Scielo RSS <![CDATA[Estudos Avançados]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0103-401419920001&lang=pt vol. 6 num. 14 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <link>http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141992000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt</link> <description/> </item> <item> <title><![CDATA[<B>A questão nacional</B>: <B>a modernização</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141992000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Encontro de duas culturas</B>: <B>América e Europa</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141992000100003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Discute-se a legitimidade da expressão descobrimento para o encontro de novas terras e populações no expansionismo dos séculos XIV e XV. O novo horizonte histórico resultante é marco na História, configurando o começo dos tempos modernos. Importa destacar o encontro de culturas diferentes, como se dá com a chegada do europeu à América. Do convívio dessas culturas resultou o processo de mútuas influências. Se o europeu impôs mais os seus padrões, também absorveu traços culturais dos índios. O Novo Mundo é visto a princípio mais como Geografia do que como História. Só a ciência social moderna compreende o problema, apontando-lhe solução.<hr/>The article discusses the legitimary of the use of the expression " discovery" for the finding of new land anda populations during the expansionism of the 14th and 15th centuries. The resulting new historical horizon is a landmark in history, marking the beginning of modern times. It is importante to fows on the finding of different cultures, such as happened when Europeans arrived in America. The meeting of these cultures led to aprocen of mutual influencing, Although the Europeans imposed their culture to a greater extent, they also absorbed Idian cultural traits. Initially the New Word was seen more as a matter for Geography than History. Only modern social science is able to understand the problem and to point out a solution. <![CDATA[<B>O modelo institucional dos anos 30 e a presente crise brasileira</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141992000100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A primeira parte do artigo procura demonstrar, com dados de pesquisas feitas pelo Idesp junto às elites brasileiras, que existe um acelerado processo de reorientação ideológica no tocante ao modelo de desenvolvimento econômico iniciado nos anos 30. A segunda argumenta que o modelo político-institucional requer igualmente uma revisão profunda, pois assenta-se sobre um tripé extremamente problemático no que se refere à conformação individual de cada um dos três componentes, e mais ainda quando se pensa na combinação dos três numa mesma estrutura institucional: arranjos exacerbadamente consociativos na esfera eleitoral-partidária, corporativismo na área sindical e presidencialismo plebiscitáio como suposto fator de unificação, na cumieira do sistema político. A terceira delineia a alternativa parlamentarista e o reforço da mesma por meio de mudanças no sistema eleitoral.<hr/>In the first part of the article the author uses surveys conducted by Idesp in order to argue that Brazilian elites are guickly reexamining the ideological conceptions on which the growth model initiated int the 1930's was based. In the second part he argues that the politico-institucional model will also require deep reexaminado a. According to him that model was an attempt to combine corporatism in the interest representation sphere with strongly consociational electoral and party arrangements and plebiscitarían presidentialism as an would-be unifying factor on top of a highly fragmented system. In the final section the author outlines a parliamentarist alternative and the electoral reforms needed to reinforce it. <![CDATA[<B>Estados em vias de integração e de desintegração</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141992000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste artigo os autores levantam a seguinte tese: os países constituídos por federações multiétnicas, em processo de transição de autoritarismo para a democracia, têm maior probabilidade de manter sua união política se as primeiras eleições e tomadas de voto, desse período transacional, forem eleições de caráter nacional (geral, de toda a União) ao invés de eleições regionais ou provinciais. A tese apresentada é defendida pela análise comparada dos casos de Espanha e de ex-União Soviética e Iugoslávia.<hr/>In the above article, the authors present the following thesis: multi-ethnic federations in transition from authoritarian regimes to democracy have a much better chance of maintaining its political unity if the initial elections during such transitional period are all-union elections as opposed to regional or provincial elections. The thesis is argued thru the comparative analysis of the Spain, ex URSS and Yugoslavia cases. <![CDATA[<B>Crise político-econômica</B>: <B>as raízes do impasse</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141992000100006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Explora-se a idéia de que a crise é resultado de compromissos político-econômicos assumidos no início da estratégia de redemocratização e de que estes imprimem uma determinada dinâmica desfavorável aos acordos implícitos nas reestruturações institucionais que poderiam permitir um redirecionamento da atividade econômica. Enfatiza-se o papel das resistências regionais, do conflito de interesses entre a indústria existente antes do II PND e o parque industrial posteriormente implantado e do endividamento externo do setor público. Pergunta-se também até onde existe sinal de ruptura do impasse na retórica do atual governo.