Scielo RSS <![CDATA[Neotropical Ichthyology]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1679-622520060003&lang=en vol. 4 num. 3 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>Two new species of <I>Hyphessobrycon </I>(Teleostei: Characidae) from upper rio Tapajós basin on Chapada dos Parecis, central Brazil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252006000300001&lng=en&nrm=iso&tlng=en Two new species of Hyphessobrycon are described from the upper rio Tapajós basin, Mato Grosso, Brazil. Hyphessobrycon melanostichos is distinguished from its congeners by the combination of a conspicuous longitudinal broad black band beginning on the posterior margin of orbit and reaching the tip of middle caudal fin rays, a distinct vertically elongate humeral spot, and 16 to 18 branched anal-fin rays. Hyphessobrycon notidanos is distinguished from its congeners by the combination of an elongate dorsal fin in mature males, a vertically elongate humeral spot, 2-4 maxillary teeth, iii,8 dorsal-fin rays, and 16 to 21 branched anal-fin rays.<hr/>Duas novas espécies do gênero Hyphessobrycon são descritas para a bacia do alto rio Tapajós, Mato Grosso, Brasil. Hyphessobrycon melanostichos distingue-se de seus congêneres pela combinação da presença de uma banda preta longitudinal larga entre a margem posterior da órbita até a ponta dos raios medianos da nadadeira caudal, de uma mancha umeral verticalmente alongada, e de 16 a 18 raios ramificados na nadadeira anal. Hyphessobrycon notidanos distingue-se de seus congêneres pela combinação da presença da nadadeira dorsal alongada nos machos maduros, de uma mancha umeral verticalmente alongada, 2-4 dentes no maxilar, iii,8 raios na nadadeira dorsal e 16 a 21 raios ramificados na nadadeira anal. <![CDATA[<B><I>Ituglanis cahyensis</I>, a new catfish from Bahia, Brazil (Siluriformes: Trichomycteridae)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252006000300002&lng=en&nrm=iso&tlng=en A new trichomycterid catfish of the genus Ituglanis is described from the rio Palmares, a tributary of the rio Cahy in southeast Bahia State, Brazil. Ituglanis cahyensis is distinguished from all other congeners through a combination of characters, as the supraorbital laterosensory canal branch with pores s3 and s6 present, the low count of branched pectoral fin rays, and low number of paired ribs. It is further distinguished in proportional measurements, such as elongate nasal, maxillary, and rictal barbels, and small eye diameter.<hr/>É descrito um novo trichomycterídeo do gênero Ituglanis, capturado no rio Palmares, um tributário do rio Cahy, na costa sudeste do estado da Bahia, Brasil. Ituglanis cahyensis distingue-se das demais espécies congêneres por uma combinação de caracteres, como o canal laterosensorial supraorbital com os poros s3 e s6 presentes, um pequeno número de raios ramificados nas nadadeiras peitorais, e um pequeno número de costelas. Distingue-se ainda quanto a proporções morfométricas, como os barbilhões nasal, maxilar e rictal alongados, e o pequeno diâmetro ocular. <![CDATA[<B>Integrity of fluvial fish communities is subject to environmental gradients in mountain streams, Sierra de Aroa, north Caribbean coast, Venezuela</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252006000300003&lng=en&nrm=iso&tlng=en We examined physical habitat and fish assemblages in rivers of the Aroa Mountains (Venezuela) with different levels of environmental protection due to the creation of Yurubí National Park within the drainage. We developed an Index of Biotic Integrity (IBI) and evaluated it using principal components analysis (PCA) and canonical correspondence analysis (CCA). Tributary rivers were divided into classes according to their origin (protected by the park) and physical characteristics of each, including substrate. Fishes were captured using standardized electrofishing. Fish communities showed greater species richness in heterogeneous habitat and protected rivers but overall abundance was higher in unprotected and impacted rivers. The IBI was sensitive to these differences and the scores were higher in protected rivers. The IBI detected degree of disturbance of fish communities without direct consideration of habitat parameters measured. The PCA revealed a gradient in substrate heterogeneity. Similarly, CCA revealed differences in fish assemblage composition along the environmental gradient and that varied with protection status of the river. The relationship between PCA and IBI scores was highly significant (r² = 0.61, P < 0.0001). The PCA and CCA analysis moderately validated the structure and predictability of IBI; but it is still necessary to refine the model and to extend its application for more time and over a wider area.