Scielo RSS <![CDATA[Organizações & Sociedade]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1984-923020120003&lang=en vol. 19 num. 62 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>About</b><b> the Papers</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-92302012000300001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Motivation for continued voluntary work</b>: <b>an ethnographic survey in a spiritual organization</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-92302012000300002&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho tem por objetivo compreender os fatores que influenciam a motivação para o trabalho voluntário contínuo em um núcleo espírita localizado no sul do Brasil. O estudo foi conduzido por meio do método qualitativo, com a utilização da estratégia da pesquisa etnográfica. Foram utilizadas técnicas de observação participante e entrevista em profundidade, além da consulta a documentos e informações dos dirigentes. Para análise e categorização do material, utilizou-se um modelo analítico desenvolvido por Penner (2002), composto por características demográficas, categorias disposicionais, categorias organizacionais e identidade do papel voluntário. Constatou-se que as características demográficas não influenciam o voluntariado contínuo. No entanto, determinadas categorias disposicionais - crenças e valores pessoais, personalidade pró-social e motivos relacionados a voluntariado - denotam influenciar o fenômeno estudado. Quanto às categorias organizacionais, concluiu-se que os atributos e práticas organizacionais, também, influenciam o voluntariado contínuo. Não ficou evidenciado se o relacionamento com a organização influencia o voluntariado contínuo.<hr/>The objective of this work is to understand the factors that influence the motivation for sustained voluntary work at the Núcleo Espírita Nosso Lar, a spiritual organization located in Southern Brazil. The study was conducted using qualitative methods for ethnographic research. Empirical data was collected using participatory observation techniques and in-depth interviews, as well as document analysis and information given by the managers. For the analysis and categorization of the material an analytical model developed by Penner was used, composed of demographic characteristics, dispositional and organizational categories and the identity of the role of a volunteer. It was found that demographic characteristics do not influence sustained voluntary work. However, certain dispositional categories - personal beliefs and values, pro-social personality and motives connected to the volunteer - do influence the studied phenomenon. As for the organizational categories, it was concluded that organizational attributes and practices also influence sustained voluntary work. No evidence was found as to whether the relationship with the organization influenced sustained voluntary work. <![CDATA[<b>The Grounded Theory as methodological approach</b>: <b>reports of a field experience</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-92302012000300003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Uma vez que já é possível encontrar no Brasil alguns artigos que contemplam questões atinentes ao histórico, tipologias e principais características da grounded theory, este trabalho tem por finalidade contribuir para uma maior discussão dessa abordagem metodológica enquanto estilo de fazer pesquisa. De maneira específica, o trabalho tenta descrever uma experiência de campo e, principalmente, contar a saga de um pesquisador envolvido com o desafio de colocar a grounded theory em prática. Para isso, buscou-se dividir o trabalho em três partes distintas. Na primeira parte, apresentamos a grounded theory de uma maneira ampla, introduzindo alguns dos seus princípios fundamentais. Na segunda parte, descreve-se o trabalho de campo que foi realizado - nos moldes da grounded theory - com o objetivo de investigar a forma como os consumidores brasileiros oriundos das classes mais populares vivenciam suas experiências de consumo de produtos eletrônicos. Na terceira e última parte, são apresentadas algumas reflexões sobre as exigências práticas para a "operacionalização" de pesquisas comprometidas com o "espírito" da grounded theory, bem como as dúvidas, os dilemas, as dificuldades e as angústias vivenciadas ao longo de todo o processo de pesquisa contadas por quem passou por elas.<hr/>As there are few articles that address issues relating to the history, types and main characteristics of grounded theory in Brazil, this paper aims to further the discussion of this methodological approach as a way of doing research. More specifically, the paper describes a field experience, and in particular the history of a researcher involved with the challenge of putting grounded theory into practice. The work is divided into three distinct parts. First we present grounded theory broadly, introducing some of its fundamental principles. Secondly the field work that was done is described- in the manner of grounded theory - so as to investigate how the Brazilian consumers from the more popular classes live their experiences of consumers of electronic products. In the third and final section we present some reflections on the practical requirements for the "operationalization" of research committed to the "spirit" of grounded theory, as well as the doubts, dilemmas, difficulties and anxieties experienced throughout the process research told by those who faced them. <![CDATA[<b>Business games as curriculum component</b>: <b>analysis of their use in teaching</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-92302012000300004&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste artigo é