Scielo RSS <![CDATA[Acta Limnologica Brasiliensia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=2179-975X20200001&lang=es vol. 32 num. lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Influence of different riparian vegetation widths and substrate types on the communities of larval Odonata (Insecta) in southern Brazilian streams]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100201&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim We assessed the influence of substrate type and categories of riparian vegetation widths on the community structure of Odonata (Insecta) in southern Brazilian streams. Methods Sampling took place in twelve stream reaches differing in their riparian vegetation widths (from more than 40 m up to less than 5 m). Larval odonates were collected in inorganic (stone and gravel) and organic (leaf litter) substrates at each stream reach. Differences in Odonata composition among substrates and categories of riparian vegetation width were tested using PERMANOVA and visualized with ordination diagrams. In addition, we assessed the influence of riparian vegetation width taking into account two levels of resolutions: fine (four categories: &gt; 40 m, 30-15 m, 15-5 m and &lt; 5 m) and coarse (narrower and broader than 15 m). Results Odonata composition differed more strongly according to substrate type regardless of the level of resolution. Organic substrate (litter) had different composition and higher richness than inorganic ones. Odonata composition significantly differed between riparian vegetation widths at the coarser level of resolution (narrower and broader than 15 m); at the coarser level, the interaction between substrate and riparian widths was significant, with the composition from litter substrate in broader widths differing from stone and gravel in narrower widths. Conclusions The composition of odonate larvae responded to the major reductions in riparian widths (above &gt; 15 m), indicating that reductions above this level are enough to affect the community structure of Odonata. Additionally, the different composition of Odonata in organic substrates in broader riparian vegetation widths compared to inorganic substrates in narrower widths indicate a complex relationship between riparian vegetation and substrate in the assembly of insect communities in southern Brazilian forest streams. The interaction between riparian vegetation widths and substrate suggests that the effects of reductions in riparian widths on Odonata composition are not similar across substrate types.<hr/>Resumo: Objetivo Avaliamos a influência do tipo de substrato e categorias de larguras de vegetação ripária na estrutura da comunidade de Odonata (Insecta) em riachos do sul do Brasil. Métodos A amostragem ocorreu em doze segmentos de riachos que diferiam em suas larguras de vegetação ripária (de mais de 40 m a menos de 5 m). As larvas de Odonata foram coletadas em substratos inorgânicos (pedra e cascalho) e orgânicos (folhiço) em cada segmento. As diferenças na composição de Odonata entre substratos e categorias de largura da vegetação ripária foram testadas usando PERMANOVA e visualizadas com diagramas de ordenação. Além disso, analisamos a influência da largura da vegetação ripária, levando em consideração dois níveis de resolução: mais fina (quatro categorias:&gt; 40 m, 30-15 m, 15-5 m e &lt;5 m) e mais grossa (mais estreita e mais larga que 15 m). Resultados A composição do Odonata diferiu mais fortemente de acordo com o tipo de substrato, independentemente do nível de resolução. O substrato folhiço apresentou composição diferente do que os inorgânicos. Foi detectado um efeito das larguras ripárias na composição de Odonata na escala grossa, enquanto na escala fina, a interação entre as larguras do substrato e ripária foi significativa, com a composição do substrato folhiço em larguras de vegetação maiores diferindo da composição pedra e do cascalho em larguras mais estreitas. Conclusões A composição das larvas de Odonata respondeu às maiores reduções nas larguras ripárias (acima de 15 m), indicando que reduções acima desse nível são suficientes para afetar a estrutura da comunidade destes insetos. Além disso, a composição diferente de Odonata em substratos orgânicos em larguras de vegetação ripária mais amplas em comparação com substratos inorgânicos em larguras mais estreitas indica uma relação complexa entre vegetação ripária e substrato na estruturação de comunidades de insetos em riachos no sul do Brasil. A interação entre as larguras da vegetação ripária e o substrato sugere que os efeitos das reduções nas larguras ripárias na composição de Odonata não são semelhantes entre os tipos de substrato. <![CDATA[Plant species invasion effects on litter dynamics in subtropical streams]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100202&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract Aim We evaluated the effect of the presence of Hovenia dulcis Thunb. (Rhamnaceae) in riparian zones on the organic matter dynamics of small subtropical streams. Methods We conducted this study in three subtropical Atlantic Forest streams with different densities of H. dulcis in riparian vegetation located in southern Brazil. In each stream, we quantified the input of allochthonous organic matter for one year using buckets (area: ​​0.04 m2/bucket) suspended about 1 m from the streambed in three different sections (15 buckets/stretch = 45 buckets/stream). Monthly, the plant material retained in the buckets was collected individually, dried (40±5 °C/72 h), identified (native litter together and H. dulcis litter alone) and weighed. Results The largest input of native organic matter occurred during the winter months (~55 g.m-2), ranging from ~31 g.m-2 (summer) to ~46 g.m-2 (spring) over the year. The input of H. dulcis organic matter was concentrated in the autumn (~56 g.m-2) and summer (~28 g.m-2), being scarce in the other seasons (~3 g.m-2 in the spring and winter). Only the contribution of native organic matter was associated with precipitation. Contrary to that observed with native vegetation (input of organic matter related with rainfall), H. dulcis input was related to the phenology of the species, which is deciduous, with leaf fall strongly marked, occurring especially during the autumn. Conclusions When present at high densities (dominant), the presence of H. dulcis in riparian stream vegetation makes the supply of allochthonous plant resources scarce at some periods of the year, altering the energy availability in these ecosystems and, potentially, the functioning of subtropical streams.<hr/> Resumo Objetivo Avaliamos o efeito da presença de Hovenia dulcis Thunb. (Rhamnaceae) em zonas ripárias sobre a dinâmica da matéria orgânica de pequenos riachos subtropicais. Métodos Realizamos este estudo em três riachos subtropicais de Mata Atlântica com diferentes densidades de H. dulcis na vegetação ripária localizados no sul do Brasil. Em cada riacho quantificamos o aporte de matéria orgânica alóctone durante um ano utilizando baldes (área: 0.04 m2/balde) suspensos a cerca de 1 m do leito dos riachos em três trechos distintos (15 baldes/trecho = 45 baldes/riacho). Mensalmente, o material vegetal retido nos baldes foi recolhido individualmente, seco (40±5 ºC/72 h), identificado (detritos nativos conjuntamente e detritos de H. dulcis isoladamente) e pesado. Resultados Em média, o maior aporte de matéria orgânica nativa ocorreu durante os meses de inverno (~55 g.m-2), tendo oscilado entre ~31 g.m-2 (verão) e ~46 g.m-2 (primavera) ao longo do ano. O aporte de matéria orgânica de H. dulcis, entretanto, foi concentrada nos meses de outono (~56 g.m-2) e verão (~28 g.m-2), sendo escassa nas outras estações do ano (~3 g.m-2 na primavera e no inverno). Apenas a contribuição da matéria orgânica nativa foi associada à precipitação mensal. A presença de H. dulcis alterou a dinâmica da matéria orgânica alóctone nos riachos. Ao contrário do observado com a vegetação nativa (aporte de matéria orgânica relacionada com a pluviosidade) o aporte de H. dulcis esteve relacionado com a fenologia da espécie, que é decídua e com queda foliar fortemente marcada, ocorrendo especialmente durante os meses de outono. Conclusões Quando presente em elevadas densidades (dominante), a presença de H. dulcis na vegetação ripária de riachos torna a oferta de recursos vegetais alóctones escassa em alguns períodos do ano alterando a disponibilidade de energia nesses ecossistemas e, potencialmente, o funcionamento de riachos subtropicais. <![CDATA[Stream contamination by trace elements: biota incorporation and phytoremediation]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100301&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: In this review, we present information about the presence of trace elements on streams and the consequences related to the increase of these chemical elements on aquatic systems. Although several studies on trace elements contamination in aquatic environments are conducted on point sources, non-point sources also have a high potential to contaminate water bodies. Some trace elements are important for the development of an organism. However, even essential elements, in high concentrations, may be toxic to aquatic organisms. In some cases, trace elements may accumulate and be transferred along food webs, generating changes in the structure and functioning of terrestrial ecosystems. The phytoremediation techniques could be an important tool in reducing the problems generated by trace elements. Thus, understanding the effects generated by the increase of trace elements concentrations on aquatic ecosystems becomes important to help public managers to apply solutions for the mitigation of this chemical pollution on natural resources.<hr/>Resumo: Nesta revisão apresentamos algumas informações sobre a presença dos elementos traço em riachos e os problemas que o aumento destas concentrações podem causar para estes ambientes. Apesar de grande parte dos estudos sobre contaminação de elementos traço em ambientes aquáticos serem realizados em fontes pontuais de contaminação, as fontes não-pontuais também tem um elevado potencial para contaminar os corpos hídricos. Alguns elementos traço são importantes para o desenvolvimento dos organismos. No entanto, mesmo elementos essenciais, em altas concentrações, podem ser tóxicos para os organismos aquáticos. Em alguns casos os elementos traço podem acumular e ser transferidos ao longo das redes alimentares, gerando alterações na estrutura e funcionamento destes ambientes. As técnicas de fitorremediação podem se tornar importantes ferramentas na redução dos problemas gerados por estes elementos. Assim, compreender os efeitos gerados pelo aumento nas concentrações de elementos traço nos ecossistemas aquáticos se torna importante para auxiliar os gestores públicos a buscar soluções para a mitigação desta poluição química aos recursos naturais. <![CDATA[Ciliates in ecotoxicological studies: A minireview]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100302&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: The present study has conducted a minireview of ecotoxicological studies using ciliated microeucaryotes, presenting a breif history, describing the current scenario and pointing out their methodological approaches gaps. We highlight in a clear and objective way the ecological importance of ciliates for ecosystems, their usefulness and the inherent characteristics that classify them as a good model organism. Finally, we discuss some modern tools that can be added to studies with ciliates in the near future.<hr/>Resumo: O presente estudo realizou uma pequena revisão de estudos ecotoxicológicos utilizando microeucariotos ciliados, apresentando um histórico, descrevendo o cenário atual e apontando suas lacunas nas abordagens metodológicas. Destacamos de forma clara e objetiva a importância ecológica dos ciliados para os ecossistemas, sua utilidade e as características inerentes que os classificam como bons organismos modelo. Finalmente, discutimos algumas ferramentas modernas que podem ser adicionadas aos estudos com os ciliados em um futuro próximo. <![CDATA[Ichthyoplankton studies as referential for the management and monitoring of fishery resources in the Brazilian Amazon basin]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100303&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Studies on ichthyoplankton ecology become essential when one realizes the importance and influence of this component in dynamics, conservation, and maintenance of fishery resources. However, ecological information about this subject is still scarce and has not been properly valued and used by environmental managers and decision-makers. In this study, we present the state of the art of research on ichthyoplankton in the Amazon region. The number of studies has been increasing over time but they are scarce and restricted. We hope this study may encourage research related to ichthyoplankton in the Amazon region.<hr/>Resumo: Os estudos sobre ecologia do ictioplâncton tornam-se essenciais quando se percebe a importância e influência deste componente na dinâmica, na conservação e na manutenção dos recursos pesqueiros. Porém, informações ecológicas desta natureza ainda são escassas e não têm sido devidamente valorizadas e utilizadas por gestores ambientais e tomadores de decisão. Neste ensaio apresentamos o estado da arte das pesquisas ictioplanctônicas na região Amazônica.O número de estudos vem aumentando com o decorrer do tempo, mas ainda são insuficientes e poucos abrangentes. Espera-se que esse trabalho sirva para valorizar o conhecimento e incentivar os estudos e pesquisas relacionadas ao ictioplâncton na região amazônica. <![CDATA[Management of Pirarucu (<em>Arapaima gigas,</em> Teleostei, Osteoglossidae) in Sustainable Use Units as a proposal for the restoration of aquatic ecosystems]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100304&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Sustainable Use Units have been carrying out sustainable management since the 1990s in the State of Amazonas, leading to research on the influence of management plans on restoring ecosystems. We developed an integrative review and analyzed official documents, data from the Brazilian government and information obtained from fishermen on the Unini River Extractive Reserve. The review articles were analyzed qualitatively, and a X2 test was used to verify differences in the distribution of proportions of pirarucu between the years after implementing the management. The management plan was the most cited as a solution to the environmental, social, and economic problems identified in the ecosystems. The data showed an increase in the numbers of pirarucu both in State of Amazonas and in the Unini River Reserve, reinforcing the perception of the community and fishermen. This suggests that when management plans are developed with the involvement of the local community, they present potential to restore ecosystems.