<hr/>Foram avaliados o ambiente físico e as assembléias de peixes em rios das montanhas Aroa (Venezuela) com diferentes níveis de proteção ambiental devido a criação do Parque Nacional Yurubí nesta drenagem. Foi desenvolvido um Índice de Integridade Biótica (IBI), avaliado através da análise de componentes principais (PCA) e análise de correspondência canônica (CCA). Rios tributários foram divididos em classes, de acordo com sua origem (proteção pelo Parque) e características físicas, incluindo o substrato. Peixes foram capturados utilizando-se pesca-elétrica padronizada. As comunidades de peixes mostraram maior riqueza de espécies em habitats heterogêneos e rios protegidos, porém a abundância foi maior em áreas não protegidas e rios não impactados. O IBI foi sensível a estas diferenças e os escores foram mais elevados em rios protegidos. O IBI detectou o grau de distúrbio nas comunidades de peixes sem a consiedração direta dos parâmetros de habitat medidos. O PCA revelou um gradiente de heterogeneidade no substrato. De modo similar, a CCA revelou diferenças na composição da assembélia de peixes ao longo do gradiente ambiental que variou com o estatus de proteção do rio. A relação entre os escores de PCA e IBI foi altamente significativa (r² = 0.61, P < 0.0001). As análises de PCA e CCA validaram moderadamente a estrutura e a previsibilidade do IBI; porém, é necessário refinar o modelo e estender este aplicativo por mais tempo e área mais abrangente. <![CDATA[<B>Identification of the stages of ovarian maturation of the Argentine hake <I>Merluccius hubbsi</I> Marini, 1933 (Teleostei: Merlucciidae)</B>: <B>advantages and disadvantages of the use of the macroscopic and microscopic scales</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252006000300004&lng=en&nrm=iso&tlng=en The Argentine hake Merluccius hubbsi is a demersal-pelagic species on which few studies have been undertaken, despite its importance for the fisheries of the South-Southeastern Brazilian region, . The species is the most important commercial fishery resource in Uruguay and Argentina, where several studies have permitted the proper monitoring of the species. The ovarian maturation of the Argentine hake is analysed in this study. A scale of maturation is presented in the light of the oocyte development and the use of macro and microscopic scales of ovarian maturation are compared. It was detected that the oocyte types and derived structures present in the ovaries are similar to those already described both for the species and for teleosts in general; group synchronous development and multiple spawning are typical. The identification of ovarian maturation based only on external morphological characteristics of the gonads presents many errors, mainly in the characterization of the stages of maturation, which makes imperative the parallel analysis of the oocyte development, undertaken through histological ovarian cross-sections.<hr/>A merluza Merluccius hubbsi é uma espécie demerso-pelágica sobre a qual, apesar de sua importância nas pescarias da Região Sudeste-Sul do Brasil, poucos estudos foram realizados. Neste aspecto, destacam-se o Uruguai e a Argentina, países onde ela é o principal recurso pesqueiro e onde a existência de inúmeros estudos tem permitido o monitoramento da espécie. Neste estudo a maturação ovariana da merluza é analisada. Através do desenvolvimento ovocitário, apresenta-se uma escala de maturação e compara-se o emprego de escalas macro e microscópicas de maturação dos ovários. Constatou-se que os tipos de ovócitos e estruturas derivadas presentes nos ovários são semelhantes aos já descritos para a espécie e para teleósteos; o desenvolvimento dos ovócitos é sincrônico em grupos e a desova é parcelada. A identificação da maturação ovariana com base apenas em características morfológicas externas das gônadas apresenta muitos erros, principalmente na caracterização do estádio em maturação, sendo imprescindível a análise paralela do desenvolvimento ovocitário, realizada através de cortes histológicos dos ovários. <![CDATA[<B>Reproductive biology of a population of <I>Gymnotus</I> aff<I>.carapo </I>(Teleostei: Gymnotidae) from southern Brazil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252006000300005&lng=en&nrm=iso&tlng=en The reproductive period and its relation with somatic and abiotic factors, the relative and absolute fecundity, spawning type, length of first maturation and sex ratio is describe for Gymnotus aff.carapo from a small lake at Itapuã State Park, Rio Grande do Sul, Brazil. Gymnotus aff. carapo presents a relatively long reproductive cycle extending from November/2003 to March/2004. Decreases in water conductivity and increases in dissolved oxygen are correlated with increased gonadal development in males. In females, seasonal increases in temperature and photoperiod and decreases in dissolved oxygen are correlated with increased gonadal development. The mean absolute fecundity was 915.3 oocytes, and mean relative fecundity 0.20 oocytes/mg body weight. Egg size distributions indicate multiple spawning. The size of first maturation was 141 mm in females and 146 mm in males. The sex ratio was 1:1, with a male bias only in smaller size classes.