Scielo RSS <![CDATA[Jornal Vascular Brasileiro]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1677-544920200001&lang=pt vol. 19 num. lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[A new era of medical therapy for peripheral artery disease]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100201&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[A panaceia dos anticoagulantes na infecção pela COVID-19]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100202&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Correlação entre a presença de varizes de membros inferiores e trombose venosa profunda]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100203&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Fisiopatologia da trombose associada à infecção pelo SARS-CoV-2]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100204&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Limitação do VEINES QOL/SYM em discriminar a gravidade da insuficiência venosa crônica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100301&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Contexto O questionário Venous Insufficiency Epidemiological and Economic Study – Quality of Life/Symptom (VEINES-QOL/Sym) foi desenvolvido para avaliar a qualidade de vida dos indivíduos com insuficiência venosa crônica (IVC), mas ele tem se mostrado pouco sensível em discriminar indivíduos com diferentes gravidades da doença. Objetivos a) Propor uma nova forma de cálculo do escore do VEINES-QOL/Sym e avaliar se esse novo escore é capaz de discriminar a gravidade da doença; b) Avaliar a associação entre o VEINES-QOL/Sym e a gravidade da doença. Métodos Noventa e oito participantes com IVC, de ambos os sexos, idade 60,73 ± 14,11 anos, responderam o questionário VEINES-QOL/Sym, versão português do Brasil. Para o cálculo do novo escore, foi realizada uma transformação dos escores originais para uma escala de 0 a 100. Para verificar a capacidade dos escores do VEINES-QOL/Sym, originais e modificados, em discriminar e classificar corretamente os grupos caracterizados pela classificação clínica, etiológica, anatômica e patofisiológica (CEAP), foi realizada a análise discriminante, sendo considerado significante um alfa de 5%. Resultados Não houve diferença significativa entre os grupos classificados pela CEAP quanto aos escores originais e modificados do VEINES-QOL/Sym. A análise discriminante também não foi capaz de classificar corretamente os grupos CEAP, tanto para os escores originais quanto para os escores modificados do VEINES-QOL/Sym. Além disso, não houve associação entre a classificação CEAP e os escores obtidos pelo questionário. Conclusões O VEINES-QOL/Sym mostrou-se limitado para avaliar qualidade de vida e sintomatologia dos indivíduos com diferentes estágios de IVC.<hr/>Abstract Background The Venous Insufficiency Epidemiological and Economic Study - Quality of Life/Symptoms (VEINES-QOL / Sym) questionnaire was developed to evaluate the quality of life of individuals with chronic venous insufficiency (CVI), but it has shown limited sensitivity for discriminating between people with different of disease severity. Objectives a) to propose a new formula for calculating the VEINES-QOL/Sym score and to evaluate whether this new score is capable of discriminating disease severity; and b) to evaluate the association between VEINES-QOL/Sym scores and disease severity. Methods Ninety-eight participants with CVI of both sexes, aged 60.73 ± 14.11 years, answered the Portuguese Brazilian version of the VEINES-QOL/Sym questionnaire. The new score was calculated by transforming the original scores to a 0 to 100 scale. Discriminant analysis was used to test the capability of the original and modified VEINES-QOL/Sym scores to discriminate between and correctly classify groups characterized by the clinical, etiological, anatomical and pathophysiological classification (CEAP). Alpha of 5% was defined as the cutoff for significance. Results There were no significant differences between CEAP groups in terms of the original or modified VEINES-QOL/Sym scores. Discriminant analysis was also unable to correctly classify CEAP groups, using either original or modified scores. Furthermore, there were no associations between CEAP classifications and scores obtained using the questionnaire. Conclusions The VEINES-QOL/Sym proved to have limitations for assessment of the quality of life and symptomatology of people with CVI at different stages. <![CDATA[Responsividade do questionário de qualidade de vida CCVUQ-Br em portadores de úlcera venosa crônica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100302&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Contexto A responsividade consiste na capacidade de um instrumento em verificar se a pontuação reflete a variabilidade ocorrida na vida do paciente decorrente de uma intervenção. O CCVUQ-Br foi validado na língua portuguesa e necessita ter sua responsividade verificada. Quando finalizado este estudo, o CCVUQ-Br será utilizado como um instrumento capaz de perceber e refletir, na sua pontuação, as mudanças ocorridas na qualidade de vida do portador de úlcera venosa. Objetivos Avaliar a responsividade do CCVUQ-Br. Métodos Estudo de intervenção longitudinal, realizado em centros públicos e privados para pacientes com úlcera venosa. A amostra foi composta por portadores de úlcera venosa crônica submetidos à conduta terapêutica, tendo como variáveis as pontuações do CCVUQ-Br e de seus domínios, da escala visual analógica da dor (EVA dor) e da Escala de Avaliação Global de Mudança, além da classificação CEAP e o tamanho da úlcera. O CCVUQ-Br foi aplicado em 51 indivíduos submetidos a conduta terapêutica, recrutados de forma aleatória. Após 4 semanas, o CCVUQ-Br foi reaplicado. Resultados Houve diminuição das pontuações médias do CCVUQ-Br entre os dois momentos de aplicação, sendo que, no momento basal, a maior média de pontuação foi a do domínio Estado Emocional, com 63,45, diminuindo, após 4 semanas, para 52,00. Ainda apresentou correlações das mudanças com EVA dor e CEAP. Em relação ao tamanho do efeito, pode-se considerar que pontuação total do CCVUQ-Br e tamanho da úlcera apresentaram sensibilidade elevada, enquanto EVA dor e a maioria dos domínios do CCVUQ-Br apresentaram sensibilidade moderada . Conclusões O questionário CCVUQ-Br é sensível na população brasileira, apresentando garantia de resposta à amostra testada.<hr/>Abstract Background Responsiveness is a measure of an instrument’s ability to reflect in its score the variability that has occurred in a patient’s life as a result of an intervention. The CCVUQ-Br has been validated in Portuguese, but its responsiveness still needs to be tested. When this study has been completed, the CCVUQ-Br will be available for use as an instrument capable of detecting and reflecting in its score the changes that take place in the quality of life of people with venous ulcers. Objectives To evaluate the responsiveness of the CCVUQ-Br. Methods A longitudinal intervention study was conducted at public and private centers for patients with venous ulcers. The sample comprised people with chronic venous ulcers due to start treatment and the variables analyzed were CCVUQ-Br score and its domain scores, a pain visual analog scale (pain VAS), and the Global Assessment of Change Scale, in addition to CEAP classification, and size of ulcer. The CCVUQ-Br was administered to 51 people about to start treatment who were recruited at random. The CCVUQ-Br was then re-administered 4 weeks after treatment had started. Results Mean CCVUQ-Br scores reduced from the first to the second administration. The highest mean score at baseline was for the Emotional Status domain, at 63.45, which dropped to 52.00 after 4 weeks. There were also correlations between changes in CCVUQ-Br scores and pain VAS ratings and CEAP class. With regard to the effect size, total CCVUQ-Br score and ulcer size exhibited high sensitivity, while pain VAS and the majority of the CCVUQ-Br domains had moderate sensitivity. Conclusions The CCVUQ-Br questionnaire is sensitive in the Brazilian population and exhibited response to change in the sample tested. <![CDATA[Avaliação da resposta hemodinâmica cerebral através da monitorização com a espectroscopia próxima ao infravermelho (NIRS) em pacientes com doença aterosclerótica da artéria carótida submetidos a endarterectomia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100303&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Contexto A espectroscopia próxima ao infravermelho (NIRS) é uma técnica não invasiva que detecta as alterações hemodinâmicas teciduais. A NIRS pode monitorar de forma contínua as informações fisiológicas vasculares intracranianas. Por ser portátil, ela pode ser utilizada à beira do leito e no centro cirúrgico. Objetivos Avaliar as possíveis alterações hemodinâmicas cerebrais durante a endarterectomia em pacientes com estenoses maiores que 70% utilizando NIRS. Métodos Foram avaliados 10 voluntários portadores de doença carotídea aterosclerótica com indicação de endarterectomia. Após a seleção dos pacientes, que responderam um questionário com dados epidemiológicos e informações referentes à presença de comorbidades, a doença foi confirmada por métodos diagnósticos. No procedimento cirúrgico, utilizou-se a NIRS para monitorização. Foram avaliadas as variáveis saturação de oxigênio (SatO2), hemoglobina total (HbT), hemoglobina reduzida (HbR) e hemoglobina oxigenada (HbO) nos três tempos cirúrgicos pré-, trans e pós-clampeamento carotídeo. Utilizou-se p &lt; 0,05 como nível de significância. Resultados A avaliação dos resultados obtidos por meio das medidas registradas pela NIRS permite afirmar que HbR e SatO2 variam ao longo das etapas da cirurgia. Durante o clampeamento, a variável HbR mostra valores mais elevados que nas outras duas etapas da cirurgia. Por outro lado, a variável SatO2 mostra redução durante o clampeamento. Conclusões A NIRS é um método viável e aplicável de monitorização intracerebral, não invasivo e em tempo real, durante a endarterectomia carotídea, capaz de medir de forma precisa as mudanças das condições hemodinâmicas capilares intracerebrais.<hr/>Abstract Backgrounds Near-infrared spectroscopy (NIRS) is non-invasive technique that detects hemodynamic alterations in tissues. It enables continuous monitoring of intracerebral vascular physiologic information. Due to its portable nature, NIRS may be used bedside or in the operating room. Objectives To evaluate use of NIRS for intraoperative monitoring of the brain hemodynamic response, during carotid endarterectomy. Methods 10 patients with atherosclerotic carotid disease scheduled for endarterectomy were evaluated. After patients had been selected, they answered a questionnaire on epidemiological data and information about comorbidities and then carotid disease was confirmed with diagnostic methods. NRIS monitoring was used during the surgical procedure. The variables analyzed before, during and after carotid clamping were oxygen saturation (SatO2), total hemoglobin (THb), reduced hemoglobin (RHb), and oxyhemoglobin (OHb). A p value of &lt;0.05 was considered statistically significant. Results The results obtained from NIRS show that RHb and SatO2 vary during the different stages of surgery. RHb levels are higher during clamping, when compared with the other two surgical stages. On the other hand, SatO2 is lower during clamping. Conclusions During carotid endarterectomy, NIRS is a feasible, real-time, and non-invasive intracranial monitoring method that accurately and reliably measures the changes in intracerebral capillary hemodynamic conditions. <![CDATA[Avaliação da efetividade do uso de meias de compressão na prevenção do edema ocupacional em cabeleireiras]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100304&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Contexto O edema ocupacional (EO) de membros inferiores (MMII) é um importante fator de queda na qualidade de vida, e a sua prevenção impõe a prescrição de medidas profiláticas, como o uso de meias de compressão (MCs). Objetivos Avaliar a efetividade das MCs na prevenção do EO e a sua repercussão na qualidade de vida de cabeleireiras. Métodos Este ensaio clínico realizou medidas de tornozelo e panturrilha de 38 cabeleireiras sem doença venosa no início e no final da jornada de trabalho em um momento sem e em outro usando MCs. Também responderam um questionário sobre sintomas e qualidade de vida em doença venosa. Resultados Os valores do ponto B foram de 21,1±2,2 cm no momento inicial sem meias, 22,1±2,3 cm no momento final sem meias (p = 0,0001 em relação ao inicial sem meias), e 21,2±2,1 cm no momento final com meias (p = 0,0001 em relação ao final sem meias). Não foi significante a diferença entre os valores médios do ponto B inicial sem meias e final com meias (p=0,324), ou seja, não houve formação de edema nos MMII ao final da jornada de trabalho em ortostatismo prolongado quando em uso de MCs. Pôde-se observar melhora da limitação sobre as atividades laborais (p = 0,0001), domésticas (p = 0,008) e de lazer ou sociais em pé (p = 0,0001). Conclusões As MCs são efetivas na prevenção do EO de MMII, e a atenuação de sintomas como dor e fadiga contribui diretamente para melhor qualidade de vida de cabeleireiras.<hr/>Abstract Background Occupational lower limb edema is an important factor in deterioration of quality of life. Prevention involves prescription of prophylactic measures, such as wearing compression stockings. Objectives To evaluate the effectiveness of compression stocking for prevention of occupational edema and its repercussions for the quality of life of hairdressers. Methods A clinical trial involving measurements of the ankles (point B) and calves (Point C) of 38 hairdressers without venous disease at the beginning and end of workdays spent wearing or not wearing compression stockings. Participants also answered a questionnaire about symptoms and quality of life in venous disease. Results Point B measurements were: 21.1 ± 2.2 cm in the morning without stockings; 22.1 ± 2.3 cm at the end of the day without stockings (p = 0.0001 compared to baseline without stockings); and 21.2 ± 2.1 cm at the end of the day wearing compression stockings (p = 0.0001 compared to the end of day not wearing compression stockings). The comparison between point B values for the start of the day without compression stockings and the end of the day with stockings (p = 0.324) was not significant, showing that there was no lower limb edema at the end of the working day when compression stockings were worn. Improvements were observed in ratings for limitations of work activities (p = 0.0001), domestic activities (p = 0.008) and leisure or social activities performed standing up(p = 0.0001). Conclusions Compression stockings are effective for preventing occupational lower limb edema and the attenuation of symptoms such as pain and fatigue directly contributes to better quality of life for hairdressers. <![CDATA[Escleroterapia ecoguiada com espuma para doença venosa crônica com úlcera: coorte prospectiva de múltiplos desfechos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100305&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Background Chronic Venous Disease (CVD) is the main cause of chronic leg ulcers. Varicose veins are the most frequent cause of venous leg ulcers (VLU). 