Scielo RSS <![CDATA[Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=2526-891020200001&lang=pt vol. 28 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[The impact of clinical research and evidence-based practice in occupational therapy]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Terapia ocupacional, cotidiano e a tessitura da vida: aportes teórico-conceituais para a construção de perspectivas críticas e emancipatórias]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Introdução Cotidiano surge como conceito crítico na terapia ocupacional no Brasil em 1988, entendido como construção sócio-histórica que possibilita conhecer as condições concretas de existência de sujeitos e coletivos. A partir de 1990, constitui-se como um dos eixos norteadores de práticas emancipatórias. Seu uso desde 2010 cresce na produção nacional, de modo significativo, seja como simples termo, noção, conceito ou categoria de análise. Objetivo Apresentar aportes teóricos para o uso do conceito de cotidiano na Terapia Ocupacional com base em uma perspectiva crítica, seja no âmbito da prática profissional ou na pesquisa. Método Trata-se de pesquisa teórica com base na leitura reflexiva de aportes das Ciências Humanas e Sociais, com destaque para as contribuições de Agnes Heller e Henri Lefebvre sobre o conceito. Resultados O artigo inicialmente realiza uma retrospectiva histórica do uso do conceito de cotidiano na Terapia Ocupacional no Brasil e clarifica a distinção do uso de palavras como termos, noções, conceitos e categorias. Apresenta e discute as bases teóricas que fundamentam as perspectivas críticas e problematiza o lugar do cotidiano e do sujeito do contemporâneo no contexto da Terapia Ocupacional. A seguir, com base em argumentos teórico-críticos, dialoga com contribuições de Agnes Heller e Henri Lefebvre, indicando seu uso do conceito de cotidiano como pilar crítico para a compreensão da realidade social. Conclusão Discussões teórico-conceituais são fundamentais para a elaboração de ideias, a afirmação de valores, a compreensão de contradições, a ressignificação e renovação da prática profissional e a sustentação da pesquisa em Terapia Ocupacional.<hr/>Abstract Introduction Everyday life emerges as a critical concept in Occupational Therapy in Brazil in 1988, understood as a socio-historical construction that makes it possible to know the concrete conditions of the existence of subjects and collectives. From 1990, it becomes one of the guiding axes of emancipatory practices. Its use since 2010 has grown significantly in national production, whether as a simple term, notion, concept or category of analysis. Objective To present theoretical contributions to the use of the everyday life concept in Occupational Therapy from a critical perspective, either within the scope of professional practice or research. Method This is theoretical research based on the reflective reading of contributions from the Human and Social Sciences, highlighting the contributions of Agnes Heller and Henri Lefebvre. Results The article initially presents a historical retrospective of the use of the everyday life concept in Occupational Therapy in Brazil and clarifies the distinction of the use of words as terms, notions, concepts, and categories. It presents and discusses the theoretical bases that underlie critical perspectives and problematizes everyday life and the contemporary subject in the context of Occupational Therapy. Next, based on theoretical-critical arguments, it dialogues with contributions from Agnes Heller and Henri Lefebvre, indicating their use of the concept of everyday life as a critical pillar for understanding social reality. Conclusion Theoretical and conceptual discussions are fundamental for the elaboration of ideas, the affirmation of values, the understanding of contradictions, the resignification and renewal of professional practice and research support. <![CDATA[Alcance e desafios da Educação em Direitos Humanos na formação dos terapeutas ocupacionais, da percepção dos estudantes]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100026&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumen El objetivo de este texto es describir el alcance y los desafíos de la Educación en Derechos Humanos en la carrera de Terapia Ocupacional de la Universidad Andrés Bello en Chile, a partir de la percepción de los estudiantes del primer año de la carrera de 2018. Para ello, se desarrolla una investigación con un enfoque fenomenológico descriptivo, se utiliza un cuestionario para producir la información, que es analizada por medio de estadística descriptiva y análisis de contenido semántico. Participan 277 estudiantes de las ciudades de Viña del Mar, Santiago y Concepción, que participaron y aprobaron durante el primer semestre de 2018 dos asignaturas que incluyen contenidos de Derechos Humanos en sus programas de estudios. Los principales resultados indican que la Educación en Derechos Humanos permite al estudiante desarrollar una perspectiva más amplia y compleja, presentando una visión crítica de sí mismo y de la realidad social. Al mismo tiempo, les proporciona una comprensión de su futura práctica profesional, como una posibilidad de crear una comunidad y una sociedad más justa, digna y solidaria. Los desafíos son incorporar contenidos y metodologías a la formación profesional que permitan reaprender las condiciones del capitalismo neoliberal que produce injusticias sociales, buscando alternativas para su superacion, entre ellas feminismo, descolonialidad y soberanía comunitaria. Por ultimo, parece necesario repensar los derechos humanos como fundamento de otras éticas posibles, para la construcción de una ciudadanía democrática, desde una perspectiva intercultural.