% maloclusões severas; e 9,8% maloclusões muito severas. Conclui-se que há uma alta demanda reprimida por tratamentos ortodônticos e que quanto maior a severidade das maloclusões maior é a possibilidade de associação com alterações funcionais, fato que deve ser levado em consideração no planejamento de serviços públicos destinados aos referidos agravos.<hr/>The aim of this research was to estimate the prevalence of malocclusion among 12-year-old schoolchildren in Camaragibe, Pernambuco State, Brazil. Malocclusions were stratified by the degree of severity, and their association with alterations of the following functions was also analyzed: speech articulation, respiration, and deglutition. Occlusion was assessed by means of the Treatment Priority Index (TPI) and the functions referred to by means of the criteria used in routine clinical speech therapy by a single calibrated examiner (kappa values ranging from 0.64 to 1.00). Schoolchildren were selected randomly from 11 public schools. Of the 173 selected children, 82.1% presented malocclusion (95%CI: 76.4-87.8), with 38.2% classified as minor manifestations of malocclusion; 20.8% definite malocclusions; 13.3% severe malocclusions; and 9.8% very severe malocclusions. The conclusion was that there is a high repressed demand for orthodontic treatment, and that the greater the severity of the malocclusion, the stronger the possibility of association with functional alterations, which must be taken into consideration when planning appropriate public services for these conditions. <![CDATA[<B>A influência das doenças crônicas na capacidade funcional dos idosos do Município de São Paulo, Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800019&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo principal deste estudo foi investigar a influência de doenças crônicas (hipertensão arterial, diabetes mellitus, doença cardíaca, doença pulmonar, câncer e artropatia) na capacidade funcional (atividades de vida diária - AVDs - e atividades instrumentais de vida diária - AIVDs) dos idosos, controlando por idade, sexo, arranjo familiar, educação e presença de outras comorbidades. Os dados foram obtidos do Projeto SABE que inclui pessoas de 60 anos e mais, residentes no Município de São Paulo, Brasil, entre janeiro de 2000 e março de 2001. A amostra foi constituída de 1.769 idosos. Para a análise dos dados foi utilizada a regressão logística multinomial múltipla. Em comparação com a categoria de referência independente, as doenças que exercem uma significativa influência na categoria dependente nas AIVDs são a doença cardíaca (OR = 1,82), a artropatia (OR = 1,59), a doença pulmonar (OR = 1,50) e a hipertensão arterial (OR = 1,39). Quanto à resposta na categoria dependente nas AIVDs e AVDs, os resultados mostram que a doença pulmonar (OR = 2,58), a artropatia (OR = 2,27), a hipertensão arterial (OR = 2,13) e a doença cardíaca (OR = 2,10) demonstram um forte efeito. Os resultados são estatisticamente significativos (p < 0,05).<hr/>The main focus of this study was the effect of chronic disease (hypertension, diabetes mellitus, heart disease, lung disease, cancer, and arthropathy) on the functional status (activities of daily living - ADL, instrumental activities of daily living - IADL) among the elderly, controlling for age, gender, living arrangements, education, and comorbidity. The analysis was based on information provided by the SABE Project, from the city of São Paulo, Brazil, including individuals 60 years of age and over (n = 1,769), from January 2000 to March 2001. A multinomial logistic regression model was used. Compared to the absence of dependency category, heart disease (OR = 1.82), arthropathy (OR = 1.59), lung disease (OR = 1.50), and hypertension (OR = 1.39) were the main diseases that affected the IADL dependency category. Lung disease (OR = 2.58), arthropathy (OR = 2.27), hypertension (OR = 2.13), and heart disease (OR = 2.10) had important impact on the IADL and ADL dependency categories. The results were statistically significant (p < 0.05). <![CDATA[<B>Avaliação de políticas públicas de segurança alimentar e combate à fome no período 1995-2002</B>: <B>2 - Programa de Alimentação do Trabalhador</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800020&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O estudo avaliou o Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT) entre 1995 e 2002, sob a ótica da estrutura-processo-resultado. A metodologia consistiu em pesquisa documental e estudo de caso em 45 municípios na Bahia, resultando em 2.389 questionários domiciliares. Em termos de estrutura analisou-se a evolução normativa do programa até 2002. Quanto ao atendimento das necessidades nutricionais dos trabalhadores, o programa passou de uma insuficiente adequação calórica nos anos 80 para uma associação positiva entre sobrepeso e trabalho em empresa com PAT. Na Bahia a cobertura foi insuficiente entre os 5.120 adultos maiores de 20 anos investigados. Houve diferença significativa no acesso a benefícios alimentares entre trabalhadores do interior (26,1%) e da capital (6,1%). Contudo, a focalização foi adequada: todos os beneficiados no interior e 92,4% na capital tinham renda menor que cinco salários mínimos. Faz-se necessária uma maior divulgação do PAT junto à população alvo, de forma a conscientizar os trabalhadores sobre os seus direitos e as ações desenvolvidas pelo Programa.