50.9% of Brazilian women have varicose veins and ulcer prevalence is as high as 4%. Ultrasound-guided foam sclerotherapy (UGFS) is a low-cost treatment option for varicose veins. Objectives To analyze UGFS outcomes in patients with VLU. Methods Prospective consecutive single center cohort study. Patients with great saphenous vein (GSV) reflux and VLU were treated and followed-up for 180 days. The following were studied: quality of life (QoL), disease severity, healing, and elimination of GSV reflux. The Aberdeen questionnaire, a venous clinical severity score, and Duplex scanning (DS) results were analyzed. Results 22 patients aged 35 to 70 years were treated. There was improvement in quality of life, disease severity reduced, and ulcer diameter reduced (p &lt; 0.001; ANOVA). 77.27% of VLU healed completely (95%CI: 59.76-94.78%). The dimensions of 20/22 VLU reduced (90.91%; 95%CI: 78.9-100%). GSV reflux was eliminated in 63.64% (95%CI: 43.54-83.74%). Men had greater QoL benefit and women had more complications. There were no severe complications. The VLU that had healed completely at the end of the study were smaller at baseline than those that did not completely heal. The GSV that were completely occluded at the end of the study were smaller at baseline than those that were not completely occluded (p &lt; 0.05; Mann-Whitney). Conclusion The results suggest that most patients benefited from UGFS.<hr/>Resumo Contexto A doença venosa crônica (DVC) é a principal causa de úlceras crônicas em membros inferiores. As varizes dos membros inferiores são a causa mais frequente de úlcera venosa (UV). No Brasil, 50,9% das mulheres têm varizes e a prevalência da úlcera chega a 4%. A escleroterapia ecoguiada com espuma (EEE) é uma alternativa de baixo custo para tratamento de varizes de membros inferiores. Objetivos Analisar evolução de portadores de UV tratados com EEE. Métodos Coorte prospectiva e consecutiva em um único serviço. Portadores de UV com veia safena magna (VSM) insuficiente foram acompanhados por 180 dias após EEE. Foram estudadas: qualidade de vida, gravidade da doença, cicatrização e eliminação do refluxo. Foram utilizados questionário Aberdeen, escore clínico venoso e ultrassom Doppler. Resultados Foram tratados 22 pacientes com idade entre 35 a 70 anos. Houve melhora na qualidade de vida, redução da gravidade da doença, e redução dos diâmetros das úlceras (p &lt; 0.001; ANOVA). Houve redução das dimensões em 90,91% das úlceras [intervalo de confiança de 95% (IC95%) 78,9-100%], e cicatrização completa em 77,27% (IC95% 59,76-94,78%). O refluxo foi eliminado em 63,64% (IC95% 43,54-83,74%) das VSM. Homens tiveram maior benefício em qualidade de vida, e mulheres apresentaram mais complicações. Não houve complicações graves. As UV completamente cicatrizadas e as VSM que apresentaram oclusão completa apresentavam dimensões inicialmente menores quando comparadas às das UV não completamente cicatrizadas e das VSM não completamente ocluídas (p &lt; 0,05; Mann-Whitney). Conclusões Os resultados sugerem que EEE foi benéfica para a maioria dos pacientes. <![CDATA[Lesão aguda da parede arterial provocada pelo método de interrupção temporária de fluxo em diferentes vias de cirurgia aórtica: estudo morfológico e biomecânico da aorta de porcos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100306&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Contexto O clampeamento aórtico e a oclusão da aorta com balão poderiam levar a lesões na parede aórtica. Objetivo O objetivo deste estudo foi verificar as alterações da parede aórtica relacionadas ao método de interrupção de fluxo (cample ou balão) em diferentes técnicas disponíveis para cirurgia de aorta. Métodos Os experimentos foram realizados em 40 porcos fêmeas pesando de 25-30 kg, alocados para quatro grupos: S (n = 10), nenhuma intervenção (sham); C (n = 10), laparotomia mediana transperitoneal para acesso à aorta abdominal infrarrenal com tempo de clampeamento de 60 minutos; L (n = 10), cirurgia laparoscópica da aorta abdominal infrarrenal com tempo de clampeamento de 60 minutos; EV (n = 10), controle aórtico proximal com inserção de cateter-balão para oclusão aórtica por acesso femoral, inflado a fim de promover oclusão aórtica contínua por 60 minutos. Após a eutanásia, as aortas foram removidas e seccionadas para obtenção de espécimes histológicos destinados a análises morfométricas e por microscopia de luz. Os fragmentos longitudinais restantes foram estirados até a ruptura, e determinaram-se padrões mecânicos. Resultados Observou-se redução do limite de proporcionalidade da aorta abdominal, diminuição da rigidez e da carga de ruptura nos grupos submetidos a campleamento aórtico (C e L) em comparação ao grupo EV. Conclusões O campleamento aórtico durante cirurgia aberta ou laparoscópica pode afetar as propriedades mecânicas da aorta, ocasionando redução de resistência da parede aórtica sem desencadear alterações na estrutura histológica da parede aórtica.<hr/>Abstract Background Aortic cross-clamping and balloon occlusion of the aorta could lead to damage to the aorta wall. Objective The aim of this study was to investigate changes to the aorta wall related to the method used to interrupt flow (clamping or balloon) in the different techniques available for aortic surgery. Methods Experiments were performed on 40 female pigs, weighing 25-30kg, which were randomly allocated to 4 study groups: S (n=10), no intervention (sham group); C (n=10), midline transperitoneal laparotomy for infrarenal abdominal aortic access with 60 min of cross-clamping; L (n=10), laparoscopic infrarenal abdominal aortic surgery with 60 min of cross-clamping; EV (n=10), remote proximal aortic control with transfemoral arterial insertion of aortic occlusion balloon catheter, inflated to provide continued aortic occlusion for 60min. After euthanasia, the aortas were removed and cross-sectioned to obtain histological specimens for light microscopic and morphometric analyses. The remaining longitudinal segments were stretched to rupture and mechanical parameters were determined. Results We observed a reduction in the yield point of the abdominal aorta, decrease in stiffness and in failure load in the aortic cross-clamping groups (C and L) compared with the EV group. Conclusions Aortic cross-clamping during open or laparoscopic surgery can affect the mechanical properties of the aorta leading to decrease in resistance of the aorta wall, without structural changes in aorta wall histology. <![CDATA[Tratamento endovascular da hipertensão portal e da hemorragia digestiva recorrente e secundária à síndrome da fístula arterioportal: complicação tardia de trauma abdominal penetrante]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100307&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A síndrome da fístula artério-portal (FAP) é uma rara e reversível causa de hipertensão portal pré-sinusoidal, ocasionada pela comunicação de uma artéria visceral com o sistema venoso portal. A maioria dos pacientes é assintomática, mas quando desenvolvem sintomas, estes são mais relacionados com sangramento gastrointestinal, ascite, insuficiência cardíaca congestiva e diarreia. Este desafio terapêutico apresenta um caso de FAP decorrente de ferimento antigo por arma branca e subsequente evolução clínica desfavorável, com grave desnutrição e frequentes hemorragias digestivas. O caso foi solucionado através de oclusão da FAP por meio de tratamento endovascular.<hr/>Abstract The arterioportal fistula (APF) syndrome is a rare and reversible cause of pre-sinusoidal portal hypertension, caused by communication between a visceral artery and the portal venous system. Most patients are asymptomatic, but when they do develop symptoms, these are mainly related to gastrointestinal bleeding, ascites, congestive heart failure, and diarrhea. This therapeutic challenge presents a case of APF caused by a 20-year-old stabbing injury with unfavorable late clinical evolution, including significant malnutrition and severe digestive hemorrhages. The patient was treated using an endovascular procedure to occlude of the fistula. <![CDATA[Inversão total do fluxo em artéria carótida interna direita em paciente com estenose grave do tronco braquiocefálico]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100308&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO As estenoses graves e oclusões do tronco braquiocefálico (artéria inominada) são raras, e apresentam uma grande variedade de manifestações clínicas, com alterações relacionadas a isquemia cerebral hemisférica, vertebrobasilar e de membro superior direito. A causa mais comum é a aterosclerose. A ultrassonografia vascular com Doppler pode revelar inversão de fluxo na artéria vertebral direita, hipofluxo na subclávia, e vários tipos de alterações no fluxo da carótida direita, incluindo hipofluxo, inversão parcial do fluxo durante o ciclo cardíaco, e até mesmo inversão completa do fluxo na carótida interna, achado este bastante raro. Os autores descrevem o caso de paciente do sexo feminino, tabagista, com estenose grave do tronco braquiocefálico e crises de lipotimia. Além do roubo de artéria subclávia e do fluxo parcialmente invertido na carótida comum direita, a paciente apresentava exuberante fluxo invertido na carótida interna durante todo o ciclo cardíaco, achado este não encontrado na literatura em tamanha magnitude.<hr/>ABSTRACT Occlusions and severe stenoses of the innominate artery (brachiocephalic trunk) are rare and present with a wide variety of clinical manifestations, with hemispheric, vertebrobasilar and right upper limb ischemic symptoms. The most common cause is atherosclerosis. Duplex scanning may show right vertebral artery flow reversal, diminished subclavian flow, and several patterns of right carotid flow disturbance, including slow flow, partial flow reversal during the cardiac cycle and even complete reversal of flow in the internal carotid artery, which is a very uncommon finding. Herein, the authors describe the case of a female patient who was a heavy smoker, had severe stenosis of the brachiocephalic trunk, and had episodes of collapse. Besides the subclavian steal and partial flow reversal in the common carotid artery, duplex scanning also showed high-velocity reversed flow in the internal carotid artery during the entire cardiac cycle, a finding that is not reported in the literature at this magnitude. <![CDATA[Avaliação da qualidade de vida em pacientes portadores de varizes de membros inferiores submetidos a tratamento cirúrgico]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100309&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Contexto As varizes dos membros inferiores representam uma das doenças mais prevalentes na população mundial e resultam em grande impacto na qualidade de vida dos pacientes devido às limitações nas atividades diárias e no desempenho funcional. Vários autores têm ressaltado a importância da avaliação da qualidade de vida na abordagem de pacientes portadores de doença venosa crônica. Objetivos Avaliar a qualidade de vida antes e após o tratamento cirúrgico de pacientes portadores de varizes dos membros inferiores. Métodos Através de estudo de antes e depois, foram avaliados 92 portadores de varizes dos membros inferiores submetidos a tratamento cirúrgico. Os pacientes foram divididos em grupos de acordo com a faixa etária e a classificação clínica CEAP. A qualidade de vida foi avaliada através do questionário VEINES QOL/SYM, aplicado no pré-operatório e 60 dias após a operação. Resultados Do total de 92 indivíduos analisados, 82,6% (76) eram mulheres. Com relação à idade, a média foi de 45,7±12,11. A classe CEAP 2 foi a mais encontrada, em 57,6% dos pacientes. Foi encontrada diferença significativa entre os escores antes e após a cirurgia para os pacientes na faixa etária entre 30 e 40 anos. Não houve diferença entre os escores nos momentos pré e pós-operatório entre os grupos CEAP. Conclusões Não foi encontrada diferença na qualidade de vida antes e após a cirurgia na maioria dos pacientes do estudo.<hr/>Abstract Background Lower limb varicose veins are one of the most prevalent diseases in the global population. The disease is chronic and has a great impact on patients’ quality of life, limiting daily activities and functional performance. Several authors have emphasized the importance of including quality of life assessment in management of patients with chronic venous disease. Objectives To evaluate quality of life before and after surgical treatment of patients with varicose veins. Methods A before and after study design was employed. Ninety-two people with varicose veins of the lower limbs were treated surgically. Patients were divided into subsets according to age and CEAP clinical classification. Quality of life was assessed using the VEINES QOL/SYM questionnaire, administered during the preoperative period and 60 days after the operation. Results The sample comprised 92 subjects, 82.6% (76) of whom were women and mean age was 45.7±12.11 years. CEAP class 2 was the most frequent clinical classification, in 57.6% of patients. There was a significant difference in scores before and after surgery among patients aged from 30 to 40 years. There was no difference between preoperative and postoperative scores between different CEAP groups. Conclusions No difference in quality of life was observed after surgery in most of the patients in the present study. <![CDATA[Condicionamento isquêmico remoto melhora a defesa antioxidante do coração e do cérebro]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100310&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Background Ischemia-reperfusion injury contributes to morbidity after revascularization procedures. Along with early reperfusion, tissue conditioning by alternating intervals of brief ischemia-reperfusion episodes is considered the best approach to limit tissue damage. Remote ischemic conditioning is conducted remotely, in tissues other than those under ischemia. Despite this, remote ischemic conditioning protection mechanisms are poorly understood, which can lead to misapplication. Objectives To assess whether remote ischemic conditioning works in the heart and brain through enhancement of cells’ antioxidant defenses and whether the response is sustained or temporary. Methods Twenty-one male Wistar rats were assigned to three groups (n = 7): SHAM: same procedure as the other groups, but no remote ischemic conditioning was carried out. RIC 10: heart and brain were harvested 10 minutes after the remote ischemic conditioning protocol. RIC 60: heart and brain were harvested 60 minutes after the remote ischemic conditioning protocol. The remote ischemic conditioning protocol consisted of 3 cycles of 5 min left hindlimb ischemia followed by 5 min left hindlimb perfusion, lasting 30 min in total. Heart and brain samples were used to measure the tissue antioxidant capacity. Results Remote ischemic conditioning increased heart and brain antioxidant capacity after 10 minutes (0.746 ± 0.160/0.801 ± 0.227 mM/L) when compared to SHAM (0.523 ± 0.078/0.404 ± 0.124 mM/L). No enhancement of heart or brain antioxidant capacity was detected 60 minutes after remote ischemic conditioning (0.551 ± 0.073/0.455 ± 0.107 mM/L). Conclusions Remote ischemic conditioning temporarily enhances heart and brain antioxidant defenses in male Wistar rats.