Scielo RSS <![CDATA[Revista de Economia Contemporânea]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1415-984820090002&lang=en vol. 13 num. 2 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>The debate on development within the Brazilian hetherodox tradition</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482009000200001&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente trabalho tem como objetivo resgatar o debate sobre desenvolvimento econômico dentro da tradição heterodoxa brasileira. São examinadas as teorias originais da acumulação cepalina e a forma como essas teorias foram depois utilizadas por Furtado para avançar suas hipóteses de estagnação e mais especificamente sua teoria do subdesenvolvimento. Apresentamos algumas críticas sobre a hipótese da estagnação tendo como base o trabalho de Conceição Tavares e Serra, mostrando como a tradição heterodoxa brasileira passou e incorporar o princípio da demanda efetiva em seus modelos de crescimento. Essa mudança teórica é o fundamento da chamada Escola da Unicamp. Utilizamos a discussão de ambas as abordagens para avançar na análise da interação entre distribuição de renda e desenvolvimento segundo diferentes abordagens de acumulação: a leitura clássica e a abordagem da demanda efetiva.<hr/>This paper is an attempt to revisit the debate on economic development within the Brazilian heterodox tradition. We examine some aspects of the original Cepalâ€TMs accumulation theory and how Celso Furtado contributed to this approach through his stagnation hypothesis, and more importantly, with his particular Underdevelopment Theory. After this we present some criticism on the stagnation hypothesis and based, on the work by Conceição Tavares and José Serra, show how the Brazilian heterodox tradition incorporated the Principle of Effective Demand in its growth models. This theoretical shift defines the basic thrust of the Unicamp School. This basic discussion is used to analyze the interaction between income distribution and development. It is shown that different approaches, classical against effective demand, have different roles for the causal connection between these two variables. <![CDATA[<B>The internal factors of Brazilian exports</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482009000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo analisa o comportamento das exportações como função da disponibilidade da infraestrutura de transporte e do nível de PIB per capita das microrregiões brasileiras em 2003. Para esse propósito, foi implementada preliminarmente uma análise exploratória de dados espaciais e, em uma etapa posterior, desenvolveu-se uma análise econométrico-espacial por meio da inclusão da defasagem espacial do termo de erro. Os resultados indicam que o crescimento econômico contribui de forma significativa para o desempenho exportador das microrregiões.<hr/>The export growth plays an important role in the economic development and in the reduction of external vulnerability. This work analyzes the behavior the Brazilian exports in 2003 at the micro-regional level. Such an analysis evaluates the internal factors (GDP per capita and transport infrastructure) that influence the growth of the exports. To do so, an exploratory analysis of spatial data is preliminarily implemented. Further, spatial econometric analysis is developed by means of the inclusion of a spatially lagged of the error term. The main finding indicates that economic growth contributes significantly for the microregions´exporting performance. <![CDATA[<B>The border effect in Brazilian regions</B>: <B>a gravity model approach</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482009000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo analisa o efeito fronteira do Brasil e de suas regiões para o ano 1999. Esse efeito foi estimado empiricamente, utilizando-se dados de corte seccional, em um modelo gravitacional com os 26 estados brasileiros, mais o Distrito Federal e 40 países. Apesar de o Brasil ter se engajado em um processo de abertura comercial, como o ocorrido durante a década de 1990, e ter participado de Acordos Preferenciais de Comércio importantes como o Mercosul, constatou-se que o país e algumas de suas regiões apresentam elevados custos de fronteira. Os resultados encontrados indicam que o comércio entre estados brasileiros é 33 vezes superior ao comércio internacional desses estados. Para as regiões brasileiras, o efeito fronteira das regiões Norte e Nordeste é significativamente maior do que aquele observado nas regiões Sul e Sudeste.<hr/>This paper analyzes the border effect for Brazilian goods market and its regions in 1999. This effect was quantified empirically by using cross-sectional data in a gravitational model for twenty-six Brazilian states plus the Federal District and forty other countries. Despite Brazil's involvement in commercial opening in the 90's, as well as important regional trade agreements such as Mercosul, we noticed that Brazil and some of its regions have high cross-border costs. The finding results of this equation suggest a trade 33 times higher between Brazilian states than the international trade of these states. Regarding each Brazilian region, the border effect found for intra-national trade among Northeast and North regions is significantly higher than the border effect for Southeast and Southern regions. <![CDATA[<B>Difficulties of the Brazilian companies to finance their capital expenditures and innovation</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482009000200004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho foi realizado com o objetivo de avançar na pesquisa sobre dificuldades de financiamento da empresa brasileira. Pesquisa-se a existência de tais dificuldades para viabilizar os investimentos em capital físico e também investimentos em inovação. As implicações empíricas são caracterizadas por um modelo de investimento dinâmico, proposto por Bond e Meghir (1994), que assume a presença de custos convexos de ajuste de capital e o objetivo de maximização de valor da empresa. Para uma amostra de empresas não financeiras brasileiras no período 1995-2006 os resultados mostram que a empresa brasileira encara dificuldades de financiamento externo para os investimentos das duas naturezas citadas.