Scielo RSS <![CDATA[Dementia & Neuropsychologia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1980-576420110002&lang=en vol. 5 num. 2 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[In the June 2011 issue]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-57642011000200063&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[Prospective memory in Alzheimer's disease and Mild Cognitive Impairment]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-57642011000200064&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Prospective memory (PM) is defined as remembering to carry out intended actions at an appropriate point in the future, and can be categorized into three types of situation: time-, event-, and activity-based tasks. PM involves brain structures such as frontal and medial temporal cortices. The aim of this study was to review the currently available literature on PM in Alzheimer's disease and Mild Cognitive Impairment patients. We performed a search on Pubmed, Medline, ScieLO, LILACS and the Co­chrane Library electronic databases from January 1990 to December 2010. The key terms used were: prospective memory, memory for intentions, delayed memory and memory for future actions, separately and also combined with the search terms dementia, Alzheimer's disease and Mild Cognitive Impairment. Both patient groups showed significant impairment in PM. Further studies are needed to verify the accuracy of PM tasks as an early marker of mild cognitive impairment, and initial dementia.<hr/>Resumo Memória prospectiva (MP) é lembrar-se de completar ações intencionadas num ponto do futuro, pode ser categorizada em três tipos de situação: tarefas baseadas em tempo, evento e atividade. MP envolve estruturas cerebrais como córtices frontais e temporais mediais. Este artigo teve como objetivo revisar a literatura disponível de MP na doença de Alzheimer e Comprometimento Cognitivo Leve. Nós realizamos uma pesquisa nas bases de dados: Pubmed, Medline, ScieLO, LILACS e Co­chrane Library electronic de janeiro de 1990 a dezembro de 2010. Os termos chave usados foram: prospective memory, memory for intentions, delayed memory e memory for future actions, combinados com os termos dementia, Alzheimer's disease e Mild Cognitive Impairment. Os grupos de pacientes demonstraram comprometimento importante em tarefas de MP. Mais estudos são necessários para verificar a acurácia de tarefas de MP como um marcador precoce de comprometimento cognitivo leve e demência inicial. <![CDATA[Neural correlates of lexical-semantic memory: A voxel-based morphometry study in mild AD, aMCI and normal aging]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-57642011000200069&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Neuroanatomical correlations of naming and lexical-semantic memory are not yet fully understood. The most influential approaches share the view that semantic representations reflect the manner in which information has been acquired through perception and action, and that each brain area processes different modalities of semantic representations. Despite these anatomical differences in semantic processing, generalization across different features that have similar semantic significance is one of the main characteristics of human cognition. Methods: We evaluated the brain regions related to naming, and to the semantic generalization, of visually presented drawings of objects from the Boston Naming Test (BNT), which comprises different categories, such as animals, vegetables, tools, food, and furniture. In order to create a model of lesion method, a sample of 48 subjects presenting with a continuous decline both in cognitive functions, including naming skills, and in grey matter density (GMD) was compared to normal young adults with normal aging, amnestic mild cognitive impairment (aMCI) and mild Alzheimer's disease (AD). Semantic errors on the BNT, as well as naming performance, were correlated with whole brain GMD as measured by voxel-based morphometry (VBM). Results: The areas most strongly related to naming and to semantic errors were the medial temporal structures, thalami, superior and inferior temporal gyri, especially their anterior parts, as well as prefrontal cortices (inferior and superior frontal gyri). Conclusion: The possible role of each of these areas in the lexical-semantic networks was discussed, along with their contribution to the models of semantic memory organization.