Scielo RSS <![CDATA[Mana]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0104-931320110002&lang=pt vol. 17 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Reportagem, memória e história no jornalismo brasileiro</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93132011000200001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente artigo procura demonstrar de que modo mudanças recentes no exercício da profissão de jornalista estão sendo capazes de redefinir a forma como esses profissionais olham para si mesmos no presente e, consequentemente, para seu passado, para sua própria "história". Para tanto, me apoio em minha própria e em outras etnografias do jornalismo - em particular do espaço da redação - na especificidade da "notícia" e, principalmente, da "reportagem" enquanto "documento" histórico, discussão necessária para a compreensão da vinculação que se estabelece entre a "memória jornalística" e a "memória nacional"; e nos efeitos que a imposição de um "estilo jornalístico", a exigência do diploma e a reorganização do mercado de trabalho tiveram - e têm - sobre a organização e a escrita, cada vez mais sistematizada, das trajetórias consideradas exemplares para a área.<hr/>The present article explores how recent changes in journalism have redefined the way in which the area's professionals see themselves in the present and so how they see their past, their own 'history.' I draw from my own and other ethnographies of journalism, particularly those focused on the editorial office, in order to examine the specificity of 'news' and especially 'reporting' as a historical 'document,' a discussion essential to understanding the link between 'journalistic memory' and 'national memory.' The text also discusses the effects that the imposition of a 'journalistic style,' the need for formal qualifications and the reorganization of the work market have had - and continue to have - on the increasingly systemized organization and description of careers now considered emblematic in the profession. <![CDATA[<b>Citando Mario Juruna</b>: <b>imaginário linguístico e a transformação da voz indígena na imprensa brasileira</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93132011000200002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt No presente artigo, revelo os mecanismos textuais que influentes editores de notícias empregaram para manipular a compreensão popular acerca de Mario Juruna, líder xavante que desempenhou um papel importante no avanço da democracia durante a ditadura militar brasileira e se tornou o primeiro indígena eleito para o Congresso Nacional. Argumento que os editores usaram as mensagens implícitas da representação da linguagem para encetar mudanças na percepção do público a respeito do líder xavante, mudando, com isso, a opinião a seu respeito. O caso Juruna evidencia que os recursos linguísticos são ferramentas poderosas que instituições hegemônicas, como a imprensa e outros grupos dominantes, podem empregar para promover seus próprios interesses, influenciando a opinião pública em questões de importância política e social.<hr/>In this article, I reveal the textual mechanisms that influential news editors employed to manipulate popular understandings of Mario Juruna, a Xavante leader who played an important role in advancing democracy during Brazil's military dictatorship and became the first Indian elected to national office. I argue that editors used the implicit messages of represented language to initiate shifts in the public's perception of the Xavante leader and thereby to change its opinion of him. Juruna's case illustrates that linguistic resources are powerful tools that hegemonic institutions, such as the press, and other dominant parties may employ to advance their own interests and influence public opinion on matters of political and social import. <![CDATA[<b>Usos de sex toys</b>: <b>a circulação erótica entre objetos e pessoas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93132011000200003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo apresenta uma discussão em torno das articulações entre pessoas, corpos e objetos e seus efeitos sobre as normas de gênero e de sexualidade, a partir de depoimentos de usuários de acessórios eróticos. As relações implicadas nos usos e nas práticas desses objetos sugerem, em particular, experiências de deslocamento entre sexo e gênero, corpo e matéria, sujeito e objeto, presença e virtualidade.<hr/>This article presents a discussion on the interconnections between people, bodies and objects and their effects on norms relating to gender and sexuality, based on statements given by users of erotic accessories. The relationships implied in the uses and practices surrounding these objects suggest, in particular, experiences of displacement between sex and gender, body and matter, subject and object, bodily presence and virtuality. <![CDATA[<b>Desajustes entre nível de renda e hierarquias simbólicas em Comodoro Rivadavia</b>: <b>sobre as legitimidades da desigualdade social</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93132011000200004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo analisa uma situação em que trabalhadores fortemente estigmatizados têm níveis de renda mais altos do que aqueles que