Scielo RSS <![CDATA[Fractal: Revista de Psicologia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1984-029220200002&lang=pt vol. 32 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[A publicação científica em tempos de pandemia e caos: o desafio de “manter-se vivo... respirando”]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922020000200108&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Fundamentos ontológicos do debate sobre seleção e edição do genoma]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922020000200111&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este trabalho problematiza os pressupostos ontológicos assumidos no debate bioético sobre a seleção e edição do genoma humano. Com vistas ao manejo de desordens genéticas, diferentes terapêuticas têm sido empregadas clínica e experimentalmente, desde a década de 1990. Entre as estratégias de tratamento destacam-se a seleção de embriões (mediante diagnóstico genético pré-implantação) e a terapia gênica (mediante edição genética). O desenvolvimento destas técnicas suscita discussões acerca de suas implicações éticas. O presente artigo postula que distintas concepções de humanidade podem ser identificadas nas discussões, as quais fundamentam posicionamentos acerca de intervenções sobre o genoma da espécie. O artigo busca analisar essas concepções, percorrendo três passos. Primeiramente, apresenta-se o contexto biomédico de aplicação da seleção e edição do genoma humano. Em seguida, são evidenciadas discussões sobre os aspectos éticos de tais intervenções. Por fim, explicitam-se diferentes concepções de humanidade que fundamentam as referidas discussões, de maneira a problematizá-las, tendo em vista a noção de justiça distributiva.<hr/>Abstract This study discusses the ontological assumptions assumed in the bioethical debate about human genetic selection and gene editing. With a view to managing genetic disorders, different therapies have been employed clinically and experimentally, since the 1990s. Among the treatment strategies, we find embryo selection (by means of pre-implantation genetic diagnosis) and gene therapy (by means of gene editing). The development of these techniques raises discussions about their ethical implications. This article postulates that different conceptions of humanity can be identified in these discussions, grounding ethical positions regarding genome interventions. The article seeks to analyze these conceptions, following three steps. First, the biomedical context of genetic selection and gene editing is presented. Then, discussions on the ethical aspects of these interventions are highlighted. Finally, different conceptions of humanity grounding these discussions are identified and analyzed, considering the notion of distributive justice. <![CDATA[Significados atribuídos ao alimento por pacientes com Anorexia Nervosa e por mulheres jovens eutróficas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922020000200120&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este estudo teve por objetivo identificar os significados atribuídos ao alimento por pacientes com Anorexia Nervosa (AN) e por jovens eutróficas sem sintomas de Transtornos Alimentares. Trata-se de um estudo qualitativo, comparativo e transversal. Foram entrevistadas 12 mulheres distribuídas em dois grupos focais: um composto por seis participantes com diagnóstico de AN, que frequentavam um serviço especializado (grupo de pacientes: GP) e outro, de comparação (GC), constituído por seis mulheres, eutróficas e sem sintomas de AN. Os encontros foram audiogravados e transcritos na íntegra. Para a análise de dados utilizou-se a técnica de análise de conteúdo temática e o marco teórico-conceitual da antropologia da alimentação, focalizando os significados do alimento e o valor simbólico das práticas alimentares. Verificou-se, em ambos os grupos, que os alimentos despertam uma gama de sentimentos paradoxais, variando desde prazer à repulsa, repúdio, nojo, culpa e medo. No GP, os significados são norteados pela importância capital atribuída ao conteúdo calórico em vez do valor nutricional dos alimentos. Para compreensão das práticas alimentares na anorexia, os profissionais devem estar atentos às determinações culturais, sociais e políticas que atravessam esse fenômeno, evitando a individualização do problema.<hr/>Abstract This study aimed to identify the meanings assigned to food by patients with Anorexia Nervosa (AN) and by normal weight young women without symptoms of Eating Disorders. A qualitative, comparative and cross-sectional study was carried out. Twelve women were interviewed, divided into two focus groups: one composed of six participants diagnosed with AN attending a specialized service (patients group: PG), and the other group (comparison group: CG) was composed of six normal weight women without symptoms of AN. The meetings were audio recorded and transcribed verbatim. For data analysis, the thematic content analysis technique and the theoretical-conceptual framework of food anthropology were used, focusing on the meanings of food and the symbolic value of eating practices. It was found, in both groups, that food arouses a range of paradoxical feelings, ranging from pleasure to rejection, repudiation, disgust, guilt and fear. In the PG, the meanings are guided by the capital importance