<hr/>Resumo As correlações neuroanatômicas de nomeação e memória lexical-semântica não são totalmente entendidas. As abordagens mais influentes compartilham a idéia de que representações refletem a maneira na qual a informação foi adquirida por meio da percepção e ação e que cada área do cérebro processa diferentes modalidades de representações semânticas. Apesar destas diferenças anatômicas no processamento semântico, a generalização de diferentes aspectos que tem significância semântica análoga é uma das principais características da cognição humana. Métodos: Nós avaliamos as regiões cerebrais relacionadas à nomeação e à generalização semântica de desenhos de objetos visualmente apresentados do Teste de Nomeação de Boston (TNB), que compreende diferentes categorias, como animais, vegetais, utensílios, comida e móveis. Para criar um modelo de método de lesão, nós investigamos uma amostra de 48 pessoas que demonstraram um declínio contínuo em funções cognitivas, incluindo habilidades de nomeação e em densidade de substância cinzenta (DSC) em relação a adultos jovens: envelhecimento normal, comprometimento cognitivo leve amnéstico (CCLa) e doença de Alzheimer (DA). Nós correlacionamos seus erros semânticos no TNB, assim como seus desempenhos de nomeação, com a DSC de todo o cérebro que foi medido por morfometria baseada em vóxel (MBV). Resultados: As áreas que mais se relacionaram à nomeação e aos erros semânticos foram as estruturas mediais temporais, tálamo, giro temporal superior e inferior, especialmente em suas partes anteriores e os córtices pré-frontais (giro frontal inferior e superior). Conclusão: Discutimos o provável papel de cada uma dessas áreas na rede lexical-semântica e sua contribuição para os modelos de organização semântica. <![CDATA[Performance of Brazilian children on phonemic and semantic verbal fluency tasks]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-57642011000200078&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract The most used verbal fluency paradigms are semantic and letter fluency tasks. Studies suggest that these paradigms access semantic memory and executive function and are sensitive to frontal lobe disturbances. There are few studies in Brazilian samples on these paradigms. Objective: The present study investigated performance, and the effects of age, on verbal fluency tasks in Brazilian children. The results were compared with those of other studies, and the consistency of the scoring criteria data is presented. Methods: A sample of 119 children (7 to 10 years old) was submitted to the three phonemic fluency (F, A, M) tasks and three semantic fluency (animals, clothes, fruits) tasks. The results of thirty subjects were scored by two independent examiners. Results: A significant positive correlation was found between the scores calculated by the two independent examiners. Significant positive correlations were found between performance on the semantic fluency task and the phonemic fluency task. The effect of age was significant for both tasks, and a significant difference was found between the 7- and 9-year-old subjects and between the 7- and 10-year-old subjects. The 8-year-old group did not differ to any of the other age groups. Conclusion: The pattern of results was similar to that observed in previous Brazilian and international studies.<hr/>Resumo Os paradigmas de fluência verbal mais usados são tarefas de fluência verbal fonêmica e por categoria semântica. Estudos indicam que estes paradigmas acessam a memória semântica e as funções executivas. Existem poucos estudos com amostras brasileiras sobre estes paradigmas. Objetivo: Investigar o desempenho e efeito de idade de crianças brasileiras em paradigmas de fluência verbal, comparar os resultados com estudos estrangeiros e avaliar a consistência dos critérios de pontuação entre examinadores. Métodos: Uma amostra de 119 crianças, entre 7 e 10 anos de idade, foi submetida a três tarefas de fluência por letra (F, A, M) e três de fluência semântica (animais, roupas, frutas). Trinta protocolos foram pontuados por dois examinadores independentes. Resultados: Observou-se correlação positiva e significativa entre os escores calculados pelos dois examinadores independentes. Também verificou-se uma correlação positiva e significativa entre as tarefas de fluência semântica e entre as tarefas de fluência por letra. O efeito de idade foi significante para os dois tipos de tarefa e observou-se diferença significativa entre o desempenho dos grupos de 7 e 9 anos, assim como entre 7 e 10 anos de idade. O desempenho do grupo de 8 anos não foi diferente dos outros grupos. Conclusão: O padrão de resultados observado é comparável a estudos estrangeiros. <![CDATA[Depressive symptoms in elderly participants of an open university for elderly]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-57642011000200085&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Although the prevalence of depressive disorders among