<hr/>Resumo: No Estado do Amazonas, Unidades de Uso Sustentável realizam manejo sustentável desde a década de 90, o que possibilita a pesquisa sobre a influência dos planos de manejo na restauração de ecossistemas. Desenvolvemos uma revisão integrativa e analisamos documentos oficiais, dados do governo brasileiro e informações obtidas com os pescadores da Reserva Extrativista Rio Unini. Os artigos de revisão foram analisados qualitativamente, e, para testar as diferenças na distribuição das proporções de pirarucus entre os anos após implantação do manejo, utilizamos o teste do X2. O plano de manejo foi o mais citado como solução aos problemas ambientais, sociais e econômicos identificados nos ecossistemas. Os dados mostraram aumento nos quantitativos de pirarucu tanto para o Estado do Amazonas como na Reserva Extrativista do rio Unini, em concordância com a percepção da comunidade e pescadores, sugerindo que planos de manejo, quando elaborados com o envolvimento da comunidade local, apresentam potencial na restauração de ecossistemas. <![CDATA[Trends in aquatic ecology research associated with urbanization evolution during three decades in Santa Catarina Island/SC]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100305&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: This paper systematically assessed trends of aquatic ecology publications related to the urbanization growth during three decades (1990-2010) in Santa Catarina Island. The study was carried out in fifteen watersheds of Santa Catarina Island, located in Florianópolis city, Southern Brazil. Geoprocessing and scientometry tools were used to analyze the evolution of urban areas and publications, respectively, related to these watersheds during three decades. The QGIS software was used to delimitate the catchment area of each watershed and contrast those areas with the built-up area for each decade, therefore obtaining the percentage of area covered with buildings and impervious surfaces. A gradient was created allowing the classification of the watersheds related to the urbanized area percentage, resulting in 5 groups of urbanization (0-5%; 5-10%; 10-20%; 20-30%; &gt;30% of urbanization). Aquatic ecology publications were obtained from several scientific and academic databases and used in the scientometric analysis. The number of publications by decade, document type, knowledge area and watershed of study were recorded. Growth of urbanized areas was mainly evidenced since the 2000s and showed a moderate positive relationship with the number of publications in ecology of aquatic systems in the Santa Catarina Island during the same period. However, differences between watersheds were observed, since the most urbanized watersheds were not necessarily the ones with the largest number of publications. Urban gradient evidenced in Santa Catarina Island offers an opportunity to investigate the impacts of human disturbance on aquatic ecology, water quality and stream communities. Furthermore, the low number of research projects might be contributing to the decline in biological integrity due to the lack of knowledge for evaluation and management in these environments.<hr/>Resumo: Este artigo avaliou sistematicamente as tendências das publicações de ecologia aquática relacionadas ao crescimento da urbanização durante três décadas (1990-2010) na Ilha de Santa Catarina. O estudo foi realizado em quinze bacias hidrográficas da Ilha de Santa Catarina, localizadas na cidade de Florianópolis, Sul do Brasil. Ferramentas de geoprocessamento e cienciometria foram utilizadas para analisar a evolução das áreas urbanas e publicações, respectivamente, relacionadas a essas bacias hidrográficas durante três décadas. O software QGIS foi utilizado para delimitar a área de captação de cada bacia hidrográfica e contrastar essas áreas com a área construída para cada década, obtendo a porcentagem de área coberta por construções e áreas impermeabilizadas. Foi criado um gradiente que permite classificar as bacias hidrográficas em relação à porcentagem da área urbanizada, resultando em 5 grupos de urbanização (0-5%; 5-10%; 10-20%; 20-30%;&gt; 30% da urbanização). As publicações sobre ecologia aquática foram obtidas de diversas bases de dados científicas e acadêmicas e foram utilizadas na análise da cienciometria. Foram registrados o número de publicações por década, tipo de documento, área de conhecimento e bacia hidrográfica do estudo. O crescimento das áreas urbanizadas foi evidenciado principalmente a partir da década de 2000 e mostrou uma relação moderada positiva com número de publicações em ecologia de sistemas aquáticos na Ilha de Santa Catarina durante o mesmo período. No entanto, foram observadas diferenças entre as bacias hidrográficas, onde as bacias mais urbanizadas não foram necessariamente aquelas com maior número de publicações. O gradiente urbano evidenciado na ilha de Santa Catarina oferece uma oportunidade para investigar os impactos da perturbação humana na ecologia aquática, qualidade da água e comunidades de riachos. Além disso, o baixo número de pesquisas pode estar contribuindo para o declínio da integridade biológica devido à falta de conhecimento para avaliação e gerenciamento nesses ambientes. <![CDATA[Aquatic environments in the One Health context: modulating the antimicrobial resistance phenomenon]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100401&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: From an anthropocentric perspective, aquatic environments are important to maintain health and survival, however, as they are sometimes managed based on misconception, they are considered a convergent pathway for anthropogenic residues and sanitation. Thus, it is observed that these ecosystems have been threatened by chemical pollution due to xenobiotics, especially from a more contemporary approach, by the selective pressure associated with antimicrobials. There are several studies that report the enrichment of antimicrobial resistant bacteria and mobilizable antimicrobial resistance genes in aquatic and adjacent ecosystems. From the perspective of the emerging and reemerging number of diseases related to the interplay of human, animal, and environmental factors, a new conception arose to address these issues holistically, which is known as the One Health approach. Scientific and political discourse on this conception should lead to effective action plans for preventing and controlling the spread of infectious diseases in open environment, including those impacted by anthropogenic activities. Therefore, nowadays, discussions on antimicrobial resistance are becoming broader and are requiring a multi-disciplinary view to address health and environmental challenges, which includes aquatic environment management. Water may represent one of the most important ecosystems for the in antimicrobial resistance phenomenon that arises when a dynamic and singular microbial community may be influenced by several characteristics. As antimicrobial substances do not all degrade at the same time under the same treatment, strategies concerning their removal from the environment should consider their individualized chemical characteristics.<hr/>Resumo: Em uma perspectiva antropocêntrica, os ambientes aquáticos são importantes para manutenção da saúde e da sobrevivência, entretanto, gerenciados muitas vezes de maneiras equivocadas, são considerados uma via convergente para os resíduos gerados por atividades humanas e saneamento. Desta forma, observa-se que esses ecossistemas têm sido ameaçados pela poluição química devido a xenobióticos, sobretudo em uma abordagem mais contemporânea, pela pressão seletiva associada aos antimicrobianos. Vários estudos têm reportado o enriquecimento de bactérias resistentes aos antimicrobianos e genes mobilizáveis relacionados a esse fenômeno em ambientes aquáticos e ecossistemas adjacentes. Do ponto de vista das doenças emergentes e reemergentes relacionadas à interação de fatores humanos, animais e ambientais, surgiu uma nova concepção para abordar, em uma visão holística, essas questões, conhecidas como abordagem de saúde única (One Health). Discussões científicas e políticas nessa concepção devem levar a planos de ação eficazes para prevenir e controlar a disseminação de doenças infecciosas em ambiente aberto, incluindo aquelas afetadas por atividades antropogênicas. Portanto, hoje em dia, as discussões sobre resistência antimicrobiana estão se tornando mais amplas e exigindo uma visão multidisciplinar para enfrentar os desafios de saúde e ambientais, que incluem a gestão do ambiente aquático. A água pode ser um dos ecossistemas mais importantes no fenômeno da resistência antimicrobiana que surge quando uma comunidade microbiana dinâmica e singular pode ser influenciada por várias características. Como as substâncias antimicrobianas não são degradadas, ao mesmo tempo sob um mesmo tratamento, as estratégias relativas à sua remoção do meio ambiente devem considerar suas características químicas individuais. <![CDATA[Fish farming in cages: a practice to be restricted in Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100402&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: World aquaculture has been growing sharply in recent decades and Brazilian production of fish in cages has grown considerably since the end of the 1990s. This increase is related to the development of federal government regulations and the large number of medium and large hydroelectric reservoirs. The main areas of fish production in cages in Brazil are currently located in the Northeast and Southeast regions and along the Southeast/South border. Tilapia production in cages in Brazil, as well as other species produced in cages in other regions of the world, has economic advantages for the producer. On the other hand, limnologically, tilapia production in cages causes enormous damage, as it promotes the process of artificial eutrophication and, possibly, introduces this exotic species. One way of reducing artificial eutrophication is the use of Integrated Multi-trophic Aquaculture (IMTA); however, its use in fish cages installed in Brazilian reservoirs is not possible yet. Therefore, our view is that government agencies restrict the production of fish in cages to the utmost.<hr/>Resumo: A aquicultura mundial vem crescendo acentuadamente nas últimas décadas e no Brasil a produção de peixes em tanques-rede teve grande crescimento a partir do final dos anos 90. O aumento da produção de peixes em tanques-rede está relacionado ao desenvolvimento de normativas pelo Governo Federal e à grande quantidade de reservatórios de médio e grande porte para a geração de energia elétrica. Atualmente, os principais polos de produção de peixes em tanques rede no Brasil estão localizados nas regiões nordeste, sudeste e no limite da região sudeste e sul. A criação de Tilápia em tanques-rede no Brasil, assim como outras espécies em outras regiões do mundo, tem vantagens econômicas para o produtor. Por outro lado, quanto ao aspecto limnológico, o cultivo de Tilápia em tanques-rede traz enormes prejuízos promovendo o processo de eutrofização artificial, além da possibilidade de introdução dessa espécie exótica. Uma maneira de reduzir a eutrofização artificial é a utilização de sistemas multitróficos (Integrated multi-trophic aquaculture - IMTA), no entanto, nos tanques-rede instalados em reservatórios brasileiros a utilização de IMTA ainda não é possível. Portanto, nossa opinião é a de que os órgãos governamentais restrinjam ao máximo a aquicultura em tanques-rede. <![CDATA[Extemporaneous environmental legislation: an analysis of the conflicts underlying Law 3824/1960 on coarse wood removal in Brazilian artificial reservoirs]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100403&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract This article discusses the purpose and effects of Law 3824/1960, which makes mandatory the removal of vegetation and consequent cleaning of land sites subject to flooding by the construction of artificial reservoirs. The importance of this reflection is to avoid having a law that is considered effective, though if questioned, may prove contrary to the objectives for which it was created. Thus, this article aims to awaken decision makers to the possibility that this law is considered inapplicable to the current reality, according to the social, scientific, legal and environmental advances achieved in recent years. As a specific objective, based on the findings obtained, we aim to stimulate authorities to act in favor of the elaboration of a law that will meet these advances.<hr/> Resumo Este artigo discute a finalidade e os efeitos da Lei 3824/1960, que torna obrigatória a remoção da vegetação e consequente limpeza dos terrenos sujeitos a inundação pela construção de reservatórios artificiais. A importância dessa reflexão é evitar que uma lei considerada efetiva, ainda que questionada, possa ser contrária aos objetivos para os quais foi criada. Assim, este artigo visa despertar os tomadores de decisão para a possibilidade de essa lei ser considerada inaplicável à realidade atual, de acordo com os avanços sociais, científicos, jurídicos e ambientais alcançados nos últimos anos. Como objetivo específico, com base nos resultados obtidos, pretendemos estimular as autoridades a agirem em favor da elaboração de uma lei que atenda a esses avanços. <![CDATA[Climate change reflected in one of the largest wetlands in the world: an overview of the Northern Pantanal water regime]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100404&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: The dynamics of Pantanal is totally influenced by the flood pulse, which is, in part, a consequence of rainfall regime from the Amazon in the direction to the headlands and the lowlands where the water is retained, and the flood plain is formed. The impacts of climate change have not yet been measured for the Northern Pantanal (Pantanal of Cáceres), where it is the gateway to most Pantanal waters. Here, we have used rainfall, hydrology, and satellite imagery data to ascertain the possible rainfall patterns, water retention, and level of the Paraguay River over the past decades. Although a well-defined water pulse is found in the Northern Pantanal, over a 42-year historical series the number of days without precipitation has greatly increased, as well the loss of water mass in the landscape over the last 10 years specifically in during the drought season. Overall, nowadays the Northern Pantanal has 13% more days without rain than in the 60’s, and the water mass is 16% less during the drought season considering the last 10 years. These results show that nowadays the Pantanal is losing water and experiencing a more severe drought season than in the past. Regarding the physicochemical and biological cycles of the ecosystem, these changes can result in the loss of biodiversity, as well as the loss of ecosystem services, intrinsically linked to the flood pulse. Given that these losses have been aggravated by anthropogenic pressures (e.g. deforestation, erosion, hydroelectric power stations), the drafting of strategic plans for safeguarding wildlife and human populations, as well as agriculture, cattle raising, fisheries and the preservation of the people’s lifestyle in the Pantanal must be urgently implemented.