the participants assigned to the food caloric content, rather than nutritional value. Health professionals need to be sensitive to the verbal manifestations of AN patients in order to help them with the delicate balance between survival and denial of life. To understand eating practices in anorexia, professionals must be aware of the cultural, social and political determinations that go through this phenomenon, avoiding the individualization of the problem. <![CDATA[Governamentalização da cidade: uma cartografia dos afetos, medo e esperança]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922020000200132&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O presente artigo faz uma reflexão teórica sobre a cidade a partir da noção de governamentalidade. Objetiva engendrar uma cartografia de linhas afetivas que aproximam matérias jornalísticas, canções de rap e publicidades do campo da segurança privada. O medo e a esperança são duas noções utilizadas para discutir os modos de circulação pela cidade e sua relação com os dispositivos de segurança. O medo, e especificamente o medo da morte, constitui um importante mecanismo de governo, pois, ao lembrar constantemente os sujeitos sobre sua finitude, um amplo mercado de segurança emerge. Já a esperança, afeto complementar do medo, é incitada enquanto uma estratégia precária de alegria, na medida em que se constitui como outra modalidade de sofrimento. Uma cartografia dos afetos fornece pistas sobre algumas formas de subjetivação na governamentalização da cidade. O consumo de equipamentos de segurança, a fortificação dos condomínios e o movimento do rap aparecem como alguns dos efeitos dos afetos engendrados pela lógica neoliberal.<hr/>Abstract This paper presents a theoretical reflection on the city by considering the notion of governmentality. It aims to engender a cartography of affective lines by approaching newspaper reports, rap songs and private security advertisements. Fear and hope are two notions used to discuss about the ways of moving around the city and their relation with dispositifs of security. Fear, and specifically fear of death, constitutes an important mechanism of government, since, by constantly reminding subjects about their finitude, a wide security market emerges. Hope, on the other hand, is complementary to fear, and it is incited as a precarious strategy of joy, insofar as it constitutes itself as another form of suffering. An affection cartography provides clues of some modes of subjectivation in the governmentalization of the city. The consumption of security equipment, the fortification of condominiums and the rap movement emerge as some of the effects of the affections engendered by the neoliberal logic. <![CDATA[Psicologia e racismo institucional na saúde pública de Salvador- Bahia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922020000200142&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A pesquisa trata da atuação de psicólogas/os em políticas públicas em quatro unidades de saúde em Salvador-Bahia. Objetiva identificar a existência de práticas no combate ao racismo institucional. O estudo é de caráter qualitativo, contemplou sete entrevistas gravadas em áudio, com roteiros semiestruturados. Após transcrição, foram realizadas análises de conteúdo articuladas com estudos sobre racismo institucional e políticas públicas. Os relatos possibilitaram identificar a inexistência de práticas específicas de enfrentamento ao racismo institucional e revelam a necessidade de investimento na discussão das relações raciais e de desenvolver o senso crítico entre os profissionais da área da saúde sobre o racismo. Reafirma-se, assim, a importância da psicologia para a construção do compromisso social e legitimação dos direitos dos cidadãos. Apesar da existência oficial do programa de combate ao racismo institucional no SUS, o tema continua sem visibilidade na formação e prática da psicologia.<hr/>Abstract This research deals with the role of psychologists in public policy in four health units in Salvador, Bahia. It aims at identifying the existence of practices that fight against institutional racism. The study is qualitative, with seven audio-recorded interviews with semi-structured scripts. After transcription, content analysis articulated with studies on institutional racism and public policies in the socio-historical perspective was carried out. It was possible to identify the absence of specific practices to fight against institutional racism and to reveal the need for investing in the discussion of race relations aiming at developing critical thinking among health professionals about racism. Thus, the importance of psychology for the construction of social commitment and legitimacy of citizens’ rights is reassured. Despite the official existence of the program to fight against institutional racism in SUS, the issue continues without visibility in psychology training and practice. <![CDATA[Medicalização no sistema de progressão continuada: inclusão ou omissão?