the elderly is lower than among the younger population, the presence of significant symptoms of depression is common in this group. Studies report that participation in social, educational and leisure activities is related to fewer depressive symptoms in this population. Objective: The aim of this study was to examine the prevalence of depression among elderly participants of an Open University for the Third Age, in terms of the time studying. Methods: The study had a cross-sectional design and the participation of 95.2% (n=184) of total enrollers in the first half of 2010 on the activities of the Third Age Open University's School of Arts, Sciences and Humanities of the University of São Paulo. All participants answered a socio-demographic questionnaire and the Geriatric Depression Scale (GDS-15). Results: An association between studying time of over one semester at the University of the Third Age and a lower rate of depressive symptoms, was observed. Conclusion: Study time of over one semester was associated with less depressive symptoms, acting as a possible protective factor against depression.<hr/>Resumo Embora a prevalência de transtornos depressivos entre idosos seja menor do que entre a população mais jovem, a presença de sintomas significativos de depressão é frequente nesse grupo. Estudos documentam que a participação em atividades sociais, educacionais e de lazer se relacionam com a diminuição de sintomas depressivos nessa população. Objetivo: Este estudo examinou a prevalência de sintomas depressivos entre idosos participantes de uma Universidade Aberta para a Terceira Idade, tendo como referencial o tempo de participação. Métodos: O estudo teve um delineamento transversal, com a participação de 95,2% (n=184) do total dos inscritos no primeiro semestre de 2010 nas atividades da Universidade Aberta à Terceira Idade da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. Todos responderam a um questionário sócio-demográfico e à Escala de Depressão Geriátrica (GDS-15). Resultados: Observou-se a associação entre o tempo de participação superior a um semestre na Universidade da Terceira Idade e menor índice de sintomas depressivos. Conclusão: O tempo de participação superior a um semestre letivo associou-se com menor sintomatologia depressiva, atuando como um possível fator protetor contra a depressão. <![CDATA[Use of memory strategies among younger and older adults: Results from objective and subjective measures]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-57642011000200093&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Memory plays a fundamental role in the identity of people and in human life, as it enables us to interpret our surroundings and make decisions. It is known that the aging process can be accompanied by cognitive decline in some memory sub systems. However, the use of memory strategies can help encoding and retrieval of new information. Objective: The aim of this study was to identify and compare, using objective and subjective measures, which recall strategies are used spontaneously by young and older adults. Methods: Twenty-six first-year college students, and thirty-three seniors enrolled at the Third Age University of the same campus, completed a visual memory test including 18 black and white pictures, memorized a short story, and completed an open question about memory strategies, a memory check list to indicate strategies used, and a memory self-efficacy scale. The Bousfield categorization measure was also calculated from the recall protocol. Results: Young adults demonstrated better performance than the older adults on the memory tasks, and were also more confident. Both groups reported using similar strategies. Conclusion: Young and older adults seem to tackle memory tasks in similar ways but young adults outperform seniors.<hr/>Resumo A memória tem um papel fundamental na identidade das pessoas e um papel vital na vida humana, pois nos permite interpretar o nosso meio e tomar decisões. É sabido que o processo de envelhecimento pode ser acompanhado pelo declínio cognitivo em alguns subsistemas de memória. No entanto, o uso de estratégias de memória pode auxiliar na codificação e recuperação de novas informações. Objetivo: Identificar e comparar, por meio de medidas objetivas e subjetivas, as estratégias de memória utilizadas de forma espontânea por jovens e idosos. Métodos: Vinte e seis estudantes universitários do primeiro ano e trinta e três idosos matriculados na Universidade Aberta à Terceira Idade completaram um teste de memória visual, incluindo 18 figuras em preto e branco, memorizaram uma história curta, completaram uma questão aberta sobre o uso de estratégias de memória, e selecionaram