<hr/>Resumo O objetivo deste texto é descrever o escopo e os desafios da Educação em Direitos Humanos na carreira de Terapia Ocupacional da Universidade Andrés Bello, no Chile, com base na percepção dos alunos do primeiro ano do curso, em 2018. Para isso, desenvolveu-se uma pesquisa mista, com abordagem fenomenológica descritiva, por meio de um questionário para produzir a informação, analisado através de estatística descritiva e análise de conteúdo semântico. Participam 277 estudantes das cidades de Viña del Mar, Santiago e Concepción, que foram estudantes aprovados, durante o primeiro semestre de 2018, em dois temas que incluem conteúdos de Direitos Humanos em seus programas de estudos. Os principais resultados indicam que a Educação em Direitos Humanos permite ao aluno desenvolver uma perspectiva mais ampla e complexa, apresentando uma visão crítica de si e da realidade social. Ao mesmo tempo, proporcionou-lhes uma compreensão da sua futura prática profissional, como uma a possibilidade de criar uma comunidade e uma sociedade mais justa, digna e solidária. Os desafios são incorporar conteúdos e metodologias à formação profissional que permitam reaprender às condições do capitalismo neoliberal que produze injustiças sociais, buscando alternativas para sua melhoria, entre elas, feminismo, descolonialidade e soberania comunitária. Simultaneamente, repensar os direitos humanos como fundamento de outras possíveis éticas, na sua compreensão, a partir de uma perspectiva intercultural para a construção de uma cidadania democrática.<hr/>Abstract The purpose of this text is to describe the scope and challenges of Human Rights Education in the career of Occupational Therapy at Universidad Andrés Bello in Chile, based on the perception of first-year students of the 2018 race. For this, a mixed research is developed, with a descriptive phenomenological approach, a questionnaire is used to produce the information, which is analyzed through descriptive statistics and semantic content analysis. Participants 277 students from the cities of Viña del Mar, Santiago and Concepción, which studied and approved, during the first semester of 2018, two subjects that include content of Human Rights in their study programs. The main results indicate that Human Rights Education allows students to develop a broader and more complex perspective, displaying a critical view of themselves and of the social reality; At the same time, it provides them with an understanding of their future professional practice, as a possibility to create a more just, dignified and supportive community and society. The challenges are to incorporate contents and methodologies to professional training that allow relearning the conditions of neoliberal capitalism that produces social injustices, seeking alternatives for their improvement, among them feminism, decoloniality and community sovereignty. And at the same time, to rethink human rights as the foundation of other possible ethics, in the understanding of these, from an intercultural perspective for the construction of a democratic citizenship. <![CDATA[Poesia, arte e sensibilidade: contribuições de um projeto de extensão para a formação de estudantes de terapia ocupacional]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100050&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Objetivo Este estudo visa apresentar as contribuições de um projeto intitulado Extensão Universitária em Poesia Ocupacional para a formação de estudantes de um curso de terapia ocupacional. O projeto se dedicava à formação para a atenção humanizada e sensível, com uso da arte e da poesia. Método Trata-se de uma pesquisa qualitativa, em que se realizou análise documental dos materiais produzidos durante a vigência do projeto e aplicou-se um questionário semiestruturado com quinze discentes e ex-discentes do curso que compuseram suas equipes de execução. Os relatos provenientes dessas respostas passaram por análise de conteúdo e foram sistematizados em cinco categorias: motivações para ingresso no projeto; princípios estruturantes e metodologias de funcionamento; contribuições das atividades ofertadas; contribuições para a formação e atuação profissional; e avaliação do projeto. Resultados A análise documental possibilitou sistematizar e descrever as atividades desenvolvidas pelo projeto, referidas principalmente a varais poéticos e rodas de conversa. A análise das respostas ao questionário identificou que o projeto acolhia e empoderava os estudantes para protagonizar sua formação e promovia novas formas de aprender e ensinar e de produzir cuidado em terapia ocupacional, com base no uso da poesia e da arte, da horizontalidade das relações, do uso de tecnologias leves e da problematização do cotidiano acadêmico e de questões sociais. Conclusão O projeto contribuiu para que os estudantes se colocassem de forma potente, criadora, fossem capazes de se reconhecer como agentes de transformação social, aprimorassem sua sensibilidade e qualificassem suas práticas nos espaços de formação e atuação profissional.<hr/>Abstract Objective This study aims to present the contributions of a project entitled University Extension Project in Occupational Poetry for the education of students of an Occupational Therapy course. The project was dedicated to training for humanized and sensitive attention, using art and poetry. Method This was a qualitative research, in which documentary analysis of the materials produced during the project was carried out and a semi-structured questionnaire was applied to fifteen students and former students of the course that composed their execution teams. The reports from these answers went through a content analysis and were systematized into five categories: motivations for joining the project; structuring principles and methodologies of operation; contributions of the activities offered; contributions to training and professional performance; and project evaluation. Results The documentary analysis enabled to systematize and describe the activities developed by the project, mainly referring to poetic clotheslines and conversation wheels. The analysis of the answers to the questionnaire identified that the project welcomed and empowers students to carry out their training and promoted new ways of learning and teaching and of producing care in Occupational Therapy, from the use of poetry and art, the horizontality of relationships, the use of soft technologies and the problematization of everyday academic and social issues. Conclusion The project contributed to the students