Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1519-382920070003&lang=pt vol. 7 num. 3 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>II Fórum de coordenadores de Programas de Pós-Praduação em Nutrição no Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-38292007000300001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Micronutrientes na gestação e lactação</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-38292007000300002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Vitamina A, ferro e zinco são micronutrientes essenciais ao pleno funcionamento do organismo humano. Durante o período gestacional, seus requerimentos encontram-se aumentados devido ao intenso crescimento e proliferação celular e, durante a lactação, o leite materno constitui a mais importante fonte destes nutrientes para o recém-nascido e lactente. O atendimento às necessidades nutricionais do grupo materno-infantil, considerado como grupo de risco, para o desenvolvimento de carências nutricionais, deve ser uma preocupação dos profissionais de saúde, e a prevenção e o diagnóstico precoce da deficiência de micronutrientes reveste-se de extrema importância. Este trabalho objetiva revisar informações disponíveis na literatura acerca do papel da vitamina A, do ferro e do zinco na gestação e lactação, enfatizando os agravos à saúde decorrentes de sua deficiência e o papel da suplementação no combate ao estado carencial desses micronutrientes. Foram pesquisadas as bases de dados MEDLINE e LILACS, utilizando os decritores: "vitamin A", "iron", "zinc", "deficiency", "pregnancy", "lactation", "newborn", "anemia" e "micronutrient", no período 1966 a 2004. Sugerem-se medidas que concorram para a modificação das práticas alimentares e da qualidade da dieta como estratégia de combate à deficiência de micronutrientes e incluídas no elenco de ações universais da atenção pré-natal. Tais ações podem produzir benefícios para a saúde materno-infantil e contribuir para a redução dos níveis de morbi-mortalidade no binômio mãe-filho.<hr/>Vitamin A, iron and zinc are essential trace elements for the perfect functioning of the human body. During pregnancy, the demand of these trace elements is increased due to intense cellular growth and proliferation. During lactation, maternal milk is the most important source of these nutrients for newborns and infants. Therefore, to meet the nutritional needs of mothers and newborns, considered risk groups for nutritional deficiencies, early prevention and diagnosis should be a major concern of healthcare professionals. This paper aims at reviewing information available in the literature related to the role of Vitamin A, iron and zinc during pregnancy and lactation, focusing on the negative effects of these trace elements deficiency as well as the role of supplementation in treating this condition. Data bases MEDLINE and LILACS were surveyed using the following descriptors: "Vitamin A", "iron", "zinc", "deficiency", "pregnancy", "lactation", "newborn", "anemia" and "micronutrients" in the period from 1966 to 2004. Measures that help change food habits and diet quality as a strategy to face micronutrients deficiency and included in the set of universal measures of prenatal care are suggested. Such actions can benefit mother and child health and contribute to reduce levels of morbidity and mortality of both mother and child. <![CDATA[<B>Exercício aeróbico, treinamento de força muscular e testes de aptidão física para adolescentes com fibrose cística</B>: <B>revisão da literatura</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-38292007000300003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt São reconhecidos os benefícios da prática do exercício físico regular para pacientes com fibrose cística. Entretanto, poucos estudos envolvem pacientes adolescentes. O objetivo deste artigo foi revisar os efeitos da prática regular de exercícios aeróbicos e de força e resistência muscular para adolescentes com fibrose cística. Os principais testes de aptidão física para esta faixa etária e a importância deles para melhora do prognóstico e tratamento da doença também foram avaliados. As informações foram coletadas a partir de livro-texto e artigos publicados na literatura nacional e estrangeira nas seguintes bases de dados: LILACS, MEDLINE/PubMed, Biblioteca Cochrane e SciELO, abrangendo o período de 1994 a 2004. Foram utilizados os termos "exercise" e "cystic fibrosis" para seleção dos artigos. Esta pesquisa demonstrou que a prática de exercício aeróbico e treinamento de força muscular melhoram a desobstrução da árvore brônquica, diminuem a queda progressiva da função pulmonar, aumentam a massa muscular e a resistência ao exercício, promovem o desenvolvimento ósseo e melhoram a auto-estima e a qualidade de vida. Os melhores resultados foram obtidos com os programas de treinamento assistido, devido a sua maior regularidade.