as estratégias que usaram dentre uma lista de possíveis estratégias, e preencheram uma medida de autoeficácia para memória. A medida de categorização de Bousfield foi calculada a partir do protocolo de recordação da lista de figuras. Resultados: Os jovens apresentaram desempenho melhor do que os idosos nas tarefas de memória, e mostraram-se mais confiantes. Os dois grupos relataram usar estratégias semelhantes. Conclusão: Os jovens e idosos parecem enfrentar as tarefas de memória de forma semelhante, no entanto, os jovens superam os adultos idosos no desempenho objetivo. <![CDATA[Cognitive performance of long-term institutionalized elderly patients with schizophrenia: A case control study]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-57642011000200099&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Cognitive impairment is inherent to the ageing process. Several studies suggest that patients with late-life schizophrenia have more marked cognitive impairment. Objective: The aim of this study was to compare the cognitive performance of elderly institutionalized patients with schizophrenia and institutionalized elderly control patients without neurological or psychiatric diseases, matched for age, educational level and institutionalization time. Methods: The Cambridge Examination for Mental Disorders of the Elderly (CAMCOG) was used to test 10 institutionalized elderly patients with schizophrenia. Results were compared with those of 10 institutionalized control patients with history of Hansen's disease. Results: Patients with schizophrenia showed a worse performance in terms of total CAMCOG score and on its subtests of orientation, language, abstraction, and memory (p≤0.05). Patients with schizophrenia also disclosed a non-significant trend toward lower scores on the MMSE and on calculus. Conclusion: Findings demonstrated that schizophrenia was associated to worse cognitive impairment in long-term institutionalized elderly patients compared with institutionalized patients without neurological or psychiatric diseases.<hr/>Resumo Prejuízo cognitivo é inerente ao processo de senescência. Estudos tem sugerido que pacientes idosos com esquizofrenia apresentam esse prejuízo de maneira mais acentuada. Objetivo: O objetivo deste estudo foi comparar o desempenho cognitivo de pacientes idosos com esquizofrenia, institucionalizados, com indivíduos idosos, institucionalizados, sem doenças neurológicas ou psiquiátricas, pareados pela idade, escolaridade e tempo de institucionalização. Métodos: "Cambridge Examination for Mental Disorders of the Elderly" (CAMCOG) foi aplicado em 10 pacientes, institucionalizados, com esquizofrenia, cujo desempenho cognitivo foi comparado ao de 10 indivíduos, institucionalizados, com história de doença de Hansen. Resultados: Pacientes com esquizofrenia apresentaram um pior desempenho na pontuação total do CAMCOG e em seus subitens orientação, linguagem, abstração e memória (p≤0.05). Pacientes com esquizofrenia também apresentaram uma tendência, não significativa, para menor pontuação no MEEM e cálculo. Conclusão: Nossos achados demonstram que a esquizofrenia está associada a piora do comprometimento cognitivo em pacientes idosos com institucionalização de longa permanência comparados a pacientes institucionalizados sem doenças neurológicas ou psiquiátricas. <![CDATA[Verbal fluency: Effect of time on item generation]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-57642011000200104&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract The distribution of item generation/time in the performance of elderly on verbal fluency (VF) remains unknown. Objective: To analyze the number of items, their distribution and impact of the first quartile on the final test result. Methods: 31 individuals performed the tests (average age=74 years; schooling=8.16 years). Results: The number of items produced in the first quartile differed from the other quartiles for both semantic and phonologic VF where 40% of items were produced in the first quartile. No effect of age was found and schooling influenced performance on the first and second quartiles of semantic VF and on the 1st, 2nd and 3rd quartiles of phonemic VF. Discussion: This study contributes with the finding that asymptotic levels are attained prior to the 30 seconds observed in other studies, being reached at the 15-second mark. Furthermore, schooling was found to be associated to the number of items produced in both the first and 2nd quartiles for semantic VF, and in 1st, 2nd and 3rd quartiles for phonemic fluency. Conclusion: The schooling effect was noted both in semantic and executive aspects of VF. The brief form of the VF test may represent a promising tool for clinical evaluation.