analisar a pertinência da presença de um componente curricular denominado Jogos de Empresas, nos cursos de graduação em Administração no Brasil. A revisão bibliográfica demonstra que a aplicação de jogos tem elevado potencial de contribuição para a formação em Administração, mas a presente pesquisa identificou falhas na concepção das disciplinas a ela relacionadas. Os Planos de Ensino da disciplina "Jogos de Empresas" (com algumas variações de nomenclatura) de 25 IES brasileiras foram analisados por meio de pesquisa documental. Duas abordagens distintas foram identificadas para o tratamento da disciplina Jogos de Empresas: a primeira, que trata da capacitação para que se apliquem jogos como ferramenta de ensino-aprendizagem; e a segunda, que trata da integração das diversas disciplinas específicas de gestão. A análise apontou uma distorção da interpretação institucional a respeito da importância dos jogos para a formação em Administração. Há equívoco na concepção das disciplinas, que sofrem de falta de identidade, e quanto a não aplicação dos jogos no próprio desenvolvimento de tais disciplinas. Dessa forma, este artigo é concluído com a demonstração da necessidade de um maior apoio institucional executado por meio da aquisição/desenvolvimento de recursos didáticos e da capacitação docente para que se desenvolvam jogos de empresas.<hr/>This paper aims to analyze the relevance of Business Games as a subject on the curriculum of under-graduate business schools in Brazil. The literature review demonstrates that the application of business games has potential to train Managers, however, this research identifies some misunderstandings in the application of such games on courses. The teaching plans of Business Games courses (with some name variations) from 25 Brazilian Higher Education Institutions were analyzed by documentary research. The concep of Business Games subjects uses two approaches: the first deals with games as a teach-learning tool; the second deals with the integration of the diverse content of the specific subject of management. The analysis shows a distortion in the institutional interpretation of games as a tool for management training. There is a mistake in the concept of a subject that has no identity, and about the absence of game application in the development of the subject. This article demonstrates the need for greater institutional support in the acquisition/development of didactic resources and the preparedness of teachers to apply business games. <![CDATA[<b>Discursive formations of a global brand in a local context</b>: <b>a study inspired in Michel Foucault's archaeological method</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-92302012000300005&lng=en&nrm=iso&tlng=en O advento da globalização contribui para gerar um emaranhado campo de cruzamentos culturais e, assim, permite o estabelecimento de valores universais em meios locais. Esse contexto, aliado à cultura de massas, promoveu as marcas a símbolos culturais complexos e globais. Nosso objetivo foi buscar a compreensão de como é possível uma marca transnacional se estabelecer numa cultura local reproduzindo a cultura global. Inspirados no projeto arqueológico de Michel Foucault, construímos um corpus fotográfico de práticas cotidianas de uma marca global. Tal processo se deu por meio de um trabalho de ordenação, definição e descrição, elaborado no interior do campo discursivo, pautado nas ações de marketing da marca. A análise nos revelou as formações discursivas entre culturas global e local e nos possibilitou desvelar as relações existentes nessa teia. Os resultados apontaram alguns caminhos para reflexão, tanto acerca da importância assumida pela marca na cultura quanto da forma assumida pelas sociedades ocidentais contemporâneas.<hr/>The advent of globalization has generated an entangled field of cross-cultures enabling the establishment of universal values in local media. This context and mass culture have promoted brands to become complex and global cultural symbols. Our aim is to understand how a transnational brand can establish itself in a local culture reproducing a global one. Inspired by Michel Foucault's archaeological project, we constructed a photographic corpus of the daily practices of a global brand. This was done by ordering, defining and describing within the discursive field, guided by brand marketing practices. The analysis revealed the discursive formations between global and local cultures and unveiled existing links in this network. Our results can be used to reflect on both the importance assumed by brands in culture and the form assumed by contemporary Western societies. <![CDATA[<b>The National Agency of Supplementary Health - ANS</b>: <b>eleven years in regulating health insurance plans</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-92302012000300006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Trata-se de um trabalho com objetivo de apresentar os principais resultados alcançados pela regulação dos planos de saúde exercida pela Agência Nacional de Saúde Suplementar, autarquia instituída para promover o equilíbrio das relações entre operadoras e consumidores, tornando o mercado de planos de saúde mais eficiente. Como avanços mais significativos oriundos da regulação do setor podem ser citados: as barreiras à entrada e à saída das operadoras no mercado, a ampliação das coberturas assistenciais contratuais, o monitoramento e o controle dos reajustes, a indução a práticas de promoção da saúde e à qualificação do setor, e a possibilidade da portabilidade de carências. Como desafios a serem enfrentados, podem ser apontados: o monitoramento da qualidade da assistência prestada, a renúncia fiscal, a existência dos cartões de desconto, a operação de empresas como operadoras de planos de saúde sem o registro na ANS e a adoção de alguns mecanismos nocivos de regulação assistencial pelas operadoras de planos de saúde.