<hr/>Political and economic compromises at the first stage of the current redemocratization process are today strong obstacles to institucional reforms thought to be required in any new growth strategy. The role of regional interests, conflicts between industries in existence before II National Plan of Development and those there after installed and public sector foreign debt are emphasized. A final reference is also made about current government rethoric and effective indicators of any rupture in this scenario of impasse. <![CDATA[<B>1992</B>: <B>a redescoberta da Natureza</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141992000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Com a presença do homem sobre a Terra, a natureza está, sempre, sendo redescoberta, com a criação da natureza social. É a história de uma rutura progressiva entre o homem e o entorno, acelerada pela mecanização. Mediante a tecnociência, a natureza artificializada alcança seu estágio supremo, onde a natureza e o homem tornam-se reciprocramente hostis. Com a globalização da economia, da política e da cultura, não há mais relações totalizantes entre a sociedade e o meio. A natureza tecnicizada se impõe como algo abstrato, exigindo um discurso. A questão do meio ambiente é um aspecto dessa evolução e reclama um estudo abrangente, para permitir uma correta interpretação. Para alcançar essa interpretação, a universidade deve fugir dos raciocínios técnicos e conformistas e enfrentar o entendimento do mundo como um todo.<hr/>With man on Earth, Nature is being permanently rediscovered through the creation of social nature. The progressive rupture between man and his surrounding is quickened by mechanization. More recently, with globalization of economy, politics and culture, there are no longer totalizing relations between society and environment. Through technoscience, nature and man become reciprocally hostile. Tecnicized nature emerges as an abstraction that demands a discourse. Environmental problems are only an aspect of this evolution, and ask for a comprehensive approach, in order to reach its correct interpretation. University must fly away from technical and conformicist reasonning and face the understanding of the world as a whole. <![CDATA[<B>Endo-referência de uma ciência formalizada da natureza</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141992000100008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O trabalho desenvolve as implicações da idéia de que quando uma teoria atinge um estágio abstrato de formalização, como é o caso de teorias físicas, da mecânica quântica, o significado de seus conceitos e proposições, objetivos para representação e inteligibilidade do mundo físico (realidade física em qualquer de suas acepções) é obtido a partir da própria teoria. Em síntese, "é a própria que dita o significado de suas proposições", segundo Einstein e Heisenberg. Em seguida apresenta uma análise do significado de 'teoria formalizada' para o caso das ciências de conteúdo empírico como a física, concluindo que a acepção adotada não pode ser reduzida a um 'formalismo interpretado' nos moldes aceitos pelos elementos do Círculo de Viena. Aspectos dinâmicos das teorias são também discutidos. Finalmente, a partir das considerações acima, é introduzido o conceito de 'endo-referência' e discutidas as suas conexões com o conceito kantiano de sintético a priori.<hr/>The paper develops epistemological implications of the idea that, when a theory is in state of abstract formalization (as to-day physical theory, quantum physics for instance is), the meaning of its concepts and propositions, which are aiming at the representation and intelligibility of the external physical world is however to be taken from within the theory itself. " It is the theory itself which dictates the physical significance of its propositions" in the words of Heisenberg and Einstein. It contains also the analysis of what is meant by " formalized theory" for a science with empirical content as physics and concludes that it cannot be reduced to a mere "interpreta formalism" in the sense of logical impiricism. Finaly it works on the sense of endoreference connctions with a kantian concept of a priori synthetic. <![CDATA[<B>Categorias do ser e biologia</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141992000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As categorias do ser são as distintas maneiras de se ver um objeto - as distintas maneiras de predicação. Um breve histórico do emprego das categorias por Aristóteles e por alguns autores hindus é apresentado. As categorias do ser podem ser formalizadas conjuntistamente e constituem um importante fundamento para as classificações biológicas.<hr/>The categories of being are the distinct manners of " seeing" an object - the different manners of predication. A brief history of the utilization of categories by Aristotle and some Hindu authors is presented. The categories of being may be formalized in set theory, constituting an important foundation for biological classification. <![CDATA[<B>Por que filosofia no segundo grau</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141992000100010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As categorias do ser são as distintas maneiras de se ver um objeto - as distintas maneiras de predicação. Um breve histórico do emprego das categorias por Aristóteles e por alguns autores hindus é apresentado. As categorias do ser podem ser formalizadas conjuntistamente e constituem um importante fundamento para as classificações biológicas.