<hr/>Resumo Desconhece-se a distribuição da geração de itens/tempo, no desempenho de idosos na fluência verbal (FV). Objetivo: Analisar número de itens produzidos, sua distribuição e o impacto do primeiro quartil no resultado final da prova. Métodos: 31 indivíduos (média de idade=74 anos; escolaridade média=8.16) realizaram testes. Resultados: O número de itens produzidos no primeiro quartil diferiu dos demais nas fluências semântica e fonológica; 40% dos itens foi produzido no primeiro quartil. Não houve efeito de idade e a escolaridade influenciou o primeiro e segundo quartis da fluência semântica e os três primeiros quartis da fluência fonêmica. Discussão: O estudo mostra que a curva assintótica de desempenho nos quartis da FV pode ser notada antes dos 30 segundos observados em prévios estudos, já nos 15 segundos iniciais. Adicionalmente, nosso estudo mostra que o efeito de escolaridade está associado ao desempenho nos dois primeiros quartis na fluência semântica e aos três primeiros quartis na fluência fonêmica. Conclusão: O efeito de escolaridade foi notado em aspectos semânticos e executivos da FV. A forma abreviada da FV é interessante proposta para a avaliação clínica. <![CDATA[Worries about memory loss and knowledge on Alzheimer's disease in community-dwelling elderly from Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-57642011000200108&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Alzheimer's disease (AD) is the most common cause of dementia in the elderly. Efforts to determine risk factors for the development of AD are important for risk stratification and early diagnosis. Furthermore, there are no standardized practices for memory screening. Lack of knowledge on AD, perception of memory loss as part of normal aging, and poor socioeconomic conditions may also be implicated in the current situation of dementia. Objective: To evaluate knowledge of AD in a literate population of elders and correlate these findings with sociodemographic characteristics. Methods: A descriptive survey design study enrolled 994 volunteers from September 2007 to May 2008 in the city of Santos, São Paulo, Brazil, to answer a brief questionnaire consisting of 8 simple questions about knowledge of AD and worries about memory loss. Results: Greater knowledge about AD was associated with eight or more years of education, female gender and age between 60 and 70 years. Also, 52.8% of responders (95% CI - 49.5-56.0%) answered that memory loss is part of normal aging and 77.5% (95% CI - 74.7-80.1%) had never sought a doctor to evaluate their memories. Conclusion: Our study results reinforced that the first line of preventing late diagnosis of dementia is to act in health promotion, especially by targeting subjects older than 70 years of male gender and with lower educational level. It also provided evidence that strategies to promote physician initiative in treating memory problems are also paramount.<hr/>Resumo A doença de Alzheimer (DA) é a causa mais comum de demência. Determinar os fatores de risco para o desenvolvimento da DA é importante na estratificação de risco e no diagnóstico precoce. Falta de conhecimento sobre a DA, percepção de perda de memória como parte do envelhecimento normal e más condições de socioeconômicas podem também estar implicadas. Objetivo: Avaliar o conhecimento sobre DA numa população alfabetizada de idosos e correlacionar esses achados com suas características sociodemográficas. Métodos: Este estudo descritivo envolveu 994 voluntários de Setembro de 2007 a Maio de 2008 na cidade de Santos, São Paulo, Brasil. Eles se dispuseram a responder um questionário simples composto de 8 questões sobre o conhecimento da DA e preocupações com a perda de memória. Resultados: Um maior conhecimento sobre DA foi associado à escolaridade &gt;8 anos de estudo, ao gênero feminino e a idade entre 60 e 70 anos. Além disso, 52,8% dos respondedores (IC 95% - 49,5-56,0%) disseram que perda de memória faz parte do envelhecimento normal e 77,5% (IC 95% - 74,7-80,1%) relataram que nunca haviam procurado um médico para avaliação de memória. Conclusão: Nosso estudo reforça o fato de que a primeira linha de prevenção do diagnóstico tardio de demência é a promoção da saúde, especialmente tendo em foco indivíduos maiores de 70 anos, gênero masculino e maior escolaridade, nossa população de mais alto risco. Também traz evidências de que estratégias para promover a iniciativa dos médicos no cuidado aos problemas de memória são de grande importância. <![CDATA[Elderly patients with Alzheimer's disease and their family relationships: Caregiver perspectives]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-57642011000200114&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Objective: The present study was to investigate the status of the family relationships of elderly patients with Alzheimer's disease from a caregiver's perspective. Methods: A total of sixteen relatives/caregivers of AD patients were assessed by applying a semi-structured questionnaire about family relationships. Frequency tables containing categorical variables (gender, schooling, personal income and current occupation) were compiled. Descriptive statistics were calculated of continuous variables such as age. Answers to open questions were submitted to Bardin's content analysis. The data were held on the Epidata program and statistical analysis was performed using the SPSS v.17.0 software package. Results: In line with the literature, the family was the main source of caregivers and the typical caregiver profile was female. In contrast to other studies, emotional burnout was not a major complaint in the sample studied. The ties created among family members and the life experience of each individual influences how interviewees cope with AD. Conclusion: The family relationships of caregivers of AD patients represent a constant challenge, due to changes in roles within the family structure as well as to disease progression. However, participation in psychological and socio-educational activities run by pioneering institutions in Brazil, act as a mediator of stress in the lives of both caregivers and patients.<hr/>Resumo Objetivos: Buscou-se no presente estudo averiguar como ocorrem as relações familiares de idosos portadores de Alzheimer na perspectiva de cuidadores. Métodos: Participaram do estudo dezesseis familiares/cuidadores, aplicando-se roteiro semi-estruturado sobre relações familiares. Foram feitas tabelas de frequência das variáveis categóricas (gênero, escolaridade, renda individual e ocupação atual). Foram calculadas estatísticas descritivas das variáveis contínuas, como a idade. As respostas às questões abertas foram submetidas à análise de conteúdo de Bardin. Utilizou-se o programa Epidata para armazenamento dos dados e para análise estatística o programa computacional SPSS v.17.0. Resultados: A família é a principal fonte de cuidado, o perfil do cuidador em sua maioria foi do gênero feminino e a sobrecarga emocional diferentemente dos estudos encontrados não foi uma queixa muito presente na amostra estudada. Considera-se que os vínculos criados entre os membros familiares e a experiência de vida de cada indivíduo influenciam na maneira como os entrevistados lidam com a DA. Conclusão: As relações familiares de cuidadores de pacientes com DA é um desafio permanente, resultante tanto da troca de papéis na estrutura familiar, como em virtude da progressão da doença do paciente. Entretanto a participação em atividades psicológicas e socioeducativas em instituições pioneiras no Brasil atuam como mediadores do estresse na vida tanto do cuidador como do paciente. <![CDATA[Deaf individuals who work with computers present a high level of visual attention]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-57642011000200123&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Some studies in the literature indicate that deaf individuals seem to develop a higher level of attention and concentration during the process of constructing of different ways of communicating. Objective: The aim of this study was to evaluate the level of attention in individuals deaf from birth that worked with computers. Methods: A total of 161 individuals in the 18-25 age group were assessed. Of these, 40 were congenitally deaf individuals that worked with computers, 42 were deaf individuals that did not work, did not know how to use nor used computers (Control 1), 39 individuals with normal hearing that did not work, did not know how to use computers nor used them (Control 2), and 40 individuals with normal hearing that worked with computers (Control 3). Results: The group of subjects deaf from birth that worked with computers (IDWC) presented a higher level of focused attention, sustained attention, mental manipulation capacity and resistance to interference compared to the control groups. Conclusion: This study highlights the relevance sensory to cognitive processing.