<hr/>São descritos o período reprodutivo e a relação deste com fatores bióticos e abióticos, a fecundidade absoluta e relativa, o tipo de desova, comprimento de primeira maturação e proporção sexual de Gymnotus aff. carapo de um pequeno lago no Parque Estadual de Itapuã, Rio Grande do Sul, Brazil. A espécie apresentou um período reprodutivo relativamente longo, de novembro de 2003 até março de 2004. Houve correlação significativamente positiva entre o IGS dos machos e o oxigênio dissolvido e negativa em relação à condutividade. O IGS das fêmeas se correlacionou positivamente com a temperatura e fotoperíodo, e negativamente com o oxigênio dissolvido. A fecundidade absoluta média foi de 915,3 ovócitos e a fecundidade relativa média foi de 0,20 ovócitos por miligrama de peso da fêmea. A desova foi considerada parcelada e o tamanho de primeira maturação gonadal foi de 141 mm para fêmeas e 146 mm para machos. A proporção sexual no período amostrado foi de 1:1, sendo que somente na menor classe de comprimento houve maior abundância dos machos. <![CDATA[<B><I>Astyanax paranae </I>Eigenmann, 1914 (Characiformes: Characidae) in the Alagados Reservoir, Paraná, Brazil</B>: <B>diet composition and variation</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252006000300006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Aspects of the feeding ecology of a small characin, Astyanax paranae, were studied during 1996/1997 and 1998/1999 in the Alagados Reservoir, Paraná, Brazil (25º01'50.0'' S; 050º03'41.9'' W). Fishes were quarterly captured from the reservoir's riverine and lacustrine zones and stomachs contents of 711 adult individuals were analyzed by volumetric method. Species' feeding spectrum and spatial, temporal and sexual variations on diet were evaluated. Data matrix was summarized by detrented correspondence analysis (DCA) and the axes scores from DCA were used as variables in one-way ANOVA of null models to test diet variations. Astyanax paranae fed on detritus/sediment, plant matter, algae and aquatic and terrestrial invertebrates. The time-space prevalence of detritus/sediment and plant matter on diet characterized the feeding habit as detritivorous tending to herbivory. Significant differences on food items proportions occurred between the sampling months and sampling sites and were related to resources availability, characterizing the species trophic opportunism.<hr/>Aspectos da ecologia alimentar de um pequeno caracídeo, Astyanax paranae, foram estudados durante 1996/1997 e 1998/1999 no reservatório de Alagados, Paraná, Brasil (25º01'50,0'' S; 50º03'41,9'' W). Os peixes foram capturados trimestralmente nas zonas fluvial e lacustre do reservatório e os conteúdos gástricos de 711 espécimes adultos foram analisados através do método volumétrico. Foram avaliados o espectro alimentar da espécie e alterações espaciais, temporais e entre os sexos na dieta. A matriz de dados foi sumarizada através da análise de correspondência com remoção do efeito do arco (DCA) e os escores dos eixos resultantes da DCA utilizados como variáveis em análises de variância (ANOVA) unifatoriais de modelos nulos para testar diferenças na dieta. Astyanax paranae consumiu detrito/sedimento, vegetais, algas e invertebrados aquáticos e terrestres. O predomínio espaço-temporal de detrito/sedimento e vegetais na dieta indicou hábito alimentar detritívoro com tendência a herbivoria. Diferenças significativas na proporção dos itens alimentares ocorreram entre os meses e locais amostrados, tendo sido relacionadas à disponibilidade dos recursos, caracterizando o oportunismo trófico da espécie. <![CDATA[<B>Use of food resources by the fish fauna of a small reservoir (rio Jordão, Brazil) before and shortly after its filling</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252006000300007&lng=en&nrm=iso&tlng=en The construction of dams brings about changes in the course of a river, which directly or indirectly affect the fish fauna. Alterations in the food resources available to the fish favor some species and deter others. In addition to the implications originating from damming, Jordão Reservoir has a characteristically large number of endemic species that, because of the impacts they have undergone, run the risk of extinction. In this study, we investigate the feeding flexibility of the fishes faced with alterations in the food supply through the assessment of the diet and trophic organization of the fish fauna (before and after the damming). Diet was determined analyzing 1,861 stomach contents from 27 fish species. Eight of this species were not caught after the damming. Detrended Correspondence Analysis (DCA) discriminated seven trophic groups. Omnivorous, insectivorous and invertivorous species had more temporal alterations in their diets. These changes altered the composition (in abundance and biomass) of the trophic groups, mainly after the damming. The detritivorous and piscivorous species maintained their diets during all study period. Analyses showed that about 75% of the species quickly changed their diets according to alterations in food supply. This implies that food is not a limiting factor (at first) for the maintenance of fish fauna of this reservoir, at least for the species that persisted after the filling.