<hr/>Resumo Contexto A lesão de isquemia e reperfusão contribui para a morbidade após procedimentos de revascularização. Juntamente com a reperfusão precoce, o condicionamento tecidual através de breves episódios de isquemia e reperfusão é considerado a melhor abordagem para limitar o dano tecidual. Apesar disso, os mecanismos do condicionamento isquêmico remoto são pouco compreendidos, o que pode levar a uma aplicação incorreta. Objetivos Avaliar se o condicionamento isquêmico remoto funciona no coração e no cérebro através do aprimoramento da defesa antioxidante das células e se é uma resposta sustentada ou temporária. Métodos Vinte e um ratos Wistar foram divididos em três grupos (n = 7): SHAM, no qual não foi realizado condicionamento isquêmico; RIC 10, no qual 10 minutos após o protocolo de condicionamento isquêmico, foi realizada a coleta dos órgãos; e RIC 60, no qual 60 minutos após o protocolo de condicionamento isquêmico, foi realizada a coleta dos órgãos. O protocolo de condicionamento isquêmico remoto consistiu em três ciclos de 5 minutos de isquemia, seguidos de 5 minutos de perfusão no membro posterior esquerdo, com duração total de 30 minutos. Amostras foram usadas para medir a capacidade antioxidante do tecido. Resultados O condicionamento isquêmico remoto aumentou a capacidade antioxidante do coração e do cérebro após 10 minutos (0,746 ± 0,160/0,801 ± 0,227 mM/L) quando comparado ao SHAM (0,523 ± 0,078/0,404 ± 0,124 mM/L) . Sessenta minutos após o condicionamento isquêmico remoto, não foi detectado aumento da capacidade antioxidante do coração ou do cérebro (0,551 ± 0,073/0,455 ± 0,107 mM/L). Conclusões O condicionamento isquêmico remoto melhora temporariamente as defesas antioxidantes do coração e do cérebro em ratos Wistar. <![CDATA[Classificação WifI: o novo sistema de classificação da <em>Society for Vascular Surgery</em> para membros inferiores ameaçados, uma revisão de literatura]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100311&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A Society for Vascular Surgery propôs nova classificação para o membro inferior ameaçado, baseada nos três principais fatores influenciadores do risco de amputação do membro: ferida (Wound, W), isquemia (Ischemia, I) e infecção do pé (foot Infection, fI): a classificação WIfI. Esta abrange também os diabéticos, anteriormente excluídos do conceito de isquemia crítica do membro devido a seu quadro clínico complexo. O objetivo da classificação era fornecer estratificação de risco precisa e precoce ao paciente com membro inferior ameaçado; auxiliar no manejo clínico, permitindo comparar terapias alternativas; e predizer o risco de amputação em 1 ano e a necessidade de revascularização. O objetivo deste estudo é reunir os principais pontos abordados sobre a classificação WIfI no meio científico. A maior parte dos estudos de validação da classificação demonstram sua associação à predição de salvamento do membro, eventos de reintervenção, amputação e estenose, taxas de amputação maior e menor, sobrevida livre de amputação, e cicatrização de feridas.<hr/>Abstract The Society for Vascular Surgery has proposed a new classification system for the threatened lower limb, based on the three main factors that have an impact on limb amputation risk: Wound (W), Ischemia (I) and foot Infection (“fI”) - the WIfI classification. The system also covers diabetic patients, previously excluded from the concept of critical limb ischemia because of their complex clinical condition. The classification’s purpose is to provide accurate and early risk stratification for patients with threatened lower limbs; assisting with clinical management, enabling comparison of alternative therapies; and predicting risk of amputation at 1 year and the need for limb revascularization. The objective of this study is to collect together the main points about the WIfI classification that have been discussed in the scientific literature. Most of the studies conducted for validation of this classification system prove its association with factors related to limb salvage, such as amputation rates, amputation-free survival, prediction of reintervention, amputation, and stenosis (RAS) events, and wound healing. <![CDATA[Compressões das veias renal e ilíaca comum esquerdas em tomografias computadorizadas: com que frequência são detectadas?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100312&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Contexto As síndromes de nutcracker e May-Thurner são raras e, apesar de muitas vezes subdiagnosticadas, podem causar sintomas limitantes de gravidade variável. Frequentemente são consideradas diagnóstico de exclusão e não há consenso na literatura quanto a prevalência, incidência e critérios diagnósticos. Objetivos Estimar a frequência da compressão das veias ilíaca comum e renal esquerdas em tomografias computadorizadas de abdome e pelve. Métodos Estudo descritivo, quantitativo e transversal. Para veia renal esquerda, foram considerados como critérios de compressão a relação diâmetro hilar/aortomesentérico &gt; 4 e o ângulo aortomesentérico &lt; 39° e, para veia ilíaca comum esquerda, o diâmetro &lt; 4 mm. Resultados Foram analisadas tomografias computadorizadas de 95 pacientes; destes, 61% eram mulheres e 39% eram homens. A compressão da veia renal esquerda foi encontrada em 24,2% da amostra, com idade média de 48,8 anos, ocorrendo em 27,6% das mulheres e 18,9% dos homens (p = 0,3366). A compressão da veia ilíaca comum esquerda foi detectada em 15,7% da amostra, com idade média de 45,9 anos, ocorrendo em 24,10% das mulheres e 2,7% dos homens (p = 0,0024). Em 7,4% dos pacientes, ambas compressões venosas foram detectadas. Conclusões A compressão da veia renal esquerda ocorreu em mulheres e homens com frequência semelhante, enquanto a compressão da veia ilíaca comum esquerda foi mais frequente em mulheres. Ambas as compressões venosas foram mais frequentemente encontradas em pacientes com idade entre 41 e 50 anos.<hr/>Abstract Background The nutcracker and May-Thurner syndromes are rare and, although often underdiagnosed, they can cause limiting symptoms. They are frequently considered only after exclusion of other diagnoses and there is no consensus in the literature on prevalence, incidence, or diagnostic criteria. Objectives To estimate the frequency of compression of the left common iliac vein and left renal vein in CT scans of the abdomen and pelvis. Methods Descriptive, quantitative, cross-sectional study. The criteria used to define compression of the left renal vein were a hilar/aortomesenteric diameter ratio &gt; 4 and aortomesenteric angle &lt; 39° and the criterion for compression of the left common iliac vein was a diameter &lt; 4mm. Results CT scans of 95 patients were analyzed; 61% were women and 39% were men. Left renal vein compression was observed in 24.2% of the sample, with a mean age of 48.8 years, occurring in 27.6% of the women and 18.9% of the men (p = 0.3366). Compression of the left common iliac vein was detected in 15.7% of the sample, with a mean age of 45.9 years, occurring in 24.1% of the women and 2.7% of the men (p = 0.0024). Both veins were compressed in 7.4% of the patients. Conclusions Left renal vein compression was detected in women and men at similar frequencies, whereas left common iliac vein compression was more frequent in women. Both venous compressions were most frequently found in patients aged 41 to 50 years. <![CDATA[Efeito da infusão da solução M&G na proteção do tecido renal de ratos Wistar submetidos a isquemia e reperfusão programada]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100313&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Contexto A isquemia e reperfusão (I/R) renal está envolvida diretamente com insuficiência renal aguda, ocorrendo em casos como infarto por embolização ou trombose, quadros de septicemia e transplante renal. Esse processo é complexo, envolvendo respostas imunes inatas e adaptativas, presença de infiltrado celular, produção e liberação de citocinas e quimiocinas. Também desencadeia respostas celulares e liberação de espécies reativas de oxigênio, além de resultar em apoptose e, em alguns casos, necrose celular. Nesse contexto, é imprescindível a avaliação dos mecanismos de proteção ao tecido renal. Objetivos O objetivo foi testar a solução desenvolvida M&amp;G, avaliando sua capacidade protetora no rim por meio de análise morfométrica e presença e expressão de citocinas inflamatórias (TNF-alfa, VEGF, HIF e IL-8). Métodos Foram selecionados 18 ratos Wistar, divididos em três grupos: Sham (S), Controle (C) e Estudo (E). O grupo S foi submetido ao processo cirúrgico sem o clampeamento arterial. No grupo C, foi clampeada a aorta acima e abaixo da artéria renal esquerda, sem a infusão de solução preservadora. No grupo E, além do clampeamento, realizou-se a punção da aorta e a infusão contínua da solução M&amp;G por 20 minutos a 15 °C. Realizou-se a avaliação morfológica e imuno-histoquímica com os marcadores. Resultados Identificaram-se diferenças morfológicas entre o grupo S comparado aos grupos C e E. Na análise dos marcadores, houve redução na intensidade de expressão do TNF e na expressão do VEGF no grupo E. Não houve diferenças com HIF e IL-8 entre os grupos. Conclusões A solução M&amp;G apresentou redução da presença e expressão de TNF-alfa e tendência de redução do VEGF.<hr/>Abstract Background Renal ischemia-reperfusion (I/R) is directly associated with acute renal failure and can occur in conditions such as infarction caused by embolization or thrombosis, septicemia, and kidney transplantation. The process is complex, involving innate and adaptive immune responses, presence of cellular infiltrate, and production and release of cytokines and chemokines. It also triggers cell responses and release of reactive oxygen species, in addition to causing apoptosis and, in some cases, cell necrosis. Against this background, evaluation of renal tissue protection mechanisms is essential. Objectives The objective of this study was to test the M&amp;G solution, developed in prior research, evaluating its capacity to protect the kidneys using morphometric analysis and by assaying the presence and expression of inflammatory cytokines (TNF-alpha, VEGF, HIF, and IL-8). Methods Eighteen Wistar rats were divided into three groups: Sham (S), Control (C), and Experimental (E). The S group underwent the surgical operation, but without arterial clamping. In group C, the aorta was clamped above and below the left renal artery, without infusion of the preservation solution. In group E, in addition to clamping, the aorta was punctured and M&amp;G solution was infused continuously for 20 minutes at 15o C. Morphological analysis and immunohistochemical assessment of markers were then conducted. Results Morphological differences were identified in group S compared with groups C and E. Analysis of markers revealed reduced intensity of expression of TNF and of VEGF in group E. There were no differences in HIF or IL-8 between groups. Conclusions The M&amp;G solution was associated with a reduction in presence and expression of TNF-alpha and a trend to reduced VEGF. <![CDATA[Protocolos de profilaxia de tromboembolismo venoso (TEV) em hospitais brasileiros - PROTEV Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100314&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Contexto Implementar um programa para profilaxia de tromboembolismo venoso (TEV) em hospitais é uma recomendação de diretrizes internacionais e da Agency for Healthcare Research and Quality para segurança dos pacientes. O Programa TEV Safety Zone (TEVSZ) é um modelo que sugere avaliação sistemática do risco de TEV incorporada às rotinas do hospital com participação institucional e multidisciplinar continuada. Objetivos Levantar dados de implementação de iniciativas para profilaxia em hospitais brasileiros que iniciaram o Programa TEVSZ. Métodos Envio de questionário por correio eletrônico aos responsáveis pelos programas TEVSZ em hospitais visitados até julho de 2016. Resultados Dos 132 convites enviados, foram obtidas 68 respostas, sendo 50 (73,5%) completas. Em 61,5% dos hospitais participantes havia entre 100 e 250 leitos, e 65,4% tinham mais de 20 leitos de terapia intensiva; 61,5% referiam ter acreditação hospitalar, 86,3% tinham comissão de profilaxia de TEV e 58% tinham prontuários eletrônicos. As avaliações de risco de TEV pela diretriz brasileira, escores de Pádua ou Caprini eram feitas no prontuário eletrônico em 56,9% e como passo obrigatório em 45,1% dos casos. Em apenas 25% dos hospitais, a reavaliação do risco de TEV era solicitada antes da alta, e foram citadas várias barreiras no processo de implementação do TEVSZ. Conclusões O estudo mostra um panorama da implementação do TEVSZ em hospitais brasileiros. As avaliações sistemáticas de risco ainda não ocorrem na maioria dos pacientes. O reconhecimento de diversas barreiras no processo pode levar a novas estratégias para a adequação da profilaxia e segurança dos pacientes hospitalizados.<hr/>Abstract Background In common with other international guidelines, the Agency for Healthcare Research and Quality recommends implementation of venous thromboembolism (VTE) prophylaxis programs in hospitals as a measure for patient safety. The VTE Safety Zone Program (VTESZ) proposes a model for incorporation of systematic VTE risk-assessment into hospital routines, with continuing institutional and multidisciplinary participation. Objectives To evaluate implementation of VTE prophylaxis initiatives in Brazilian hospitals that have adhered to the VTESZ Program. Methods Questionnaires were e-mailed to VTESZ Program representatives at hospitals visited up to July 2016. Results Of the 132 invitations sent, 68 answers were obtained and 50 (73.5%) were complete. 