<hr/>The benefits of regular physical exercises for cystic fibrosis patients are well known. Nevertheless, few studies involve adolescent patients. The objective of this article was to review the effects of regular practice of aerobic exercises, strength exercises and muscular exercises in adolescents with cystic fibrosis. The main physical fitness tests for this age bracket and their value in improving prognosis and treatment were assessed as well. Information was collected from text books and articles published in the national and foreign literature in the following databases: LILACS, MEDLINE/PubMed, Cochrane Library and SciELO, comprising the period of 1994 to 2004. The terms "exercise" and "cystic fibrosis" were used to select articles. This survey demonstrated that aerobic exercises and muscular strength training help to relieve the bronchial tree, reduce progressive pulmonary function failure and improve self-esteem and quality of life. The best results were obtained with assisted training programs due to their regularity. <![CDATA[<B>Práticas e mudanças no comportamento alimentar na população de Brasília, Distrito Federal, Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-38292007000300004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVOS: investigar as práticas e mudanças alimentares na população de Brasília, Distrito Federal, com as variáveis escolaridade, renda e sexo. MÉTODOS: estudo transversal, com uma amostra probabilística de 500 domicílios, com entrevista a pessoas >15 anos. As entrevistas foram feitas no Plano Piloto, Cidades Satélites e Vila Estrutural do Distrito Federal, entre março de 2003 e março de 2004. O marco amostral foi definido com base nos setores censitários do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, referentes ao censo demográfico de 2000. Foram sorteados 20 setores censitários dentre os 2548 existentes no Distrito Federal. RESULTADOS: os alimentos consumidos diariamente foram: arroz, feijão, pão, frutas, legumes e verduras. Consumo semanal de frango (85,0%), carne bovina (76,0%), massas (69,6%) e ovos (62,0%). A maioria (71,0%) relatou preocupar-se com alimentação saudável. Apenas, 37% dos entrevistados relataram mudança alimentar nos últimos seis meses, e dentre eles 32,6% atribuíram à perda de peso, 25,4% à preocupação com a saúde e 20,0% à reeducação alimentar. A mudança foi mantida por 84,2% dos respondentes. CONCLUSÕES: os dados apontam a preocupação com a alimentação saudável e mudanças nas práticas alimentares. As razões alegadas para as mudanças estão relacionadas com a estética e preocupação com a saúde. Renda e escolaridade constituem preditores significativos das mudanças nas práticas alimentares.<hr/>OBJECTIVES: to investigate food habits changes in the population of Brasília, Federal District through variables such as schooling, income and sex. METHODS: A cross sectional study, with a probabilistic sample of 500 homes through interviews of people aged over 15. The interviews were held at the Plano Piloto, Cidades Satélites and Vila Estrutural regions of the Federal District between March 2003 and March 2004. The sample landmark was defined based on Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística census sectors related to the 2000 demographic census. Twenty census sectors were randomly selected among the 2548 in the Federal District. RESULTS: daily food intake consisted of: rice, beans, bread, fruit and vegetables. Chicken weekly consumption (85.0%), beef (76.0 %), pasta (69.6%) and eggs (62.0%). The majority (71.0%) reported concern with healthy nourishment. Only 37% of the respondents reported food habits change in the last six months and among them 32.6% change was related to the wish of losing weight, 25.4% to health concerns and 20.0% to food reeducation. Change was maintained by 84.2% of the respondents. CONCLUSIONS: data