putting themselves in a powerful, creative way, and able to recognize themselves as agents of social transformation, to improve their sensitivity and to qualify their practices in spaces of professional formation and performance. <![CDATA[A abordagem corporal como estratégia utilizada por terapeutas ocupacionais junto a agentes comunitários de saúde]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100074&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O objetivo deste artigo é refletir sobre as estratégias utilizadas por terapeutas ocupacionais pesquisadores no auxílio a Agentes Comunitários de Saúde (ACS) em seu processo de trabalho para o enfrentamento de problemáticas advindas da vida cotidiana, nos aspectos pessoais e profissionais. Optou-se pela pesquisa-intervenção realizada com 49 ACS dos Programas de Saúde da Família (PSF) e Programa Agentes Comunitários de Saúde (PACs), da Secretaria Municipal de Saúde de uma cidade do interior do Estado de São Paulo - Brasil. A idade dos participantes variou de 19 a 56 anos, a maioria (42) do sexo feminino. Os dados foram coletados em oito encontros, com três grupos distintos, conduzidos pelas abordagens corporais e observação participante, com a finalidade de observar e comparar as reflexões surgidas. Foi possível realizar a análise qualitativa dos dados com base nas compilações dos materiais coletados nos grupos, como diários de pesquisa da observação participante e registros fotográficos. Desta forma, obtiveram-se as seguintes categorias: Heterogeneidade, Hierarquia, Imitação, Espontaneidade e Analogia. A estratégia da abordagem corporal proporcionou aos participantes uma maior autorreflexão quanto ao seu processo de trabalho. Os pesquisadores proporcionaram aos ACS diferentes vivências corporais com finalidade de identificação das necessidades, questões da vida cotidiana, na busca de soluções de problemáticas e resgate de papéis ocupacionais de cada participante, possibilitando-lhes uma oportunidade para envolver-se ativamente na construção de sua realidade existencial, a vivência de sua subjetividade, de modo a constituir-se como pessoa e a (re) significação de cenas do seu cotidiano.<hr/>Abstract The aim of this paper is to reflect on the strategies used by occupational therapists researchers to assist the Community Health Agents (ACS) in their work process for the facing of challenges arising from everyday life, in the personal and professional aspects. Intervention research held to 49 ACS of a family health program (PSF) and Community Health Agents program (PACS), the Municipal Secretary of Health of a city in the State of São Paulo-Brazil. The age of the participants ranged from 19 to 56 years old, most (42) female. The data were collected in eight meetings, with three distinct groups, conducted by the body approaches and participant observation to observe and compare the reflections arose. It was possible to carry out the qualitative analysis of the data from the materials collected in groups such as search as diaries participant observation and photographic records. Thus, we created the following categories: Heterogeneity, Hierarchy, Imitation, Spontaneity and Analogy. The body approach strategy provided participants a greater self-reflection about their work process. The researchers provided different body experiences to the ACSs to identify needs, issues of daily life, in search of problem solutions and rescue of occupational roles of each participant, allowing them an opportunity to actively engage in the construction of their existential reality, their subjectivity experience, to be a person and the (re) meaning of their daily life scenes. <![CDATA[Amamentação exclusiva e participação na vida cotidiana: uma perspectiva ocupacional da maternidade]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100086&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumen Introducción La lactancia materna exclusiva está inmersa en un intenso debate. Por un lado, se considera que este fenómeno gira en torno a discursos vinculados a modelos biomédicos, sociales y patriarcales impactando en el rol de la mujer y, por otro lado, existe un movimiento social que aboga por este mandado de la maternidad. Si bien la literatura indica que el hecho de amamantar influye en la participación ocupacional- tanto en la diversidad como en la significación de las actividades cotidianas- no existe suficiente evidencia al respecto. Objetivo Comprender el impacto de la lactancia materna exclusiva en la participación ocupacional de un grupo de mujeres chilenas. Método Estudio exploratorio de carácter cualitativo realizado mediante un muestreo intencional con diez mujeres madres chilenas. Se utilizó la entrevista semiestructurada para la recogida de información. Los datos fueron analizados a través del proceso de codificación del contenido. Resultados Las narrativas de las mujeres madres en torno al impacto de la lactancia materna exclusiva en la implicación ocupacional, aluden al amamantamiento como: ocupación significativa y/o impositiva generando alteraciones en la transición ocupacional de la maternidad y la elección de nuevas ocupaciones. La influencia del contexto sociosanitario que explica y consolida este fenómeno. Finalmente, los roles de mujer madre o madre mujer que invitan a re-construir y re-pensar las nuevas identidades ocupacionales y roles de género asociados al amamantamiento. Conclusión Se puede establecer una relación directa entre la lactancia materna exclusiva y la participación ocupacional de las mujeres, por ello es fundamental comprender la construcción cultural de este fenómeno y sus implicaciones personales, ocupacionales y contextuales.