<hr/>This study aims to present the main results achieved in the regulation of health insurance plans through the National Agency of Supplementary Health, an agency set up to promote a balance in the relationship between health insurance plans and their consumers, making the health insurance market more efficient. As examples of the important progress achieved in regulating the sector, the authors emphasize: greater control of the inflow and outflow of service operators in the market; the widening of contractual coverage; monitoring and control of readjustments; encouragement of health promotion practices and increased training in the sector; grace period flexibility. Examples of regulatory gaps however, include: problems monitoring the quality of the care provided; tax breaks; the existence of discount cards; companies operating as health insurance plans without the ANS registration; the use of harmful mechanisms of assistance regulation by health insurance companies. <![CDATA[<b>Influence factors and emergent types of use from social construction of information systems in the banking sector</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-92302012000300007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa realizada com o objetivo de entender em que condições se dá a construção social de sistemas de informação (SI) no setor bancário no Brasil. Foi realizada uma análise da implantação, do uso e dos processos de aprimoramento de três sistemas, usados em duas instituições bancárias. Parte-se da premissa de que a tecnologia da informação (TI) é um fenômeno socialmente construído, com uma estrutura de uso formada na prática. A coleta de dados envolveu observação direta, análise documental e 46 entrevistas. Revelou-se um processo de construção social que gerou quatro tipos de uso dos SI. A assimilação dos sistemas foi influenciada pela confluência de objetivos individuais e organizacionais e pelo tipo de treinamento aplicado. As atualizações e revisões dos sistemas parecem seguir estruturas de conformismo com o que foi instituído pela organização e de conformidade com processos de solicitações de aprimoramentos.<hr/>This article presents the results of research into an understanding of the conditions in which the social construction of information systems in the Brazilian banking sector is developed. It analyses the implementation, use and enhancement process of three information systems at two banks in Brazil. The research was based on the assumption that information technology is a social construction phenomenon, with a structure of use created in practice. Data were collected through observation, analysis of documents and 46 interviews. A process of social construction was found that produced four types of use of information systems. The system adoption was influenced by the confluence of individual and organizational objectives and by the type of training applied. System updates and reviews seem to follow structures of conformism to what was institutionalized by the organization and of conformity with the process of requests for enhancements. <![CDATA[<b>Collaboration on research, development and innovation activities</b>: <b>what can be learnt from the Petrobras/Coppe UFRJ model of Centers and Networks of Excellence?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-92302012000300008&lng=en&nrm=iso&tlng=en A complexidade do processo de inovação tecnológica em atividades intensivas em conhecimento vem provocando o surgimento de novos arranjos colaborativos e novos modelos de negócio para as atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD). Este artigo apresenta uma avaliação da Prática Centros e Redes de Excelência Petrobras/Coppe (PCREX) à luz dos referenciais teóricos da Hélice Tríplice, Inovação Aberta, Relação Universidade-Empresa e Redes de Inovação. O modelo PCREX propõe a construção de novos organismos interorganizacionais permanentes, voltados ao desenvolvimento de áreas específicas do conhecimento. A análise da PCREX é aprofundada pelo estudo de caso do Centro de Excelência em Geoquímica da Petrobras (Cegeq), protótipo da aplicação da PCREX, institucionalizado em 1996. A pesquisa revelou o total alinhamento da PCREX com as abordagens da Hélice Tríplice e da Inovação Aberta, o que confirma seu potencial dinamizador do processo de inovação; porém, apontou dificuldades na realização desse potencial no caso Cegeq. O estudo de caso evidenciou a necessidade de se avançar no desenvolvimento da capacidade de atuar em redes de colaboração e na construção de ambientes institucionais favoráveis ao exercício da colaboração nos moldes PCREX. A pesquisa revelou, ainda, que a adoção do modelo PCREX para a gestão das atividades de PD é uma decisão estratégica que precisa estar alinhada com a estratégia corporativa.