61.5% of participating hospitals had between 100 and 250 beds, and 65.4% had more than 20 intensive care beds; 61.5% reported having hospital accreditation, 86.3% had VTE prophylaxis committees, and 58% had electronic medical records. VTE risk assessments using the Brazilian guidelines or the Padua or Caprini scores were noted on the electronic medical record in 56.9% and were a mandatory step in 45.1% of the cases. VTE risk reassessment was requested prior to discharge in only 25% of hospitals and several issues were cited that negatively affect the VTESZ implementation process. Conclusions This study provides an overview of implementation of VTESZ in Brazilian hospitals. Systematic risk assessment is not yet conducted for most patients. Recognition of various issues affecting the process may lead to new strategies for achieving adequate prophylaxis and safety of hospitalized patients. <![CDATA[Impacto da nifedipina tópica na cicatrização de feridas em modelo animal (porco)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100315&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Background The human skin is an extremely sophisticated and evolved organ that covers the whole body. External agents or the patient’s own diseases can cause skin injuries that can challenge healthcare professionals and impose high social, economic and emotional costs. Objectives To evaluate the impact of topical nifedipine on skin wound healing, specifically on polymorphonuclear cells, vascular proliferation, and collagen. Methods We used three pigs, and created eight injuries in the dorsal region of each animal. We applied 1%, 10%, and 20% concentration nifedipine creams to four of the wounds in animals 1, 2, and 3 respectively and treated the other twelve wounds with saline solution 0.9% only. We analyzed the presence of polymorphonuclear cells, vascular proliferation, and collagen at six different times (days 1, 3, 7, 14, 21, and 28). Results The evaluation of polymorphonuclear levels showed mild cell activity at all times in the control group, while in the nifedipine groups, marked levels were more frequent at all times during the experiment. There was a 4.84-fold increase in the chance of marked vascular proliferation (p = 0.019) and, at the same time, a decrease in collagen formation (OR 0.02 / p = 0.005) in animal 3. Conclusions Topical NFD may have an impact on skin wound healing mechanisms. Our study showed that polymorphonuclear cells and vascular proliferation increased. We also demonstrated that collagen formation decreased. Therefore, topical NFD may have a positive impact on skin wound healing. Additional studies are needed to confirm our results.<hr/>Resumo Contexto A pele humana é um órgão extremamente sofisticado e evoluído que cobre todo o corpo. As lesões cutâneas podem ser causadas por agentes externos ou pelas próprias doenças do paciente, e podem representar um desafio para os profissionais de saúde com altos custos sociais, econômicos e emocionais. Objetivos Avaliar o impacto da nifedipina tópica na cicatrização de feridas cutâneas, especialmente em relação a polimorfonucleares, proliferação vascular e colágeno. Métodos Utilizamos três porcos e realizamos oito ferimentos na região dorsal de cada animal. Aplicamos as concentrações de nifedipina creme a 1%, 10% e 20% para os animais 1, 2 e 3, respectivamente, sendo que, em quatro ferimentos, aplicamos o creme e, nos outros quatro ferimentos, apenas soro fisiológico a 0,9%. Analisamos a presença de polimorfonucleares, proliferação vascular e colágeno em seis momentos diferentes (dias 1, 3, 7, 14, 21 e 28). Resultados A avaliação dos níveis polimorfonucleares mostrou atividade celular discreta em todos os momentos no grupo controle, enquanto nos grupos nifedipina, os níveis marcados foram mais frequentes em todos os momentos do experimento. Houve aumento de 4,84 vezes na chance de uma produção marcada (p = 0,019) da proliferação vascular e, ao mesmo tempo, diminuição da formação do colágeno (odds ratio, OR 0,02; p = 0,005) no animal 3. Conclusões A nifedipina tópica pode ter impacto no mecanismo de cicatrização cutânea. Nosso estudo mostrou que há aumento dos polimorfonucleares e da proliferação vascular. Além disso, há diminuição da formação do colágeno. Assim, a nifedipina tópica pode ter impacto positivo na cicatrização das feridas cutâneas. Estudos adicionais são necessários para confirmar nossos resultados. <![CDATA[Protocolo eletrônico multiprofissional de coleta de dados clínicos e cirúrgicos em insuficiência venosa crônica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100316&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Contexto A utilização de protocolos eletrônicos para coleta e armazenamento de dados permite a realização de pesquisas clínicas de forma dinâmica, contribuindo com a evolução da medicina. Objetivos Criar uma base eletrônica de coleta de dados clínicos e cirúrgicos referente à insuficiência venosa crônica (IVC) para auxiliar na realização de estudos científicos. Métodos Inicialmente, criou-se uma base de dados de todas as doenças vasculares e, em seguida, de IVC, por meio da revisão bibliográfica de livros-texto e de artigos científicos relevantes. A informatização desses dados foi realizada pelo programa Sistema Integrado de Protocolos Eletrônicos (SINPE©) e avaliada por um projeto piloto. Resultados O protocolo eletrônico multiprofissional de doenças vasculares abrangeu os itens anamnese, exame físico, exames complementares, tipos de tratamento e evolução. Com isso, criou-se um protocolo mestre contendo 6.145 itens, e após gerou-se um protocolo específico de IVC totalizando 2.877 itens. A funcionalidade do protocolo foi testada com um projeto piloto, coletando-se dados de prontuários. Realizou-se o cruzamento das informações coletadas, que foram demonstradas na forma de gráficos. Conclusões Foi possível criar um protocolo eletrônico para coleta de dados clínicos e cirúrgicos referente à IVC. Esse protocolo foi incorporado ao SINPE©, facilitando imensamente a realização de pesquisas científicas nessa área.<hr/>Abstract Background Use of electronic protocols for data collection and storage enables clinical research to be conducted dynamically, contributing to medical advances. Objectives To create an electronic data base for collection of clinical and surgical data on chronic venous insufficiency (CVI), to facilitate production of scientific studies. Methods Initially, a database was constructed by means of a bibliographic review of text books and relevant scientific articles for all vascular diseases and then a database on CVI was extracted. These data were computerized using the Integrated Electronic Protocols System (SINPE©) and then assessed in a pilot project. Results The multidisciplinary electronic protocol for vascular diseases covered the following items: history taking, physical examination, work-up tests, types of treatment, and progression. Using these items, a master protocol was created containing 6,145 items, and then a CVI-specific protocol containing 2,877 items was compiled. The protocol’s functionality was tested in a pilot project, collecting data from medical records. The information collected was analyzed and illustrated graphically. Conclusions It proved possible to create an electronic protocol for collection of clinical and surgical data on CVI. The protocol was incorporated into the SINPE©, greatly facilitating production of scientific research in the area. <![CDATA[Prevalência de compressão da veia ilíaca esquerda em imagens tomográficas de uma população]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100317&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Contexto A síndrome de May-Thurner (SMT) é a compressão da veia ilíaca esquerda (VIE) entre a artéria ilíaca direita e o corpo vertebral associada à hipertensão venosa crônica unilateral no membro inferior esquerdo. Porém, o achado tomográfico da compressão não necessariamente se reflete em sintomas. Objetivos Avaliar o achado de compressão da veia ilíaca esquerda em tomografias realizadas por outros motivos. Métodos Angiotomografias ou tomografias computadorizadas (TCs) com fase venosa foram analisadas. Foram coletados os dados demográficos e o motivo do exame, quando presente, e foi analisada a relação do diâmetro da veia ilíaca esquerda no ponto de maior compressão com um ponto a montante. Resultados De janeiro a julho de 2016, 590 tomografias foram analisadas, sendo 357 de mulheres e 233 de homens. A compressão da VIE ocorreu em 87 (14,74%) pacientes, dos quais 74 (85,05%) eram mulheres e 13 (14,9%) homens. O diâmetro médio do ponto de maior compressão entre os pacientes que apresentavam VIE &lt; 5 mm foi de 4,4 mm, variando de 2,67 mm a 4,97 mm. O diâmetro no ponto de maior compressão representou até metade do diâmetro na última imagem justaposta ao corpo vertebral (índice de 0,5) em 179 (30,3%) dos pacientes. Conclusões Nosso estudo sugere que a ocorrência de compressão da VIE em TC de pacientes aleatórios, sem conhecimento de insuficiência venosa crônica ou TVP em MIE, é comum. Isso mostra que o achado tomográfico de compressão não necessariamente resulta em sintomas e não deve ser a única razão para tratar um paciente.<hr/>Abstract Background May-Thurner syndrome (MTS) is defined as compression of the left iliac vein between the right iliac artery and the lumbar vertebral body in the presence of signs and symptoms of unilateral left chronic venous insufficiency. However, imaging findings of compression are not manifest in symptoms of the syndrome in all subjects. Objectives To evaluate findings of compression in an asymptomatic population. Methods Computed tomography angiographies or venous phase computed tomographies were analyzed. Demographic data and reason for the exam were recorded. Vein diameter was measured at the site of greatest compression and distal of the compression and the ratio between the two diameters was calculated. Results From January to July of 2016, 590 computed tomography scans were analyzed (357 women and 233 men). Left iliac compression was found in 14.74% of patients. Patients with a left iliac diameter below the 5mm threshold had a mean diameter at the site of greatest iliac vein compression of 4.4 mm (range: 2.67 mm-4.97 mm). The ratio between the two measurements was &lt; 0.5 in 30% of patients. Conclusions Our study suggests that iliac vein compression is common among random patients who have had computed tomography for any other reason. This indicates that compression found on tomography images is not the only finding to consider when treating a patient. <![CDATA[Tradução, adaptação cultural e validação do questionário de avaliação sintomática do lipedema (QuASiL)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100318&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Contexto O lipedema é caracterizado como uma deposição anormal de gordura em glúteos e pernas bilateralmente, que pode ser acompanhada por edema ortostático em mulheres. Foi publicado questionário de avaliação sintomática em lipedema em alemão e inglês para avaliação de evolução de tratamento. Objetivos Tradução, adaptação cultural e validação do questionário de avaliação sintomática de lipedema para português brasileiro. Métodos O processo consistiu em três traduções e duas retrotraduções realizadas por tradutores independentes, seguida da elaboração de versão consensual e adaptação conforme compreensão das pacientes. O questionário foi convertido em versão digital, aplicado em 56 voluntárias e em 154 pacientes de consultório vascular e correlacionado com volumetria por bioimpedância segmentar. Resultados As 20 pacientes do pré-teste eram do sexo feminino e as questões foram compreendidas por pelo menos 90% das entrevistadas na fase final. Voluntárias mostraram compreensão de 96,4%, com tempo médio de resposta de 4 minutos. Em 154 pacientes, o volume dos membros mostrou correlação positiva com a intensidade dos sintomas avaliada pelo questionário traduzido e correlação fraca e moderada em apenas 3 perguntas, num total de 15 com nível de escolaridade. Conclusões A versão traduzida e adaptada culturalmente para o português do Brasil do questionário de avaliação sintomática do lipedema (QuASiL) é um instrumento prático, de fácil e rápida aplicação, que pode ser utilizado em nossa população. Ainda são necessários estudos adicionais para avaliar a sensibilidade do instrumento para o auxílio no diagnóstico do lipedema.<hr/>Abstract Background Lipedema is characterized as abnormal bilateral deposition of fat in the buttocks and legs that may be accompanied by orthostatic edema in women. A questionnaire for assessment of lipedema symptoms has previously been published in German and English to assess treatment progress. Objectives To translate, culturally adapt, and validate the lipedema symptoms assessment questionnaire for Brazilian Portuguese. Methods The process involved three translations and two back-translations performed by independent translators, followed by construction of a consensus version and adaptation according patients’ comprehension. The questionnaire was converted into a digital version and administered to 56 volunteers and then administered to 154 patients from a vascular clinic and correlated with volume determined by segmental bioimpedance. Results The 20 pre-test patients were female and at least 90% of the interviewees were able to understand the questions in the final phase. Volunteers had a 96.4% rate of comprehension of the digital online version and a mean completion time of 4 minutes. In 154 patients, limb volume was positively correlated with intensity of symptoms, as assessed by the translated questionnaire, and 3 out of 15 questions were weakly correlated with educational level. Conclusions The translated and culturally adapted Brazilian Portuguese version of the lipedema symptoms assessment questionnaire (QuASiL) is a practical tool that is easy and quick to administer and can be used in our population. Additional studies are still needed to assess the instrument’s sensitivity as an aid for diagnosis of lipedema. <![CDATA[Jovens iranianas obesas metabolicamente saudáveis têm maior risco de incidência de DCV?