indicate concern with healthy nourishment and change in food habits. Reasons reported for change are related to aesthetics and health concerns. Income and schooling are significant predictors of changes in food habits. <![CDATA[<B>Sobrepeso em adolescentes de 14 a 19 anos em um município da região Sul do Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-38292007000300005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVOS: identificar a freqüência de sobrepeso em adolescentes, bem como os fatores ambientais, biológicos e socioeconômicos associados, no município de Toledo, Paraná. MÉTODOS: estudo transversal desenvolvido com adolescentes matriculados no ensino médio, de 14 a 19 anos, do período diurno da área urbana do município. Adotou-se o índice de massa corporal/idade para diagnosticar exposição ao risco de sobrepeso. Utilizou-se um questionário pré-testado para levantamento dos dados pessoais, antropométricos, biológicos e hábitos, como: usar TV, vídeo e computador, praticar esportes e freqüência das refeições. Para a situação socioeconômica, foi utilizado o critério de Classificação Econômica Brasil da Associação Nacional de Empresas de Pesquisa. RESULTADOS: dos adolescentes, 3,8% apresentaram baixo peso e 10,2% sobrepeso. Associação estatisticamente significativa foi encontrada para a freqüência de sobrepeso entre os adolescentes que realizavam quatro ou mais refeições/dia (5,5%) e entre aqueles que realizavam até três refeições/dia (16,3%). Ao estratificar o sobrepeso por classes econômicas, as freqüências mostram uma tendência de decréscimo de sobrepeso com a queda da classe econômica. CONCLUSÕES: a prevalência de sobrepeso é superior à de baixo peso, o qual se encontra abaixo dos índices identificados em outros municípios brasileiros. Menor número de refeições e classes econômicas mais elevadas apresentaram associação com o sobrepeso.<hr/>OBJECTIVES: to identify overweight incidence in adolescents as well as associated environmental, biological, social and economic factors in the municipality of Toledo, Paraná. METHODS: a cross sectional study was performed with adolescents enrolled in middle school aged 14 to 19 years old, in day classes of the urban area in the municipality. Body mass/age rates were used to diagnose the risk of overweight exposure. A pretested questionnaire was used to survey personal, anthropometric, biologic and life style related data such as: the use of TV, video and computer, practicing of sports and number of meals. To establish social and economic status the criterion used was that of the Economic Classification of Brazil from the National Survey Companies Association. RESULTS: 3.8% of the adolescents were underweight and 10.2% were overweight. A statistically significant association was determined for the incidence of overweight among adolescents who had four or more meals per day (5.5%) and among the ones who had up to three meals a day (16.3%). When stratifying overweight by classes of income, the overweight incidence rate had a tendency of decreasing as the economic class decreased. CONCLUSIONS: overweight prevalence is higher than underweight; the last is below the rates determined in other Brazilian municipalities. Less frequency of meals and higher income classes were associated to overweight. <![CDATA[<B>Fatores associados à ocorrência de cesárea e aborto em mulheres selecionadas em um centro de saúde no município do Rio de Janeiro, Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-38292007000300006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVOS: investigar fatores potencialmente associados à ocorrência de cesárea e aborto. MÉTODOS: foram analisados dados de uma coorte no pós-parto com 352 mulheres entre 15-45 anos. Os seguintes desfechos foram estudados: ocorrência de cesárea no último parto e ocorrência de aborto anterior à última gravidez. A análise estatística foi feita por meio de modelos de regressão logística multivariados e hierarquizados. RESULTADOS: as prevalências de cesárea e aborto foram de 36,3% e 34,0%, respectivamente. O modelo final revelou que as seguintes variáveis permaneceram estatisticamente associadas à ocorrência de cesárea: nível 1: cor de pele branca (OR=2,02; IC95%: 1,29-3,16); nível 2: ligadura (OR=19,68; IC95%: 5,77-67,15). As seguintes variáveis permane-ceram associadas à ocorrência de aborto: nível 1: idade >29 anos (OR=6,11; IC95%: 2,94-12,72), estado marital: vive em união (OR=4,22; IC95%: 2,03-8,78); solteira: (OR=3,70; IC95%: 1,59-8,61). CONCLUSÕES: a cor de pele branca e a prática de ligadura foram co-variáveis potencialmente associadas à ocorrência de cesárea, enquanto o estado marital em união ou solteira e a idade materna estiveram associadas à ocorrência de aborto, sendo maior a probabilidade para mulheres acima de 29 anos.