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922020000200154&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Esse estudo teve como objetivo abordar o processo de medicalização da infância, realizando um mapeamento dos alunos do primeiro ciclo do ensino fundamental da rede municipal de uma cidade paranaense, que foram diagnosticados e medicados devido aos ditos transtornos de aprendizagem, entre eles o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). Teve como intuito, também, discutir como o sistema de progressão continuada influencia o processo de escolarização destes alunos. Para tanto, foram combinadas as pesquisas empírica e bibliográfica, em que os dados da investigação de campo, obtidos por meio de questionários respondido pelos pais ou responsáveis, foram submetidos a análise quantitativa e qualitativa, e os resultados foram discutidos em conjunto com a revisão bibliográfica, a partir do referencial teórico da Psicologia Histórico-Cultural. Por meio desta pesquisa, foi possível compreender que o fenômeno da medicalização cresce exponencialmente, sobretudo no cenário educacional, e que o sistema de progressão continuada, da forma como foi implantado, colabora para que essa problemática seja encoberta.<hr/>Abstract This study aimed to address the childhood medicalization process, making a mapping of the students of the first cycle of elementary education in the municipal network of a city in Paraná, who were diagnosed and medicated due to the said learning disorders, among them, Attention Deficit Hyperactivity Disorder (ADHD). It was also intended to discuss how the system of continued progression influences the schooling process of these students. For this purpose, an empirical and bibliographic research was combined, in which the data of the field investigation, obtained through questionnaires answered by the parents or guardians, were submitted to quantitative and qualitative analysis and the results were discussed together with the bibliographic review, from the theoretical framework of Historical-Cultural Psychology. Through this research, it was clarified that the phenomenon of medicalization grows exponentially, especially in the educational scenario, and that the system of continued progression, as it was implemented, collaborates so that this problem is covered up. <![CDATA[Para além do Édipo: entre Deleuze-Guattari e Laplanche]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922020000200162&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O objetivo deste artigo é analisar as maneiras pelas quais o complexo de Édipo foi reelaborado nas formulações de Gilles Deleuze e Félix Guattari, bem como de Jean Laplanche. Tentamos mostrar que as formulações laplancheanas permitem responder a algumas das críticas levantadas pelos autores de O anti-Édipo. Tanto para Laplanche quanto para Deleuze e Guattari, o que está em questão é retomar o que cada um considera como a originalidade da descoberta freudiana: a prioridade do Sexual, no caso do psicanalista, e a prioridade do sexo não humano, no caso dos esquizoanalistas. Após apresentar os principais fundamentos de cada corrente, promovemos uma reflexão sobre as ligações entre o Édipo e as questões de gênero a partir das obras desses autores. Recorrendo também às contribuições de Judith Butler para esse debate, levantamos a hipótese de que as normas de gênero, ao instituírem um sexo binário, servem como suporte para a repressão e o recalque do Sexual e do sexo não humano, que desprezam o binário normativo homem-mulher ou papai-mamãe. Como resultado, acreditamos apontar, com Laplanche e as contribuições da esquizoanálise, para a possibilidade de uma psicanálise pós-edipiana ou, até mesmo, não edipiana.<hr/>Abstract This article aims to analyze the ways in which the Oedipus complex has been reworked in the formulations of Gilles Deleuze and Félix Guattari, as well as of Jean Laplanche. We tried to show that Laplanchean psychoanalysis allows us to respond to some of the critics made by the authors of The Anti-Oedipus. For Laplanche, as well as for Deleuze and Guattari, what is at stake is in what consists the originality of the Freudian discovery for each one: the priority of the sexual, to the psychoanalyst, and the priority of the non-human sex, to the schizoanalysts. After presenting the fundaments of each current, we promote a reflection on relations between Oedipus and gender based on the works of these authors. Also recurring to the contributions of Judith Butler to this debate, we hypothesize that gender norms, while instituting binary sex, serve as a support for the repression (meaning both “Unterdruckung” and “Verdrangung”) of the sexual and of non-human sex, who despise the normative binary of man-woman. Thus, we believe it was possible to point, along with Laplanche and the contributions of schizoanalysis, to a post-Oedipal or even a non-Oedipal psychoanalysis. <![CDATA[No aniversário de Wilhelm Reich: o que há para comemorar?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922020000200171&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Mais de cento e vinte anos se passaram desde o nascimento de Wilhelm Reich, em 1897, e mais de sessenta anos se passaram desde sua morte, em 1957, mas seu pensamento continua vivo e merece ser amplamente divulgado. Nisso, as Tecnologias da Informação e Comunicação, tão comuns na atualidade, têm papel determinante. Nesse sentido, este texto teve como objetivo identificar, com base nos vídeos disponíveis no Youtube, aqueles capazes de contribuir para a difusão deste autor, ainda tão pouco conhecido no Brasil. Por meio de pesquisa exploratória no site do Youtube, nos certificamos de que ao menos 10 dos vídeos coletados contribuem para que se tenha uma ideia inicial de quem foi esse autor. Ao organizar um banco de dados inicial, divulgando-o por meio desta pesquisa, esperamos contribuir para a difusão do pensamento deste autor, que muito tem a contribuir para a discussão de temas contemporâneos nas mais diferentes áreas do conhecimento.