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100320&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Background The association between the Metabolically Healthy Obese (MHO) phenotype in the absence of metabolic syndrome and subsequent cardiovascular disease remains unclear. Objectives We examined the association between MHO and CVD risk in young Iranian women. Methods We studied 183 women aged 20-35 years from a population of 308 candidates. We classified participants into 4 phenotypes. We measured body composition, blood pressure, and biochemical factors in all participants. Results The Metabolically Healthy Normal Weight (MHNW) and Normal Weight Obese (NWO) phenotypes had no statistical differences in any biochemistry variables. FBS, TG, LDL/HDL, Cholesterol/HDL, hs-CRP, and atherogenic index of plasma (AIP) were all higher in Metabolically Unhealthy Obese (MUO) than MHO individuals, whereas HDL was higher in MHO than in MUO individuals. LDL/HDL and hs-CRP were higher in MHO participants than MHNW participants, whereas HDL-c was higher in MHNW than MHO. Conclusions Results of the present study demonstrate that young women displaying the MHO phenotype have a favorable metabolic profile as shown by lower FBS, TG, LDL-c/HDL, Cho/HDL, hs-CRP, and AIP and higher HDL levels than the MUO phenotype. However, MHO individuals were still at greater risk of CVD incidence (lower HDL and higher hs-CRP levels) than MHNW individuals.<hr/>Resumo Contexto A associação entre o fenótipo obeso metabolicamente saudável (OMS) na ausência de síndrome metabólica e doença cardiovascular subsequente permanece incerta. Objetivos Examinamos a associação entre o fenótipo OMS e risco de DCV em jovens iranianas. Métodos Analisamos 183 mulheres com idade de 20-35 anos de uma população de 308 candidatas. Classificamos as participantes em quatro fenótipos. Mensuramos composição corporal, pressão arterial e fatores bioquímicos em todas as participantes. Resultados Os fenótipos com peso normal metabolicamente saudável (PNMS) e obeso com peso normal não apresentaram diferenças estatísticas em nenhuma das variáveis bioquímicas. Os níveis de glicemia sanguínea em jejum (GSJ), triglicerídeos (TG), relação LDL/HDL, HDL, proteína C reativa ultrassensível (PCR-us) e índice aterogênico do plasma (IAP) foram mais elevados em obesas metabolicamente não saudáveis (OMNS) do que em indivíduos OMSs, enquanto o HDL foi maior em OMSs do que em indivíduos OMNSs. A relação LDL/HDL e o nível de PCR-us foram mais elevados em participantes OMSs do que em participantes com PNMS, enquanto o HDL foi maior naquelas com PNMS do que nas OMSs. Conclusões Os resultados do presente estudo demonstram que mulheres jovens com o fenótipo OMS têm um perfil metabólico favorável, conforme demonstrado pelos níveis menores de GSJ, TG, relação LDL/HDL, HDL, PCR-us e IAP e pelos níveis maiores de HDL em comparação às mulheres com o fenótipo OMNS. Entretanto, indivíduos OMSs ainda apresentavam maior risco de DCV incidente (níveis menores de HDL e maiores de PCR-us) do que indivíduos com PNMS. <![CDATA[Aneurismas de artéria esplênica: história natural e técnicas de tratamento]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100401&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Aneurismas da artéria esplênica (AAE) verdadeiros são uma patologia rara, mas potencialmente fatal. São o terceiro aneurisma abdominal mais comum, após aneurismas da aorta e da artéria ilíaca, e representam quase todos os aneurismas de artérias viscerais. Os aneurismas verdadeiros são responsáveis ​​por 60% dos AAEs e afetam as mulheres quatro vezes mais do que os homens, geralmente relacionados a uma descoberta incidental ou sintomática aumentada que coincide com o uso da ultrassonografia na gravidez. Em pacientes grávidas, a mortalidade, após a ruptura, é de 65-75%, com mais de 90% de mortalidade fetal. Têm múltiplas etiologias, e acredita-se que as influências hormonais e as alterações do fluxo portal durante a gestação desempenhem um papel importante no desenvolvimento do AAE. Esta revisão discorrerá sobre sua história, epidemiologia, fisiopatologia, diagnóstico, e as técnicas atuais de tratamento.<hr/>Abstract True splenic artery aneurysms (SAA) are a rare, but potentially fatal, pathology. They are the third most common type of abdominal aneurysm, after aneurysms of the aorta and of the iliac artery, and account for almost the all aneurysms of visceral arteries. True aneurysms account for 60% of SAA and affect four times as many women as men, generally related to increased incidental or symptomatic findings that coincide with use of ultrasonography in pregnancy. Among pregnant patients, mortality after rupture is 65-75%, with fetal mortality exceeding 90%. There are multiple etiologies and it is believed that hormonal influences and changes in portal flow during gestation play an important role in development of SAA. This review discusses their history, epidemiology, pathophysiology, and diagnosis and current treatment techniques. <![CDATA[Tratamento endovascular de síndrome congestiva venosa pélvica em paciente com duplicação de veia cava inferior e anatomia venosa pélvica incomum: revisão bibliográfica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100402&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A dor pélvica crônica afeta aproximadamente 1/3 de todas as mulheres e é responsável por cerca de 20% de todas as consultas ginecológicas. Os autores relatam um raro caso de congestão venosa pélvica sintomática na presença de duplicação de veia cava inferior e comunicação interilíaca através de veia hipogástrica direita tratado com abordagem endovascular, por embolização das veias varicosas pélvicas e revisão da literatura publicada.<hr/>Abstract Chronic pelvic pain affects approximately one-third of all women and is responsible for about 20% of all gynecological consultations. The authors report a rare case of symptomatic pelvic venous congestion in the presence of duplication of the inferior vena cava and inter-iliac communication through the right hypogastric vein that was treated via an endovascular approach with embolization of varicose pelvic veins. The published literature is reviewed. <![CDATA[Efetividade e segurança de exercícios estruturados versus sem exercício em pacientes assintomáticos com aneurisma de aorta: revisão sistemática e metanálise]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100403&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract We conducted a systematic review to compare the effectiveness and safety of exercise versus no exercise for patients with asymptomatic aortic aneurysm. We followed the guidelines set out in the Cochrane systematic review handbook. We searched Medline, Embase, CENTRAL, LILACS, PeDRO, CINAHL, clinicaltrials.gov, ICTRP, and OpenGrey using the MeSH terms “aortic aneurysm” and “exercise”. 1189 references were identified. Five clinical trials were included. No exercise-related deaths or aortic ruptures occurred in these trials. Exercise did not reduce the aneurysm expansion rate at 12 weeks to 12 months (mean difference [MD], −0.05; 95% confidence interval [CI], −0.13 to 0.03). Six weeks of preoperative exercise reduced severe renal and cardiac complications (risk ratio, 0.54; 95% CI, 0.31–0.93) and the length of intensive care unit stay (MD, −1.00; 95% CI, −1.26 to −0.74). Preoperative and postoperative forward walking reduced the length of hospital stay (MD, −0.69; 95% CI, −1.24 to −0.14). The evidence was graded as ‘very low’ level.<hr/>Resumo Foi realizada revisão sistemática para comparar a efetividade e a segurança de exercícios versus não exercícios em pacientes assintomáticos com aneurisma de aorta. Usamos os termos MeSH aortic aneurysm e exercise para as bases MEDLINE, Embase, CENTRAL, LILACS, PeDRO, CINAHL, clinicaltrials.gov, International Clinical Trials Registry Platform (ICTRP) e OpenGrey. Foram obtidas 1.189 referências. Cinco ensaios clínicos foram incluídos. Não houve morte ou rotura associada ao exercício. Além disso, este não reduziu a velocidade de crescimento do aneurisma em 12 semanas a 12 meses [diferença de médias (DM) −0,05; intervalo de confiança de 95% (IC95%) −0,13 a 0,03]. Seis semanas de exercícios pré-operatórios reduziram complicações clínicas renais e cardíacas (razão de risco 0,54; IC95% 0,31–0,93) e a permanência em unidade de terapia intensiva (DM −1,00; IC95% −1,26 a −0,74). Caminhadas nos períodos pré e pós-operatório reduziram a permanência hospitalar. A evidência foi classificada como de muito baixa qualidade. <![CDATA[Terapia gênica de isquemia de membro é uma realidade?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100404&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O conceito de terapia angiogênica surgiu no início da década de 90, o que pode ser feito com genes que codificam fatores de crescimento para promover a formação de novos vasos e o remodelamento de vasos colaterais. Como o procedimento dessa terapia geralmente consiste em apenas injeções locais de vetores, esse processo é pouco invasivo, rápido e de simples realização. Entretanto, desde as primeiras evidências clínicas do efeito de terapia gênica com o fator de crescimento de endotélio vascular (vascular endothelial growth factor, VEGF) vistos nos pacientes com doença arterial obstrutiva periférica até hoje, apenas dois fármacos de terapia angiogênica foram aprovados, um na Rússia e outro no Japão, o que parece um número muito pequeno diante do grande número de investimentos feitos por meio de estudos pré-clínicos e clínicos. Afinal, podemos considerar que a terapia angiogênica já é uma realidade?<hr/>Abstract The concept of angiogenic therapy emerged in the early 1990s. The method employs genes that encode growth factors to promote formation of new vessels and remodeling of collateral vessels. Since the procedure involved in this therapy usually only consists of local injections of vectors, the process is minimally invasive, quick, and simple to perform. However, since the first clinical evidence of the effects of gene therapy with vascular endothelial growth factor (VEGF) was observed in patients with peripheral artery disease, to date only two angiogenic therapy drugs have been approved, one in Russia and another in Japan, which seem a very small number, in view of the large volume of investment made in pre-clinical and clinical studies. After all, can we conclude that angiogenic therapy is a reality? <![CDATA[Eficácia da terapia complexa descongestiva para linfedema nos membros inferiores: revisão sistemática]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100405&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O linfedema é uma condição crônica que afeta negativamente a função e a qualidade de vida. Atualmente, não existe tratamento definitivo. Todavia, algumas opções foram propostas para amenizar suas consequências. Entre elas, destaca-se a terapia complexa descongestiva (TCD), que se configura como um dos principais métodos de escolha de tratamento. Esta revisão sistemática teve por objetivo avaliar a eficácia dessa técnica no tratamento de linfedemas nos membros inferiores. Os resultados revelaram que a TCD foi eficaz na redução do volume das extremidades afetadas. No entanto, algumas questões ainda não foram elucidadas, tais como: por quanto tempo os pacientes se beneficiam com o uso da TCD? Como manter os ganhos obtidos? Diante da heterogeneidade, da insatisfatória qualidade metodológica dos trabalhos disponíveis e da inexistência de protocolo padrão para aplicação da técnica, não foi possível realizar a metanálise, o que demonstra que há muito a se avançar na investigação e na terapêutica do linfedema.<hr/>Abstract Lymphedema is a chronic condition that negatively affects function and quality of life. There is currently no definitive treatment. However, some options have been proposed to mitigate its consequences. Complex Decongestive Therapy (CDT) stands out as one of the main treatment methods of choice. This systematic review aimed to evaluate the effectiveness of this technique for treating lower extremity lymphedema. The results revealed that CDT was effective in reducing the volume of affected limbs. However, some questions have not yet been answered, such as: How long do patients benefit from using CDT? and How to maintain the gains obtained? It was not possible to perform a meta-analysis because of heterogeneity, unsatisfactory methodological quality of the available studies, and the lack of a gold-standard protocol for administration of the technique. Further studies are needed to advance lymphedema research and therapy. <![CDATA[Alopecia em pacientes anticoagulados]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100406&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A alopecia é uma complicação comum da terapia anticoagulante que pode ter repercussões psicológicas importantes nos pacientes, especialmente nos do sexo feminino, e interferir na decisão de extensão da anticoagulação. Esta revisão tem como objetivo descrever os mecanismos potencialmente envolvidos na gênese da alopecia durante a terapia anticoagulante, pois eles ainda não estão totalmente esclarecidos, e as terapias existentes, para a adoção das condutas mais adequadas.<hr/>Abstract Alopecia is a common complication of anticoagulant therapy that may have important psychological repercussions for patients, especially female patients, and can interfere with the decision to extend anticoagulation. This review aims to describe the mechanisms potentially involved in the genesis of alopecia during anticoagulant therapy, since these are not yet fully understood, and discusses the existing therapies for the most appropriate management. <![CDATA[Tromboembolismo venoso na mulher: novos desafios para uma velha doença]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100407&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Nos países que controlaram as causas clássicas de óbito materno, como eclâmpsia e hemorragia, o tromboembolismo venoso (TEV) passou a ser a principal preocupação. A prevenção do TEV na gestação e no puerpério, por meio de diretrizes e da instituição de farmacoprofilaxia, é ainda a melhor estratégia para reduzir essa complicação. Os contraceptivos hormonais e a terapia de reposição hormonal também aumentam o risco de TEV; porém, as mulheres não podem ser privadas dos benefícios dessas terapias, que as tornam mais livres na idade fértil e menos sintomáticas na menopausa. Tanto o uso indiscriminado quanto a proibição imotivada são inadequados. A escolha dos métodos contraceptivos e de reposição deve ser feita por criteriosa seleção, avaliando as contraindicações, os critérios de elegibilidade e a autonomia das pacientes. O presente artigo apresenta uma revisão não sistemática da literatura recente visando a avaliar e resumir a associação entre TEV e situações clínicas peculiares ao sexo feminino.