<hr/>The complexity of the technological innovation process in knowledge intensive activities has led to the emergence of new collaborative arrangements and new business models to deal with research, development and innovation (RD) activities. This article presents an evaluation of the Prática Centros e Redes de Excelência Petrobras/Coppe (PCREX) in the light of the following research topics: Triple Helix, Open Innovation, University-Industry Relations and Innovation Networks. The PCREX model proposes the establishment of new permanent interorganizational agencies aimed at the development of specific knowledge areas. The study of the method is based on the case study of the Petrobras Center of Excellence in Geochemistry (Cegeq), the prototype of the application of the method set up in 1996. The research revealed the fine alignment of the PCREX with the Triple Helix and the Open Innovation models of innovation, which confirms its high potential to leverage the innovation process. However, it also highlighted Cegeq's difficulties to fully realize this potential. The case study identified the need to improve the capacity of engaging and coordinating networks and to advance in the development of an institutional environment which favors the practice of collaboration in the PCREX mode. The research also revealed that the adoption of the PCREX model for the management of RD activities is a strategic decision and therefore must the aligned with the corporate strategy. <![CDATA[<b>Challenges and social constraints of participation in municipal environmental management in Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-92302012000300009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo tem por objetivo apresentar análise dos fatores que condicionam o sucesso ou fracasso da participação social junto à gestão ambiental nos municípios brasileiros. Por meio de levantamento e análise bibliográfica do que já se produziu sobre este tema no Brasil, foi identificado um conjunto de fatores condicionantes da participação social na gestão ambiental municipal brasileira, destacando-se, como os mais citados: a questão da divulgação e acesso às informações; educação básica e cidadã; percepção de demandas locais; identidade e valorização local; e dificuldades de acesso às instituições participativas. Esses resultados vão ao encontro de uma concordância na literatura sobre o tema em questão, pois como é possível pensar a participação da sociedade neste processo sem informação? Sem educação e capacitação? Sem valorização do território? Sem descentralização do poder? Sem integração, articulação e parceria dos setores do governo entre si e com a sociedade civil? Assim, espera-se com esta pesquisa fornecer subsídios para avanço dos processos de gestão ambiental municipal fundamentado na participação social.<hr/>This article aims to present the factors that influence the success or failure of social participation in environmental management by municipalities. Through a literature review and analysis of works on this subject in Brazil, a set of factors was identified that influence social participation in municipal environmental management in Brazil> This includes the issue of disclosure and access to information, education for individual performance of collective participation, perception of problems / local demands as an incentive for participation, identity and local values, and difficulty accessing participatory institutions. These results are in line with the literature on the subject.. It raises questions such as: How can you consider society's participation in this process without information? Without education and training? Without improving the area? Without any decentralization of power? Without integration, coordination and partnership among government sectors themselves and with civil society? Thus, it is hoped that this research provides support for the advancement of municipal environmental management processes based on social participation. <![CDATA[<b>Juventudes, gerações e trabalho</b>: <b>é possível falar em geração Y no Brasil?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-92302012000300010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo tem por objetivo apresentar análise dos fatores que condicionam o sucesso ou fracasso da participação social junto à gestão ambiental nos municípios brasileiros. Por meio de levantamento e análise bibliográfica do que já se produziu sobre este tema no Brasil, foi identificado um conjunto de fatores condicionantes da participação social na gestão ambiental municipal brasileira, destacando-se, como os mais citados: a questão da divulgação e acesso às informações; educação básica e cidadã; percepção de demandas locais; identidade e valorização local; e dificuldades de acesso às instituições participativas. Esses resultados vão ao encontro de uma concordância na literatura sobre o tema em questão, pois como é possível pensar a participação da sociedade neste processo sem informação? Sem educação e capacitação? Sem valorização do território? Sem descentralização do poder? Sem integração, articulação e parceria dos setores do governo entre si e com a sociedade civil? Assim, espera-se com esta pesquisa fornecer subsídios para avanço dos processos de gestão ambiental municipal fundamentado na participação social.<hr/>This article aims to present the factors that influence the success or failure of social participation in environmental management by municipalities. Through a literature review and analysis of works on this subject in Brazil, a set of factors was identified that influence social participation in municipal environmental management in Brazil> This includes the issue of disclosure and access to information, education for individual performance of collective participation, perception of problems / local demands as an incentive for participation, identity and local values, and difficulty accessing participatory institutions. These results are in line with the literature on the subject.. It raises questions such as: How can you consider society's participation in this process without information? Without education and training? Without improving the area? Without any decentralization of power? Without integration, coordination and partnership among government sectors themselves and with civil society? Thus, it is hoped that this research provides support for the advancement of municipal environmental management processes based on social participation.