<hr/>Resumo Introdução O aleitamento materno exclusivo está imerso em um amplo debate. Por um lado, este fenômeno é considerado a partir de discursos relacionados aos modelos biomédicos, sociais e patriarcais impactando os papéis ocupacionais das mulheres; por outro lado, existe um movimento social que o defende como um mandato de gênero da maternidade. Já a literatura indica que a amamentação de fato influencia a participação ocupacional - tanto na diversidade quanto na importância das atividades cotidianas, demonstrando provas suficientes a este respeito. Objetivo Compreender o impacto do aleitamento materno exclusivo na participação ocupacional de um grupo de mulheres chilenas. Método Trata-se de um estudo exploratório de natureza qualitativa, com amostragem intencional de dez mães chilenas. Utilizou-se entrevista semiestruturada para a coleta de informações. Os dados foram analisados através do processo de codificação. Resultados As narrativas das mulheres mães, em torno do impacto do aleitamento materno exclusivo na implicação ocupacional referem à amamentação como: ocupação significativa e/ou impositiva, gerando alterações na transição ocupacional da maternidade e da escolha de novas ocupações. A influência do contexto sócio sanitário que explica e estabelece esse fenômeno. Finalmente, os papéis como mulher mãe ou mãe mulher nos convidam a reconstruir e repensar novas identidades ocupacionais e os papéis de gênero associados com a amamentação. Conclusão Foi possível estabelecer uma relação direta entre o aleitamento materno exclusivo e a participação ocupacional das mulheres, por isso é fundamental compreender a construção cultural deste fenômeno e suas implicações pessoais, ocupacionais e contextuais.<hr/>Abstract Introduction Exclusive breastfeeding is immersed in a debate. On the one hand, is considered that this phenomenon revolves around speeches related to models biomedical, social and patriarchal impacting on the role of women and on the other hand, there is a social movement which advocates this errand of motherhood. While the literature indicates that the fact breastfeeding influences the occupational participation-both in the diversity and in the significance of daily activities- there is enough evidence in this respect. Objective To understand the impact of exclusive breastfeeding in a group of Chilean women occupational participation. Method exploratory study of qualitative nature carried out by intentional sampling with ten Chilean mothers. The semi-structured information collection interview was used. Data were analysed through the encoding process. Results The narratives of the mothers around the impact of exclusive breastfeeding in occupational engagement, refer to as breastfeeding: occupation imposition or significant generating changes in the occupational transition of the maternity and the choice of new occupations. The influence of the context public health that explains and consolidates this phenomenon. Finally, roles as mother women or women mother inviting you to rebuild and re - think new occupational identities and gender roles associated with breastfeeding. Conclusion To establish a direct relationship between exclusive breastfeeding and the occupational participation of women, therefore it is essential to understand the cultural construction of this phenomenon and its implications, occupational, personal and contextual. <![CDATA[Atuação terapêutica ocupacional em um centro obstétrico de alto risco]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100111&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Introdução Quando a mulher se encontra no trabalho de parto, parto e no puerpério ou em outras situações ginecológicas e obstétricas, faz-se necessário acompanhamento pela equipe. Neste contexto, o terapeuta ocupacional promove ações ao desempenho ocupacional. Objetivo Descrever as possibilidades de intervenção terapêutica ocupacional em um centro obstétrico de alto risco. Método Estudo descritivo do tipo documental, retrospectivo, quantitativo, realizado no Programa de Residência Multiprofissional Integrada em Saúde, de um hospital de referência em Recife–PE, no período de abril a junho de 2018. Amostra composta por registros de 10 terapeutas ocupacionais residentes entre 2010 a 2017. Para análise, foram utilizados softwares Microsoft Excel, SPSS e teste Qui-quadrado. Resultados Foram avaliados 351 registros e 45 relatórios, sendo verificado maior frequência das intervenções pelos R1 no trabalho de parto e puerpério, enquanto, entre os R2, a prevalência foi no pré-natal e outras situações ginecológicas/obstétricas. As ações encontradas no pré-natal foram: atividades de vida diária – AVDs (29,1%), abordagem psicossocial (27,4%) e educação em saúde (21,2%). No trabalho de parto foram: assistência no trabalho de parto e parto (71,8%), educação em saúde (11,3%) e abordagem psicossocial (10,3%). No puerpério foram AVDs (43,1%), abordagem psicossocial (14,5%) e atividade instrumental de vida diária (12,4%). O terapeuta ocupacional desenvolve ações para favorecer o desempenho funcional e ocupacional da mulher, englobando as diferentes dimensões do período gravídico-puerperal no contexto hospitalar. Conclusão A prática do terapeuta ocupacional no COB promove mudanças de paradigmas, tornando a mulher protagonista nas áreas de desempenho e facilitando ações de promoção da saúde.<hr/>Abstract Introduction When the woman is in labor, childbirth and puerperium, they need to be accompanied by a medical team and a reliable companion. In this context, the occupational therapist promotes actions to occupational performance. Objective To describe the possibilities of occupational therapist’s interventions in a high-risk obstetric center. Method A descriptive, documentary, retrospective, quantitative study carried out in a multiprofessional integrated residency health program at a reference hospital in Recife-PE, from April to June 2018. Sample composed of records of 10 occupational therapists residents from 2010 to 2017. The analysis was performed using Microsoft Excel, SPSS and Chi-squared test. Results A total of 351 records and 45 reports were evaluated, it was possible to observe more frequency of the interventions by R1 in labor and puerperium. While, among R2, the prevalence was in prenatal and other gynecological/obstetric situations. The interventions found in prenatal care were: activities of daily life -ADL (29.1%), psychosocial approach (27.4%) and health education (21.2%). In the labor were: assistance in labor and childbirth (71.8%), health education (11.3%) and psychosocial approach (10.3%). In puerperium