<hr/>A construção de reservatórios causa mudanças no curso natural dos rios que afetam direta ou indiretamente a ictiofauna. Alterações na disponibilidade dos recursos alimentares favorecem algumas espécies e prejudicam outras. Além das implicações decorrentes do represamento, o reservatório de Jordão tem como característica um grande número de espécies de peixes endêmicas, que em função dos impactos causados por esse empreendimento, correm risco de extinção. Nesse estudo, nós investigamos como os peixes se comportaram frente às alterações no suprimento alimentar, através da dieta e organização trófica da ictiofauna (antes e após o represamento). Foram analisados 1861 conteúdos estomacais, pertencentes a 27 espécies. Oito dessas espécies não foram mais capturadas após o represamento. Uma análise de correspondência com remoção do efeito do arco (DCA) discriminou sete grupos tróficos. As espécies onívoras, insetívoras e invertívoras apresentaram alterações temporais acentuadas em suas dietas. Essas mudanças alteraram a composição (em abundância e biomassa) dos grupos tróficos, principalmente após o represamento. As espécies detritívoras e piscívoras mantiveram suas dietas durante todo o período de estudos. As análises mostraram que aproximadamente 75% das espécies mudaram rapidamente suas dietas de acordo com as alterações no suprimento alimentar. Este fato permite inferir que o alimento não é um fator limitante para a manutenção das espécies que permaneceram no reservatório de Jordão. <![CDATA[<B>Infestation pattern and parasitic castration of the crustacean <I>Riggia paranensis </I>(Crustacea: Cymothoidea) on the fresh water fish <I>Cyphocharax gilbert</I> (Teleostei: Curimatidae)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252006000300008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Cyphocharax gilbert infested by Riggia paranensis shows parasitic castration. The prevalence of parasitism in C. gilbert varied among different environments, being higher in the middle rio Itabapoana. Fish were collected monthly using two cast nets (thrown 30 times during the day) and gillnets kept in the river during 12 hour, from sunset to sunrise, between September 1997 and August 2000. Infestation pattern was investigated on 1358 specimens. Most of them were infested (57.9%), with one or two parasites; the majority (62.9%) was collected during the rainy season (spring-summer). The parasite did not show preference for sex or size of hosts. A total of 91.5% of the 511 examined parasites had a body size that represented 10.1% to 20% of host standard length. The reproductive condition of 311 specimens of R. paranensis was analyzed checking the presence of oocytes in the ovarian and eggs or embryos in the marsupium. Nearly 73% of them were at reproductive phase, and had a body size that represented 5.1% to 20% of host standard length. The size of the immature parasites varied from 0.1% to 5% of the host size. The results suggest that R. paranensis may adopt a fast growth rate strategy and increase the investment in reproduction when they occupy most of the host's pericardial space.<hr/>Cyphocharax gilbert infestado por Riggia paranensis apresenta castração parasitária. A prevalência do parasito varia entre diferentes ambientes, sendo maior no trecho médio do rio Itabapoana. Os peixes foram coletados mensalmente neste rio usando duas tarrafas (lançadas por 30 vezes durante o dia) e redes de espera por 12 horas, do crepúsculo ao amanhecer, entre setembro de 1997 e agosto de 2000. O padrão de infestação foi investigado em 1358 peixes. Peixes infestados apresentaram um ou dois parasitos, representando 57,9% da população e a maioria deles (62,9%) foi coletada no período de maior precipitação (primavera-verão). O parasito não apresentou preferência por sexo ou tamanho do hospedeiro. No total, 91,5% de 511 parasitos examinados apresentaram um tamanho corpóreo que representou de 10,1% a 20% do comprimento padrão do hospedeiro. A condição reprodutiva em 311 espécimes R. paranensis foi analisada através da presença de oócitos no ovário e ovos ou embriões no marsúpio, sendo que cerca de 73% estavam em fase de reprodução, apresentando um tamanho corporal que variou entre 5,1% a 20% do comprimento padrão do hospedeiro. O tamanho dos parasitos imaturos variou de 0,1% a 5% do tamanho do hospedeiro. Os resultados sugerem que R. paranensis pode adotar uma estratégia de rápido crescimento e deve aumentar o investimento em reprodução quando ocupa grande parte do espaço disponível na cavidade pericardial do hospedeiro. <![CDATA[<B>The air-breathing cycle of <I>Hoplosternum littorale</I> (Hancock, 1828)(Siluriformes: Callichthyidae)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252006000300009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Hoplosternum littorale is a continuous air breather, which uses a portion of its intestine to extract oxygen from inspired air. Its air-breathing behavior occurs in four phases: 1) ascent to the water surface; 2) mouth emergence with expansion of the oral cavity for air inspiration; 3) downward swimming and oral cavity compression resulting in air swallowing and the expiration of old air from the anus; 4) return to bottom. The time required to complete the air-breathing cycle was significantly shorter for small fish compared to large fish.