<hr/>The categories of being are the distinct manners of " seeing" an object - the different manners of predication. A brief history of the utilization of categories by Aristotle and some Hindu authors is presented. The categories of being may be formalized in set theory, constituting an important foundation for biological classification. <![CDATA[<B>Karl-Otto Apel</B>: <B>a raiz comum entre ética e linguagem</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141992000100011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As categorias do ser são as distintas maneiras de se ver um objeto - as distintas maneiras de predicação. Um breve histórico do emprego das categorias por Aristóteles e por alguns autores hindus é apresentado. As categorias do ser podem ser formalizadas conjuntistamente e constituem um importante fundamento para as classificações biológicas.<hr/>The categories of being are the distinct manners of " seeing" an object - the different manners of predication. A brief history of the utilization of categories by Aristotle and some Hindu authors is presented. The categories of being may be formalized in set theory, constituting an important foundation for biological classification. <![CDATA[<B>Artes plásticas no Brasil de hoje</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141992000100012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As categorias do ser são as distintas maneiras de se ver um objeto - as distintas maneiras de predicação. Um breve histórico do emprego das categorias por Aristóteles e por alguns autores hindus é apresentado. As categorias do ser podem ser formalizadas conjuntistamente e constituem um importante fundamento para as classificações biológicas.<hr/>The categories of being are the distinct manners of " seeing" an object - the different manners of predication. A brief history of the utilization of categories by Aristotle and some Hindu authors is presented. The categories of being may be formalized in set theory, constituting an important foundation for biological classification. <![CDATA[<B>Fórum Capital/Trabalho</B>: <B>conclusões e recomendações</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141992000100013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As categorias do ser são as distintas maneiras de se ver um objeto - as distintas maneiras de predicação. Um breve histórico do emprego das categorias por Aristóteles e por alguns autores hindus é apresentado. As categorias do ser podem ser formalizadas conjuntistamente e constituem um importante fundamento para as classificações biológicas.<hr/>The categories of being are the distinct manners of " seeing" an object - the different manners of predication. A brief history of the utilization of categories by Aristotle and some Hindu authors is presented. The categories of being may be formalized in set theory, constituting an important foundation for biological classification. <![CDATA[<B>Carta Educação</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141992000100014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As categorias do ser são as distintas maneiras de se ver um objeto - as distintas maneiras de predicação. Um breve histórico do emprego das categorias por Aristóteles e por alguns autores hindus é apresentado. As categorias do ser podem ser formalizadas conjuntistamente e constituem um importante fundamento para as classificações biológicas.<hr/>The categories of being are the distinct manners of " seeing" an object - the different manners of predication. A brief history of the utilization of categories by Aristotle and some Hindu authors is presented. The categories of being may be formalized in set theory, constituting an important foundation for biological classification. <![CDATA[<B>Carta Ciência e Tecnologia</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141992000100015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As categorias do ser são as distintas maneiras de se ver um objeto - as distintas maneiras de predicação. Um breve histórico do emprego das categorias por Aristóteles e por alguns autores hindus é apresentado. As categorias do ser podem ser formalizadas conjuntistamente e constituem um importante fundamento para as classificações biológicas.<hr/>The categories of being are the distinct manners of " seeing" an object - the different manners of predication. A brief history of the utilization of categories by Aristotle and some Hindu authors is presented. The categories of being may be formalized in set theory, constituting an important foundation for biological classification. <![CDATA[<B>As cátedras do IEA</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141992000100016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As categorias do ser são as distintas maneiras de se ver um objeto - as distintas maneiras de predicação. Um breve histórico do emprego das categorias por Aristóteles e por alguns autores hindus é apresentado. As categorias do ser podem ser formalizadas conjuntistamente e constituem um importante fundamento para as classificações biológicas.<hr/>The categories of being are the distinct manners of " seeing" an object - the different manners of predication. A brief history of the utilization of categories by Aristotle and some Hindu authors is presented. The categories of being may be formalized in set theory, constituting an important foundation for biological classification.