<hr/>This study evaluated the Workers' Nutrition Program in Brazil from 1995 to 2002, from a structure-process-results perspective. The methodology involved documental research and a case study in 45 municipalities in the State of Bahia, resulting in 2,389 household interviews. In relation to structure, we analyzed the program's normative evolution until 2002. As for nutritional recommendations, the program shifted from insufficient calorie supply in the 1980s to a positive association between overweight and employment in companies adopting the Workers' Nutrition Program. In Bahia, overall program coverage was insufficient among the 5,120 adults 20 years or older who were interviewed. A significant difference was observed in access to food benefits among workers in the interior of the State (6.1%) as compared to the State capital, Salvador (26.1%). However, targeting was adequate: all workers benefiting from the program in the interior and 92.4% of those in Salvador earned less than five times the minimum wage (approximately U$950/month). It is necessary to improve the program's coverage in the target population in order to raise workers' awareness about their rights and the actions developed by the program. <![CDATA[<B>Perfil metabólico e antropométrico de índios Aruák</B>: <B>Mehináku, Waurá e Yawalapití, Alto Xingu, Brasil Central, 2000/2002</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800021&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo deste trabalho foi descrever o perfil metabólico e antropométrico de índios Aruák (Mehináku, Waurá e Yawalapití) que habitam o Alto Xingu, Brasil Central. Em julho de 2000 e outubro de 2002, 201 indivíduos de ambos os sexos e com idade > 20 anos foram submetidos a exames físicos (antropometria e pressão arterial) e de laboratório (glicemia de jejum, lípides séricos e ácido úrico). Índios do sexo masculino, quando comparados aos do sexo feminino, apresentaram valores médios menores de dobras cutâneas e de HDL colesterol, e maiores do índice de massa corporal, de circunferência do braço, de pressão arterial sistólica e diastólica, de triglicérides, de VLDL e de ácido úrico. As prevalências de sobrepeso (51,8%,), obesidade (15%), dislipidemia (77,1%) e níveis pressóricos elevados (37,7%) foram maiores entre os homens enquanto que as mulheres apresentaram maior prevalência de obesidade abdominal (52,1%), independentemente da idade e da tribo de origem. Esses achados sugerem a necessidade de implementação de medidas que visem tanto ao controle como à prevenção da obesidade e outros fatores de risco cardiovasculares entre esses indivíduos.<hr/>The objective of this study was to describe the anthropometric and metabolic profile of Aruák Indians (Mehináku, Waurá, and Yawalapití) in the Upper Xingu, Central Brazil. In July 2000 and October 2002, 201 subjects of both genders and aged > 20 years were submitted to physical (anthropometric and blood pressure measures) and laboratory (fasting blood glucose, serum lipids, and uric acid) examination. As compared to females, males had lower mean skinfold thickness measurements and serum HDL cholesterol, and higher body mass index, arm circumference, systolic and diastolic blood pressure, serum triglycerides, VLDL cholesterol, and uric acid. The prevalence rates for overweight (51.8%), obesity (15%), dyslipidemia (77.1%), and hypertension (37.7%) were higher among men than women, but prevalence of abdominal obesity (52.1%) was higher among women than men, independently of age and origin. These results corroborate the need to implement measures to control and prevent obesity and other cardiovascular risk factors among these indigenous peoples. <![CDATA[<B>Evolução da contagem de células T CD4+ de portadores de AIDS em contextos socialmente desiguais</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800022&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo analisou a evolução da contagem de células T CD4+ em portadores de AIDS do Município do Rio de Janeiro, submetidos a esquemas anti-retrovirais altamente ativos (HAART), no Centro Municipal de Saúde (CMS) da Maré, localizado em complexo de