<hr/>Abstract In countries that have controlled classic causes of maternal death, such as eclampsia and hemorrhage, venous thromboembolism (VTE) has become the major concern. Prevention of VTE during pregnancy and postpartum by applying guidelines and implementing pharmacoprophylaxis is still the best strategy to reduce occurrence of this complication. Hormonal contraceptives and hormone replacement therapy also increase the risk of VTE, but women cannot be deprived of their benefits, which increase their freedom at childbearing age and reduce their symptoms at menopause. Both indiscriminate use and unmotivated prohibition are inappropriate. Contraceptive and hormone replacement methods should be chosen with care, evaluating the patients’ contraindications, eligibility criteria, and autonomy. This article presents a nonsystematic review of recent literature with the aim of evaluating and summarizing the associations between VTE and clinical situations peculiar to women. <![CDATA[Tratamento endovascular da miomatose uterina: uma revisão sistemática]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100408&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A embolização da artéria uterina (EAU) é um tratamento pouco invasivo e alternativo à cirurgia aberta no tratamento de miomatose uterina. Este estudo visa analisar a eficácia e a segurança da EAU nesses casos. Para isso, foi realizada uma revisão sistemática a partir de estudos disponíveis nas bases de dados MEDLINE/PubMed, LILACS e PEDro, via Biblioteca Virtual em Saúde. Foram encontrados 817 trabalhos; destes, 7 foram selecionados pelos critérios de elegibilidade (estudos analíticos, de corte longitudinal, retrospectivos ou prospectivos), totalizando 367 pacientes no estudo. As variáveis estudadas, bem como as características dos estudos incluídos, foram coletadas e armazenadas em um banco de dados. As taxas de redução do volume uterino e do mioma dominante foram 44,1% e 56,3%, respectivamente. A média do infarto completo do mioma dominante foi de 88,6% (82-100%). Quanto às complicações, a média obtida foi de 15±8,6 casos, sendo a maioria destas classificadas como menores, e nenhum óbito foi registrado. A média de reabordagem em valores absolutos foi de 12,2±15,5 casos. Portanto, a embolização da artéria uterina é um procedimento eficaz e com baixa taxa de complicações para o tratamento da leiomiomatose uterina na literatura analisada.<hr/>Abstract Uterine Artery Embolization (UAE) is a noninvasive alternative to open surgery for treatment of uterine myomatosis. This study aims to analyze the efficacy and safety of UAE in these cases. A systematic review was carried out of studies available on the Medline (via PubMed) and the LILACS and PEDro (via the Biblioteca Virtual em Saúde) databases. The searches found 817 studies, 7 of which were selected according to the eligibility criteria (analytical, longitudinal, retrospective, or prospective studies), with a total of 367 patients studied. The variables analyzed and the characteristics of the studies included were collated and input to a database. Rates of volume reduction of the uterus and the dominant myoma were 44.1% and 56.3%, respectively. Mean rate of complete infarction of the dominant myoma was 88.6% (82-100%). The mean number of complications observed was 15±8.6 cases, most of which were classified as minor, and no deaths were recorded. The mean number of re-interventions in absolute values was 12.2±15.5 cases. Therefore, in the literature analyzed, uterine artery embolization is an effective procedure with a low rate of complications for treatment of uterine leiomyomatosis. <![CDATA[Suplementação de vitamina D e seus análogos para tratamento de disfunção endotelial e doenças cardiovasculares]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100409&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A vitamina D (1,25-dihidroxicolecalciferol) é um pró-hormônio que tem despertado a atenção de pesquisadores após estudos demonstrarem que seus efeitos não estão restritos ao metabolismo ósseo. Assim, a presente revisão sintetiza os achados mais recentes e discute a utilidade da prescrição de vitamina D e seus análogos no tratamento e prevenção de afecções cardiovasculares e disfunção endotelial. Este trabalho consiste em uma revisão narrativa da literatura feita a partir da seleção de artigos publicados no período de 2012 a 2019. Estudos demonstraram efeitos benéficos da vitamina D3 e seus análogos sobre a função endotelial; no entanto, tais resultados mostram-se controversos, visto que pesquisas com maior amostragem e duração não encontraram redução na morbimortalidade ou nos fatores de risco cardiovascular após o uso de tais substâncias. Frente ao estado atual da arte, não existe embasamento científico claro para suplementação de vitamina D ou seus análogos para tratamento de disfunção endotelial ou doenças cardiovasculares.<hr/>Abstract Vitamin D (1,25-dihydroxycolecalciferol) is a prohormone that has attracted the interest of researchers since studies have shown that its effects are not restricted to bone metabolism. Thus, the present review summarizes the most recent findings and discusses the usefulness of prescribing vitamin D and its analogues for treatment and prevention of cardiovascular disorders and endothelial dysfunction. The paper constitutes a narrative review of the literature, selecting articles published from 2012 to 2019. Studies have shown that vitamin D3 and its analogues have beneficial effects on endothelial function, but these results are controversial, since research with larger samples and of longer duration found no reduction in morbidity and mortality or cardiovascular risk factors after use of these substances. Given the current state of the art, there is no clear scientific basis for supplementation with vitamin D or its analogues for treatment of endothelial dysfunction or cardiovascular disease. <![CDATA[Tratamento de aneurisma de artéria poplítea bilateral]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100501&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O aneurisma de artéria poplítea (AAP) é o mais frequente dos aneurismas periféricos, correspondendo a 85% do total de aneurismas. Normalmente, são assintomáticos, e o diagnóstico, em geral, é feito por meio do exame físico, tendo uma maior incidência no sexo masculino e em idosos. São bilaterais em 50% dos casos e, em 60% das vezes, estão associados a aneurisma de aorta abdominal. Apresentamos um paciente do sexo masculino com 72 anos de idade, com duas massas pulsáteis em ambas as regiões poplíteas, assintomático, com história de hipertensão arterial e dislipidemia. Os exames clínico e de imagem ultrassonográfica confirmaram o diagnóstico de aneurisma bilateral de artéria poplítea. Os AAP podem ser operados por meio de derivações por cirurgia aberta, com ou sem resseção do aneurisma ou por meio de cirurgia endovascular. Esse desafio discute estas possibilidades.<hr/>Abstract Popliteal artery aneurysms are the most frequent type of peripheral aneurysm, accounting for 85% of the all of these aneurysms. Usually asymptomatic, they are generally diagnosed during clinical examination. Incidence is higher among males and seniors. They are bilateral in 50% of the cases and 60% are associated with abdominal aortic aneurysms. This paper describes a 72-year-old male patient who presented with two bilateral pulsatile masses, one in each popliteal region, was otherwise asymptomatic, and had a history of hypertension and dyslipidemia. Clinical examination and ultrasound imaging confirmed a diagnosis of bilateral aneurysms of the popliteal arteries. Popliteal artery aneurysms can be treated with open bypass surgery, with or without aneurysm resection, or with endovascular surgery. This Therapeutic Challenge discusses these possibilities. <![CDATA[Tratamento de linfocele mediante ecoescleroterapia com polidocanol: relato de casos e revisão]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100601&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A formação de linfocele, resultante da transecção dos canais linfáticos durante procedimentos cirúrgicos ou traumas, é relativamente comum, sendo relatada em aproximadamente 30% dos pós-operatórios de ressecção de linfonodos. Ela pode evoluir assintomática ou pode apresentar complicações, como dor, infecção secundária, compressão de vasos sanguíneos, a qual evolui para estase, trombose e edema. Seu tratamento ainda é de difícil consenso. Este artigo propõe descrever três casos em que o tratamento foi realizado a partir de ecoescleroterapia com polidocanol. Sua relevância está na escassez de relatos na literatura.<hr/>Abstract Formation of lymphocele secondary to transection of lymphatic channels during surgical procedures or traumas is relatively common and is reported in the postoperative period of approximately 30% of lymph node resection procedures. The condition may be asymptomatic or can present with complications such as pain, secondary infection, and compression of blood vessels, which can cause stasis, thrombosis, and edema. There is no consensus on treatment. This article describes three cases in which treatment was provided using polidocanol echosclerotherapy. Its relevance lies in the scarcity of reports in the literature. <![CDATA[Diagnóstico e terapêutica precoce de vasculite leucocitoclástica: relato de caso]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100602&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Paciente do sexo feminino, 46 anos de idade, procurou o pronto socorro do Hospital Municipal Universitário apresentando lesões necróticas em membros inferiores associadas à síndrome consumptiva. Após anamnese e exame físico, obteve-se o diagnóstico de vasculite leucocitoclástica de modo imediato e econômico por meio da utilização de algoritmo específico de vasculites primárias, permitindo início precoce da terapêutica adequada. A boa evolução do quadro clínico ratificou a necessidade de se obter diagnóstico definitivo e início rápido da terapêutica.<hr/>Abstract A 46-year-old female patient presented at the emergency department of a Municipal University Hospital with necrotic lesions in lower limbs associated with wasting syndrome. She was diagnosed with leukocytoclastic vasculitis after physical examination and history-taking in a fast and cost-effective manner, using an algorithm specifically for primary vasculitis, enabling early and appropriate treatment. The good clinical outcome demonstrates the need to quickly make a definitive diagnosis and start treatment. <![CDATA[Trombose arterial recorrente em paciente com doença de Fabry: relato de caso]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100603&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A doença de Fabry é definida como uma doença rara de depósito lisossomal ligada ao cromossomo X que apresenta sintomas multissistêmicos, incluindo comprometimento vascular com eventos trombóticos. Paciente do sexo feminino, 57 anos, com diagnóstico de doença de Fabry há 11 anos, apresentava hiperidrose, hipoacusia e angioqueratoma nas mãos. Na história patológica pregressa, relatou episódio de acidente vascular encefálico isquêmico prévio aos 40 anos de idade e trombose arterial crônica agudizada em membro inferior direito há 1 ano, a qual foi tratada por meio de angioplastia com uso de stent, apresentando melhora temporária e recente recidiva do quadro. Os eventos trombóticos se enquadram nos sintomas típicos da doença de Fabry, e são resultantes do depósito de globotriaosilceramida no endotélio vascular, implicando em um estado pró-trombótico, justificando a reincidência dos sintomas e da trombose arterial em membro inferior.<hr/>Abstract Fabry disease is a rare disease, defined as an X-linked lysosomal deposition disease that presents with multisystemic symptoms, including vascular impairment with thrombotic events. A 57-year-old female patient diagnosed with Fabry disease 11 years previously, presented with hyperhidrosis, hypoacusis, and angiokeratoma on the hands. Her previous pathological history included an episode of ischemic stroke before the age of 40 years and chronic acute thrombosis in the right lower limb, 1 year previously, which had been treated with stent angioplasty, with temporary improvement followed by recent relapse of the condition. Thrombotic events fit the typical symptoms of Fabry disease and are caused by deposition of globotriaosylceramide in the vascular endothelium, constituting a prothrombotic state and explaining the recurrence of symptoms and arterial thrombosis in the lower limb. <![CDATA[Tratamento endovascular da síndrome do quebra-nozes em adolescente: relato de caso]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100604&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A síndrome do quebra-nozes (ou síndrome de nutcracker) é causada pela compressão da veia renal esquerda pela artéria mesentérica superior e aorta, e está associada a uma sintomatologia característica, como dor no baixo ventre, varicocele e hematúria. O diagnóstico é frequentemente difícil e, portanto, demorado. O tratamento invasivo é controverso, especialmente nos pacientes pediátricos; no entanto, em casos de hematúria severa associada a anemia, insuficiência renal funcional, severa dor pélvica ou ineficácia de tratamento conservador, ele é indicado. É relatado o caso de uma criança do sexo masculino, 12 anos, com quadro de hematúria maciça por 12 horas, sem evidências de alterações à investigação inicial, que evoluiu com anemia intensa e retenção urinária. Investigações futuras evidenciaram imagens sugestivas da síndrome de nutcracker e foi optado pelo tratamento endovascular por implante de stent smart control seguido de balonamento. Paciente cessou a hematúria após o procedimento e permanece assintomático há 5 anos.<hr/>Abstract The nutcracker syndrome is caused by compression of the left renal vein by the superior mesenteric artery and aorta and is associated with characteristic symptoms, such as lower abdominal pain, varicocele, and hematuria. Diagnosis is often difficult and, therefore, is often delayed. Invasive treatment is controversial, particularly in pediatric patients. However, it is indicated in cases of gross hematuria associated with anemia, renal function impairment, severe pelvic pain, or ineffective conservative treatment. We report the case of a 12-year-old boy presenting with severe hematuria for 12 hours, with no abnormal findings at a first evaluation, who progressed with severe anemia and urinary retention. Further investigation provided images suggestive of nutcracker syndrome, and endovascular stenting (smart control stent) followed by balloon dilatation was the treatment of choice. Hematuria ceased after the procedure, and the patient is still asymptomatic at 5-year follow-up. <![CDATA[Tratamento alternativo para perfuração de veia cava inferior por filtro]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100605&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract We report a case of inferior vena cava filter perforation immediately after filter implantation, recognized intraoperatively in a patient undergoing laparotomy for resection of locally advanced ovarian cancer. We describe an alternative approach with strut resection, less invasive than filter removal, enabling the device to be maintained and bleeding to be controlled.