<hr/>Resumo Há trabalhos na literatura sinalizando que surdos parecem desenvolver maior nível de atenção e concentração durante a sucessão da construção das diversas formas de comunicação. Objetivo: Avaliar o nível de atenção em pessoas surdas desde o nascimento que trabalham com os computadores. Métodos: Foram avaliadas 161 pessoas, na faixa etária, entre 18 e 25 anos, sendo 40 pessoas surdas desde o nascimento que trabalham com computadores, 42 pessoas surdas que não trabalham, não sabem e nem utilizam computadores (Controle 1), 39 pessoas ouvintes que não trabalham, não sabem e nem utilizam computadores (Controle 2) e 40 pessoas ouvintes que trabalham com computadores (Controle 3). Resultados: As pessoas surdas desde o nascimento que trabalham com computadores PSNC apresentaram maior nível de foco de atenção, de manutenção do foco, capacidade de manipulação mental e resistência à interferência, quando comparadas aos controles. Conclusão: O estudo mostra a relevância dos sistemas sensoriais para o processamento cognitivo. <![CDATA[Memory span measured by the spatial span tests of the Cambridge Neuropsychological Test Automated Battery in a group of Brazilian children and adolescents]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-57642011000200129&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract The neuropsychological tests of spatial span are designed to measure attention and working memory. The version of the spatial span test in the Cambridge Neuropsychological Test Automated Battery (CANTAB) evaluates these functions through the recall of sequences of spatial locations presented to the subject. Objective: The present study investigated how age, gender and educational level might affect the performance of the non-verbal system. Methods: A total of 60 children and adolescents aged 6 to 18 years were assessed (25 males and 35 females). Results: The results showed no gender differences in test performance. Children with six or more years of education showed better performance than children with less than three years of education. Older children had more schooling and thus were able to recall a greater number of items. Span length values proved similar to a previous large normative study which also employed the CANTAB Spatial Span (De Luca et al., 2003). Conclusion: The similarity in performance of the Brazilian children and adolescents studied and the group of Australian participants examined by the cited authors, despite the socio-cultural and economical differences, points to the suitability of the task for the assessment of attention and working memory in Brazilian children.<hr/>Resumo Testes neuropsicológicos de span visuoespacial são construídos para avaliar amplitude atencional e memória de trabalho. Na versão do teste de span visuoespacial da Cambridge Neuropsychological Test Automated Battery (CANTAB) essa avaliação é feita através de sequências de localização espacial. Objetivo: O presente estudo investiga como a idade, o sexo e a escolaridade podem afetar o desempenho nesse sistema não-verbal. Métodos: Foram avaliadas 60 crianças e adolescentes com idades entre 6 e 18 anos (25 meninos; 35 meninas). Resultados: Os resultados não mostraram diferenças no desempenho do teste entre os sexos. O grupo de crianças com seis ou mais anos de escolaridade foi melhor do que a de crianças menores de três anos de estudo. Nossos resultados sugerem que as crianças mais velhas e, portanto, com maior tempo de escolaridade conseguem se lembrar de um número maior de itens. Os valores de amplitude foram similares aos obtidos em um experimento normativo prévio amplo no qual foi utilizado o teste Spatial Span do CANTAB (De Luca et al., 2003). Conclusão: Estas concordâncias de desempenhos entre crianças e adolescentes brasileiros e o grupo de participantes australianos examinados pelos autores citados nos mostram que apesar das diferenças sócio-culturais e econômicas existentes, a tarefa é adequada para avaliação de atenção e memória de trabalho em crianças brasileiras. <![CDATA[Clinicopathologic analysis of progressive non-fluent aphasia and corticobasal degeneration:Case report and review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-57642011000200135&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Objective: To investigate progressive non-fluent aphasia and histopathologically-proven corticobasal degene­ration. Methods: We evaluated symptoms, signs, neuropsychological deficits, and radiology data longitudinally, in a patient with autopsy-proven corticobasal degeneration and correlated these observations directly to the neuroanatomic distribution of the disease. Results: At presentation, a specific pattern of cognitive impairment was evident with an extreme extrapyramidal motor abnormality. Follow-up examination revealed persistent impairment of praxis and executive functioning, progressive worsening of language performance, and moderately preserved memory. The motor disorder manifested and worsened as the condition progressed. Many of the residual nerve cells were ballooned and achromatic with eccentric nuclei. Tau-immunoreactive pathology was significantly more prominent in neurons in the frontal and parietal cortices and dentate nuclei than in temporal neocortex, hippocampi and brainstem. Conclusion: The clinical diagnosis of progressive non-fluent aphasia secondary to corticobasal degeneration hinged on a specific pattern of impaired cognition as well as an extrapyramidal motor disorder, reflecting the neuroanatomic distribution of the disease in frontal and anterior temporal cortices and the dentate nuclei.