<hr/>OBJECTIVES: to investigate factors potentially associated to cesarean sections and abortions. METHODS: data from a cohort study during postpartum were analyzed for 352 women aged 15-45 years old. The following outcomes were studied: cesarean sections and abortions prior to current pregnancy. Statistical analysis included multivariate logistic regression models with hierarchical approach. RESULTS: c-sections and abortions prevalence were 36.3% and 34.0%, respectively. The final model indicated that the following variables remained associated to cesarean sections: level 1: Caucasian white (OR=2.02; 95%CI: 1.29-3.16); level 2: tubal ligation (OR=19.68; 95%CI: 5.77-67.15). The following variables remained associated to abortion occurrence: level 1: age >29 years (OR=6.11; 95%CI: 2.94-12.72); marital status: married (OR=4.22; 95%CI: 2.03-8.78), single (OR=3.70; 95%CI: 1.59-8.61). CONCLUSIONS: white Caucasian women and tubal ligation were potentially associated co-variables for cesarean sections performance while marital status and maternal age were associated to abortions, prevalent in women over 29 years old. <![CDATA[<B>Morbidade hospitalar em crianças indígenas Suruí menores de dez anos, Rondônia, Brasil</B>: <B>2000 a 2004</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-38292007000300007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVOS: analisar o perfil de morbidade hospitalar de crianças indígenas atendidas na rede de serviços do Sistema Único de Saúde. MÉTODOS: Foram investigados 380 registros de internação hospitalar de crianças indígenas Suruí menores de 10 anos de idade atendidas na rede hospitalar do município de Cacoal, Rondônia, a partir de dados coletados no Hospital Materno-Infantil, instituição pública, e no Hospital Infantil e Maternidade Menino Jesus, instituição particular, no período de 2000 a 2004. Esses dois hospitais concentram o atendimento a indígenas no município. Utilizou-se a Classificação Internacional de Doenças (CID), 10.ª revisão, para a classificação dos diagnósticos. RESULTADOS: as doenças do aparelho respiratório - Cap. X (58,2%) figuraram como o principal motivo de internação hospitalar. Doenças infecciosas e parasitárias (Cap I) apresentaram-se como a segunda maior causa (35,0%) e afecções originadas no período perinatal (Cap XVI) como a terceira (3,2%). Outras causas contribuíram individualmente com menos de 1,5% do total, que somadas não atingiram 4%. A maioria das internações (65,5%) foram de crianças <2 anos de idade. O tempo médio de internação foi significativamente superior no hospital público em relação ao privado. CONCLUSÕES: O perfil de morbidade hospitalar observado nas crianças Suruí evidencia não somente a precariedade das suas condições de saúde, como também problemas estruturais no que tange às ações de atenção básica. Recomenda-se a realização de estudos que visem aprofundar aspectos epidemiológicos relacionados às internações hospitalares em populações indígenas, fundamentais para o desenvolvimento de ações de saúde mais adequadas.<hr/>OBJECTIVES: to analyze the pattern of hospital morbidity of Suruí Indian children at the local network of the Brazilian Universal Health System. METHODS: inpatient data were obtained for 380 children <10 years old hospitalized during 2000 to 2004 at the two hospitals in the city of Cacoal, State of Rondônia, to which Indian patients are referred to Hospital Materno-Infantil (public) and Hospital Infantil e Maternidade Menino Jesus (private). Hospitalization causes were classified according to the International Disease Classification 10th revision. RESULTS: diseases of the respiratory system - Chapter X (58.2%) were the most frequent cause of hospitalization, followed by certain infectious and parasitic diseases - Chapter I (35.0%) and other conditions developed in the perinatal period - Chapter XVI (3.2%). All other causes contributed with less that 1.5% of the total number of admissions, totaling less than 4.0% combined. The