os estigmatizam. Desta forma, afirmamos que na cidade patagônica de Comodoro Rivadavia há um desajuste entre hierarquias simbólicas e nível econômico. Interessados nas desigualdades sociais e nos modos pelos quais elas se legitimam culturalmente, trabalhamos em conjunto com um antropólogo residente em Buenos Aires e uma antropóloga local. Um caso excepcional como o de Comodoro nos revela aspectos dos casos supostamente "normais", nos quais as hierarquias de prestígio são mais ou menos proporcionais aos níveis de renda. Em segundo lugar, ele nos permite perceber que os casos em que esta correlação não se verifica são mais usuais do que o registrado nos estudos atuais. Em terceiro lugar, ele possibilita obter uma conclusão sociológica com implicações políticas: a redistribuição econômica é uma condição necessária, mas não suficiente para uma redução multidimensional da desigualdade.<hr/>The article analyzes a situation in the Patagonian city of Comodoro Rivadavia in which strongly stigmatized workers have higher income levels than those stigmatizing them, resulting in a mismatch between symbolic hierarchies and socioeconomic class. Based on a shared interest in social inequalities and the ways in which these are culturally legitimized, the research pursued by the two authors - one an anthropologist from Buenos Aires and the other an anthropologist from the region in question - shows how an exceptional case like Comodoro can shed new light on the traits of supposedly 'normal' cases where hierarchies of prestige are more or less match income levels. Furthermore the study reveals that cases in which this correlation is not the rule are actually more common than currently registered in the literature. Finaly the work enables us to reach a sociological conclusion with policy implications: economic redistribution is a necessary but insufficient condition for a multidimensional reduction of inequality. <![CDATA[<b>Mas eu fui uma estrela do futebol! As incoerências sociológicas e as controvérsias sociais de um militante sem-terra sul-africano</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93132011000200005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo procura analisar as histórias que se cruzam com o engajamento político de um militante do Landless Peoples Movement, na África do Sul contemporânea. Por meio do estudo da relação desta liderança com o movimento, com sua bandeira de luta e com outras dimensões de sua vida coletiva, procurarei discutir alguns dos desafios que as ciências sociais enfrentam quando buscam associar indivíduos e processos sociais. Com esta análise pretendo chamar a atenção para os limites dos estudos tradicionais sobre militantes políticos e para a necessidade de incorporação de perspectivas plurais no que tange à análise das ações coletivas por parte das ciências sociais.<hr/>This article analyzes the series of histories that intersect with the political engagement of an activist from the Landless Peoples Movement in contemporary South Africa. Based on a study of the relation between this leader and the movement, campaign issues and other dimensions of collective life, I discuss some of the challenges facing the social sciences when they seek to associate individuals with social processes. Through this analysis I look to call attention to the limits of traditional studies of political activists and the need for the the social sciences to incorporate plural perspectives into any analysis of collective action. <![CDATA[<b>Campesinato</b><b> e o Estado no Brasil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93132011000200006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste trabalho, são discutidos alguns aspectos do debate conceitual que cerca as noções de campesinato e sociedade camponesa e as transformações sociais no campo, ressaltando o problema da relação dos camponeses com o Estado. A análise destaca um exemplo significativo dessa relação, a colonização estrangeira, resultante de políticas públicas voltadas para a ocupação de terras devolutas, iniciada no sul do Brasil em 1824. Trata-se de um caso que permite observar o papel do Estado no controle de um processo de povoamento envolvendo imigrantes europeus e a consequente formação de um tipo de campesinato étnico diferenciado de outras realidades rurais brasileiras.<hr/>This work discusses some aspects of the conceptual debate surrounding the notions of peasantry and peasant society and the social transformations affecting the rural world, emphasizing the problem of the relation between peasants and the State. The analysis highlights a significant example of this relation, foreign colonization, resulting in public policies designed to stimulate the occupation of empty lands, which began in the south of Brazil in 1824. The case allows us to observe the role of the State in controlling a process of populating the land with European immigrants and the consequent formation of a type of ethnic peasantry distinct from other Brazilian rural lifeworlds. <![CDATA[<b>Teoria na antropologia desde os anos 60</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93132011000200007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste trabalho, são discutidos alguns aspectos do debate conceitual que cerca as noções de campesinato e sociedade camponesa e as transformações sociais no campo, ressaltando o problema da relação dos camponeses com o Estado. A análise destaca um exemplo significativo dessa relação, a colonização estrangeira, resultante de políticas públicas voltadas para a ocupação de terras devolutas, iniciada no sul do Brasil em 1824. Trata-se de um caso que permite observar o papel do Estado no controle de um processo de povoamento envolvendo imigrantes europeus e a consequente formação de um tipo de campesinato étnico diferenciado de outras realidades rurais brasileiras.