<hr/>Resumo Objetivo: Investigar o quadro clínico de afasia progressiva não-fluente e confirmação histopatológica de degeneração córtico-basal. Métodos: Foram avaliadas as alterações clínicas, neuropsicológicas e de neuroimagem, durante todo o curso clínico da doença. O diagnóstico de degeneração córtico-basal foi confirmado por estudo histopatológico. Essas observações foram diretamente relacionadas com a distribuição anatômica da doença. Resultados: Foi observada uma forma específica de prejuízo cognitivo associada com importante alteração extrapiramidal. Durante o curso clínico, surgiram apraxia e disfunção executiva, piora progressiva da linguagem e memória moderadamente preservada. As alterações extrapiramidais pioraram progressivamente à rigidez universal e postura distônica. As reações de imunohistoquímica para a proteína tau foram significativamente mais proeminentes nos neurônios residuais de aspecto baloniformes e acromáticos do córtex frontal e parietal e núcleo denteado do cerebelo do que nos do neocórtex temporal, hipocampo e tronco cerebral. Conclusão: O diagnóstico clínico de afasia progressiva não-fluente quando evolui para degeneração córtico-basal deve apresentar uma forma específica de prejuízo cognitivo, incluindo as alterações motoras, refletindo uma distribuição neuroanatômica da doença no córtex frontal e temporal anterior e no núcleo denteado do cerebelo. <![CDATA[Brief reviews]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-57642011000200142&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Objective: To investigate progressive non-fluent aphasia and histopathologically-proven corticobasal degene­ration. Methods: We evaluated symptoms, signs, neuropsychological deficits, and radiology data longitudinally, in a patient with autopsy-proven corticobasal degeneration and correlated these observations directly to the neuroanatomic distribution of the disease. Results: At presentation, a specific pattern of cognitive impairment was evident with an extreme extrapyramidal motor abnormality. Follow-up examination revealed persistent impairment of praxis and executive functioning, progressive worsening of language performance, and moderately preserved memory. The motor disorder manifested and worsened as the condition progressed. Many of the residual nerve cells were ballooned and achromatic with eccentric nuclei. Tau-immunoreactive pathology was significantly more prominent in neurons in the frontal and parietal cortices and dentate nuclei than in temporal neocortex, hippocampi and brainstem. Conclusion: The clinical diagnosis of progressive non-fluent aphasia secondary to corticobasal degeneration hinged on a specific pattern of impaired cognition as well as an extrapyramidal motor disorder, reflecting the neuroanatomic distribution of the disease in frontal and anterior temporal cortices and the dentate nuclei.<hr/>Resumo Objetivo: Investigar o quadro clínico de afasia progressiva não-fluente e confirmação histopatológica de degeneração córtico-basal. Métodos: Foram avaliadas as alterações clínicas, neuropsicológicas e de neuroimagem, durante todo o curso clínico da doença. O diagnóstico de degeneração córtico-basal foi confirmado por estudo histopatológico. Essas observações foram diretamente relacionadas com a distribuição anatômica da doença. Resultados: Foi observada uma forma específica de prejuízo cognitivo associada com importante alteração extrapiramidal. Durante o curso clínico, surgiram apraxia e disfunção executiva, piora progressiva da linguagem e memória moderadamente preservada. As alterações extrapiramidais pioraram progressivamente à rigidez universal e postura distônica. As reações de imunohistoquímica para a proteína tau foram significativamente mais proeminentes nos neurônios residuais de aspecto baloniformes e acromáticos do córtex frontal e parietal e núcleo denteado do cerebelo do que nos do neocórtex temporal, hipocampo e tronco cerebral. Conclusão: O diagnóstico clínico de afasia progressiva não-fluente quando evolui para degeneração córtico-basal deve apresentar uma forma específica de prejuízo cognitivo, incluindo as alterações motoras, refletindo uma distribuição neuroanatômica da doença no córtex frontal e temporal anterior e no núcleo denteado do cerebelo.