majority of hospital admissions (65.5%) were observed in children <2 years old. The average number of hospitalization days was significantly higher in public hospital. CONCLUSIONS: the hospital morbidity pattern observed in Suruí children not only discloses their precarious health conditions, but it also points to structural deficiencies at the primary healthcare level. The authors understand that more research is needed to better grasp the epidemiologic background associated with hospitalization causes in Indigenous populations. This information is of paramount value in order to better plan the health interventions aimed at these populations. <![CDATA[<B>Avaliação da qualidade das informações em declarações de óbitos infantis</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-38292007000300008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVOS: avaliar a qualidade das informações nas declarações de óbitos infantis e a confiabilidade da causa básica do óbito em menores de um ano de idade. MÉTODOS: Foram investigadas todas as declarações de óbitos de menores de um ano ocorridos de 2002 a 2005, cujas mães informavam residência em Montes Claros, Minas Gerais, na ocasião do óbito. Para verificar a confiabilidade da causa básica do óbito, foram selecionadas as declarações de óbitos infantis registrados em 2004 e uma certidão de óbito nova foi preenchida (DO Nova) para comparação com a original (DO Original) com base nos registros hospitalares. O teste de kappa foi usado para comparar o nível de concordância. RESULTADOS: verificou-se elevada proporção de dados faltosos nas declarações de óbitos infantis. Observou-se que a confiabilidade da causa básica do óbito somente foi considerada excelente para o grupo das malformações congênitas (kappa=0,83). Havia concordância moderada para o grupo mais comum, de causas relacionadas com a prematuridade (kappa=0,57). A concordância foi baixa para o grupo das causas infecciosas (kappa=0,24). CONCLUSÕES: Constatou-se a necessidade de melhoria da qualidade do preenchimento da declaração do óbito infantil.<hr/>OBJECTIVES: to assess the quality of the information in infants'death certificates and reliability of the reported underlying death cause in children under one year old. METHODS: information was obtained from all death certificates of children under one year old between 2002 and 2005 whose mothers declared their addresses as being Monte Claros, Minas Gerais when death occurred. To verify report reliability of the underlying death cause, children's death certificates issued in 2004 and a new death certificate was filled (New Death Certificate) to be compared with the ori-ginal (Original Death Certificate) based on hospital records. The kappa test was used for concordance level comparison. RESULTS: there was a high rate of missing data in infants'death certificates. Reliability of the underlying death cause was considered excellent only for the congenital malformation group (kappa=0.83). A moderate concordance was noted for the more common prematurity related causes (kappa=0.57). The lowest concordance related to the infection death cause group (kappa=0.24). CONCLUSIONS: the need for quality improvement in the information contained in children's death certificates was verified. <![CDATA[<B>Percepção das mães sobre o cuidado do bebê de baixo peso antes e após implantação do Método Mãe-Canguru em hospital público da cidade de São Paulo, Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-38292007000300009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVOS: aumentar a compreensão sobre os diferentes modos que as famílias de baixa renda lidam com o nascimento de um bebê pré-termo, com vistas a aprimorar a implantação do Método Mãe-Canguru (MMC). MÉTODO: estudo qualitativo realizado em São Paulo, estado de São Paulo, em 2004, no qual foram entrevistadas 19 mães antes e 22 mães após implantação do MMC. O roteiro de entrevistas incluía questões abertas, das quais emergiram as informações sobre como as mães cuidaram de seus bebês de baixo peso, os arranjos domésticos e outras medidas a que recorreram. Para análise utilizou-se a abordagem da Grounded Theory. RESULTADOS: a necessidade de cuidar de outros filhos parece ser um dos principais limitadores para a opção ao MMC. Em comparação às mães entrevistadas antes da implantação do programa, as mães-cangurus eram mais jovens, mais escolarizadas, sem outros filhos, recebiam mais ajuda nas tarefas domésticas e relataram menos dificuldades na amamentação. CONCLUSÕES: a oferta do MMC em uma maternidade da periferia de São Paulo sugere efeitos positivos sobre a amamentação. A tendência à conformação de famílias nucleares dificulta a participação das mulheres no programa. Conhecer as limitações e possibilidades de cada família pode contribuir para o aperfeiçoamento do processo de implantação.