<hr/>Resumo: A dinâmica do Pantanal é totalmente influenciada pelo pulso de inundação, o qual é, em parte, uma consequência do regime de chuvas da Amazônia na direção das cabeceiras e planícies onde a água é retida e a planície formada. Os impactos das mudanças climáticas, embora consensualmente aceitos, ainda não foram medidos no Pantanal do Norte (Pantanal de Cáceres), que é a porta de entrada para a maioria das águas do Pantanal. Aqui, usamos dados de precipitação, hidrologia e imagens de satélite para verificar os possíveis padrões de precipitação, retenção de água e nível do rio Paraguai nas últimas décadas. Embora seja encontrado um pulso de inundação bem definido no Pantanal do Norte, ao longo de uma série histórica de 42 anos, o número de dias sem precipitação aumentou muito, assim como a perda de massa de água na paisagem nos últimos 10 anos, especificamente durante a estação seca. No geral, hoje em dia o Pantanal Norte tem 13% a mais de dias sem chuva do que nos anos 60, e a massa de água é 16% menor durante a estação da seca, considerando os últimos 10 anos. Esses resultados mostram que o Pantanal está perdendo água e passando por uma seca mais severa hoje em dia do que no passado. No que diz respeito aos ciclos físico-químicos e biológicos do ecossistema, essas mudanças podem resultar na perda de biodiversidade, bem como na perda de serviços ecossistêmicos, intrinsecamente ligados ao pulso de inundação. Dado que essas perdas foram agravadas por pressões antropogênicas (por exemplo, desmatamento, erosão, usinas hidrelétricas), a elaboração de planos estratégicos para salvaguardar a vida selvagem e as populações humanas, assim como a agricultura, a pecuária, a pesca e a preservação do estilo de vida das pessoas do Pantanal devem ser implementados com urgência. <![CDATA[Not all viruses in nature are human enemies: a perspective on aquatic virus ecology in Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100405&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Viruses cause various diseases in humans through vector-borne (e.g., Zika and dengue fever), airborne (e.g., measles) and water-borne (e.g., hepatitis) transmission, as well as direct physical contact (e.g., AIDS and herpes). Recently, the new coronavirus (SARS-CoV-2) pandemic has triggered the greatest global health crisis in a century. However, not all viruses in nature are human enemies. A vast body of literature indicates that viral infection is vital for ecosystem functioning by affecting nutrient cycling, controlling species growth and enhancing biodiversity. Here we provide a perspective on the ecological role of viruses in nature, with special focus on Brazilian aquatic ecosystems.<hr/>Resumo: Os vírus causam doenças em humanos por meio de vetores (e.g., Zika e dengue), pelo ar (e.g., sarampo), pela água (e.g., hepatite) e por contato físico direto (e.g., AIDS e herpes). Recentemente, a pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2) ocasionou a maior crise sanitária do século. No entanto, nem todos os vírus na natureza são inimigos humanos. Diversos estudos têm mostrado que a infecção viral é fundamental para o funcionamento de ecossistemas, afetando o ciclo de nutrientes, controlando o crescimento de algumas espécies e aumentando a biodiversidade. Esta mini-revisão apresenta uma perspectiva do papel ecológico dos vírus na natureza, com foco em ambientes aquáticos Brasileiros. <![CDATA[Relative condition factor: Le Cren's legacy for fisheries science]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100501&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim In this paper we present a scientometric analysis aimed at to assess and quantify the contribution of Le Cren’s condition factor and the main ideas advanced by ‘Le Cren, 1951’ to studies on the health of individuals or populations in aquatic environments. Specifically, we addressed the following questions: (i) what are the temporal and spatial citation trends of ‘Le Cren, 1951’?; (ii) Which journals cited ‘Le Cren, 1951’ most frequently?; (iii) In which types of aquatic environments and organisms have Le Cren’s condition factor been most commonly applied?; (iv) Which of the main applications addressed in ‘Le Cren, 1951’ have been most frequently used by fisheries scientists?; (v) Which of the methods (i.e., Quételet’s index or body mass index, Fulton’s condition factor, Le Cren’s condition factor, relative weight, residual index and scaled mass index) used to estimate condition factor identified in the papers that cited ‘Le Cren, 1951’ have been most frequently used? In addition, the main criticisms of the use of the relative condition factor are discussed. Methods We carried out a scientometric analysis on the papers published from 1951 to December 2015 that cited Le Cren’s article. The papers were obtained from the Thomson Reuters database (ISI Web of Knowledge, apps.isiknowledge.com) in May 2016. Results In total, 1128 papers were assessed. The number of citations increased significantly over time. Most citations occurred in two journals (Journal of Fish Biology and Journal of Applied Ichthyology). Most of papers were carried out in marine environments. In addition, we show that Le Cren's paper has been cited mainly in articles that estimate the condition factor or the weight-length relationship of populations. Finally, we emphasize that the relative condition factor proposed by Le Cren in 1951 is still the main method used to estimate the body condition of an individual or population. Conclusions Le Cren's significant contribution to animal well-being is undeniable, and we emphasize that among the methods identified in the papers that cited ‘Le Cren, 1951’ that estimated body condition, the relative condition factor proposed by Le Cren in 1951 is still the most commonly used method.<hr/>Resumo: Objetivo Assim, o objetivo deste trabalho foi realizar uma análise cienciométrica para avaliar e quantificar a contribuição do fator de condição relativo e das principais ideias propostas por ‘Le Cren, 1951’ em estudos sobre a saúde de um indivíduo ou população em ambientes aquáticos. Especificamente, respondemos as seguintes questões (i) quais foram as tendências espaciais e temporais nas citações de ‘Le Cren, 1951’? (ii) quais revistas citaram ‘Le Cren, 1951’ mais frequentemente? (iii) em quais tipos de ambientes aquáticos e organismos o fator de condição relativo tem sido mais frequentemente aplicado? (iv) quais as principais aplicações abordadas em ‘Le Cren, 1951’ foram mais frequentemente utilizadas por cientistas pesqueiros? E (v) quais métodos (i.e. índice de Quételet ou índice de massa corpórea, fator de condição de Fulton, fator de condição de Le Cren, peso relativo, índice residual ou índice de massa escalonado) usados para estimar o fator de condição, identificados nos trabalhos que citaram ‘Le Cren, 1951’, têm sido mais frequentemente usados? Além disso, as principais críticas ao uso do fator de condição relativo são discutidas Métodos Em maio de 2016, nós realizamos uma análise cienciométrica dos trabalhos publicados de 1951 a dezembro de 2015 que citaram o artigo de Le Cren utilizando a base de dados da Thomson Reuters (ISI Web of Knowledge, apps.isiknowledge.com). Resultados Ao todo 1128 artigos foram contabilizados. O número de citações aumentou significativamente ao longo do tempo. A maioria das citações ocorreu em dois periódicos (Journal of Fish Biology and Journal of Applied Ichthyology). A maior parte dos artigos foi realizada em ambientes aquáticos. O artigo de Le Cren tem sido citado principalmente em artigos que estimaram o fator de condição ou a relação peso-comprimento de uma população. Além disso, nós enfatizamos que o fator de condição relativo proposto por Le Cren em 1951 ainda é o principal método utilizado para estimar a condição corporal de um indivíduo ou população. Conclusões Assim, a contribuição significativa de Le Cren para o estudo da saúde animal é inegável e nós enfatizamos que entre os métodos, identificados nos artigos que citaram ‘Le Cren, 1951’, para estimar a condição corporal, o fator de condição relativo proposto por Le Cren ainda é o mais utilizado. <![CDATA[Application of multivariate methods and geo<strike>e</strike>statistics to model the relationship between CO<sub>2</sub> emissions and physicochemical variables in the Hidrosogamoso reservoir, Colombia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100502&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim This article deals with the estimation of a model for CO2 emissions in the Hidrosogamoso reservoir based on the organic matter level and water quality. This is in order to determine the impact of the creation of a tropical reservoir on the generation of greenhouse gases (GHG), and to establish the water quality and emissions dynamics. We hypothesize that the spatial variability of emissions is determined by water quality and carbon cycling in water. Methods Multivariate techniques were applied to determine the relationships between CO2 and certain physicochemical variables measured in the reservoir between February and May 2015, taking samples in 10 stations and measuring 14 variables (water quality parameters and CO2). Factor, cluster, discriminant and regression analysis, as well as the geostatistical technique kriging, were used. Results We observed that all variables except dissolved organic carbon have strong linear relationships. Nitrate, total-P, total solids and total suspended solids are related due to the presence of nutrients in the water; chlorophyll a and biodegradable dissolved organic carbon due to organic carbon; and alkalinity and dissolved solids due to dissolved minerals. The sampling stations can be classified into two homogeneous groups. The first consists of the stations peripheral to the reservoir and the second of stations inside the reservoir. This difference is due mainly to the behavior of chlorophyll a and biodegradable dissolved organic carbon, and these two variables are also the best predictors for CO2, with a maximum adjustment of 70%. Conclusions Our main conclusion is that the production of CO2 is due to decomposition of flooded organic carbon, depends on the soils flooded and the tributary water quality, and that the production of this gas will, based on the literature, continue for 5 to 10 years depending on the nature of the forest flooded.<hr/>Resumo: Objetivo Este artigo trata de estimar um modelo de emissões de CO2 no reservatório Hidrosogamoso a partir da matéria orgânica e da qualidade da água, para determinar o impacto da criação de um reservatório tropical na geração de gases de efeito estufa (GEE) e estabelecer a dinâmica da qualidade da água e das emissões. Nossa hipótese é que a variabilidade espacial das emissões é forçada pela qualidade da água e pelo ciclo do carbono na água. Métodos Técnicas multivariadas foram aplicadas para determinar as relações entre o CO2 e determinadas variáveis físico-químicas medidas no reservatório entre fevereiro e maio de 2015, tomando amostras em 10 estações e medindo 14 variáveis (parâmetros de qualidade da água e CO2). Foram usadas as técnicas estatísticas de Fator, Cluster, Análise Discriminante e Regressiva, bem como a técnica geoestatística de krigagem. Resultados Observamos que todas as variáveis, exceto o carbono orgânico dissolvido, possuem fortes relações lineares. Nitrato, P-total, sólidos totais e sólidos suspensos totais estão relacionados devido à presença de nutrientes na água; clorofila a e carbono orgânico dissolvido biodegradável devido ao carbono orgânico; e alcalinidade e sólidos dissolvidos devido a minerais dissolvidos. As estações de amostragem podem ser classificadas em dois grupos homogêneos. O primeiro consiste nas estações periféricas do reservatório e a segunda das estações no interior do reservatório. Essa diferença é devido principalmente ao comportamento da clorofila e do carbono orgânico dissolvido biodegradável, e essas duas variáveis também são os melhores preditores para o CO2, com um ajuste máximo de 70%. Conclusões Nossa principal conclusão é que a produção de CO2 é devido à decomposição do carbono orgânico inundado, aos solos inundados e à qualidade da água dos afluentes, e que a produção deste gás continuará, de acordo com a literatura, por 5 ou 10 anos, dependendo da natureza da floresta inundada. <![CDATA[Phytoplankton as bioindicators of water quality in Nasarawa reservoir, Katsina State Nigeria]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100503&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim Phytoplankton monitoring as bioindicators to assess the health of the Nasarawa reservoir and also to evaluate the relationship between phytoplankton and reservoir environmental variables. Methods Phytoplankton and water samples from Nasarawa reservoir (Nigeria) were collected and analysed for ten months (February, 2018 to November, 2018) using standard methods at five sampling sites. Results A total of 38 genera belonging to five major families such as: Bacillariophyceae (42%), Chlorophyceae (24%) Cyanophyceae (13%), Deemidiaceae (18%) and Euglenophyceae (3%) were recorded. Four Phytoplankton classes; Bacillariophyta, Chlorophyta Cyanophyta, and Desmidiaceae show positive close relation with dissolved oxygen, pH, transparency, and total dissolved solids. The overall phytoplankton density in the reservoir was higher in dry season than the wet season. Palmer pollution index was employed to study the water quality of the reservoir. The total score was calculated to be 25, showing evidence of high organic pollution. Conclusions The presence of organic pollution indicators Closterium sp, Navicula sp, Nitzschia sp, Synedra sp, Chlamydomonas sp, Cyclotella sp and Anacystis sp is a warning sign of the deteriorating condition of the water quality in the reservoir. Measures need to be enforced to reduce the rate of pollution of the reservoir arising from the human activities in the catchment of the reservoir.