favelas e no de Copacabana, localizado em área de elites. Imediatamente, antes de HAART, a mediana de linfócitos T CD4+ foi 181células/mm³ na Maré e 182células/mm³ em Copacabana. Após 24 semanas de HAART, a mediana alcançou 302 e 315células/mm³ nos dois CMS, respectivamente. Após HAART, os portadores de AIDS da Maré tiveram 2,8 vezes mais chances de não apresentarem resposta imunológica do que casos de Copacabana (IC95%: 1,1-7,2). Residentes em favelas da Maré tiveram 3,7 mais chances de não apresentarem resposta imunológica do que não residentes em favelas de Copacabana (IC95%: 1,2-11,5). Homens da Maré tiveram 4,4 mais chances de não apresentarem resposta imunológica do que os de Copacabana (IC95%: 1,1-18,2). Resultados sugerem pior prognóstico e maior letalidade para portadores de AIDS residentes em favelas, independente do acesso a HAART.<hr/>This study analyzed the evolution in CD4+ T-cell count in AIDS patients in the city of Rio de Janeiro, Brazil, who were on highly active antiretroviral treatment (HAART) at the Municipal Health Centers in the Maré neighborhood, located in a large slum area, and in Copacabana, located in the city's more affluent South Side. Immediately prior to HAART, the median CD4+ T-lymphocyte count was 181 cells/mm³ in Maré and 182 cells/mm³ in Copacabana. After 24 weeks of HAART, the median count reached 302 and 315/mm3 in the two health centers, respectively. Following HAART, individuals with AIDS in Maré had 2.8 times the odds of not presenting an immune response as compared to cases in Copacabana (95%CI: 1.1-7.2). Slum residents from Maré had 3.7 the odds of not presenting an immune response as compared to slum residents from Copacabana (95%CI: 1.2-11.5). Males from Maré had 4.4 the odds of not presenting an immune response as compared to those from Copacabana (95%CI: 1.1-18.2). The results suggest a worse prognosis and higher case-fatality for AIDS patients from slums, independently of access to HAART. <![CDATA[<B>Conhecimentos e práticas de promoção do aleitamento materno em Equipes de Saúde da Família em Montes Claros, Minas Gerais, Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800023&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A estratégia de saúde da família foi implantada no Brasil buscando reorganizar a assistência à saúde, com ênfase em ações de promoção e prevenção. Assim, o incentivo ao aleitamento materno é uma das atividades mais importantes para as equipes de saúde da família. Este estudo objetivou avaliar conhecimentos e práticas das referidas equipes em relação ao aleitamento materno. Além de um questionário para definição do perfil dos profissionais, um teste de conhecimentos sobre amamentação foi aplicado a 41 médicos e enfermeiros, e outro teste sobre o mesmo tema foi aplicado para 152 agentes comunitários de saúde. O desempenho das equipes sobre vantagens do aleitamento materno mostrou-se superior a 80%, mas o conhecimento sobre questões relacionadas à técnica da amamentação e manejo dos problemas relacionados à lactação não foi uniforme entre os profissionais. Enfermeiros apresentaram melhor desempenho nos testes e agentes de saúde tiveram as piores pontuações. Atividades práticas de promoção do aleitamento materno não eram desenvolvidas uniformemente pelos profissionais. Há necessidade de treinamento sistemático e contínuo sobre aleitamento materno e manejo da lactação para equipes de saúde da família.<hr/>The Family Health Strategy has been implemented in Brazil with the aim of reorganizing the health care system with an emphasis on promotion and prevention. Thus, encouragement for breastfeeding is one of the most important activities by family health care teams. The objective of this study was to assess knowledge and practices by family health care teams in relation to breastfeeding. In addition to a questionnaire on health professionals' characteristics, a specific knowledge test on breastfeeding was conducted with 41 physicians and nurses and another test on the same subject was given to 152 community health workers. Scores were above 80% on the advantages of breastfeeding in all the teams, but knowledge on practical issues concerning technique and management of the main problems encountered in breastfeeding was not uniform among the health professions. Nurses scored better than physicians, and community health workers had the lowest scores. Practical activities to promote breastfeeding were not developed uniformly among health care professionals. There is a need for systematic and ongoing training in breastfeeding management in the family health teams. <![CDATA[<B>Estudo da incidência de abuso sexual contra crianças no Rio de Janeiro, Brasil</B>: <B>an incidence study</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800024&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Foi