<hr/>Resumo Relatamos um caso de perfuração de veia cava inferior imediatamente após o implante de um filtro. A complicação foi reconhecida no intraoperatório de uma laparotomia para ressecção de um câncer de ovário localmente avançado. Descrevemos uma abordagem alternativa, menos invasiva do que a remoção do filtro, consistindo na ressecção das hastes do dispositivo. Essa abordagem permitiu a manutenção do filtro e o controle efetivo do sangramento. <![CDATA[Manejo conservador da artropatia do joelho em paciente com síndrome de Klippel-Trenaunay]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100606&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Klippel-Trenaunay syndrome (KTS) is a rare vascular malformation characterized by capillary malformation, venous malformations, and soft tissue or bone hypertrophy that affect the extremities in most cases. Knee or hip arthropathy are common associated conditions and cause serious disability. We present the case of a patient with a diagnosis of KTS and severe knee arthropathy. A 34-year-old man with KTS was referred to our hospital with severe knee arthropathy, with the joint fixed in a 90° position. CT Angiography and MRI of the left leg showed important varicose development of the superficial venous system with intraarticular vessels. After discussion of the case by a multidisciplinary committee, the patient was enrolled on a physiotherapy program and had achieved significant improvements in movement and quality of life at 12-month follow-up. Treatment of KTS is primarily conservative and a multidisciplinary approach is necessary.<hr/>Resumo A síndrome de Klippel-Trenaunay (SKT) é uma malformação vascular rara caracterizada por malformação capilar, malformações venosas e hipertrofia de tecidos moles ou ósseos que afetam as extremidades na maioria dos casos. A artropatia do joelho ou do quadril é uma condição comumente associada e causa sérias deficiências. Apresentamos o caso de um paciente com diagnóstico de SKT e artropatia grave do joelho. Um homem de 34 anos com SKT foi encaminhado ao nosso hospital com artropatia grave do joelho com articulação fixa na posição de 90 °. A angiotomografia e a ressonância magnética da perna esquerda mostraram importante desenvolvimento varicoso do sistema venoso superficial com vasos intra-articulares. Após o caso ser discutido em um comitê multidisciplinar, o paciente foi incluído em um programa de fisioterapia, obtendo uma melhora significativa nos movimentos e na qualidade de vida após 12 meses de acompanhamento. O tratamento da SKT é principalmente conservador e exige uma abordagem multidisciplinar. <![CDATA[Vasculopatia livedoide: diagnóstico e tratamento em mulher grávida]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100607&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Livedoid Vasculopathy is a disease characterized by occlusion of the capillaries of the dermis, without inflammatory signs. It begins with purpuric papules or macules that develop into painful ulcers, mainly involving the ankles and feet. In this case report, we describe diagnosis and treatment in a young pregnant patient, with excellent clinical response.<hr/>Resumo A vasculopatia livedoide é uma doença caracterizada pela oclusão dos capilares da derme, sem sinais inflamatórios. Tem início com pápulas ou máculas purpúricas que evoluem para úlceras dolorosas, com predominância na topografia de tornozelos e pés. Neste relato de caso, descrevemos o diagnóstico e a terapêutica em uma paciente jovem gestante, com excelente evolução clínica. <![CDATA[Tratamento de aneurismas de artéria esplênica e renal no mesmo tempo operatório: relato de caso e revisão]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100608&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Aneurismas de artérias viscerais e renais são raros (0,01 a 2%) e seu risco de ruptura varia entre os diferentes tipos e de acordo com sua anatomia e contexto do paciente (comorbidades, gravidez e histórico de transplante hepático). A mortalidade decorrente da ruptura desses aneurismas é em torno de 25%. Novas técnicas e materiais derivados da neurointervenção parecem alternativas promissoras para o tratamento desses aneurismas. Neste contexto, relatamos um caso de paciente submetida a tratamento endovascular no mesmo procedimento de aneurisma de artéria esplênica e de artéria renal com a utilização de stent Solitaire® (Medtronic, Minneapolis, EUA) e molas de liberação controlada Ruby® (Penumbra, Alameda, EUA). A paciente apresentou boa evolução com ambos aneurismas tratados de forma adequada. Em conclusão, o tratamento endovascular de aneurismas de artéria esplênica e renal no mesmo tempo operatório é exequível e demonstrou segurança e efetividade no caso relatado.<hr/>Abstract Visceral and renal artery aneurysms are rare (0.01 to 2%) and their risk of rupture varies between different types and depending on their anatomy and patient context (comorbidities, pregnancy, and liver transplant history). Mortality due to rupture of these aneurysms is around 25%. New techniques and materials derived from neurointervention seem to be promising options for treatment of these aneurysms. In this context, we report the case of a patient undergoing endovascular treatment of both splenic artery and renal artery aneurysms during the same procedure, using Solitaire stents and controlled release coils in both repairs. The patient recovered well with both aneurysms adequately treated. In conclusion, endovascular treatment of splenic and renal artery aneurysms during the same operation is feasible and has proved safe and effective in the case reported. <![CDATA[Reparo endovascular duplo (molas e stent) de aneurisma verdadeiro da artéria gastroduodenal]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100609&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract We report a case of an asymptomatic gastroduodenal artery aneurysm diagnosed in a 39 year-old woman. An abdominal ultrasound study showed an aneurysmal dilatation of the gastroduodenal artery with 2 x 2 cm diameter. To confirm this finding, she then underwent a computed tomography scan of the abdomen and pelvis that showed a saccular aneurysm of the gastroduodenal artery. A dual endovascular approach was used to exclude the aneurysm by stent-assisted coil embolization. Complete exclusion of the aneurysm sac was confirmed on final angiography. She was discharged from the hospital on postoperative day 1.<hr/>Resumo Relatamos um caso de aneurisma de artéria gastroduodenal assintomático diagnosticado em uma mulher de 39 anos. Uma ultrassonografia abdominal mostrou uma dilatação aneurismática associada à artéria gastroduodenal com 2 x 2 cm de diâmetro. Para confirmar esse achado, foi realizada uma tomografia computadorizada do abdome e da pelve, que revelou um aneurisma sacular da artéria gastroduodenal. Uma abordagem endovascular dupla foi utilizada para exclusão do aneurisma mediante embolização com molas assistida por stent. A exclusão completa do saco aneurismático foi confirmada na angiografia final. A paciente recebeu alta hospitalar no primeiro dia de pós-operatório. <![CDATA[Trombose da veia porta em gastrectomia vertical laparoscópica: série de casos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100610&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A obesidade grau III é definida como acúmulo excessivo de gordura no corpo, caracterizada por IMC &gt; 40kg/m2 e está relacionada a uma série de comorbidades, sendo, por isso, de fundamental importância a adoção de um tratamento adequado para reduzir os efeitos deletérios na saúde do indivíduo. A gastrectomia vertical laparoscópica está bem estabelecida para o tratamento. Entre as complicações pós-operatórias possíveis, a trombose da veia porta destaca-se, apesar de rara. Em nosso estudo, foram analisados oito casos de pacientes submetidos à gastrectomia vertical laparoscópica que apresentaram como complicação pós-operatória o desenvolvimento de trombose da veia porta. Observamos em nossa série o aumento na incidência de trombose venosa portomesentérica, especialmente nos pacientes que não seguiram as recomendações de hidratação via oral no pós-operatório. A maioria dos pacientes com essa complicação responde de maneira positiva à anticoagulação, com recanalização completa ou parcial da porta. O tratamento com anticoagulantes mostra-se eficaz, devendo ser considerado como primeira opção. A hidratação vigorosa também tem se mostrado conduta essencial no pós-operatório desses pacientes, devendo ser sempre estimulada.<hr/>Abstract Grade III obesity is defined as excessive accumulation of fat in the body in a person with a BMI&gt;40kg/m2 and is related to a series of comorbidities. It is therefore of fundamental importance that appropriate treatment is adopted to reduce its harmful effects on health. Laparoscopic vertical gastrectomy is well-established for treatment of grade III obesity. Although rare, portal vein thrombosis is one of the most serious of possible postoperative complications. In our study, eight cases are analyzed of laparoscopic vertical gastrectomy patients who developed portal vein thrombosis as a postoperative complication. In our series, we observed an increase in the incidence of portomesenteric venous thrombosis, especially among patients who did not follow the recommendations for oral hydration in the postoperative period. Most patients with this complication respond positively to anticoagulation, with complete or partial recanalization of the portal vein. Treatment with anticoagulants is effective and should be considered the first option. Vigorous hydration has also been shown to be an essential conduct in the postoperative period of these patients, and should always be encouraged. <![CDATA[Tratamento endovascular de aneurisma de artéria torácica interna esquerda]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100611&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O aneurisma da artéria torácica interna é uma entidade rara, com apresentação variável e risco potencial de ruptura e de morte. A angiotomografia é o exame diagnóstico de escolha, sendo útil para o planejamento terapêutico. Considerando morbidade do acesso torácico para abordagem direta e o risco imprevisível de ruptura, o procedimento endovascular se apresenta como modalidade terapêutica de escolha para tratamento desse tipo de aneurisma. Descrevemos um caso de aneurisma de artéria torácica interna, com descoberta incidental na investigação de síncope tratado com embolização com micromolas de baixo perfil e de liberação controlada.<hr/>Abstract Aneurysm of the internal thoracic artery is a rare entity, with variable presentation and a potential risk of fatal rupture. Angiotomography is the diagnostic test of choice and is useful for planning treatment. Considering the morbidity of thoracic access for a direct approach and the unpredictable risk of rupture, an endovascular procedure is the treatment modality of choice for this type of aneurysm. We describe the case of an internal thoracic artery aneurysm discovered incidentally during investigation of syncope and treated by embolization with low-profile and controlled-release microcoils. <![CDATA[Diagnóstico de COVID-19 em paciente com isquemia crítica do membro: complicações e desfechos clínicos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100613&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract A 67-year-old male diabetic patient with systemic arterial hypertension was admitted to the emergency department with a necrotic ulcer in the left external malleolus and no palpable popliteal or pedal pulses. Arterial Duplex ultrasound identified femoropopliteal occlusion, with popliteal refilling below the knee and a patent peroneal artery. An endovascular procedure was performed, requiring retrograde access to the popliteal artery to re-establish blood flow and deploy a popliteal stent. Technical success was achieved and the patient underwent debridement of the wound. Two days later, about 48 hours after the operation, the patient began to exhibit respiratory symptoms, with coughing and dyspnea. He immediately underwent a chest CT that identified ground glass opacities, the crazy-paving pattern, and bilateral air bronchogram in the lungs. A reverse transcription – polymerase chain reaction (RT-PCR) test was positive for SARS-Cov-2. The patient was moved to an intensive care unit and put on mechanical ventilation. Both hydroxychloroquine and azithromycin were administered. Despite appropriate treatment, the patient died 4 days after he was diagnosed with COVID-19.<hr/>Resumo Paciente do sexo masculino, 67 anos, diabético, hipertenso, foi admitido no pronto-socorro com histórico de úlcera necrótica no maléolo externo esquerdo, sem pulsos poplíteos e distais palpáveis. A ultrassonografia Doppler arterial identificou oclusão femoropoplítea, com reenchimento da artéria poplítea infragenicular e perviedade da artéria fibular. Foi realizado procedimento endovascular, com necessidade de acesso retrógrado na artéria poplítea para restabelecer o fluxo sanguíneo e realizar implante de stent poplíteo. O sucesso técnico foi alcançado e, em seguida, o paciente foi submetido ao desbridamento da ferida. No segundo dia, cerca de 48 horas de pós-operatório, o paciente apresentou quadro respiratório com tosse e dispneia. Foi submetido a uma tomografia computadorizada do tórax, que identificou opacidades em vidro fosco e broncograma aéreo bilateralmente nos pulmões, com teste de reverse transcription – polymerase chain reaction (RT-PCR) positivo para SARS-Cov-2. O paciente foi transferido para uma unidade de terapia intensiva, necessitando de ventilação mecânica. Recebeu hidroxicloroquina e azitromicina. Apesar do tratamento em suporte intensivo, o paciente morreu 4 dias após o diagnóstico de COVID-19. <![CDATA[Pseudoaneurisma traumático em artéria braquial após retirada de implante contraceptivo subdérmico]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100614&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Os procedimentos terapêuticos invasivos têm aumentado frequentemente com a evolução da medicina, consequentemente aumentando o número de complicações decorrentes deles. O dispositivo contraceptivo subdérmico (DCS) tem um benefício para a contracepção feminina, mas o implante e a retirada apresentam uma taxa de complicações em torno de 3%. Neste artigo, relatamos e discutimos um caso de pseudoaneurisma traumático da artéria braquial após tentativa de retirada do implante, complicada com a compressão do nervo mediano.