<hr/>Resumo: Objetivo Monitoramento do fitoplâncton como bioindicador para avaliar a condição do reservatório de Nasarawa e também avaliar a relação entre o fitoplâncton e as variáveis ​​ambientais do reservatório. Métodos Amostras de fitoplâncton e água do reservatório de Nasarawa (Nigéria) foram coletadas e analisadas de forma padronizada durante dez meses (fevereiro de 2018 a novembro de 2018) em cinco locais de amostragem. Resultados Foram registrados 38 gêneros pertencentes a cinco principais famílias: Bacillariophyceae (42%), Chlorophyceae (24%) Cyanophyceae (13%), Deemidiaceae (18%) e Euglenophyceae (3%). Quatro classes de fitoplâncton; Bacillariophyta, Chlorophyta Cyanophyta e Desmidiaceae mostram relação positiva com oxigênio dissolvido, pH, transparência e sólidos totais dissolvidos. A densidade total de fitoplâncton no reservatório foi maior na estação seca do que na estação chuvosa. O índice de poluição de Palmer foi empregado para avaliar a qualidade da água do reservatório. A pontuação total foi calculada em 25, mostrando evidências de poluição orgânica elevada. Conclusões A presença de indicadores de poluição orgânica Closterium sp, Navicula sp, Nitzschia sp, Synedra sp, Chlamydomonas sp, Cyclotella sp e Anacystis sp é um sinal de alerta para a deterioração das condições da qualidade da água do reservatório. Medidas são necessárias para reduzir a taxa de poluição do reservatório decorrente das atividades humanas na bacia hidrográfica do reservatório. <![CDATA[Environmental drivers and composition of assemblages of immature odonates (Insecta) in a subtropical island in southern Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100504&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim Describe the diversity of immature stages of Odonata (Insecta) in streams from a subtropical island in southern Brazil and investigate the influence of environmental variables on the composition of their assemblages. Methods Eleven low-order streams (1st to 3rd order) were sampled in two conservation units located in the island of Santa Catarina (southern Brazil) between 2010 and 2012. Immature specimens of Odonata were collected using a Surber sampler. The influence of water abiotic parameters and habitat structure (mesohabitats: riffle vs. pool areas, microhabitats: litter vs. stone substrates) on the composition of Odonata was tested through the seasons using ordination diagrams and redundancy analysis. Results Nine odonate genera from seven families were recorded in the study region. The genera Desmogomphus, Epigomphus (Gomphidae), Heteragrion (Heteragrionidae) and Perilestes (Perilestidae) have their first records described for the state of Santa Catarina. Additionally, biological notes are provided for other odonate genera concerning substrate use. The composition of Odonata communities changed over the seasons and they were influenced by water temperature and velocity. Additionally, odonate composition differed significantly between microhabitats (substrate type) and mesohabitats (riffle vs. pool areas) in the streams studied. Conclusions The lower genera richness of Odonata recorded in the island of Santa Catarina in relation to other Brazilian subtropical streams is probably associated with the insular condition of the study region. This study also demonstrated that substrate (organic and inorganic) and mesohabitat (riffle and pool) types were important drivers of the composition of the fauna of immature odonates, evidencing the role of climate and habitat structure in influencing subtropical stream insect communities.<hr/>Resumo: Objetivos Descrever a diversidade de estágios imaturos de Odonata (Insecta) em riachos de uma ilha subtropical no sul do Brasil e investigar a influência de preditores ambientais sobre a composição de suas comunidades. Métodos Onze riachos de baixa ordem (entre 1ª e 3ª ordem) foram amostrados em duas unidades de conservação localizadas na ilha de Santa Catarina entre 2010 e 2012. Indivíduos imaturos de Odonata foram coletados com amostrador tipo Surber. A influência de parâmetros abióticos da água e da estrutura de habitat dos riachos (mesohabitats: trechos de corredeira vs. remanso; microhabitats: substratos folhiço vs. pedra) sobre a variação sazonal da composição de Odonata foi testada através de diagramas de ordenação e análise de redundância. Resultados Nove gêneros pertencentes a sete famílias de Odonata foram registrados na região de estudo. Os gêneros Desmogomphus, Epigomphus (Gomphidae), Heteragrion (Heteragrionidae) e Perilestes (Perilestidae) são registrados pela primeira vez no estado de Santa Catarina. Adicionalmente, novas anotações biológicas em relação ao uso do habitat são registradas para outros gêneros. A composição das comunidades de Odonata variou sazonalmente e foram influenciadas pela temperatura da água e vazão. Adicionalmente, a composição da fauna diferiu significativamente entre trechos de corredeira e remanso e entre tipos de substrato nos riachos amostrados. Conclusões A menor riqueza de gêneros de Odonata registrada na ilha de Santa Catarina em relação a outros riachos subtropicais brasileiros deve estar relacionada à condição insular da região de estudo. Além disso, este estudo demonstrou que os tipos de substrato (orgânicos e inorgânicos) e de mesohabitat (corredeira e remanso) foram importantes preditores ambientais da composição da fauna de imaturos de Odonata, evidenciando a influência do clima e da estrutura de habitat sobre as comunidades de insetos de riachos subtropicais. <![CDATA[Effectiveness of protected areas for the conservation of aquatic invertebrates: a study-case in southern Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100505&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim This work aimed to analyze the effectiveness of protected areas (PA) as maintainers of the fauna of benthic macroinvertebrates and the use of these in the water management of these areas. We tested the hypothesis that in streams located within the PA there will be greater abundance and diversity of organisms. Methods We collected macroinvertebrates in streams located inside and outside two PA in Southern Brazil: (Fritz Plaumann State Park, Santa Catarina, Teixeira Soares Municipal Natural Park, Rio Grande do Sul). In each stream we measured physical and chemical variables of the water. Three sub-samples of macroinvertebrates were collected on stony substrate with a Surber sampler and calculated abundance of organisms, rarefied richness, Shannon diversity and Evenness. Results The streams located in the interior of the PA presented well oxygenated waters and slightly basic pH. The electrical conductivity was higher in the external sections than the UC. We observed that rarefied richness, Shannon diversity and equitability were higher in the streams located inside the PA. PerMANOVA indicates that the composition was different between streams sections (p = 0.03) and PA (p = 0.01). Conclusions The use of organisms as bioindicators showed a potential response to the environmental integrity of streams. Thus, these organisms have potential for use by PA managers for monitoring and decision making on the maintenance of protected areas.<hr/>Resumo: Objetivo este trabalho teve por objetivo analisar a efetividade de Áreas Protegidas (AP) como mantenedoras da fauna de macroinvertebrados bentônicos e a utilização destes na gestão das águas dessas áreas. Testamos a hipótese de em riachos localizados dentro das AP haverá maior abundância e diversidade de organismos. Métodos Coletamos macroinvertebrados em riachos localizados dentro e fora de duas UC no Sul do Brasil: (Parque Estadual Fritz Plaumann, Santa Catarina; Parque Natural Municipal Teixeira Soares, Rio Grande do Sul). Em cada riacho foram mensurados variáveis físicas e químicas da água. Foram coletadas três sub-amostras de macroinvertebrados em substrato pedregoso com um amostrador Surber e calculados abundância de organismos, riqueza rarefeita, diversidade de Shannon e Equitabilidade. Resultados Os riachos localizados no interior das AP apresentaram águas bem oxigenadas e pH ligeiramente básico. A condutividade elétrica foi maior nos trechos externos as AP. Observamos que riqueza rarefeita, diversidade de Shannon e equitabilidade foram maiores nos riachos localizados no interior das AP. A PerMANOVA nos indica que a composição foi diferente entre trechos dos rios (p = 0,03) e PA (p = 0,01). Conclusões O uso dos organismos como bioindicadores demostrou potencial de resposta em relação a integridade ambiental dos riachos. Assim, estes organismos têm potencial para utilização pelos gestores de AP para monitoramento e tomada de decisões sobre a manutenção das áreas protegidas. <![CDATA[Environmental predictors of charophytes in a subtropical reservoir]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100506&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim In this study we check whether three simple environmental factors are good predictors of charophytes occurrence. Methods The Characeae material was sampled two times a year during the years of 2001, 2002 and 2003, over 235 sites distributed along eight rivers located in Itaipu, a large subtropical reservoir. While sampling the biological material, the measurement of environmental descriptors pointed out as the most important variables predicting the occurrence of submerged macrophytes were simultaneously taken. At each sampling site, using a four meter long pipe rake, the presence and absence of Charophytes were recorded, the biological material was sampled and fixed to posterior identification in laboratory following specialized literature, and measurements of the electrical conductivity, Secchi depth and the effective fetch were taken. Results A total of 13 species, belonging to the genus Chara and Nitella, were identified. An increase of the charophytes frequency towards the dam was found, which may reflects the gradient of sedimentation and reduction of the inputs of solids and nutrients, leading to a higher underwater transparency, a suitable condition to the development of submerged macrophytes. The genus Nitella occurred in all rivers and was more frequent than the genus Chara. Regarding the effect of electrical conductivity over the charophytes, the frequency of the genus Chara was found to be affected by this variable, while the effective fetch, variable that indicates wave disturbance, affected genus Nitella. Conclusions The water transparency, related with Secchi depth, was the best predictor for the charophytes occurrence, agreeing with the distribution pattern of other submerged macrophytes of this large subtropical Reservoir.<hr/>Resumo: Objetivo Neste estudo, verificamos se três simples fatores ambientais são bons preditores de ocorrência de carófitas. Métodos O material de Characeae foi amostrado duas vezes ao ano, durante os anos de 2001, 2002 e 2003, em 235 locais distribuídos ao longo de oito rios localizados em Itaipu, um grande reservatório subtropical. Simultaneamente à coleta do material biológico, medidas de descritores ambientais apontados como os preditores mais importantes para a ocorrência de macrófitas submersas foram aferidos. Em cada local de amostragem, usando um garfo coletor de 4 metros de comprimento, a presença e ausência dos carófitos foi registrada. O material biológico coletado foi fixado para posterior identificação em laboratório seguindo literatura especializada, e medidas da condutividade elétrica, profundidade de Secchi e fetch efetivo foram tomadas. Resultados Um total de 13 espécies, pertencentes aos gêneros Chara e Nitella, foram identificadas. Um aumento na frequencia dos carófitos foi encontrado em relação à distância da barragem, o que pode refletir o gradiente de sedimentação e redução da entrada de sólidos e nutrientes, levando a uma maior transparência subaquática, uma condição apropriada para o desenvolvimento de espécies submersas. O gênero Nitella ocorreu em todos os rios e foi mais frequente que o gênero Chara. Com respeito ao efeito da condutividade elétrica sobre os carófitos, a frequência do gênero Chara foi mais afetada por esta variável, enquanto o fetch efetivo, variável relacionada ao distúrbio das ondas, afetou o gênero Nitella. Conclusões A transparência da água, relacionada à profundidade do Secchi, foi o melhor preditor da ocorrência dos carófitos, concordando com a distribuição de outras macrófitas submersas deste grande reservatório subtropical. <![CDATA[Revisiting the concept of longitudinal gradients in reservoirs]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100507&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim Reservoirs are an increasingly common type of aquatic ecosystem in countries where hydropower is a dominant energy source. Understanding the functioning of these systems is essential to establish monitoring strategies or priorities for their use. The main goal of this study was to test for the presence of longitudinal gradients in reservoirs. Methods We gathered data along the main axes of 17 tropical reservoirs to test the relationship between different ecological indicators (e.g., turbidity, nutrient concentrations, and phytoplankton abundance) and distance to the dam. After, we tested whether the strengths of longitudinal gradients were related to a set of explanatory variables (occurrence in a reservoir cascade, presence of tributaries near the dam, land-use, morphology and reservoir age). Results We did not find significant relationships between our set of ecological indicators and distance to the dam and the strengths of these relationships were not consistently predicted by the explanatory variables. However, different indicators suggested patterns consistent with expectations. Conclusion The distance to the dam is not a consistent predictor of the spatial variation of different limnological variables in tropical reservoirs, highlighting a high degree of context-dependency.