Scielo RSS <![CDATA[Revista de Economia Contemporânea]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1415-984820060001&lang=pt vol. 10 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>O financiamento de áreas metropolitanas no Brasil</B>: <B>obstáculos políticos, institucionais e jurídicos e novas propostas para melhorar a coordenação</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482006000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As of the 1988 Constitution, the states, by means of a constitutional amendment, may establish metropolitan regions in order to integrate the organization, planning and operation of public functions of common interest of the states and their respective municipalities. Despite some attempts to overcome financial troubles through better coordination of public actions - new proposals for dealing with a more constrained financial situation -, difficulties of institutional character and the fragmentation of the available resources did not allow for significant improvements to be made to date. This paper intends to provide a background to understanding the problems of metropolitan financing in Brazil, which is necessary to deal with the obstacles still existing to the improvement of investments financing and service provision.<hr/>Desde a Constituição de 1988, os estados, por meio de legislação complementar a suas próprias constituições, podem estabelecer regiões metropolitanas para integrar a organização, planejamento e operação de funções públicas de interesse comum dos estados e seus respectivos municípios. Apesar de algumas tentativas para superar dificuldades financeiras com uma coordenação mais eficaz de ações públicas - mediante novas propostas para lidar com uma situação financeira de maior rigidez -, dificuldades de ordem institucional e a fragmentação dos recursos disponíveis impediram qualquer melhoria significativa. Este artigo busca oferecer um pano de fundo para a compreensão dos problemas relativos ao financiamento metropolitano no Brasil, de forma a fazer face aos entraves à ampliação do financiamento de investimentos e da prestação de serviços nessas áreas. <![CDATA[<B>Avaliação da duração do desemprego nas regiões metropolitanas de Salvador e de São Paulo</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482006000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este trabalho analisou a duração completa do desemprego nas regiões metropolitanas de Salvador e de São Paulo, no período compreendido entre 2000 e 2002. Para tanto, utilizou-se de uma amostra de 25.477 pessoas da RMS e de 28.285 da RMSP, cujas informações foram levantadas pela Pesquisa de Emprego e Desemprego. O procedimento metodológico busca estimar essa duração por meio de dados cross-section e do uso de coortes de desempregados em um período selecionado. O objetivo é verificar a probabilidade de passagem de uma coorte à outra, tal como sugerido por Sider (1985), Corak e Heisz (1995b) e Baker, Corak e Heisz (1996). As durações completas foram calculadas por três formas de medida: duração para trás, em estado estacionário e duração para a frente. A incidência de desempregados e as participações no estoque foram ainda estimadas, por sexo, cor, condição de chefe de família, de jovem e faixas de escolaridade. Foi também verificada a influência que a taxa de desemprego exerce sobre a duração do desemprego. Os resultados apontam uma duração média em estado estacionário de 9,4 meses para a RMS e de 8,8 meses para a RMSP, quando as durações incompletas foram estimadas em 22,3 e 19,5 meses, respectivamente.<hr/>This article analyzed the unemployment duration of the metropolitan areas of Salvador (RMS) and São Paulo (RMSP), in the period between 2000 and 2002. For that, it has been used a sample of 25,477 people in RMS and 28,285 people in RMSP, whose information were collected by the Employment and Unemployment Research (PED). The methodologial procedure intends to estimate the unemployment duration by the cross-section data and by cohort groups of unemployed people in the determined time. The goal is to verify the probability of changing from one cohort to another one, as sugested by Sider (1985), Corak and Heisz (1995b) and Baker, Corak and Heisz (1996). The complete duration has been calculated by three ways: backward condition, steady state condition and forward condition. The incidence and the stock of unemployed people have been estimated by gender, race, chief of family, young, ranges of ages and ranges of years of study. It has also been analyzed how the unemployment rate effects on the unemployment duration. The results showed an average duration in steady state of 9.4 months in RMS and 8.8 months in RMSP, in contrast with the incomplete duration of 22.3 months in RMS and 19.5 months in RMSP. <![CDATA[<B>Padrões de comércio interestadual no Brasil, 1985 e 1997</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482006000100003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O principal objetivo deste trabalho é verificar o padrão de comércio entre as 27 unidades da Federação para os anos de 1985 e 1997. A fim de implementar tal análise foram utilizados dados dos fluxos de comércio inter-regional (CONFAZ e IBGE). A análise espacial permite detectar a presença de autocorrelação espacial global e local na distribuição de comércio e em seus componentes. Os resultados da estatística LISA nos permitem observar a existência de heterogeneidade espacial no comércio inter-regional durante o período de análise. A existência de clusters de alto comércio e baixo comércio inter-regional durante o período de análise pode indicar a persistência de disparidades regionais entre as unidades da Federação no curto prazo.<hr/>The aim of this paper is explore the spatial distribution of the interregional trade among the 27 Brazilian states for the years 1985 and 1997. To implement this methodology we use, as a dataset, the interregional exports and imports flows (CONFAZ and IBGE). Based on a set of tools of spatial analysis it is possible to detect the presence of global and local spatial autocorrelation in the distribution of trade and its components. The results of LISA statistics enable us to observe the presence of spatial heterogeneity in the interregional trade during the period of analysis. This paper concludes that the detection of spatial clusters of high and low interregional trade throughout the period is an indication of the persistence of spatial disparities among the Brazilian states. <![CDATA[<B>Troca intertemporal entre economias desenvolvidas e em desenvolvimento</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482006000100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O modelo neoclássico de troca intertemporal conclui pelo aumento do bem-estar concomitantemente à solvência externa intertemporal nas economias que promovem a abertura financeira e comercial. Porém, tal modelo não considera a existência de diferenciais de produtividade entre economias, assumidos em diversas escolas econômicas tais como a ricardiana, cepalina e neo-schumpeteriana. Neste artigo buscou-se avaliar a adequação do citado modelo em relação a um mundo onde os diferenciais de produtividade entre economias estão presentes. Constatou-se a inadequação do modelo neoclássico de troca intertemporal quando os citados diferenciais de produtividade são considerados.