<hr/>Abstract The frequency of invasive therapeutic procedures has increased as medicine evolves, and the number of complications related to them has increased as a consequence. Subdermal contraceptive implants (SCI) offer benefits for female contraception, but implant and removal are associated with a complication rate of around 3%. In this article, we report and discuss a case of traumatic brachial artery pseudoaneurysm after an attempt to remove an SCI, complicated by compression of the median nerve. <![CDATA[Síndrome do aprisionamento da artéria tibial anterior bilateral pelo retináculo extensor do tornozelo: relato de caso]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100615&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Os aprisionamentos vasculares são raros. Nos membros inferiores, geralmente são assintomáticos, mas podem causar claudicação intermitente atípica em indivíduos jovens sem fatores de risco para aterosclerose ou doenças inflamatórias. O vaso mais frequentemente acometido é a artéria poplítea, causando a síndrome do aprisionamento da artéria poplítea (SAAP), com sintomas na região dos músculos infrapatelares. Quando o desconforto ao esforço é mais distal, deve-se pensar em outros locais de aprisionamento arterial, como a artéria tibial anterior. Neste trabalho, é relatado o caso de um paciente com claudicação intermitente nos pés devido ao aprisionamento da artéria tibial anterior (AATA) bilateral, causado pelo retináculo dos músculos extensores e diagnosticado pela ultrassonografia vascular e angiotomografia durante flexão plantar. O paciente foi tratado cirurgicamente, evoluindo com melhora dos sintomas clínicos.<hr/>Abstract Vascular entrapment is rare. In the lower limbs it is generally asymptomatic, but may cause atypical intermittent claudication in young people without risk factors for atherosclerosis and inflammatory diseases. The most common type of compression involves the popliteal artery, causing symptoms in the region of the infra-patellar muscles. When discomfort is more distal, other entrapment points should be considered, such as the anterior tibial artery. This article reports the case of a patient with intermittent claudication in both feet due to extrinsic compression of the anterior tibial artery bilaterally by the extensor retinaculum of the ankle, diagnosed by vascular ultrasonography and angiotomography during plantar flexion maneuvers. The patient was treated surgically, resulting in improvement of clinical symptoms. <![CDATA[Simpatectomia lombar endoscópica com microinstrumental de 3 mm para hiperidrose plantar]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100701&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Severe palmoplantar hyperhidrosis affects about 1.5-2.8% of the general population. Plantar hyperhidrosis (PHH) is related to foot odor, cold feet, skin lesions and infections, and even instability when walking. Endoscopic Lumbar Sympathectomy (ELS) is the treatment of choice for this condition. However, few surgeons have used this technique over the past 20 years because of its technical difficulty. Two and 3 mm instruments, rather than the standard 5 mm instruments, have been used to improve the results of several standard laparoscopic procedures. Use of these minilaparoscopic instruments to perform ELS so far has not yet been published. We describe a technique for ELS using minilaparocopic instruments, which we have used for our last 70 cases and has become our standard technique. The aim of this study is to demonstrate the feasibility of this technique and its advantages compared to the conventional technique.<hr/>Resumo A hiperidrose palmoplantar grave afeta cerca de 1,5-2,8% da população geral. A hiperidrose plantar está relacionada a odor dos pés, pés frios, lesões cutâneas, infecções, e até instabilidade da marcha. A simpatectomia lombar endoscópica (endoscopic lumbar sympathectomy, ELS) é o tratamento de escolha para essa condição; entretanto, tem sido utilizada por poucos cirurgiões nos últimos 20 anos, devido à sua dificuldade técnica. Instrumentos de 2 e 3 mm em vez de 5 mm vêm sendo utilizados para melhorar os resultados de vários procedimentos laparoscópicos padrão. O uso desses instrumentos para realizar ELS ainda não foi descrito. Descrevemos a técnica para ELS usando microinstrumentos, a qual vem sendo usada para os nossos últimos 70 casos, pois passou a ser nosso procedimento padrão. O objetivo deste estudo é apresentar a experiência com essa modificação técnica, assinalando as vantagens em relação à técnica tradicional. <![CDATA[Podemos atuar preventivamente para evitar que os pacientes portadores de COVID-19 evoluam de forma mais grave?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100702&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Muitos pacientes com COVID-19 apresentam complicações tromboembólicas que acabam piorando seu prognóstico. Os autores propõem uma modificação no escore CHA2DS2-VASc, incluindo 1 ponto para COVID-19, para, desse modo, indicar profilaxia de eventos tromboembólicos antes do agravamento do quadro. As vantagens dessa modificação seriam evitar a piora do paciente por problemas tromboembólicos, bem como a necessidade de internação em unidade de tratamento intensivo e de ventilação mecânica, e diminuir a mortalidade.<hr/>Abstract Many patients with COVID-19 have thromboembolic complications that worsen their prognosis. Herein, the authors propose a modified version of the CHA2DS2-VASc score, including 1 point for COVID-19, so that prophylaxis to protect against thromboembolic events would be indicated before the condition becomes severe. The advantages of this modification would be prevention of the patient’s condition worsening due to thromboembolic problems and reduction of the likelihood of a need for intensive care and mechanical ventilation, reducing mortality. <![CDATA[Estudo comparativo experimental da distribuição do fluxo arterial, em isquemia e reperfusão por circulação retrógrada, através de mapeamento dúplex]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100703&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A isquemia crítica de membro inferior sem leito distal tem opções restritas para tratamento. Desviar o fluxo sanguíneo de maneira retrógrada através da circulação venosa é uma alternativa amparada em evidências de inúmeros trabalhos publicados. Comparou-se através de mapeamento dúplex a distribuição do fluxo sanguíneo arterial em membros posteriores de suínos mantidos em circulação fisiológica com o contralateral submetido à isquemia e reperfusão por circulação retrógrada. O fluxo nos membros em circulação fisiológica e retrógrada foi avaliado por mapeamento dúplex através da determinação da velocidade de pico sistólico (VPS), da velocidade diastólica final (VDF) e do índice de resistividade (IR) em artérias selecionadas. A análise comparativa das extremidades mantidas em circulação fisiológica em relação às mantidas em isquemia e reperfusão, por circulação retrógrada, mostrou nestas, ao mapeamento dúplex, que as alterações nos padrões de onda espectral e nas variáveis hemodinâmicas são indicadores satisfatórios e sugerem boa distribuição do fluxo sanguíneo vascular distal.<hr/>Abstract Treatment options for critical lower limb ischemia in the absence of the distal bed are limited. Diverting blood flow in a retrograde direction through the venous circulation is one alternative option that is supported by evidence from several published articles. Duplex scanning was used to compare the distribution of arterial flow in hind limbs of pigs maintained in physiological circulation to contralateral limbs subjected to ischemia and reperfusion by retrograde circulation. Flow in limbs with physiological and retrograde circulation was evaluated by duplex scanning with analysis of Peak Systolic Velocity (PSV), End Diastolic Velocity (EDV), and the Resistivity Index (RI) for selected arteries. This comparative analysis of extremities maintained in physiological circulation in relation to those subjected to ischemia and reperfusion by retrograde circulation showed, via duplex scanning, that changes in spectral wave patterns and hemodynamic variables are satisfactory indicators and suggest good distribution of distal blood flow. <![CDATA[Triagem da sarcopenia e fragilidade em pacientes com úlceras venosas crônicas: um estudo transversal]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100704&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Contexto Pacientes com úlceras venosas reportam múltiplas comorbidades e são mais propensos a ser fisicamente inativos. A sarcopenia e a fragilidade aumentam a vulnerabilidade de um indivíduo para maior dependência e/ou morte. Objetivos Verificar presença da sarcopenia e fragilidade em pacientes portadores de úlceras venosas crônicas. Métodos Estudo observacional e transversal, realizado com 9 pacientes com idade média de 67,4 ± 8,42 anos e portadores de úlcera venosa nos membros inferiores classificadas no Consenso Internacional de Doenças Venosas Crônicas (CEAP) em estágio 6. Para identificação e classificação da sarcopenia, foi avaliada a força (dinamometria manual), a velocidade da marcha (teste de caminhada de 10 metros) e a massa muscular (circunferência da panturrilha). Para triagem de fragilidade, foram utilizados os critérios de Fried: perda de peso não intencional, fadiga, redução da força e da velocidade da caminhada e baixa atividade física. Resultados O fenótipo de fragilidade foi mais frequente (n = 9; 100%) em relação à sarcopenia (n = 1; 11,1%). Entre os critérios de Fried, os mais frequentes foram a exaustão (n = 9; 100%), seguida pela baixa atividade física (n = 8; 88,8%) e fraqueza muscular (n = 5; 55%). Por fim, o critério menos frequente foi a diminuição da velocidade da marcha (n = 2; 22,2%). No diagnóstico de sarcopenia, foi observada redução da força associada à redução da massa muscular (n = 1; 11,1%). Conclusões Pacientes com úlceras venosas crônicas apresentam condição de fragilidade ou pré-fragilidade, enquanto a condição de sarcopenia foi pouco frequente.<hr/>Abstract Background Patients with venous ulcers report multiple comorbidities and are more likely to be physically inactive. Sarcopenia and frailty increase vulnerability to dependence and/or death. Objectives To investigate the occurrence of sarcopenia and frailty in patients with chronic venous ulcers. Methods Observational study with cross-sectional design. Nine patients (67.4 ± 8.42 years) with lower limb venous ulcers classified as CEAP 6 according to International Consensus on Chronic Venous Diseases criteria (open and active ulcer) were evaluated. Sarcopenia was assessed and classified by assessment of strength (manual dynamometry), gait speed (10-meter walk test), and muscle mass (calf circumference). Frailty screening was based on the Fried criteria, consisting of five components: unintentional weight loss; exhaustion; weakness; slow gait speed; and low physical activity. Results Frailty was more frequent (n=9; 100%) than sarcopenia (n=1; 11,1%). The most common Fried criterion was exhaustion (n=9; 100%), followed by low physical activity (n=8; 88,8%), muscle weakness (n=5; 55%), and unintentional weight loss. Finally, the least frequent criterion was slow walking speed (n=2; 22.2%). In the subject diagnosed with sarcopenia, both weakness and reduced muscle mass were observed (n=1; 11,1%). Conclusions Patients with chronic venous ulcers exhibit frailty or pre-frailty and the components that comprise the condition of frailty in this population are exhaustion, low physical activity, and muscle weakness. Sarcopenia was identified in a small proportion of the patients. <![CDATA[Febre chikungunya e linfedema de membros]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-54492020000100901&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Contexto Pacientes com úlceras venosas reportam múltiplas comorbidades e são mais propensos a ser fisicamente inativos. A sarcopenia e a fragilidade aumentam a vulnerabilidade de um indivíduo para maior dependência e/ou morte. Objetivos Verificar presença da sarcopenia e fragilidade em pacientes portadores de úlceras venosas crônicas. Métodos Estudo observacional e transversal, realizado com 9 pacientes com idade média de 67,4 ± 8,42 anos e portadores de úlcera venosa nos membros inferiores classificadas no Consenso Internacional de Doenças Venosas Crônicas (CEAP) em estágio 6. Para identificação e classificação da sarcopenia, foi avaliada a força (dinamometria manual), a velocidade da marcha (teste de caminhada de 10 metros) e a massa muscular (circunferência da panturrilha). Para triagem de fragilidade, foram utilizados os critérios de Fried: perda de peso não intencional, fadiga, redução da força e da velocidade da caminhada e baixa atividade física. Resultados O fenótipo de fragilidade foi mais frequente (n = 9; 100%) em relação à sarcopenia (n = 1; 11,1%). Entre os critérios de Fried, os mais frequentes foram a exaustão (n = 9; 100%), seguida pela baixa atividade física (n = 8; 88,8%) e fraqueza muscular (n = 5; 55%). Por fim, o critério menos frequente foi a diminuição da velocidade da marcha (n = 2; 22,2%). No diagnóstico de sarcopenia, foi observada redução da força associada à redução da massa muscular (n = 1; 11,1%). Conclusões Pacientes com úlceras venosas crônicas apresentam condição de fragilidade ou pré-fragilidade, enquanto a condição de sarcopenia foi pouco frequente.<hr/>Abstract Background Patients with venous ulcers report multiple comorbidities and are more likely to be physically inactive. Sarcopenia and frailty increase vulnerability to dependence and/or death. Objectives To investigate the occurrence of sarcopenia and frailty in patients with chronic venous ulcers. Methods Observational study with cross-sectional design. Nine patients (67.4 ± 8.42 years) with lower limb venous ulcers classified as CEAP 6 according to International Consensus on Chronic Venous Diseases criteria (open and active ulcer) were evaluated. Sarcopenia was assessed and classified by assessment of strength (manual dynamometry), gait speed (10-meter walk test), and muscle mass (calf circumference). Frailty screening was based on the Fried criteria, consisting of five components: unintentional weight loss; exhaustion; weakness; slow gait speed; and low physical activity. Results Frailty was more frequent (n=9; 100%) than sarcopenia (n=1; 11,1%). The most common Fried criterion was exhaustion (n=9; 100%), followed by low physical activity (n=8; 88,8%), muscle weakness (n=5; 55%), and unintentional weight loss. Finally, the least frequent criterion was slow walking speed (n=2; 22.2%). In the subject diagnosed with sarcopenia, both weakness and reduced muscle mass were observed (n=1; 11,1%). Conclusions Patients with chronic venous ulcers exhibit frailty or pre-frailty and the components that comprise the condition of frailty in this population are exhaustion, low physical activity, and muscle weakness. Sarcopenia was identified in a small proportion of the patients.