<hr/>Resumo: Objetivo Os reservatórios são um tipo cada vez mais comum de ecossistema aquático em países onde a energia hidrelétrica é uma fonte de energia dominante. A compreensão do funcionamento desses sistemas é essencial para estabelecer estratégias de monitoramento e prioridades de uso. O principal objetivo deste estudo foi testar se diferentes indicadores ecológicos apresentavam gradientes longitudinais em reservatórios. Métodos Coletamos dados ao longo dos eixos principais de 17 reservatórios tropicais para testar a relação entre diferentes indicadores ecológicos (por exemplo, turbidez, concentrações de nutrientes e abundância do fitoplâncton) e a distância da barragem. Depois, testamos se as magnitudes dos gradientes longitudinais estavam relacionadas a um conjunto de variáveis explanatórias (ocorrência de reservatórios em cascatas, presença de tributários próximos à barragem, uso do solo, morfologia e idade do reservatório). Resultados Não encontramos relações significativas entre nosso conjunto de indicadores ecológicos e a distância da barragem e as magnitudes dessas relações não foram consistentemente previstas pelas variáveis explanatórias. No entanto, diferentes indicadores exibiram padrões consistentes com as expectativas. Conclusão A distância da barragem não é um preditor consistente da variabilidade espacial de diferentes variáveis limnológicas em reservatórios tropicais, destacando um alto grau de dependência do contexto. <![CDATA[Seasonal variation on diet of juvenile <em>Elops saurus</em> Linnaeus, 1766 (Ladyfish) in the Parnaiba River Delta]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100508&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim Identify seasonal variations in the diet of juvenile living in the estuary of the Parnaíba River Delta. Methods Food items were identified through analysis of stomach contents, and later submitted to analysis by regular methods for Frequency of Occurrence (FO), Frequency Numerical (FN), Gravimetric Frequency (FW) and Relative Importance Index (IRI). Results Juvenile diet of Elops saurus that inhabit the lagoons in the Parnaíba delta was composed in order decreasing of importance by Osteichthyes (Teleostei), Insecta and Crustacea in addition to Polychaeta and Nematoda. It was also observed a high frequency of occurrence of fragments of plastics in the diet. In the rainy season, 17 items were recorded in the diet, whereas in the dry season only 7 items were present. Relative Importance Index showed high presence of the Teleostei fish (69.93%) on diet of E. saurus during the rainy season, whereas during the dry period the insects of the families Corixidae (43.25%) and Dysticidae (39.16%). Conclusions With the study it was possible to identify that juvenile are piscivorous in the rainy season when there is a higher availability of prey in the environment and insectivores in the dry season when it reduces the supply of food, indicating feeding flexibility to environmental alterations.<hr/>Resumo: Objetivo Identificar variações sazonais na dieta de jovens que vivem no estuário do Delta do Rio Parnaíba. Métodos Os itens alimentares foram identificados através da análise do conteúdo estomacal, e depois submetidos à análise pelos métodos Frequência de Ocorrência (FO), Frequência Numérica (FN), Frequência gravimétrica (FW) e Índice de Importância Relativa (IRI). Resultados A dieta dos jovens de Elops saurus que habitam as lagoas no delta do Parnaíba foi composta em ordem decrescente de importância por Osteichthyes (Teleostei), Insecta e Crustacea, além de Polychaeta e Nematoda. Também foi registrada elevada frequência de ocorrência de fragmentos de plásticos na dieta. Na estação chuvosa, 17 itens foram registrados na dieta, enquanto que na estação seca apenas 7 itens estavam presentes. O Índice de Importância Relativa evidenciou a importância dos peixes Teleostei (69,93%) na dieta de E. saurus na estação chuvosa, enquanto que, no período Seco destacaram-se os insetos das Famílias Corixidae (43,25%) e Dysticidae (39,16%). Conclusões Com o estudo foi possível identificar que os jovens são carnívoros, especificamente, piscívoros na estação chuvosa quando ocorre maior disponibilidade de presas no ambiente e insetívoros na estação seca, quando reduz a oferta de alimento, evidenciando uma flexibilidade alimentar frente às alterações ambientais. <![CDATA[Diet of <em>Phylloicus</em> (Trichoptera: Calamoceratidae) caddisfly larvae in forest streams of western Pará, central Brazilian Amazonia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100509&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim The aquatic larvae of the Phylloicus (Trichoptera: Calamoceratidae) caddisflies are typical shredders. However, the trophic classification of Phylloicus has been based on the morphology and behaviour of the larvae. The aim of this study was to investigate the diet of caddisfly larvae Phylloicus in streams. Methods In order to provide a more reliable classification of Phylloicus diet, we analyzed the stomach contents of 185 larvae collected, sampled with D-frame entomological net from 18 streams located in the tropical forests of western Pará, Brazil. We compared the stomach contents between the larval stages, seasons (dry and rainy), and substrates (i.e., sand, leaf litter, roots, clay and mixed substrates). Results We identified the stomach contents as fine particulate organic matter (FPOM), coarse particulate organic matter (CPOM) and plant tissue. The diet of the Phylloicus larvae was composed basically of FPOM, independent of the larval stage (90,4%), was a higher consumption of FPOM in the dry season and there were no significant differences in food resource between substrates. Conclusions These findings indicate that the classification of Phylloicus as a shredder may in fact be based on the processing of leaves for the building of larval cases, rather than the diet, which is in fact detritivorous, enjoying the availability of FPOM in the streams. The great quantity of FPOM consumed by caddisfly larvae Phylloicus highlight the importance of this food resource for macroinvertebrate communities from tropical streams. Therefore, regional studies of feeding habits are needed for accurate classification trophic of Phylloicus.<hr/>Resumo: Objetivo Phylloicus (Trichoptera: Calamoceratidae) é um gênero de inseto aquático cujas larvas são consideradas fragmentadoras típicas. Porém, a classificação trófica de Phylloicus tem sido baseada na morfologia e comportamento das larvas. O objetivo deste estudo foi investigar a dieta de larvas de Phylloicus em riachos. Métodos Assim, para estabelecer a correta dieta alimentar de Phylloicus analisamos o conteúdo estomacal de 185 larvas coletadas, amostradas com rede entomológica D em 18 riachos de floresta tropical no Oeste do Pará, Brasil. Comparamos o conteúdo estomacal entre os estádios larvais, períodos sazonais (seco e chuvoso) e substratos (e.g. areia, folhiço, raiz, substrato misto). Resultados Identificamos os conteúdos estomacais como matéria orgânica particulada fina (MOPF), matéria orgânica particulada grossa (MOPG) e tecido vegetal. Independentemente do estádio larval, a dieta de Phylloicus foi composta basicamente MOPF (90,4%), houve maior consumo de MOPF no período seco e não houve diferenças significativas no consumo de recursos alimentares entre substratos. Conclusões Esses resultados indicam que a classificação de Phylloicus como fragmentador deve ser associada somente à quebra de folhas para a construção de abrigos e não a sua dieta, que é detritívora, aproveitando a disponibilidade de MOPF nos riachos. A grande quantidade de FPOM consumida por larvas de Phylloicus destaca a importância desse recurso alimentar para comunidades de macroinvertebrados de riachos tropicais. Portanto, estudos regionais de hábitos alimentares são necessários para uma classificação precisa trófica de Phylloicus. <![CDATA[Alpha and beta diversities of Trichoptera (Insecta) assemblages in natural and rural subtropical streams]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100510&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim The aim of this study was to determine the diversity of Trichoptera in subtropical streams and the effects of environmental variables and geographical position on alpha and beta diversity in natural and rural streams. Methods We collected Trichoptera with a Surber sampler in 12 small order subtropical streams (six streams with apparent absence of anthropic disturbance and six streams with rural activity in their drainage areas) and measured limnological variables. We evaluated the effects of environmental variability and geographical distance on the dissimilarity of the assemblage and calculated the contribution of alpha and beta diversity for each stream. Results We collected a total of 1,264 Trichoptera larvae distributed in 17 genera and 11 families. The genera Phylloicus and Smicridea were found in almost all streams. We observed a positive effect of environmental variability on biological variability but not of geographical distance. The environmental variability was basically generated by the influence of higher concentrations of dissolved organic carbon and nutrients. We observed the greatest contribution of the alpha diversity of the Trichoptera assemblages in natural streams and of beta diversity in the rural streams. Conclusions Our results demonstrate that the variability of Trichoptera is affected by environmental characteristics, but not by geographical position.<hr/>Resumo: Objetivo O objetivo desse estudo foi determinar a diversidade de Trichoptera em riachos e o efeito das variáveis ambientais e posição geográfica na diversidade alfa e beta em riachos naturais e rurais. Métodos Coletamos larvas de Trichoptera com um amostrador Surber em 12 riachos subtropicais de pequena ordem (seis riachos com ausência aparente de distúrbios antrópicos e seis riachos com atividades rurais na área de drenagem) e quantificamos as variáveis limnológicas. Avaliamos os efeitos da variabilidade ambiental na dissimilaridade das assembleias e calculamos a contribuição da diversidade alfa e beta nos riachos. Resultados Coletamos um total de 1264 larvas de Trichoptera distribuidas em 17 gêneros e 11 famílias. Os gêneros Phylloicus e Smicridea foram encontramos em praticamente todos os riachos. Observamos um efeito positivo da variabilidade ambiental na variabilidade biológica, mas não da posição geográfica. A variabilidade ambiental foi gerada basicamente pela influência de maiores concentrações de carbono orgânico dissolvido e nutrientes. Observamos maior contribuição da diversidade alfa nas assembleias de Trichoptera nos riachos naturais, e da diversidade beta nos riachos rurais. Conclusões Nossos resultados demonstram que a variabilidade de Trichoptera é afetada por características ambientais, e não pela posição geográfica. <![CDATA[Spatial and temporal variation of the phytoplankton structure in cascading oligotrophic reservoirs of southeast Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100511&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim Structural changes in phytoplankton was evaluated in one ultraoligotrophic and two oligotrophic cascading reservoirs during two climatic periods (austral winter and summer) of 2014. Changes in phytoplankton biomass, species composition, and codons (functional groups) were evaluated along a vertical and a longitudinal profile. Methods Four sampling sites were selected for the first reservoir in the cascade (Cachoeira do França) and three for each of the other two reservoirs (Cachoeira da Fumaça and Serraria). Samples were collected along a vertical and a longitudinal profile. Species biomass and codons ‘sensu’ Reynolds were identified and expressed in terms of biomass. Results 18 codons were identified and associated to the reservoirs’ limnological conditions. Composition and biomass of descriptor species changed among seasons. Codon B consisting mainly of Discostella stelligera was the most frequent in all reservoirs in both climatic seasons. Conclusions Our findings showed that seasonality was the key factor for the species composition and phytoplankton codons changes. However, the cascade effect on phytoplankton structure was shown by the continuous contribution of Ceratium furcoides (codon LM) during the winter, and of Discostella stelligera (codon B) in both sampling periods in all three reservoirs.<hr/>Resumo: Objetivo Mudanças estruturais no fitoplâncton foram avaliadas em três reservatórios em cascata, um ultraoligotrófico e dois oligotróficos, no verão e no inverno de 2014. Avaliou-se a variação da biomassa fitoplanctônica, a composição de espécies e os códons (grupos funcionais) ao longo de um perfil vertical e outro longitudinal. Métodos Foram selecionados quatro locais de amostragem na primeira represa em cascata (Cachoeira do França) e três em cada uma das demais duas (Cachoeira da Fumaça e Serraria). As amostras foram coletadas ao longo dos perfis vertical e longitudinal das represas. Foram determinados o biovolume das espécies e os códons que foram expressos em termos de biomassa. Resultados 18 códons foram identificados e associados às condições limnológicas dos reservatórios. A composição e a biomassa das espécies descritoras mudaram conforme as estações do ano. Códon B constituído principalmente por Discostella stelligera foi o mais frequente nas três represas e em ambos os períodos de amostragem. Conclusões Os resultados mostraram que a sazonalidade foi um fator importante para as mudanças na composição de espécies e dos códons do fitoplâncton. No entanto, o efeito da cascata sobre a estrutura do fitoplâncton foi demonstrado pela expressiva e constante contribuição de Ceratium furcoides (códon LM) no inverno e de Discostella stelligera (códon B) em ambos os períodos de amostragem nas três represas estudadas. <![CDATA[Differences in land use modify Odonata assemblages in the Cerrado-Caatinga ecotone]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100512&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim The present study tested the hypothesis that the composition of the odonate assemblages in environments with greater habitat integrity is significantly different from that of areas with reduced habitat integrity. Methods The samples were collected between April 2017 and November 2017 in eight streams in Caxias, in the Brazilian state of Maranhão. The habitat integrity index was used to quantify habitat integrity. The odonate specimens were collected by the fixed area scanning method. Results The habitat integrity index ranged from 0.265 to 0.915 at the different localities. A total of 229 specimens were collected, representing 19 odonate species. Species composition varied among streams that presented different degrees of conservation, with some species being typical of specific habitats. However, this variation had no effect on the number of taxa or the abundance of odonates, which may reflect the local substitution of extinct specialist species by generalists. Conclusions Evidence indicates that the reduction of habitat integrity is an important predictor of changes in the biodiversity of aquatic insects in streams such as those of the Cerrado-Caatinga ecotone.