<hr/>Ricardian, ECLAC-UN (Cepal) and Neo-Schumpeterian schools of Economic Thought assume that there are productivity differentials across economies. This paper intends to analyze the power of intertemporal trade neoclassical model to explain the less development countries' intertemporal balance of payments solvency. Conclusions highlight the limits of the neoclassical model in explaining the intertemporal trade when productivity differentials across countries are assumed. <![CDATA[<B>Ciclos econômicos regionais no Brasil de 1985 a 2002</B>: <B>uma introdução</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482006000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo estuda as propriedades do componente cíclico do produto interno bruto per capita das unidades federativas (UFs) do Brasil no período 1985-2002. Observou-se que as UFs tiveram, em média, ciclos mais voláteis e menos persistentes do que o ciclo do país. Verificou-se também que não houve uma propensão para que as diversas UFs experimentassem recessões e expansões em datas coincidentes.<hr/>We study the business cycle component of the per capita gross domestic product of the Brazilian states during the period 1985-2002. In average, the states had cycles more volatile and less persistent than the Brazilian cycle. The cyclical phases usually were not temporally coincident across states. <![CDATA[<B>Possível estratégia de ativismo de fundos de pensão no Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482006000100006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O ativismo de acionistas traduz-se por uma postura ativa destes quando passam a impor suas demandas à direção da empresa. Acionistas individuais e institucionais têm utilizado, em distintos mercados - notadamente nos EUA -, estratégias de ativismo buscando defender seus interesses. Este trabalho tem o objetivo de apresentar indícios, no mercado brasileiro, que podem ser indicativos de uma estratégia de ativismo adotada pelos fundos de pensão no Brasil. Como resultado, se aponta um crescimento na participação desses fundos no capital votante no período 1995-2002. Além da participação na propriedade, faz-se também uma análise comparativa de índices de desempenho de empresas com forte presença desses investidores institucionais em contraste com as demais.<hr/>Shareholder activism can be seen as an active behavior of shareholders when they start to impose their needs to the company direction. In different markets, mainly in usa, individual and institutional shareholders have used activism strategies with the purpose of defending their interests. This work has as main objective showing facts, in the Brazilian market, that may indicative the existence of an activism strategy adopted by the pension funds in Brazil. As result it can be mentioned the growing participation of such funds in the voting capital of companies in the period 1995-2002. Besides that, it is also shown a comparative analysis of some performance indices of companies with and without such strong institutional presence in the voting capital. <![CDATA[<B>O mercado de planos de saúde no Brasil</B>: <B>uma criação do estado?</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482006000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A hipótese central do trabalho afirma que o mercado de planos de saúde se expandiu no Brasil contando com o apoio do padrão de financiamento público mediante a aplicação de um conjunto variado de incentivos governamentais. Os procedimentos metodológicos adotados para investigar esta hipótese se apoiaram no estudo de parte da produção teórica que ilumina a área da economia política da saúde e na descrição de determinadas ações do Estado no campo das políticas de saúde, que acabaram patrocinando o crescimento dos planos e seguros privados de saúde nos últimos quarenta anos.<hr/>The article's central hypothesis is that the health insurance market has expanded in Brazil thanks to the pattern of government financing, which has involved a varied set of government incentives. The methodological procedures adopted to investigate this hypothesis are based on the study of theory concerning the political economics of health services and the description of specific measures implemented by the State in the field of health policy, which have ended up supporting the growth of private health plans and insurance over the past forty years. <![CDATA[<B>Salários e tecnologia num modelo de crescimento com restrição externa</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482006000100008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O modelo proposto formaliza uma preocupação que se encontra cada vez com mais freqüência na literatura, a saber, a de que trabalhadores que não têm acesso a condições adequadas de capacitação, saúde e motivação tendem a aprender menos, reduzindo a velocidade de inovação em produtos e processos na firma. Na medida em que a competitividade internacional repousa crescentemente na inovação e/ou na imitação rápida de tecnologia, um nível baixo de desenvolvimento humano implicará oportunidades de crescimento perdidas. Assim, o modelo assume que, até certo valor crítico do salário real, aumentos de salário real produzem aumentos de competitividade e da taxa de crescimento com equilíbrio externo, tornando compatíveis o crescimento econômico e a distribuição da renda, inclusive num contexto de abertura e de intensa concorrência internacional.<hr/>The model formalizes a topic that the economic literature addresses with increasing frequency, namely that workers who have no access to adequate levels of education, health and motivation tend to learn more slowly and this in turn reduces the rate of innovation in products and processes in the firm. To the extent that international competitiveness increasingly relies on innovation and imitation of technology, a low level of human development will render lost opportunities for growth. Thus, the model assumes that - up to a certain critical level of the real wage - increases in real wages lead to a higher rate of growth consistent with balance-of-payments equilibrium, which makes compatible growth and income distribution even in contexts of external openness and intense international competition.