<hr/>This work has been done with the purpose of advancing in the research about financing difficulties of the Brazilian company. Such difficulties are researched for capital expenditures as well as for financing innovation activities. The empirical implications are characterized by a dynamic investment model, as proposed by Bond and Meghir (1994), that assumes the presence of convex costs of adjustment and the objective of firm value maximization. For a sample of non financial Brazilian companies in the period 1995-2006, the results show that the Brazilian firm faces difficulties to finance its capital expenditure as well as innovation with external funds. <![CDATA[<B>Analysis of the exports competitiveness of the complex soy Brazilian from 1995 to 2006</B>: <B>an approach of market-share</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482009000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo objetivou identificar o comportamento das exportações do complexo soja brasileiro de 1995 a 2006, utilizando o modelo de comércio internacional Constant-Market-Share para os períodos 1995 a 1998, 1999 a 2001 e 2002 a 2006. Com base nas inferências feitas pode-se observar que os efeitos competitividade e crescimento do comércio mundial foram os que mais colaboraram para o crescimento das commodities grão, farelo e óleo de soja nos períodos analisados. As inferências deste trabalho foram feitas a partir de dados coletados junto ao Sistema de Análise das Informações de Comércio Exterior (Alice), da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), à Food and Agriculture Organization of the United Nations (FAO) e à Organização Mundial do Comércio (OMC). Com base nos resultados encontrados pode-se afirmar que Brasil tem uma importância significativa no comércio mundial de soja e apresenta condições edafoclimáticas favoráveis ao aumento da produção.<hr/>This study has the aim of identifying the behavior of the Brazilian soy complex exports from 1995 to 2006. For this, it was used the model of international commerce Constant-Market-Share from 1995 to 1998, 1999 to 2001 and 2002 to 2006. Based on the interferences done, it was observed that the effects competitiveness and growth of the world-wide commerce collaborated a lot for the commodities growth grain, bran and oil soy in the analyzed periods. The analyses of this paper were done through collected data from the System of Analysis of Information of the Exterior Commerce (Alice), the General Office of Exterior Commerce (Secex), the Food and Agriculture Organization of the United Nations (FAO) and the World-wide Organization of the Commerce (WTO). Based on the considered result, it is possible to infer that Brazil is significantly important in the worldwide commerce of soy and presents favorable soil and climatic conditions to the increase of the production. <![CDATA[<B>Unsubjectivation of work</B>: <B>men as technology object</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482009000200006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho visa a apresentar uma reflexão crítica sobre a tecnologia a partir da obra de Marx. A tecnologia é compreendida como forma de organização do processo de trabalho sob as relações de produção capitalista. O processo de trabalho capitalista é apreendido como um duplo processo de objetivação e dessubjetivação do trabalho, sendo este último resultado da aplicação ao processo de produção das ciências que tem o homem como objeto.<hr/>The purpose of this paper is to present a critical account of technology on the grounds of Marx's work. Technology is understood as a form of organization of work process under capitalist production relations. Capitalist work process is understood as a dual process of objectivation and unsubjectivation of work. Unsubjectivation of work is the result of application in work process of sciences that have man in its many dimensions as object. <![CDATA[<B>How heterogeneous is the Brazilian informal sector?</B> <B>A proposal of classification of activities based on Ecinf</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-98482009000200007&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste texto é apresentar uma classificação para a economia brasileira de setores de atividade segundo graus de precariedade na forma de organização da produção. O texto propõe critérios e uma classificação de atividades econômicas segundo três níveis de informalidade: alta, média e baixa. Nossa hipótese de trabalho é assumir que, assim como a fronteira entre o trabalho formal e o informal não é bem demarcada, dentro do setor informal também podemos identificar um continuum de situações em que os pressupostos de um trabalho decente estão mais ou menos presentes. Conclui-se que políticas públicas que visem a combater a informalidade devem buscar o crescimento econômico e atuar sobre as diferentes características das atividades informais.<hr/>The aim of this paper is to present a classification of sectors for the Brazilian economy according to different degrees of informality in the organization of the production. The paper classifies informal activities in three levels: high, medium and low informality. Considering that there is no clear line dividing formal and informal work, we assume that there is a continuum of situations where the characteristics of decent work are more or less observed. The paper concludes that to combat informality economic policy should pursuit economic growth and act taking in consideration the differences in the organization of the informal sector.