were the ADL (43.1%), psychosocial approach (14.5%) and instrumental activity of daily living (12.4%). The occupational therapist elaborates actions to favor the functional and occupational performance of the woman, encompassing the different dimensions of the pregnancy-puerperal period in the hospital context. Conclusion The practice of the occupational therapist in the HOC promotes paradigm changes, making the woman protagonist in their performance areas and favoring actions of health promotion. <![CDATA[Economia solidária como estratégia de inclusão social pelo trabalho no campo da saúde mental: panorama nacional]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100127&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Introdução A economia solidária se apresenta como estratégia de inclusão social pelo trabalho para pessoas com sofrimento psíquico. No Brasil, até 2005 não havia um levantamento sistematizado de Empreendimentos Econômicos Solidários (EES) que permitisse análises sobre esta realidade, ainda que informações desta natureza sejam reconhecidamente fundamentais para a avaliação e avanço de estratégias de sustentação destas ações. A Secretaria Nacional de Economia Solidária (SENAES) investiu no mapeamento nacional dos EES desde 2005 e, entre os anos de 2010 a 2013, foi realizado o segundo e último levantamento relativo aos EES no país, que alimentou o Sistema Nacional de Informações em Economia Solidária (SIES). Objetivo Caracterizar os empreendimentos econômicos solidários do campo da saúde mental cadastrados no banco de dados do SIES, oriundo do segundo mapeamento nacional. Método Trata-se de um estudo documental que analisou descritivamente os dados constantes no SIES. Resultados Foram identificados 140 empreendimentos compostos predominantemente por pessoas com transtornos mentais, inclusive quando decorrentes do uso de álcool e outras drogas, totalizando 19.708 empreendimentos cadastrados em todo território nacional. Os resultados apontam que há muitas semelhanças nas características dos EES do campo da saúde mental com os demais EES, como o tipo de organização, a atividade econômica desenvolvida, os espaços de comercialização, as conquistas e os desafios, por exemplo. Conclusão Entre as especificidades dos empreendimentos do campo da saúde mental, é possível apontar de maneira mais significativa a distribuição regional e área de atuação. Discute-se sobre as conquistas reveladas pelo mapeamento e sobre os desafios colocados para o avanço.<hr/>Abstract Introduction The solidarity economy is a strategy of social inclusion through work for people with psychic suffering. In Brazil, until 2005 there was no systematized survey of Solidary Economical Enterprises (SEE) that allowed analyzes on this reality, even though information of this nature is recognized as fundamental for the evaluation and advancement of strategies to sustain these actions. The National Secretary for Solidarity Economy (SENAES) has invested in the national mapping of the SEE since 2005, and between 2010 and 2013, the second and last survey on the SEE was carried out in the country, which fed the National Information System in Solidarity Economy (SIES). Objective To characterize the solidary economical enterprises of the field of mental health registered in the database of SIES from the second national mapping. Method This is a documentary study that analyzed descriptively the data contained in SIES. Results One hundred and forty enterprises were identified, predominantly composed of people with mental disorders, including those resulting from the use of alcohol and other drugs in a total of 19,708 enterprises registered in Brazil. The results point out that there are many similarities in the characteristics of SEE in the field of mental health with other SEE, such as the type of organization, economic activity developed, marketing spaces, achievements and challenges. Conclusion Among the specificities of the mental health field, we can point more significantly to the regional distribution and area of ​​action. It discusses the achievements revealed by the mapping and the challenges posed for the advancement. <![CDATA[Oportunidades no mercado de trabalho: análise das vagas de emprego disponíveis para pessoas com deficiência]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100147&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Introdução A contratação de pessoas com deficiência pelo mercado formal de trabalho é obrigatória no Brasil por meio de cotas legais estabelecidas a empresas públicas e privadas. No entanto, vários fatores dificultam a inserção profissional dessas pessoas. Objetivo Analisar e descrever as características das vagas de emprego oferecidas para pessoas com deficiência durante o período de um ano. Método Estudo descritivo que analisou as características das vagas ofertadas em agências de emprego e mídias de comunicação em massa, no período de 2014 a 2015, para pessoas com deficiência na Microrregião de Uberaba, na Macrorregião Triângulo Sul/MG, Brasil. Resultados Foram identificadas 87 vagas. A maioria não disponibilizava informações importantes, como sexo, faixa etária, escolaridade ou requisitos específicos, como experiência prévia. A maioria também não informava sobre a empresa, o ramo da economia e o cargo ou função a ser desempenhado. Conclusão A maioria dos anúncios de emprego tinham restrições nos dados disponíveis, dificultando o acesso à informação sobre as vagas. Houve predomínio de vagas caracterizadas como ocupações com menor exigência de escolaridade e qualificação técnico-profissional e com baixa remuneração.