<hr/>Abstract More than one hundred and twenty years have passed since the birth of Wilhelm Reich in 1897 and more than sixty years have passed since his death in 1957, but his ideas remais alive and desserves to be disseminated. In this, Information and Communication Technologies, so common nowadays, have a determining role. In this sense, this text aimed to identify, based on the vídeos available on Youtube, those capable of contributing to the dissemination of this author, still so unknown in Brazil. Through exploratory research on the Youtube website, we make sure that at least 10 of the collected vídeos contribute for an initial idea of who this author was. By organizing an initial database, disseminating it through this research, we hope to contribute to the dissemination of the ideas of this author who has a lot to contribute to the discussion of contemporary themes in the most differents areas of knowledge. <![CDATA[Entrevistas preliminares: o caso da “jovem homossexual” de Sigmund Freud]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922020000200177&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Ao pesquisarmos sobre o tema das entrevistas preliminares, somos automaticamente levados a pensar na posição do analista e no seu manejo clínico. Alguns pacientes demandam o próprio tratamento, outros nos procuram pelo intermédio de terceiros. É preciso pensar na posição do analista diante da demanda daquele que o procura, ou mesmo se é possível ao analista fazer surgir a demanda em um paciente que foi induzido a seu encontro. A esse respeito, Freud nos apresenta um trabalho clínico publicado sob o título “A psicogênese de um caso de homossexualismo numa mulher”. A psicanálise freudiana se apresenta muito à frente de seu tempo ao romper com um discurso heteronormativo diante da temática sobre a escolha por um objeto amoroso, o que nem sempre é benquisto, inclusive nos tempos atuais. O autor foi de extrema generosidade ao expor um caso clínico em que a sua posição, como analista, pode ser contestável.<hr/>Abstract Research on the subject of preliminary interviews often lead us to think of the analyst’s role and the clinical management in receiving and interacting with a patient. Some patients seek treatment on their own whereas some patients seek therapy recommended by others. It is important to understand the analyst’s role for those who seek treatment and also the possibility for the therapist to create a demand for those patients who were lead to him. In regards to that matter, Freud (1920-1922/1996) published a clinical work entitled The Psychogenesis of a Case of Homosexuality in a Woman. Freudian psychoanalysis is very much ahead of its time by breaking with a heteronormative discourse facing the theme about the choice for a loving object, which is not always well-liked, even in the present times. The author generously discusses a clinical case in which his role as an analyst could be questionable. <![CDATA[Errata v. 31, n. esp. (2019): Dossiê Psicologia e epistemologias contra-hegemônicas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922020000200182&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Ao pesquisarmos sobre o tema das entrevistas preliminares, somos automaticamente levados a pensar na posição do analista e no seu manejo clínico. Alguns pacientes demandam o próprio tratamento, outros nos procuram pelo intermédio de terceiros. É preciso pensar na posição do analista diante da demanda daquele que o procura, ou mesmo se é possível ao analista fazer surgir a demanda em um paciente que foi induzido a seu encontro. A esse respeito, Freud nos apresenta um trabalho clínico publicado sob o título “A psicogênese de um caso de homossexualismo numa mulher”. A psicanálise freudiana se apresenta muito à frente de seu tempo ao romper com um discurso heteronormativo diante da temática sobre a escolha por um objeto amoroso, o que nem sempre é benquisto, inclusive nos tempos atuais. O autor foi de extrema generosidade ao expor um caso clínico em que a sua posição, como analista, pode ser contestável.<hr/>Abstract Research on the subject of preliminary interviews often lead us to think of the analyst’s role and the clinical management in receiving and interacting with a patient. Some patients seek treatment on their own whereas some patients seek therapy recommended by others. It is important to understand the analyst’s role for those who seek treatment and also the possibility for the therapist to create a demand for those patients who were lead to him. In regards to that matter, Freud (1920-1922/1996) published a clinical work entitled The Psychogenesis of a Case of Homosexuality in a Woman. Freudian psychoanalysis is very much ahead of its time by breaking with a heteronormative discourse facing the theme about the choice for a loving object, which is not always well-liked, even in the present times. The author generously discusses a clinical case in which his role as an analyst could be questionable.