<hr/>Resumo: Objetivo O presente estudo testou a hipótese de que a composição das assembleias de Odonata difere entre os riachos com maior integridade de habitat em relação aos de menor integridade. Métodos As amostras foram coletadas entre abril de 2017 e novembro de 2017 no período de estiagem, em oito córregos em Caxias, Maranhão. O índice de integridade do habitat foi usado para quantificar a integridade do habitat. Os espécimes de Odonata foram coletados pelo método de varredura de área fixa. Resultados O índice de integridade do habitat variou de 0,265 a 0,915 nos diferentes riachos. Um total de 229 espécimes foram coletados, representando 19 espécies Odonata. A composição das espécies variou entre os riachos que apresentaram diferentes graus de conservação, sendo que algumas espécies foram específicas para cada tipo de habitat. No entanto, esta variação não teve efeito sobre a riqueza de espécies ou a abundância de Odonata, o que pode refletir a substituição local de espécies especialistas por generalistas. Conclusões As evidências indicam que a redução da integridade do habitat é um importante preditor de mudanças na biodiversidade de insetos aquáticos em riachos como os do ecótono Cerra-Caatinga. <![CDATA[Pollution tolerance, flight capacity and natural history explain metacommunity structure in high-altitude stream insects]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100513&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim To test how different taxonomic and functional groups of aquatic insects from high-altitude streams respond to environmental and spatial gradients at multiple scales in Southeast of Brazil. Methods Specimens were collected in 26 high-altitude streams distributed over a gradient of previously defined environmental quality. The taxonomic identification was made at the genus level and the functional classification was based on traits of flight capacity and pollution tolerance compiled from specific literature. We obtained local in situ data (limnological, sediments, and organic matter), as well as calculated land use at the riparian and drainage basin scale. A variation partitioning approach was used to explain species composition based on different response matrices deconstructed by both taxonomic groups and functional traits. The explanatory matrices encompassed environmental variables at three spatial scales and spatial variables extracted from Principal Components of Neighbor Matrices analysis. A linear model was applied to verify the possible correlation between spatial and environmental components. Results The contribution of the spatial and environmental components varied strongly between taxonomic and functional groups. For taxonomic groups, the pure environmental component was more important for Odonata and Trichoptera, while spatial variables were more important for Diptera (non-Chironomidae) and Chironomidae, Coleoptera, Ephemeroptera, Plecoptera and Megaloptera. The sensitive groups with good flight capacity showed a greater environmental signature while the tolerant groups with low flight capacity had a greater spatial signature. Moreover, the important variables for explaining community variation were from different spatial scale (local, riparian and watershed) depending either on the analyzed taxonomic or on functional groups. However, a general effect of forests was found in several groups. Conclusions It is necessary to consider the joint effect of evolutionary natural history of groups, as well as their functional traits in the structuring of metacommunities, since only taxonomic resolutions may not be sufficient to detect assembly processes at multiple spatial scales.<hr/> Resumo Objetivo Testar como as diferenças taxonômicas e de grupos funcionais de insetos aquáticos de riachos de altitude respondem ao gradiente ambiental e espacial em múltiplas escalas no sudeste do Brasil. Métodos As amostras foram coletadas em 26 riachos de altitude distribuídos em um gradiente de qualidade ambiental previamente definido. A identificação taxonômica foi feita no nível de gênero e a classificação funcional foi baseada em características de capacidade de voo e tolerância à poluição compiladas a partir de literatura específica. Obtivemos dados locais in situ (limnológicos, sedimentos e matéria orgânica), bem como calculamos o uso da terra na zona ripária e na escala da bacia hidrográfica. O particionamento de variância foi usado para explicar a composição de espécies com base em matrizes de resposta desconstruídas por grupos taxonômicos e características funcionais. As matrizes explicativas abrangeram as variáveis ​​ambientais em três escalas e as variáveis ​​espaciais extraídas da análise de Componentes Principais das Matrizes Vizinhas. Um modelo linear foi aplicado para verificar a possível correlação entre componentes espaciais e ambientais. Resultados A contribuição dos componentes espaciais e ambientais variou fortemente entre os grupos taxonômico e funcional. Para os grupos taxonômicos Odonata e Trichoptera, o componente ambiental puro foi mais importante, enquanto as variáveis ​​espaciais foram mais importantes para Diptera (exceto-Chironomidae) e Chironomidae, Coleoptera, Ephemeroptera, Plecoptera and Megaloptera. Os grupos sensíveis com boa capacidade de voo apresentaram maior assinatura ambiental, enquanto os grupos tolerantes e com baixa capacidade de voo tiveram maior assinatura espacial. Além disso, as variáveis ​​importantes para explicar a variação da comunidade foram de diferentes escalas espaciais (local, riparia e da bacia hidrográfica), dependendo dos grupos taxonômicos ou funcionais analisados, mas um efeito geral das florestas foi encontrado em vários grupos. Conclusões É necessário considerar o efeito conjunto da história natural evolutiva dos grupos, bem como seus traços funcionais na estruturação de metacomunidades, uma vez que apenas resoluções taxonômicas podem não ser suficientes para detectar processos de montagem em múltiplas escalas espaciais. <![CDATA[Gut content analysis confirms the feeding plasticity of a generalist fish species in a tropical river]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100514&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract Aim In this paper, we compared the diet composition of the South American silver croaker, Plasgioscion squamosissimus in preserved and impacted areas (agrarian land use) of an Amazonian river. Our objective was to quantify the plasticity in diet across different habitats and evaluate the importance of a carnivorous generalist species as an environmental indicator based on its feeding variation. Methods We analysed the stomach contents of 135 individuals and compared the trophic level of P. squamosissimus and the source of ingested food items in the impacted and non-impacted habitats. Results The trophic level values in both areas were similar. In both areas, P. squamosissimus used a wide variety of food items, consuming mainly fish and invertebrates of autochthonous origin. However, in terms of composition of food items, small pelagic fish and autochthonous items were more frequently consumed in the preserved area, while in the impacted area fish and benthic invertebrates were predominant in the diet. Conclusions Our gut analysis suggests plasticity in P. squamosissimus diet across varying areas, which point to the ability of P. squamosissimus to modify their diet in the impacted situation, utilizing more benthic material on impacted area in order to maintain a similar trophic position.<hr/> Resumo Objetivo Neste artigo, comparamos a composição da dieta da pescada branca Plasgioscion squamosissimus em áreas preservadas e impactadas (área agrária) de um rio amazônico, a fim de quantificar a plasticidade trófica em diferentes habitats e avaliar a importância de uma espécie carnívora generalista como um indicador ambiental baseado em sua variação alimentar. Métodos Analisamos o conteúdo estomacal de 135 indivíduos e comparamos o nível trófico de P. squamosissimus e a origem dos itens alimentares nos habitats impactados e preservados. Resultados Os valores do nível trófico em ambas as áreas foram semelhantes. Nas duas áreas, P. squamosissimus utilizou uma grande variedade de itens alimentares, consumindo principalmente peixes e invertebrados de origem autóctone. No entanto, em relação à composição dos itens alimentares, pequenos peixes pelágicos e itens autóctones foram consumidos com maior frequência na área preservada, enquanto na área impactada predominaram os peixes e invertebrados bentônicos na dieta. Conclusões Nossa análise intestinal sugere a plasticidade na dieta de P. squamosissimus em diferentes áreas, sendo útil apontar a capacidade de P. squamosissimus de modificar sua dieta na situação impactada, utilizando mais material bentônico na área impactada, a fim de manter uma posição trófica semelhante. <![CDATA[Zooplankton trajectory before, during and after a hydropower dam construction]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100515&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim Understanding the impact of anthropogenic activities is central for supporting management and conservation efforts. In aquatic ecosystems, the construction of dams for hydroelectric power plants is a major environmental change that turns the riverine ecosystem into a reservoir lake. Such environmental deep alteration causes profound impacts in biota. The goal of this study is to make a comprehensive description of zooplankton trajectory following the construction of a reservoir in the transition from the hotspot Cerrado to Amazon, Central Brazil. Methods We used data sampled before, during and after the formation of the reservoir lake in 10 sampling units each period. We evaluated compositional changes, shifts in spatial organization, and a variation in beta-diversity from before to after the dam constructions using a set of multivariate analyses. We evaluated effects for Rotifers, Copepods and Cladocerans separately. Results Compositional changes were evident for all zooplankton groups: Rotifers, Copepods and Cladocerans. Besides, spatial community organization was also affected but depending on the beta-diversity facet and data resolution – mainly turnover using abundance data, except for Copepods. Finally, an increase in nestedness occurred for all groups during the formation of the reservoir lake. Conclusions In summary, our study showed the deep impacts for zooplankton that the formation of a reservoir lake causes. We innovate by making a complete assessment, which indicate clearly the complexity of evidencing impacts in aquatic communities. We also suggest that long-term monitoring should continue in reservoirs for scientific purposes. The changes in biota also make clear that the construction of dams should be accompanied by preservation of other pristine riverine ecosystems.<hr/>Resumo: Objetivo O entendimento do impacto de atividades antrópicas é essencial para subsidiar esforços de manejo e conservação. Em ecossistemas aquáticos, a construção de barragens para usinas hidroelétricas é uma das principais alterações ambientais que tornam o ecossistema fluvial em um reservatório. Tal alteração ambiental causa uma alteração profunda na biota. O objetivo desse estudo é fazer uma descrição completa da trajetória da comunidade zooplanctônica devido à construção de um reservatório na transição entre o hostpot brasileiro Cerrado e a Amazônia, no Brasil Central. Métodos Foram utilizados dados amostrados antes durante e depois da formação do lago do reservatório coletados em 10 pontos em cada um desses períodos. Foram avaliadas as mudanças composicionais, as alterações na organização especial e as variações da diversidade-beta entre antes e depois da construção do reservatório usando um conjunto de análises multivariadas. Efeitos em Rotíferos, Copépodos e Cladóceros foram avaliados separadamente. Resultados Mudanças na composição de espécies foram evidentes para todos os grupos zooplanctônicos: Rotíferos, Copépodos e Cladóceros. Além disso, a organização espacial das comunidades também foi afetada, dependendo da faceta de diversidade beta e da resolução numérica dos dados – principalmente turnover usando dados de abundância, exceto para Copépodos. Finalmente, houve aumento de aninhamento da comunidade durante o enchimento do reservatório para todos os grupos zooplanctônicos. Conclusões Em resumo, nosso estudo mostrou os impactos que a formação do lago de reservatórios causa na comunidade zooplanctônica. O estudo é inovador por fazer uma descrição completa, que claramente indica a complexidade em evidenciar impactos nas comunidades ecológicas aquáticas. Também se sugere que o monitoramento de longo prazo deve continuar em reservatórios para fins científicos. As mudanças na biota deixam claro que a construção de barragens deve ser acompanhada pela preservação de outros ecossistemas fluviais pristinos. <![CDATA[<em>Campsurus truncatus</em> Ulmer, 1920 (Polymitarcyidae): an Ephemeroptera in eutrophic waters]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100516&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim The order Ephemeroptera, together with Trichoptera and Plecoptera, has been considered as sensitive in environmental quality assessment. However, the species Campsurus truncatus Ulmer 1920 (Polymitarcyidae) has been sampled in anthropically altered sites. In this paper, data on the occurrence of that species in the water quality monitoring network of the Environmental Agency of São Paulo State (CETESB) were gathered to review its position in the environmental gradient and in the quality assessment of rivers and reservoirs. Methods For this, a compilation of the occurrences and densities of Campsurus obtained in rivers and reservoirs of São Paulo state between 2001 and 2018, with grab samplers, was carried. Environmental factors, the Trophic State Index (TSI) and the Benthic Community Index (BCI) were related to the species densities to define its environmental requirements. Results The sublittoral zone of reservoirs was the most common habitat to C. truncatus, occurring more frequently at mesotrophic sites with fair ecological quality. Higher mean densities were recorded at eutrophic sites with good ecological quality conditions. The statistical analysis did not show linear correlation between C. truncatus densities and any of the analyzed environmental variable such as grain size, organic matter content, DO and light penetration, although there was a tendency for higher species densities occur in muddy, dark sediments and with intermediate levels of organic matter. As described in literature the presence of aquatic plants can actually benefit that population once the highest densities were observed in sites with many macrophytes, as Salto Grande reservoir, but it may be confusing the relationship between population density and environmental factors. Conclusions The high occurrence and densities of C. truncatus obtained in eutrophic environments suggest that the species should not be considered as a sensitive taxon in qualitative indexes, such as the BCI for rivers and the sublittoral region of reservoirs. Moreover, its exclusion from the richness of sensitive groups had low impact on the diagnoses already performed at the CETESB monitoring network.