<hr/>Abstract Introduction Hiring people with disabilities in the labor market is mandatory in Brazil through legal quotas established for public and private companies. However, several factors hamper the professional insertion of this people. Objective To analyze and describe the characteristics of the job vacancies offered to people with disabilities, during the period of one year. Method A descriptive study that analyzed the characteristics of vacancies offered in employment agencies and mass communication media, from the years 2014 to 2015, for people with disabilities in the Uberaba Microregion, located in the Triângulo Sul Macroregion/ MG, Brazil. Results Only 87 openings were identified. The majority did not provide important information such as gender, age, education or requirements such as prior experience. The majority also did not report about the company, the branch of the economy and the job or function. Conclusion Most work ads had restricted information about the job requirements. There was a predominance of vacancies characterized as occupations with poorer requirements on schooling, technical and professional qualification and with low remuneration. <![CDATA[Análise dos conteúdos sobre acessibilidade e desenho universal nos cursos de graduação em arquitetura e terapia ocupacional no Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100164&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A Acessibilidade e o Desenho Universal (DU) foram inicialmente voltados para a concepção de objetos, equipamentos e espaço físico para a Pessoa com Deficiência (PcD), mas passaram a ganhar maior relevância à medida que seus usos foram direcionados de forma a incluir a maioria das pessoas, independente de limitações físicas, cognitivas ou sensoriais. Considerando a importância desta temática para os profissionais de Arquitetura e Urbanismo (AU) e de Terapia Ocupacional (TO) e a legislação referente aos temas na atualidade, buscou-se investigar como os conceitos de Acessibilidade e do DU vêm sendo contemplados nos currículos dos cursos de graduação destas profissões, focando nas instituições públicas federais e estaduais brasileiras. A amostra foi composta por 32 cursos de AU e 08 cursos de TO que tinham os projetos político pedagógicos, ementas, objetivos e conteúdos disponibilizados on-line. Os dados foram analisados por meio da Análise de Conteúdo e os resultados mostram uma complementariedade entre a atuação do terapeuta ocupacional e do arquiteto urbanista, enquanto na TO o enfoque da acessibilidade está no usuário, na AU o enfoque está no espaço. Foi possível visualizar uma multiplicidade de enfoques sobre acessibilidade entre as disciplinas, o que indica uma falta de homogeneidade para este conteúdo entre as diversas universidades de ambos os cursos. Em relação ao DU, ele é contemplado de forma mais ampla nas disciplinas dos cursos de AU, com uma importante lacuna sobre sua inclusão nas disciplinas dos cursos de TO.<hr/>Abstract Accessibility and Universal Design concepts were initially directed toward the conception of objects, equipment and the physical space of the Person with Deficiency. These themes became more relevant insofar as their use included people in general, independent of their physical, cognitional and sensorial limitations. Considering the importance of these themes to the professionals of Occupational Therapy, Architecture and Urbanism and the current legislation related to these themes, the purpose of this work is to investigate how the concepts of Accessibility and Universal Design are present on curriculum content of undergraduate programs for those professions, in both Federal and State Brazilian Universities. Curriculum content of undergraduate programs available on-line were analyzed considering their political-educational projects, syllabus, objectives and contents. The data were analyzed using the Content Analysis. The sample was constituted of 32 undergraduate programs of Architecture and Urbanism and 8 of Occupational Therapy. The results show that the activities of the occupational therapist and the architect are complementary: while the focus for accessibility in the case of the Occupational Therapy is the user, for the Architecture and Urbanism is the space. It was possible to see several different ways of analyzing accessibility according to the different courses. This shows a lack of homogeneity among the universities, in both areas. Concerning the concept of Universal Design, it is included broadly in Architecture and Urbanism programs although there is a significant gap of this content in Occupational Therapy programs. <![CDATA[Desenvolvimento e análise de intervenção grupal em terapia ocupacional a idosos com transtorno neurocognitivo leve]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100187&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Introdução O rápido avanço do processo de envelhecimento contribui para o aumento das doenças crônico-degenerativas, como o Transtorno Neurocognitivo Leve (TNL). Idosos com TNL podem apresentar dificuldades no desempenho de atividades instrumentais de vida diária e de participação social, além de índice de conversão maior para demências, comparados a idosos saudáveis. Objetivo Descrever e analisar intervenção grupal em terapia ocupacional a idosos com provável TNL. Método Estudo prospectivo, quantitativo, quasi-experimental de concepção “antes e depois”. Analisaram-se em conjunto duas intervenções realizadas no Hospital Universitário da Universidade de São Paulo, em 2014 e 2015. Cada intervenção abrangeu 8 encontros, com participação de 11 idosos ao todo. Foram utilizadas dinâmicas para sensibilização acerca de tarefas e habilidades cognitivas reconhecidamente mais afetadas em idosos com TNL e compartilhamento de estratégias mnemônicas compensatórias. Para análise das intervenções, aplicaram-se antes e depois os instrumentos: Teste Comportamental de Memória de Rivermead; Questionário de Pfeffer e Questionário de Queixas Subjetivas de Memória. Para análise estatística intragrupo, foram utilizados o teste de Shapiro-Wilk e o teste não-paramétrico de Wilcoxon. Resultados Houve mudança estatisticamente significativa no escore total de todos os instrumentos aplicados. Assim, houve melhora do desempenho cognitivo, melhora da capacidade no desempenho de atividades instrumentais que envolvem mais diretamente habilidades cognitivas e redução das queixas subjetivas de memória dos participantes. Conclusão Acredita-se que a intervenção é um potente recurso para atuação do terapeuta ocupacional junto a idosos com TNL por favorecer independência nas ocupações cotidianas, diminuição de queixas de memória e melhora no desempenho cognitivo.