<hr/>OBJECTIVES: increase the understanding of the different ways low income families deal with a preterm baby aiming at the improvement of the Kangaroo Mother Care (KMC). METHOD: qualitative study performed in the city of São Paulo, State of São Paulo, in 2004 with the interview of 19 mothers before and 22 mothers following the implementation of the KMC. The design of the interviews included open questions to obtain information on how mothers tended their low weight babies, household arrangements and other measures they resorted to. The Grounded Theory Method Approach was used for analysis. RESULTS: the need to care for other children seems to be one of the main KMC constraints. In comparison to mothers interviewed before the program's implementation, the mothers using the KMC were younger, had more schooling, no other children and reported less difficulty in breastfeeding their babies. CONCLUSIONS: the KMC offer in a maternity in the outskirts of São Paulo reflects positive effects on breastfeeding. The tendency of nuclear families hinders women's participation in the program. Awareness of the limitations and possibilities of each family may contribute to improve the program's implementation. <![CDATA[<B>Adequação da assistência pré-natal em gestantes atendidas em dois hospitais de referência para gravidez de alto risco do Sistema Único de Saúde, na cidade de Recife, Estado de Pernambuco</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-38292007000300010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVOS: investigar a adequação da assistência pré-natal realizada por gestantes usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS) da cidade do Recife, Pernambuco. MÉTODOS: estudo de corte transversal de 612 mulheres atendidas por ocasião do parto em duas unidades do SUS, referências para gravidez de alto risco no Recife, no período de junho a outubro de 2004. A avaliação do Pré-Natal foi baseada nos critérios do Programa de Humanização do Pré-Natal e Nascimento do Ministério da Saúde. RESULTADOS: a cobertura de pré-natal foi de 96,1%, sendo a média de consultas de 5,3. Apenas 38,0% das mulheres iniciaram o pré-natal até o quarto mês de gestação e realizaram seis ou mais consultas. Dentre as entrevistadas, 31% tiveram peso, pressão arterial, altura uterina e os batimentos cardiofetais aferidos em todas as consultas. A atenção pré-natal foi considerada adequada em 17,8% e não-adequada em 82,2% dos casos. CONCLUSÕES: A assistência pré-natal disponível para as gestantes na cidade do Recife, apesar de apresentar elevada cobertura, deve ser revista do ponto de vista qualitativo.<hr/>OBJECTIVES: to asses antenatal care adequacy offered to pregnant women in the Brazilian Public Health System (BPHS), in the city of Recife, in the State of Pernambuco. METHODS: a cross-sectional study of 612 women seen assisted during delivery in two BPHS units, with high risk pregnancies referrals in Recife, from June to October 2004. Antenatal care assessment was based on the criteria of the Humane Antenatal and Delivery Program of the Ministry of Health. RESULTS: antenatal coverage averaged 96.1% and the median of medical visits was of 5.3. Only 38.0% of the women initiated antenatal care by the fourth month of pregnancy and made six or more medical consults. Among the respondents, 31% had weight, arterial pressure, uterine fundus height and cardiofetal heartbeats measured in all medical visits. Antenatal care was considered adequate in 17.8% of the cases and inadequate in 82.2% of the cases. CONCLUSIONS: available antenatal care for pregnant women in Recife city has ample coverage, but it should be reviewed from a quality standpoint. <![CDATA[<B>Marcos referenciais da trajetória das políticas de alimentação e nutrição no Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-38292007000300011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os marcos que influenciaram