realizada uma análise da incidência de exames realizados no Instituto Médico-Legal Afrânio Peixoto, Rio de Janeiro, Brasil, entre janeiro e julho de 2000. Foram selecionados 124 casos suspeitos de abuso sexual, envolvendo ambos os sexos em indivíduos com idade entre 0 e 17 anos. Os menores entre 0 e 14 anos representaram 81,45% da amostra, coincidindo com os índices observados em estudo anterior que abrangeu o primeiro trimestre do mesmo ano. O sexo masculino predominou nos casos suspeitos de atentado violento ao pudor - 20,97% do grupo, não havendo registro, em ambos os gêneros, entre 15 e 17 anos. O maior número de casos alegados de conjunção carnal (cópula vaginal) foi observado no grupo de menores do sexo feminino entre 10 e 17 anos. Dos alegados agressores, 44,36% eram relacionados às vítimas; os desconhecidos corresponderam a 13,71% do grupo estudado. Em 30,65% dos casos não havia informação sobre o agressor. A maior parte dos registros de ocorrências policiais diz respeito às Zonas Norte e Oeste da cidade. O perfil sócio-econômico-cultural dos indivíduos examinados não foi contemplado no presente estudo.<hr/>We present an incidence analysis of forensic medical examinations at the Afrânio Peixoto Institute of Forensic Medicine in Rio de Janeiro, Brazil, from January to July 2000. A sample of 124 cases of suspected sexual abuse was selected, both male and female, aged 0 to 17 years. Minors from 0 to 14 years of age represented 81.45% of the sample, coinciding with rates from a former study spanning the first quarter of 2000. Other than vaginal rape, young male subjects prevailed in cases of suspected anal, oral, or other forms of sexual violence and comprised 20.97% of the total sample, with no such cases, either male or female, in the 15-17-year group. Most cases of alleged vaginal sexual abuse were detected in the 10-17-year group. 44.36% of the alleged aggressors were related to the victims; non-related aggressors represented 13.71% of the study group. 30.65% of all cases lacked information about the aggressor. Most police complaints were recorded in the North and East Sides of the city of Rio de Janeiro. The present study did not analyze the victims' social, economic, or cultural characteristics. <![CDATA[<B>AIDS na terceira década</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800025&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Foi realizada uma análise da incidência de exames realizados no Instituto Médico-Legal Afrânio Peixoto, Rio de Janeiro, Brasil, entre janeiro e julho de 2000. Foram selecionados 124 casos suspeitos de abuso sexual, envolvendo ambos os sexos em indivíduos com idade entre 0 e 17 anos. Os menores entre 0 e 14 anos representaram 81,45% da amostra, coincidindo com os índices observados em estudo anterior que abrangeu o primeiro trimestre do mesmo ano. O sexo masculino predominou nos casos suspeitos de atentado violento ao pudor - 20,97% do grupo, não havendo registro, em ambos os gêneros, entre 15 e 17 anos. O maior número de casos alegados de conjunção carnal (cópula vaginal) foi observado no grupo de menores do sexo feminino entre 10 e 17 anos. Dos alegados agressores, 44,36% eram relacionados às vítimas; os desconhecidos corresponderam a 13,71% do grupo estudado. Em 30,65% dos casos não havia informação sobre o agressor. A maior parte dos registros de ocorrências policiais diz respeito às Zonas Norte e Oeste da cidade. O perfil sócio-econômico-cultural dos indivíduos examinados não foi contemplado no presente estudo.<hr/>We present an incidence analysis of forensic medical examinations at the Afrânio Peixoto Institute of Forensic Medicine in Rio de Janeiro, Brazil, from January to July 2000. A sample of 124 cases of suspected sexual abuse was selected, both male and female, aged 0 to 17 years. Minors from 0 to 14 years of age represented 81.45% of the sample, coinciding with rates from a former study spanning the first quarter of 2000. Other than vaginal rape, young male subjects prevailed in cases of suspected anal, oral, or other forms of sexual violence and comprised 20.97% of the total sample, with no such cases, either male or female, in the 15-17-year group. Most cases of alleged vaginal sexual abuse were detected in the 10-17-year group. 44.36% of the alleged aggressors were related to the victims; non-related aggressors represented 13.71% of the study group. 