<hr/>This work discusses some aspects of the conceptual debate surrounding the notions of peasantry and peasant society and the social transformations affecting the rural world, emphasizing the problem of the relation between peasants and the State. The analysis highlights a significant example of this relation, foreign colonization, resulting in public policies designed to stimulate the occupation of empty lands, which began in the south of Brazil in 1824. The case allows us to observe the role of the State in controlling a process of populating the land with European immigrants and the consequent formation of a type of ethnic peasantry distinct from other Brazilian rural lifeworlds. <![CDATA[<b>Teorias</b><b> do sul</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93132011000200008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste trabalho, são discutidos alguns aspectos do debate conceitual que cerca as noções de campesinato e sociedade camponesa e as transformações sociais no campo, ressaltando o problema da relação dos camponeses com o Estado. A análise destaca um exemplo significativo dessa relação, a colonização estrangeira, resultante de políticas públicas voltadas para a ocupação de terras devolutas, iniciada no sul do Brasil em 1824. Trata-se de um caso que permite observar o papel do Estado no controle de um processo de povoamento envolvendo imigrantes europeus e a consequente formação de um tipo de campesinato étnico diferenciado de outras realidades rurais brasileiras.<hr/>This work discusses some aspects of the conceptual debate surrounding the notions of peasantry and peasant society and the social transformations affecting the rural world, emphasizing the problem of the relation between peasants and the State. The analysis highlights a significant example of this relation, foreign colonization, resulting in public policies designed to stimulate the occupation of empty lands, which began in the south of Brazil in 1824. The case allows us to observe the role of the State in controlling a process of populating the land with European immigrants and the consequent formation of a type of ethnic peasantry distinct from other Brazilian rural lifeworlds. <![CDATA[<b>Carnaval em múltiplos planos</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93132011000200009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste trabalho, são discutidos alguns aspectos do debate conceitual que cerca as noções de campesinato e sociedade camponesa e as transformações sociais no campo, ressaltando o problema da relação dos camponeses com o Estado. A análise destaca um exemplo significativo dessa relação, a colonização estrangeira, resultante de políticas públicas voltadas para a ocupação de terras devolutas, iniciada no sul do Brasil em 1824. Trata-se de um caso que permite observar o papel do Estado no controle de um processo de povoamento envolvendo imigrantes europeus e a consequente formação de um tipo de campesinato étnico diferenciado de outras realidades rurais brasileiras.<hr/>This work discusses some aspects of the conceptual debate surrounding the notions of peasantry and peasant society and the social transformations affecting the rural world, emphasizing the problem of the relation between peasants and the State. The analysis highlights a significant example of this relation, foreign colonization, resulting in public policies designed to stimulate the occupation of empty lands, which began in the south of Brazil in 1824. The case allows us to observe the role of the State in controlling a process of populating the land with European immigrants and the consequent formation of a type of ethnic peasantry distinct from other Brazilian rural lifeworlds. <![CDATA[<b>La fabrique du patrimoine</b>: <b>de</b><b> la cathédrale à la petite cuillère</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93132011000200010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste trabalho, são discutidos alguns aspectos do debate conceitual que cerca as noções de campesinato e sociedade camponesa e as transformações sociais no campo, ressaltando o problema da relação dos camponeses com o Estado. A análise destaca um exemplo significativo dessa relação, a colonização estrangeira, resultante de políticas públicas voltadas para a ocupação de terras devolutas, iniciada no sul do Brasil em 1824. Trata-se de um caso que permite observar o papel do Estado no controle de um processo de povoamento envolvendo imigrantes europeus e a consequente formação de um tipo de campesinato étnico diferenciado de outras realidades rurais brasileiras.