<hr/>Resumo: Objetivo A ordem Ephemeroptera, juntamente com Trichoptera e Plecoptera, tem sido empregada na diagnose de qualidade ambiental como sensível. No entanto, a espécie Campsurus truncatus Ulmer 1920 (Polymitarcyidae) tem sido observada em ambientes antropicamente alterados. Neste trabalho foram reunidos os dados obtidos na rede de monitoramento da qualidade das águas da CETESB, para reavaliar a posição do grupo no gradiente ambiental e no diagnóstico de qualidade de rios e reservatórios. Métodos Para tanto, foram utilizadas os dados de ocorrência e densidade de Campsurus em amostras obtidas em rios e reservatórios do estado de São Paulo no período de 2001 a 2018, com pegadores. Fatores ambientais e os índices de estado trófico (IET) e da comunidade bentônica (ICB) foram comparados com a ocorrência e densidade desta espécie na tentativa de definir suas preferências ambientais. Resultados A região sublitoral de reservatórios foi o habitat preferencial da espécie, sendo que C. truncatus ocorreu com maior frequência em ambientes mesotróficos e de qualidade ecológica regular, mas apresentou maiores densidades médias em ambientes eutróficos e de qualidade ecológica boa. As análises estatísticas não evidenciaram relação linear de suas densidades com nenhum dos fatores abióticos analisados, como a granulometria, conteúdo de matéria orgânica, OD e penetração de luz, embora tenha havido uma tendência para a ocorrência das maiores densidades em sedimentos lodosos, com menos de 1% de penetração de luz e com teores intermediários de matéria orgânica. Como descrito na literatura, a presença de plantas aquáticas pode de fato beneficiar a população de Campsurus truncatus, uma vez que os as densidades mais elevadas foram observadas em ambientes com muitas macrófitas, como o res. Salto Grande, mas é um fator que pode estar confundindo a relação populacional com as variáveis ambientais. Conclusões A frequência de ocorrência e as elevadas densidades obtidas em ambientes eutrofizados sugerem que a espécie não deve ser considerada forma sensível em índices qualitativos, como a riqueza de espécies sensíveis utilizada no cálculo do ICB para rios e região sublitoral de reservatórios. Além disso, sua exclusão na riqueza de grupos sensíveis surtiu baixo impacto sobre os diagnósticos já realizados pela rede de monitoramento da CETESB. <![CDATA[Life history traits of the exotic freshwater snail <em>Melanoides tuberculata</em> Müller, 1774 (Gastropoda, Thiaridae), and its sensitivity to common stressors in freshwaters]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100517&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim In the present study has analyzed several aspects of the life history traits of Melanoides tuberculata, an exotic species, under laboratory conditions, and its response to some stressors has also been applied. Methods Sensitivity to two toxic substances was tested. The mollusks were collected and cultured in the laboratory under controlled conditions of temperature of 25 ± 1 °C and ad libitum food regime. Growth rates and biomass were experimentally obtained and the individual growth curve obtained. Results The experiment lasted 287 days and the maximum shell lengths registered was 11.67 mm. The growth curve indicated a rate of 3.98 year-1 and a maximum theoretical length of 10.61 mm. The mean post-embrionary development time until first reproduction was 275 days and the size of the primipara was 10.13 mm. An accelerated growth of juveniles was observed with fast increase in the shell length until sexual maturity, but growth rate decreased afterwards as more energy was devoted to reproduction. Under the combination of 25 °C and fed on alternate days, M. tuberculata had a slow growth and a long-life expectancy under laboratory conditions. The tolerance of this mollusk to temperature as a stressor ranged between 16 °C and 37 °C, being the optimum temperature situated between 29 °C and 34 °C. The LC(I)50-24h for reference substances were: 0.70 g L-1 for KCl and 9.05 g L-1 for NaCl. Conclusion Based on these results, we can conclude that M. tuberculata is a species tolerant to temperature and salinity, what partially explains to accordance to its wide and rapid dispersion throughout tropical waters.<hr/>Resumo: Objetivo No presente estudo foram analisados diversos aspectos do ciclo de vida de Melanoides tuberculata, um gastrópode exótico, sob condições controladas em laboratório, e, também foram avaliados a sua resposta a alguns estressores. Métodos Foram testadas a sensibilidade a duas substâncias tóxicas. Os moluscos foram coletados e cultivados em laboratório sobre condições controladas de temperatura de 25 ± 1 °C e alimentação ad libitum. A taxa de crescimento e as relações peso-comprimento foram determinadas, além da curva de crescimento individual. Resultados A duração do experimento foi de 287 dias, os valores de comprimentos máximo da concha foi de 11,67 mm. Os parâmetros da curva de crescimento revelaram taxa de crescimento de 3,98 ano-1 e comprimento máximo teórico de 10,61 mm. Em média M. tuberculata apresentou a primípara em 275 dias com comprimento de 10,13 mm. O crescimento foi mais acentuado na fase juvenil decorrente do maior investimento nesta fase para a formação da concha até a maturidade sexual, após isso houve redução nas taxas de crescimento para maior investimento de energia na reprodução. Assim, M. tuberculata apresentou crescimento lento e uma longa expectativa de vida em condições laboratoriais. A faixa de tolerância à temperatura de M. tuberculata situa-se entre 16 °C e 37 °C, sendo a faixa ótima de temperatura entre 29 °C e 34 °C. A CL(I)50-24h foram: 0,70 g.L-1 para KCl e 9,05 g.L-1 para NaCl. Conclusões Baseados nestes resultados podemos concluir que M. tuberculata é uma espécie tolerante a temperatura e salinidade, o que explicaria parcialmente sua ampla e rápida dispersão em águas tropicais. <![CDATA[Record of parasitic oomycetes on neotropical copepods in aquatic environments of Northwestern Patagonia (Argentina)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100701&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim Oomycetes are one of the most widespread and destructive parasitic groups in the world. The first infection of oomycetes on copepod Parabroteas sarsi Daday 1901 was recently recorded in America. Oomycetes infection on this species makes their eggs unviable and could differentially affect the survival of females. The aim of this study was to track the incidence of oomycetes in two populations of P. sarsi. Methods Two Patagonian ponds were monitored during spring-summer of 2014-2018, measuring environmental variables and the prevalence of oomycete infections on P. sarsi populations. Taxonomic determination of the oomycetes was performed in laboratory. Sex ratios also were recorded in each survey. Results The presence of Aphanomyces ovidestruens Gicklhorn 1923 and Pythium flevoense Van der Plaats-Niterink 1972 was detected in females of P. sarsi in both ponds. We observed a decrease in the parasite prevalence over time, from ~25% (assessed on the total number of adults) to almost disappear completely. Besides, a lower proportion of females than males were observed in samples with high prevalence of parasitism. No temperature differences were found during the sampling years and the monthly temperatures between the maximum and minimum prevalences were similar. Conclusions Our study presents a new record of oomycetes parasitizing copepods in America. Temperature can play a key role in the dynamics of parasite species, but in our study this variable not affected the incidence of the infection. However, other variables could be affect the pattern of the infection such as the presence of predators of oomycetes spores (cladocerans). The lower females proportion when the infection was higher, could support the idea of differential sex/mortality induced by the infection. Recording and identification of parasites is a critical starting point for wildlife management, which will provide an early warning to prevent the spread of harmful parasites such as oomycetes.<hr/>Resumo: Objetivo Os oomicetos são um dos grupos parasitários mais difundidos e destrutivos do mundo. A primeira infecção de oomicetos no copépode Parabroteas sarsi Daday 1901 foi recentemente registrada na América. A infecção por Oomycetes nesta espécie torna os seus ovos inviáveis e pode afetar diferentemente a sobrevivência das fêmeas. O objetivo deste estudo foi rastrear a incidência de oomicetos em duas populações de P. sarsi. Métodos Duas poças na patagônia foram monitoradas durante a primavera-verão de 2014-2018, medindo variáveis ambientais e a prevalência de infecções por oomicetos em populações de P. sarsi. A determinação taxonômica dos oomicetos foi realizada em laboratório. As proporções de sexo também foram registradas em cada pesquisa. Resultados A presença de Aphanomyces ovidestruens Gicklhorn 1923 e Pythium flevoense Van der Plaats-Niterink 1972 foi detectada em fêmeas de P. sarsi em ambas as poças. Observamos uma diminuição na prevalência de parasita ao longo do tempo, com uma redução que foi de aproximadamente 25% (considerando o número total de adultos) até próximo de desaparecer completamente. Além disso, uma proporção menor de fêmeas do que de machos foi observada em amostras com alta incidência de parasitismo. Não foram encontradas diferenças de temperatura durante os anos de amostragem e as temperaturas mensais entre as prevalências máxima e mínima foram semelhantes. Conclusão Nosso estudo apresenta um novo registro de parasitismo por oomicetos em copépodes na América. A temperatura pode desempenhar um papel fundamental na dinâmica das espécies parasitárias, mas em nosso estudo esta variável não afetou a incidência da infecção. No entanto, outras variáveis podem afetar o padrão da infecção, como a presença de predadores de esporos de oomicetos (cladóceros). A menor proporção de fêmeas quando a infecção foi maior indicam mortalidade diferencial por sexo induzida pela infecção. O registo e identificação de parasitas é um ponto de partida crítico para a gestão da vida selvagem, o que proporcionará um alerta precoce para prevenir a propagação de parasitas nocivos como os oomicetos. <![CDATA[First records of non-native species Malaysian prawn <em>Macrobrachium rosenbergii</em> (Decapoda: Palaemonidae) in an important South American hydrographic system]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100702&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim The objective of this work is to record the occurrence of non-native species Macrobrachiun rosenbergii in water bodies of the Piquiri River basin, State of Paraná, Brazil, an important South American hydrographic system. Methods Samples were obtained from October 2015 to June 2016 and from September 2017 to September 2018, using traps and electric fishing equipment (portable alternating current generator, 2.5 kW, 400 V, 2A) in the Piquiri River and two tributaries. Results 16 M. rosenbergii specimens were caught, 11 females and 5 males. Conclusions Our results indicated the introduction of the species M. rosenbergii into the Piquiri River basin by aquaculture activity. The constant insertion of new specimens by the productive sector may, in the short term, maintain populations with large number of individuals, causing potential damage to the native biodiversity.<hr/>Resumo: Objetivo Este trabalho tem como objetivo registrar a ocorrência da espécie não nativa Macrobrachiun rosenbergii na bacia hidrográfica do rio Piquiri, Estado do Paraná, Brasil, um importante sistema hidrográfico Sul-Americano. Métodos As amostras foram coletadas de outubro de 2015 a junho de 2016 e de setembro de 2017 a setembro de 2018, utilizando armadilhas e equipamento elétrico de pesca (gerador de corrente alternada portátil, 2,5 kW, 400 V, 2A) no rio Piquiri e dois afluentes. Resultados 16 espécimes de M. rosenbergii foram capturados, 11 fêmeas e 5 machos. Conclusões Nossos resultados indicaram a introdução da espécie M. rosenbergii na bacia do rio Piquiri pela atividade de aquicultura. A constante inserção de novos espécimes pela aquicultura pode manter populações com elevado número de indivíduos, ocasionando potenciais danos à biodiversidade nativa. <![CDATA[First record of the Asian clam <em>Corbicula fluminea</em> (Müller, 1774) (Bivalvia: Cyrenidae) at Poxim-Açu River, northeastern Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100703&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim The objective of this work is to provide a new occurrence record of the Asian clam Corbicula fluminea in the Poxim-Açu River, northeastern Brazil. Methods Samplings were carried out on October 20th of 2016 at five sites along Poxim-Açu River. At each site five samples were taken with a PVC core of 0.25 m of diameter and all individuals found inside core were sorted by hand. Results The species was recorded at all sites with densities ranging from 412±169 to 1692±1474 individuals/m2. Conclusion This record extends the distribution of C. fluminea at northeastern Brazil.