30.65% of all cases lacked information about the aggressor. Most police complaints were recorded in the North and East Sides of the city of Rio de Janeiro. The present study did not analyze the victims' social, economic, or cultural characteristics. <![CDATA[<B>Discapacidad</B>: <B>lo que todos debemos saber</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800026&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Foi realizada uma análise da incidência de exames realizados no Instituto Médico-Legal Afrânio Peixoto, Rio de Janeiro, Brasil, entre janeiro e julho de 2000. Foram selecionados 124 casos suspeitos de abuso sexual, envolvendo ambos os sexos em indivíduos com idade entre 0 e 17 anos. Os menores entre 0 e 14 anos representaram 81,45% da amostra, coincidindo com os índices observados em estudo anterior que abrangeu o primeiro trimestre do mesmo ano. O sexo masculino predominou nos casos suspeitos de atentado violento ao pudor - 20,97% do grupo, não havendo registro, em ambos os gêneros, entre 15 e 17 anos. O maior número de casos alegados de conjunção carnal (cópula vaginal) foi observado no grupo de menores do sexo feminino entre 10 e 17 anos. Dos alegados agressores, 44,36% eram relacionados às vítimas; os desconhecidos corresponderam a 13,71% do grupo estudado. Em 30,65% dos casos não havia informação sobre o agressor. A maior parte dos registros de ocorrências policiais diz respeito às Zonas Norte e Oeste da cidade. O perfil sócio-econômico-cultural dos indivíduos examinados não foi contemplado no presente estudo.<hr/>We present an incidence analysis of forensic medical examinations at the Afrânio Peixoto Institute of Forensic Medicine in Rio de Janeiro, Brazil, from January to July 2000. A sample of 124 cases of suspected sexual abuse was selected, both male and female, aged 0 to 17 years. Minors from 0 to 14 years of age represented 81.45% of the sample, coinciding with rates from a former study spanning the first quarter of 2000. Other than vaginal rape, young male subjects prevailed in cases of suspected anal, oral, or other forms of sexual violence and comprised 20.97% of the total sample, with no such cases, either male or female, in the 15-17-year group. Most cases of alleged vaginal sexual abuse were detected in the 10-17-year group. 44.36% of the alleged aggressors were related to the victims; non-related aggressors represented 13.71% of the study group. 30.65% of all cases lacked information about the aggressor. Most police complaints were recorded in the North and East Sides of the city of Rio de Janeiro. The present study did not analyze the victims' social, economic, or cultural characteristics. <![CDATA[<B>Fundamentos da educação escolar no Brasil contemporâneo</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800027&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Foi realizada uma análise da incidência de exames realizados no Instituto Médico-Legal Afrânio Peixoto, Rio de Janeiro, Brasil, entre janeiro e julho de 2000. Foram selecionados 124 casos suspeitos de abuso sexual, envolvendo ambos os sexos em indivíduos com idade entre 0 e 17 anos. Os menores entre 0 e 14 anos representaram 81,45% da amostra, coincidindo com os índices observados em estudo anterior que abrangeu o primeiro trimestre do mesmo ano. O sexo masculino predominou nos casos suspeitos de atentado violento ao pudor - 20,97% do grupo, não havendo registro, em ambos os gêneros, entre 15 e 17 anos. O maior número de casos alegados de conjunção carnal (cópula vaginal) foi observado no grupo de menores do sexo feminino entre 10 e 17 anos. Dos alegados agressores, 44,36% eram relacionados às vítimas; os desconhecidos corresponderam a 13,71% do grupo estudado. Em 30,65% dos casos não havia informação sobre o agressor. A maior parte dos registros de ocorrências policiais diz respeito às Zonas Norte e Oeste da cidade. O perfil sócio-econômico-cultural dos indivíduos examinados não foi contemplado no presente estudo.<hr/>We present an incidence analysis of forensic medical examinations at the Afrânio Peixoto Institute of Forensic Medicine in Rio de Janeiro, Brazil, from January to July 2000. A sample of 124 cases of suspected sexual abuse was selected, both male and female, aged 0 to 17 years. Minors from 0 to 14 years of age represented 81.45% of the sample, coinciding with rates from a former study spanning the first quarter of 2000. Other than vaginal rape, young male subjects prevailed in cases of suspected anal, oral, or other forms of sexual violence and comprised 20.97% of the total sample, with no such cases, either male or female, in the 15-17-year group. Most cases of alleged vaginal sexual abuse were detected in the 10-17-year group. 44.36% of the alleged aggressors were related to the victims; non-related aggressors represented 13.71% of the study group. 