a concepção e a implementação de propostas inovadoras no campo da nutrição surgiram na década de 30. O inquérito promovido por Josué de Castro no Recife, em 1933, sobre as condições de vida das classes operárias revelou a ocorrência de déficit calórico e de nutrientes e motivou o desenvolvimento de novas pesquisas acerca da situação alimentar em Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo, estabelecendo as relações entre alimentação e salário mínimo. Para dar assistência ao governo na formulação da Política Nacional de Alimentação e Nutrição foi criado o Instituto Nacional de Alimentação e Nutrição (INAN), em 1972, e elaborado o I Programa Nacional de Alimentação e Nutrição (PRONAN), envolvendo 12 subprogramas das diversas estruturas governamentais e, com olhar inovador da desnutrição como uma doença social foi substituído, em 1976, pelo II PRONAN. A extinção do INAN, em 1997, conduziu ao surgimento da Coordenação Geral da Política de Alimentação e Nutrição, responsável pela elaboração da Política Nacional de Alimentação e Nutrição no contexto da Segurança Alimentar e Nutricional, criando em 2001 o Programa Bolsa Alimentação. A criação do Conselho Nacional de Segurança Alimentar, em 1993, fomentou a aprovação do Programa Fome Zero. Identifica-se que na realidade brasileira, a avaliação das políticas públicas é um campo tradicionalmente marcado pela carência de procedimentos sistemáticos.<hr/>The milestones of the concept and implementation of innovative proposals in the field of nutrition appeared in the 30's. The 1933 survey performed by Josué de Castro in Recife focusing the qualify of life of the working classes determined calories' and nutrients' deficiencies and encouraged the development of new researches focusing on the food situation in Pernambuco, Rio de Janeiro and São Paulo, esta-blishing a relationship between food and minimum wage. To assist the government in formulating a National Policy for Food and Nutrition the National Institute for Food and Nutrition (INAN) was founded in 1972 and the I National Program for Food and Nutrition (PRONAN I) was designed comprising 12 sub-programs of different governmental entities. With the innovative concept of malnutrition as a social disease PRONAN I was replaced in 1976 by the PRONAN II. INAN became extinct in 1997 and was replaced by the General Coordination of Feeding and Nutrition Policies, in charge of designing a National Policy for Food and Nutrition in the context of Food and Nutrition Security which, in 2001 created the Food Aid Program. The creation of the National Council of Food Security in 1993 encouraged the approval of the Fome Zero Program (Zero Hunger Program). The Brazilian reality is one traditionally impacted by the lack of systematic procedures. <![CDATA[<B>O que não fazer em estatística médica</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-38292007000300012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt There have been major efforts to improve the application of statistical methods in medical research, although some errors and misconceptions persist. In this paper I will review some of the topics which most often cause problems: a) comparison of two methods of clinical measurement; b) comparison of baseline values between arms of a randomized trial; c) absence of evidence as opposed to evidence of absence; and d) regression to the mean. I will also revisit a statistical error in one of my own publications. I review some causes of the continuing misuse of statistics, and make some suggestions for modifying the education of statistical and non-statistical medical researchers in order to alleviate this.<hr/>Tem havido grandes esforços na aplicação de métodos estatísticos na pesquisa médica, embora algumas concepções equivocadas ainda persistam. No presente artigo faz-se uma revisão de alguns tópicos que frequentemente causam problemas: a) comparação de dois métodos de medidas clínicas; b) comparação de valores de base entre os braços de um ensaio randomizado; c) ausência de evidência em oposição a evidência de ausência; e d) regressão à média. Uma revisita aos erros estatísticos em uma de minhas próprias publicações também é feita. Foi feita a revisão de algumas causas do uso inadequado da estatística, assim como algumas sugestões são dadas para modificar a formação de pesquisadores médicos estatísticos e não estatísticos.