<hr/>Resumo: Objetivo Esse trabalho tem como objetivo registrar pela primeira vez a presença do berbigão asiático Corbicula fluminea no Rio Poxim-Açu, região nordeste do Brasil. Métodos As amostragens foram realizadas em 20 de outubro de 2016 em cinco pontos ao longo do Rio Poxim-Açu. Em cada ponto foram coletadas cinco amostras com o auxílio de um tudo de PVC (diâmetro de 0,25 m). Todos os indivíduos presentes dentro do tubo foram coletados manualmente. Resultados A espécie esteve presente em todos os pontos amostrais com densidades variando entre 412±169 e 1692±1474 indivíduos/m2. Conclusão Esse registro amplia a distribuição de C. fluminea na região nordeste do Brasil. <![CDATA[First evidence of a spawning site of the endangered fish <em>Brycon orbignyanus</em> (Valenciennes, 1850) (Characiformes, Bryconidae) in the Middle Uruguay River, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100704&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim This study provides the first direct evidence about the location of a spawning site of Brycon orbignyanus (Valenciennes, 1850) in the Middle Uruguay River. Methods Sampling was carried out with a plankton net (500 µm) in November 2017 in the Uruguay River near the confluence with the Piratinim River, southern Brazil. Eggs were sorted in the field, and to confirm species identity we used the live ichthyoplankton technique. Results We captured 47 eggs of B. orbignyanus in the channel of the Uruguay River, characterized by fast flow, shallow depth (approximately 3 m) and rocky bottom, located a few kilometers upstream from its confluence with the Piratinim River. Eggs are spherical, well hydrated, semi-dense, transparent and non-adhesive, with a single membrane and large perivitelline space. Total diameter varied between 3,500 and 4,000 µm. Eggs were in early stages of embryonic development, and cells showed 8, 16 or 32 blastomeres. A total of 16 eggs hatched into larvae in the plastic bags. Larvae hatched approximately 18 hours after incubation, and took 14 days to become juvenile. Conclusion This seems to be the first record of a spawning site of B. orbignyanus in the La Plata River Basin, and points to the relevance of the Middle Uruguay River as a recruitment area for this endangered species.<hr/>Resumo: Objetivo Este estudo fornece a primeira evidência direta sobre a localização de um sítio de desova de Brycon orbignyanus (Valenciennes, 1850) no médio rio Uruguai. Métodos As amostragens foram realizadas com uma rede de plâncton (500 µm) durante novembro de 2017 no rio Uruguai, próximo a confluência com o rio Piratinim, RS, Brasil. A triagem foi realizada em campo e a identificação da espécie foi feita utilizando a técnica do ictioplâncton vivo. Resultados Foram capturados 47 ovos de B. orbignyanus na calha principal do rio Uruguai, em um trecho caracterizado por fluxo rápido, baixa profundidade (3 m) e fundo rochoso, localizado alguns quilómetros acima da confluência com o rio Piratinim. Os ovos são esféricos, bem hidratados, semi-densos, transparentes e não-adesivos, com uma única membrana e grande espaço perivitelino. O diâmetro total variou entre 3.500 e 4.000 µm. Os ovos estavam em estágio inicial de desenvolvimento embrionário e as células apresentavam 8, 16 ou 32 blastômeros. Um total de 16 ovos se desenvolveram em larva nos recipientes. As larvas eclodiram aproximadamente após 18 horas de incubação, e levaram 14 dias para virar juvenis. Conclusão Esse parece ser o primeiro registro de evidência de um local de desova de B. orbignyanus na Bacia do Rio da Prata, e indicam a relevância do médio rio Uruguai como área de recrutamento para essa espécie ameaçada. <![CDATA[First record of microplastics in two freshwater fish species (<em>Iheringhthys labrosus</em> and <em>Astyanax lacustris</em>) from the middle section of the Uruguay River, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100705&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract Aim The aim was to analyze the incidence of microplastics in the diet of fish in the middle Uruguay River. Methods The present work analyzed the gastrointestinal content of two species: Astyanax lacustris and Iheringichthys labrosus. Results This study provides the first evidence of synthetic materials, such as fibres and plastics in the gastrointestinal tract of fish species in the Middle Uruguay River basin. A sample of sixty-one A. lacustris and twenty-nine I. labrosus were examined to highlight the ingestion of microplastics in the middle section of the Uruguay River in Brazil. In the A. lacustris, eleven fibres and two fragments were found in their gastrointestinal contents, corresponding to 18.1% of the specimens, while in the I. labrosus, twelve fibres and one fragment were found, corresponding to 34.5% of the specimens analyzed. Blue staining was also prevalent in the occurrence of microplastics. Conclusions These data are the first record of microplastics in this zone and represent a baseline for this contamination for future studies.<hr/> Resumo Objetivo O objectivo foi analisar a incidência de microplásticos na dieta dos peixes no meio do Rio Uruguai. Métodos O presente trabalho analisou o conteúdo gastrointestinal de duas espécies: Astyanax lacustris e Iheringichthys labrosus. Resultados Uma amostra de sessenta e um indivíduos de A. lacustris e vinte e nove indivíduos de I. labrosus foi examinada para destacar a ingestão de microplásticos na seção média do rio Uruguai no Brasil. Em A. lacustris, foram encontradas onze fibras e dois fragmentos em seu conteúdo gastrointestinal, correspondendo a 18,1% das amostras, enquanto no I. labrosus foram encontradas doze fibras e um fragmento, correspondentes a 34,5% das amostras analisadas. A coloração azul também foi prevalente na ocorrência de microplásticos. Conclusões Esses dados são o primeiro registro de microplásticos nessa zona e representam uma linha de base para essa contaminação para estudos futuros. <![CDATA[State of the art of identification of eggs and larvae of freshwater fish in Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100801&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim This study aimed to assist in guiding research with eggs and larvae of continental fish in Brazil, mainly in the knowledge of the early development, as well as to present the state of the art and to point out the gaps and future directions for the development of researches in the area. Methods The literature review was carried out in the electronic platforms and studies were examined to investigate whether any addressed morphological description of fish eggs and/or larvae. Results We found 121 studies, including scientific articles, theses, dissertations, chapters of books and books. This bibliographic production characterized 140 species, representing only 4.1% of the total species present in the Brazilian basins. Most of the species studied belong to the orders Characiformes and Siluriformes, which are of commercial interest and native to the Paraná, Amazon, Paraguay and Uruguay basins. For some very species-rich families in the Brazilian rivers, such as Characidae and Loricariidade, only a fraction of their species was characterized for the early development (2.6% and 0.7% of the total, respectively) and 56% of the families did not present any study addressing the early ontogeny. Regarding the content of the descriptions, for 73 species, there is characterization of the embryonic period and for 62, there is description of the whole larval period. For only 41 species there were complete descriptions (embryonic and larval) of the early development. All of these studies were conducted mainly with material derived from induced spawning and material obtained in the field (regressive series). Conclusions The characterization of eggs and larvae, still presents few studies, limited mainly to species from the rivers of the Plata and Amazon basins, to studies of fish of commercial importance and the incompleteness of most of these studies is still outstanding.<hr/>Resumo: Objetivo O objetivo do estudo é auxiliar no direcionamento das pesquisas no Brasil com ovos e larvas de peixes continentais, principalmente quanto ao conhecimento do desenvolvimento inicial, bem como apresentar o estado da arte e apontar as lacunas e direcionamentos futuros para o desenvolvimento das pesquisas na área. Métodos O levantamento da produção bibliográfica foi realizado através das plataformas eletrônicas e examinadas com o intuito de averiguar se abordava alguma descrição morfológica de ovos e/ou larvas de peixes. Resultados Foram encontrados 121 estudos, entre artigos científicos, teses, dissertações, capítulos de livros e livros. Nessa produção bibliográfica foram caracterizadas 140 espécies o que representa apenas 4,1% do total de espécies presentes nas bacias brasileiras. A maior parte das espécies estudadas pertencem às ordens Characiformes e Siluriformes, que apresentam interesse comercial e que são nativas das bacias Paraná, Amazônica, Paraguai e Uruguai. Para algumas famílias muito ricas em espécies nos rios brasileiros como p.e., Characidae e Loricariidade, apenas uma fração de suas espécies foram caracterizadas quanto ao desenvolvimento inicial (2,6% e 0,7% do total, respectivamente) e 56% das famílias não apresentam nenhum estudo que aborda a ontogenia inicial. Com relação ao conteúdo das descrições, para 73 espécies há caracterização do período embrionário e 62 apresentaram todo o seu período larval descrito. Apenas para 41 espécies foram encontradas descrições completas (embrionário e larval) do desenvolvimento inicial. Todos estes estudos foram realizados principalmente, com material proveniente de desova induzida e material obtido em campo (série regressiva). Conclusões Podemos concluir que a caracterização de ovos e larvas apresenta ainda poucos estudos, limitados principalmente a espécies que habitam os rios da Bacia do Plata e Amazônica, aos estudos de peixes de importância comercial e onde se destaca ainda a incompletude da maior parte destes trabalhos. <![CDATA[Autecology of <em>Cylindrospermopsis raciborskii</em> (Woloszynska) Seenayya et Subba Raju]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000100802&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim Cylindrospermopsis raciborskii (Woloszynska) Seenayya and Subba Raju, also called Raphidiopsis raciborskii, is a diazotrophic and filamentous cyanobacterium with terminal heterocytes, belonging to the order Nostocales. It has been the focus of several studies due to its toxicity and wide geographic distribution. Methods To understand its autecology and to identify the key factors that control its dominance, the present review discusses, based on recent publications, whether the expansion of this species is a result of a high metabolic plasticity or the existence of distinct ecotypes. Results Among the factors influencing C. raciborskii growth are its ability to survive in wide temperature, light intensity and pH ranges; to dominate in both stratified and mixed environments; to tolerate oligohaline conditions; to produce and secrete allelopathic substances; suffer little herbivore pressure; and although associated with a eutrophic environment, to tolerate low concentration of phosphorus and nitrogen with a high affinity for ammonia. Conclusions Due to these differences in the environmental conditions of growth and development found in various studies, we suggest the existence of different ecotypes that will predominate under specific environmental conditions as the most appropriate hypothesis.<hr/>Resumo: Objetivo Cylindrospermopsis raciborskii (Woloszynska) Seenayya e Subba Raju, também chamada de Raphidiopsis raciborskii, é uma cianobactéria diazotrófica e filamentosa com heterócitos terminais, pertencente à ordem Nostocales, que tem sido foco de vários estudos por conta da sua toxicidade e ampla distribuição geográfica. Métodos Para compreender a sua autoecologia e identificar os fatores-chave que controlam sua dominância, a presente revisão discute, com base em publicações recentes, se a expansão dessa espécie é resultado de uma elevada plasticidade metabólica ou a existência de ecótipos distintos. Resultados Dentre os principais fatores ambientais sobre o crescimento de C. raciborskii estão sua capacidade de sobreviver em um amplo intervalo de temperatura, intensidade luminosa e pH, dominar tanto em ambientes estratificados quanto misturados, preferir condições oligohalinas, produzir e secretar substâncias alelopáticas, sofrer pequena pressão de herbivoria, e, apesar de associada a ambiente eutróficos, tolerar baixa concentração de fósforo e de nitrogênio com alta afinidade a amônio Conclusões Devido a estas diferenças significativas relacionadas às condições ambientais de crescimento e desenvolvimento apontadas nos diversos estudos, sugerimos como hipótese mais apropriada a existência de diferentes ecótipos que predominarão em condições ambientais específicas. <![CDATA[Obituary: Albano Schwarzbold (1941-2019)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2020000101000&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract: Aim Cylindrospermopsis raciborskii (Woloszynska) Seenayya and Subba Raju, also called Raphidiopsis raciborskii, is a diazotrophic and filamentous cyanobacterium with terminal heterocytes, belonging to the order Nostocales. It has been the focus of several studies due to its toxicity and wide geographic distribution. Methods To understand its autecology and to identify the key factors that control its dominance, the present review discusses, based on recent publications, whether the expansion of this species is a result of a high metabolic plasticity or the existence of distinct ecotypes. Results Among the factors influencing C. raciborskii growth are its ability to survive in wide temperature, light intensity and pH ranges; to dominate in both stratified and mixed environments; to tolerate oligohaline conditions; to produce and secrete allelopathic substances; suffer little herbivore pressure; and although associated with a eutrophic environment, to tolerate low concentration of phosphorus and nitrogen with a high affinity for ammonia. Conclusions Due to these differences in the environmental conditions of growth and development found in various studies, we suggest the existence of different ecotypes that will predominate under specific environmental conditions as the most appropriate hypothesis.<hr/>Resumo: Objetivo Cylindrospermopsis raciborskii (Woloszynska) Seenayya e Subba Raju, também chamada de Raphidiopsis raciborskii, é uma cianobactéria diazotrófica e filamentosa com heterócitos terminais, pertencente à ordem Nostocales, que tem sido foco de vários estudos por conta da sua toxicidade e ampla distribuição geográfica. Métodos Para compreender a sua autoecologia e identificar os fatores-chave que controlam sua dominância, a presente revisão discute, com base em publicações recentes, se a expansão dessa espécie é resultado de uma elevada plasticidade metabólica ou a existência de ecótipos distintos. Resultados Dentre os principais fatores ambientais sobre o crescimento de C. raciborskii estão sua capacidade de sobreviver em um amplo intervalo de temperatura, intensidade luminosa e pH, dominar tanto em ambientes estratificados quanto misturados, preferir condições oligohalinas, produzir e secretar substâncias alelopáticas, sofrer pequena pressão de herbivoria, e, apesar de associada a ambiente eutróficos, tolerar baixa concentração de fósforo e de nitrogênio com alta afinidade a amônio Conclusões Devido a estas diferenças significativas relacionadas às condições ambientais de crescimento e desenvolvimento apontadas nos diversos estudos, sugerimos como hipótese mais apropriada a existência de diferentes ecótipos que predominarão em condições ambientais específicas.