30.65% of all cases lacked information about the aggressor. Most police complaints were recorded in the North and East Sides of the city of Rio de Janeiro. The present study did not analyze the victims' social, economic, or cultural characteristics. <![CDATA[<B>Proteção social</B>: <B>dilemas e desafios</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800028&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Foi realizada uma análise da incidência de exames realizados no Instituto Médico-Legal Afrânio Peixoto, Rio de Janeiro, Brasil, entre janeiro e julho de 2000. Foram selecionados 124 casos suspeitos de abuso sexual, envolvendo ambos os sexos em indivíduos com idade entre 0 e 17 anos. Os menores entre 0 e 14 anos representaram 81,45% da amostra, coincidindo com os índices observados em estudo anterior que abrangeu o primeiro trimestre do mesmo ano. O sexo masculino predominou nos casos suspeitos de atentado violento ao pudor - 20,97% do grupo, não havendo registro, em ambos os gêneros, entre 15 e 17 anos. O maior número de casos alegados de conjunção carnal (cópula vaginal) foi observado no grupo de menores do sexo feminino entre 10 e 17 anos. Dos alegados agressores, 44,36% eram relacionados às vítimas; os desconhecidos corresponderam a 13,71% do grupo estudado. Em 30,65% dos casos não havia informação sobre o agressor. A maior parte dos registros de ocorrências policiais diz respeito às Zonas Norte e Oeste da cidade. O perfil sócio-econômico-cultural dos indivíduos examinados não foi contemplado no presente estudo.<hr/>We present an incidence analysis of forensic medical examinations at the Afrânio Peixoto Institute of Forensic Medicine in Rio de Janeiro, Brazil, from January to July 2000. A sample of 124 cases of suspected sexual abuse was selected, both male and female, aged 0 to 17 years. Minors from 0 to 14 years of age represented 81.45% of the sample, coinciding with rates from a former study spanning the first quarter of 2000. Other than vaginal rape, young male subjects prevailed in cases of suspected anal, oral, or other forms of sexual violence and comprised 20.97% of the total sample, with no such cases, either male or female, in the 15-17-year group. Most cases of alleged vaginal sexual abuse were detected in the 10-17-year group. 44.36% of the alleged aggressors were related to the victims; non-related aggressors represented 13.71% of the study group. 30.65% of all cases lacked information about the aggressor. Most police complaints were recorded in the North and East Sides of the city of Rio de Janeiro. The present study did not analyze the victims' social, economic, or cultural characteristics. <![CDATA[<B>Precariedades do excesso</B>: <B>informação e comunicação em saúde coletiva</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000800029&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Foi realizada uma análise da incidência de exames realizados no Instituto Médico-Legal Afrânio Peixoto, Rio de Janeiro, Brasil, entre janeiro e julho de 2000. Foram selecionados 124 casos suspeitos de abuso sexual, envolvendo ambos os sexos em indivíduos com idade entre 0 e 17 anos. Os menores entre 0 e 14 anos representaram 81,45% da amostra, coincidindo com os índices observados em estudo anterior que abrangeu o primeiro trimestre do mesmo ano. O sexo masculino predominou nos casos suspeitos de atentado violento ao pudor - 20,97% do grupo, não havendo registro, em ambos os gêneros, entre 15 e 17 anos. O maior número de casos alegados de conjunção carnal (cópula vaginal) foi observado no grupo de menores do sexo feminino entre 10 e 17 anos. Dos alegados agressores, 44,36% eram relacionados às vítimas; os desconhecidos corresponderam a 13,71% do grupo estudado. Em 30,65% dos casos não havia informação sobre o agressor. A maior parte dos registros de ocorrências policiais diz respeito às Zonas Norte e Oeste da cidade. O perfil sócio-econômico-cultural dos indivíduos examinados não foi contemplado no presente estudo.<hr/>We present an incidence analysis of forensic medical examinations at the Afrânio Peixoto Institute of Forensic Medicine in Rio de Janeiro, Brazil, from January to July 2000. A sample of 124 cases of suspected sexual abuse was selected, both male and female, aged 0 to 17 years. Minors from 0 to 14 years of age represented 81.45% of the sample, coinciding with rates from a former study spanning the first quarter of 2000. Other than vaginal rape, young male subjects prevailed in cases of suspected anal, oral, or other forms of sexual violence and comprised 20.97% of the total sample, with no such cases, either male or female, in the 15-17-year group. Most cases of alleged vaginal sexual abuse were detected in the 10-17-year group. 44.36% of the alleged aggressors were related to the victims; non-related aggressors represented 13.71% of the study group. 30.65% of all cases lacked information about the aggressor. Most police complaints were recorded in the North and East Sides of the city of Rio de Janeiro. The present study did not analyze the victims' social, economic, or cultural characteristics.