<hr/>Hoplosternum littorale é um peixe de respiração aérea continua que utiliza parte de seu intestino para a extração do oxigênio do ar. Este comportamento de respiração aérea realiza-se em quatro etapas: 1) Subida para a superfície da água; 2) Emergência da boca com a simultânea expansão da cavidade oral e inspiração; 3) Giro do corpo para baixo com compressão da cavidade oral e expiração do ar pelo ânus; 4) Retorno ao fundo. O tempo necessário para a realização do ciclo respiratório aéreo completo foi significativamente mais curto em indivíduos de menor tamanho quando comparados aos de maior massa corpórea. <![CDATA[<B>Espécies Nativas para a Piscicultura no Brasil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252006000300010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Hoplosternum littorale is a continuous air breather, which uses a portion of its intestine to extract oxygen from inspired air. Its air-breathing behavior occurs in four phases: 1) ascent to the water surface; 2) mouth emergence with expansion of the oral cavity for air inspiration; 3) downward swimming and oral cavity compression resulting in air swallowing and the expiration of old air from the anus; 4) return to bottom. The time required to complete the air-breathing cycle was significantly shorter for small fish compared to large fish.<hr/>Hoplosternum littorale é um peixe de respiração aérea continua que utiliza parte de seu intestino para a extração do oxigênio do ar. Este comportamento de respiração aérea realiza-se em quatro etapas: 1) Subida para a superfície da água; 2) Emergência da boca com a simultânea expansão da cavidade oral e inspiração; 3) Giro do corpo para baixo com compressão da cavidade oral e expiração do ar pelo ânus; 4) Retorno ao fundo. O tempo necessário para a realização do ciclo respiratório aéreo completo foi significativamente mais curto em indivíduos de menor tamanho quando comparados aos de maior massa corpórea. <![CDATA[<B>Peces de Los Andes de Colombia</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252006000300011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Hoplosternum littorale is a continuous air breather, which uses a portion of its intestine to extract oxygen from inspired air. Its air-breathing behavior occurs in four phases: 1) ascent to the water surface; 2) mouth emergence with expansion of the oral cavity for air inspiration; 3) downward swimming and oral cavity compression resulting in air swallowing and the expiration of old air from the anus; 4) return to bottom. The time required to complete the air-breathing cycle was significantly shorter for small fish compared to large fish.<hr/>Hoplosternum littorale é um peixe de respiração aérea continua que utiliza parte de seu intestino para a extração do oxigênio do ar. Este comportamento de respiração aérea realiza-se em quatro etapas: 1) Subida para a superfície da água; 2) Emergência da boca com a simultânea expansão da cavidade oral e inspiração; 3) Giro do corpo para baixo com compressão da cavidade oral e expiração do ar pelo ânus; 4) Retorno ao fundo. O tempo necessário para a realização do ciclo respiratório aéreo completo foi significativamente mais curto em indivíduos de menor tamanho quando comparados aos de maior massa corpórea. <![CDATA[<B>Peixes de Riachos da Mata Atlântica nas Unidades de Conservação do Vale do Rio Ribeira de Iguape no Estado de São Paulo</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-62252006000300012&lng=en&nrm=iso&tlng=en Hoplosternum littorale is a continuous air breather, which uses a portion of its intestine to extract oxygen from inspired air. Its air-breathing behavior occurs in four phases: 1) ascent to the water surface; 2) mouth emergence with expansion of the oral cavity for air inspiration; 3) downward swimming and oral cavity compression resulting in air swallowing and the expiration of old air from the anus; 4) return to bottom. The time required to complete the air-breathing cycle was significantly shorter for small fish compared to large fish.<hr/>Hoplosternum littorale é um peixe de respiração aérea continua que utiliza parte de seu intestino para a extração do oxigênio do ar. Este comportamento de respiração aérea realiza-se em quatro etapas: 1) Subida para a superfície da água; 2) Emergência da boca com a simultânea expansão da cavidade oral e inspiração; 3) Giro do corpo para baixo com compressão da cavidade oral e expiração do ar pelo ânus; 4) Retorno ao fundo. O tempo necessário para a realização do ciclo respiratório aéreo completo foi significativamente mais curto em indivíduos de menor tamanho quando comparados aos de maior massa corpórea.