<hr/>This work discusses some aspects of the conceptual debate surrounding the notions of peasantry and peasant society and the social transformations affecting the rural world, emphasizing the problem of the relation between peasants and the State. The analysis highlights a significant example of this relation, foreign colonization, resulting in public policies designed to stimulate the occupation of empty lands, which began in the south of Brazil in 1824. The case allows us to observe the role of the State in controlling a process of populating the land with European immigrants and the consequent formation of a type of ethnic peasantry distinct from other Brazilian rural lifeworlds. <![CDATA[<b>Raça como questão</b>: <b>história</b><b>, ciência e identidades no Brasil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93132011000200011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste trabalho, são discutidos alguns aspectos do debate conceitual que cerca as noções de campesinato e sociedade camponesa e as transformações sociais no campo, ressaltando o problema da relação dos camponeses com o Estado. A análise destaca um exemplo significativo dessa relação, a colonização estrangeira, resultante de políticas públicas voltadas para a ocupação de terras devolutas, iniciada no sul do Brasil em 1824. Trata-se de um caso que permite observar o papel do Estado no controle de um processo de povoamento envolvendo imigrantes europeus e a consequente formação de um tipo de campesinato étnico diferenciado de outras realidades rurais brasileiras.<hr/>This work discusses some aspects of the conceptual debate surrounding the notions of peasantry and peasant society and the social transformations affecting the rural world, emphasizing the problem of the relation between peasants and the State. The analysis highlights a significant example of this relation, foreign colonization, resulting in public policies designed to stimulate the occupation of empty lands, which began in the south of Brazil in 1824. The case allows us to observe the role of the State in controlling a process of populating the land with European immigrants and the consequent formation of a type of ethnic peasantry distinct from other Brazilian rural lifeworlds. <![CDATA[<b>Gender, catholicism and morality in Brazil</b>: <b>virtuous husbands, powerful wives</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93132011000200012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste trabalho, são discutidos alguns aspectos do debate conceitual que cerca as noções de campesinato e sociedade camponesa e as transformações sociais no campo, ressaltando o problema da relação dos camponeses com o Estado. A análise destaca um exemplo significativo dessa relação, a colonização estrangeira, resultante de políticas públicas voltadas para a ocupação de terras devolutas, iniciada no sul do Brasil em 1824. Trata-se de um caso que permite observar o papel do Estado no controle de um processo de povoamento envolvendo imigrantes europeus e a consequente formação de um tipo de campesinato étnico diferenciado de outras realidades rurais brasileiras.<hr/>This work discusses some aspects of the conceptual debate surrounding the notions of peasantry and peasant society and the social transformations affecting the rural world, emphasizing the problem of the relation between peasants and the State. The analysis highlights a significant example of this relation, foreign colonization, resulting in public policies designed to stimulate the occupation of empty lands, which began in the south of Brazil in 1824. The case allows us to observe the role of the State in controlling a process of populating the land with European immigrants and the consequent formation of a type of ethnic peasantry distinct from other Brazilian rural lifeworlds. <![CDATA[<b>The sense of dissonance</b>: <b>accounts of worth in economic life</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93132011000200013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste trabalho, são discutidos alguns aspectos do debate conceitual que cerca as noções de campesinato e sociedade camponesa e as transformações sociais no campo, ressaltando o problema da relação dos camponeses com o Estado. A análise destaca um exemplo significativo dessa relação, a colonização estrangeira, resultante de políticas públicas voltadas para a ocupação de terras devolutas, iniciada no sul do Brasil em 1824. Trata-se de um caso que permite observar o papel do Estado no controle de um processo de povoamento envolvendo imigrantes europeus e a consequente formação de um tipo de campesinato étnico diferenciado de outras realidades rurais brasileiras.<hr/>This work discusses some aspects of the conceptual debate surrounding the notions of peasantry and peasant society and the social transformations affecting the rural world, emphasizing the problem of the relation between peasants and the State. The analysis highlights a significant example of this relation, foreign colonization, resulting in public policies designed to stimulate the occupation of empty lands, which began in the south of Brazil in 1824. The case allows us to observe the role of the State in controlling a process of populating the land with European immigrants and the consequent formation of a type of ethnic peasantry distinct from other Brazilian rural lifeworlds.