<hr/>Abstract Introduction The rapid advance of the aging process contributes to the increase of chronic-degenerative diseases, such as Mild Neurocognitive Disorder (MND). Elderly with MND may present difficulties in performing instrumental activities of daily living and social participation, in addition to a higher conversion rate for dementias, compared to healthy elderly individuals. Objective To describe and analyze a group intervention in Occupational Therapy with elderly with probable MND. Method Prospective, quantitative, quasi-experimental study of “before and after” conception. A total of two interventions were carried out at the University Hospital of the Universidade de São Paulo, in 2014 and 2015. Each intervention covered 8 meetings and had the participation of 11 elderly. Dynamics were used to sensitize the tasks and cognitive abilities most affected in the elderly with MND and to share compensatory mnemonic strategies. For the analysis of the interventions, the instruments were applied before and after: Rivermead Memory Behavior Test; Pfeffer's Questionnaire and Subjective Memory Complaints Questionnaire. For intragroup statistical analysis, we used the Shapiro-Wilk and the non-parametric Wilcoxon tests. Results There was a statistically significant change in total score of all the instruments applied. Thus, it showed the improvement of cognitive performance, improvement of ability in instrumental activities performance that involve more directly cognitive abilities and reduction of subjective complaints of memory of participants. Conclusion Intervention is a potent resource for the intervention of the occupational therapist with the elderly with MND, favoring independence in daily occupations, reduction of memory complaints and improvement in cognitive performance. <![CDATA[Terapia ocupacional social na escola pública: uma análise da produção bibliográfica do METUIA/UFSCar]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100207&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A terapia ocupacional tem produzido conhecimento e práticas sobre/nas escolas sob diferentes perspectivas, sendo uma delas voltada para os problemas sociais, representada, no cenário atual, pelo METUIA/UFSCar. A pesquisa que aqui se apresenta objetivou reunir e analisar as produções bibliográficas desse grupo em relação à escola pública, tomando-se como fonte de dados produções bibliográficas levantadas na página online do METUIA/UFSCar e no currículo de suas coordenadoras na Plataforma Lattes/CNPq. Foram reunidas e apresentadas 45 produções, sendo três relatórios de pesquisa, duas teses de doutorado, seis dissertações de mestrado, nove relatórios de iniciação científica, oito capítulos de livros e 17 textos em periódicos. A análise e discussão do material foram feitas considerando-se três categorias temáticas: juventude em foco, evidenciando a centralidade da escola pública para o METUIA/UFSCar, dada sua proposta de trabalho com a juventude de grupos populares; escola pública como equipamento social, desvelando um entendimento de escola pública como um equipamento que compõe a rede de atenção e suporte à infância e juventude; e propostas de atuação da terapia ocupacional social na escola pública, trazendo abordagens teórico-metodológicas para ações terapêutico-ocupacionais com jovens pobres, dentro e fora das escolas. Conclui-se que esse conjunto de produções aponta demandas importantes relacionadas a problemáticas sociais a serem lidadas por terapeutas ocupacionais em suas práticas, além daquelas já tradicionalmente colocadas no âmbito das deficiências tratadas pela Educação Especial, problematizando sua contribuição em torno da Educação Básica no Brasil e da marca da desigualdade social que esta carrega e que perdura ainda no Século XXI.<hr/>Abstract Occupational therapy has produced knowledge and practices about/in schools from different perspectives, and one of them focuses on social problems represented in the current scenario in Brazil by METUIA/UFSCar. This research aimed to gather and analyze the bibliographic production of this group in the public school, taking the bibliographical productions raised on the METUIA/UFSCar online page and in the curriculum of its coordinators in the Plataforma Lattes/CNPq as a data source. They reunited and presented 45 productions: three research reports, two doctoral theses, six master's dissertations, nine scientific initiation reports, eight book chapters and 17 papers. The analysis and discussion of the material were made considering three thematic categories: youth in focus, evidencing the centrality of the public school to METUIA/UFSCar, given its proposal to work with the youth of popular groups; public school as social equipment, unveiling an understanding of public school as an equipment that composes the network of attention and support to children and youth; and action proposals of social occupational therapy in public schools, bringing theoretical and methodological approaches for therapeutic-occupational actions with poor young people inside and outside schools. We concluded that this set of productions points out important demands related to social problems to be worked by occupational therapists in their practices, beyond those already traditionally placed in the scope of disabilities cared by Special Education, problematizing its contribution to the Basic Education in Brazil that persists with marked social inequality in the XXI century. <![CDATA[Produção de conhecimento sobre terapia ocupacional e ocupações infantis: uma revisão de literatura]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100227&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Introdução As ocupações infantis são fundamentais para a compreensão do desenvolvimento infantil enquanto um desenvolvimento ocupacional. Objetivo Este estudo objetivou identificar como os terapeutas ocupacionais têm abordado as crianças enquanto seres ocupacionais. Método Trata-se de um estudo de revisão da literatura, do tipo estado da arte. Foi realizada busca pelos descritores “children’s occupations”, “occupational development” e “occupational therapy” nas bases de dados Web of Science, Eric, Sage e Portal de Periódicos da CAPES, no horizonte temporal de 1997 a 2016. A análise de dados ocorreu por meio da técnica de Análise do Conteúdo. Resultados Foram encontrados 38 artigos, dos quais 21 foram selecionados para análise, realizada com base em quatro categorias temáticas: 1) Fundamentos teóricos para o estudo das ocupações infantis; 2) Ocupações infantis e desenvolvimento típico; 3) Ocupações infantis e desenvolvimento atípico; e 4) Intervenções de terapia ocupacional para potencializar a participação de crianças em ocupações. No que se refere aos tipos de estudos encontrados, predominaram os estudos empíricos e, destes, predominaram os de abordagem quantitativa. A maioria refletiu a perspectiva de familiares sobre as ocupações infantis. Conclusão A intrínseca relação entre desenvolvimento infantil e ocupações infantis reforça a crença no desenvolvimento ocupacional. A incipiente presença de pesquisas sobre a participação de crianças em práticas educacionais, de revisões sobre ocupações infantis e a ausência de estudos brasileiros nos achados expressam lacunas a serem contempladas em estudos posteriores e indicam demandas para a produção de conhecimento sobre terapia ocupacional e ocupações infantis.<hr/>Abstract Introduction Childhood occupations are central to understanding child development as an occupational development. Objective This study aimed to identify how occupational therapists have approached children as occupational beings and which occupations have been described as children's typical occupations. Method We searched the Web of Science, Eric, Sage and CAPES Portal of Periodicals databases for this literature review, using the descriptors ‘children's occupations’, ‘occupational development’ and ‘occupational therapy’, between 1997 and 2016. Data were analysed using the content analysis technique. Results We identified 38 articles, of which 21 were selected for analysis, based on four classifications involving: 1) theoretical foundations for the study of children's occupations; 2) childhood occupations and typical development; 3) childhood occupations and atypical development; and 4) occupational therapy interventions to enhance the participation of children in occupations. Quantitative studies predominated, and most studies reflected the perspective of family members on child occupations. Conclusion The relationship between child development and children's occupations involves occupational development. The existing limited research and reviews into children’s occupational development, as well as the absence of Brazilian studies in this area, reveal opportunities for further research to provide greater knowledge concerning occupational therapy and childhood occupations. <![CDATA[Pesquisas brasileiras sobre o transtorno do desenvolvimento da coordenação: uma revisão à luz da teoria bioecológica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100246&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Introdução Crianças com Transtorno do Desenvolvimento da Coordenação (TDC) apresentam desordens motoras que comprometem seu engajamento em ocupações. Objetivo Adotando-se a Teoria Bioecológica do Desenvolvimento Humano (TBDH) como base para o exame das produções sobre o TDC, este estudo objetivou identificar e discutir os elementos do modelo Processo-Pessoa-Contexto-Tempo (PPCT) na produção científica nacional sobre crianças com TDC. Método A primeira fase do estudo consistiu na revisão integrativa da literatura científica nacional sobre o TDC em periódicos indexados na Biblioteca Virtual em Saúde e SciELO, a partir de descritores em saúde. A segunda fase consistiu no cotejamento dos elementos do modelo PPCT na literatura selecionada. Resultados A amostra, composta por 19 estudos, apresentou predomínio da metodologia quantitativa e estudos transversais. Os elementos do núcleo Pessoa estiveram presentes em todas as pesquisas. O desempenho motor foi a condição central para a identificação do TDC e correlação com outras variáveis clínicas, de saúde e sociais. Nos processos proximais prevaleceram o microssistema familiar e escolar. No núcleo Tempo destacou-se a importância do diagnóstico e intervenção precoce e especificidades dos eventos de vida normativos da criança. A revisão revelou o intenso uso do Movement Assessment Battery for Children (MABC) como instrumento de identificação e a importância de medidas mais amplas do desenvolvimento da criança com TDC. Conclusão A análise das pesquisas à luz da teoria bioecológica traz à reflexão importantes aspectos do desenvolvimento da criança e mostra-se uma lacuna na literatura em relação aos estudos sobre TDC que contemplem o macrossistema com ênfase nas políticas nacionais de saúde e educação.<hr/>Abstract Introduction Children with Developmental Coordination Disorder (DCD) present motor disorders that compromise their engagement in occupations. Objective Adopting the Bioecological Theory of Human Development (BTHD) as a basis for examining the productions of DCD, this study aimed to identify and discuss the elements of the Process-Person-Context-Time model (PPCT) in the national scientific production about children with DCD. Method The first phase of the study consisted of an integrative review of the national scientific literature on DCD in journals indexed in Virtual Health Library and SciELO, based on health descriptors. The second phase consisted of collating the elements of the PPCT model in the selected literature. Results The sample, composed of 19 studies, showed a predominance of quantitative methodology and cross-sectional studies. Elements of the core Person were present in all searches. Motor performance was the central condition for the identification of DCD and correlation with other clinical, health and social variables. In the proximal processes, the family and school microsystem prevailed. In the core Time, the importance of diagnosis and early intervention, and specificities of normative life events of the child were highlighted. The review revealed the intense use of the Movement Assessment Battery for Children (MABC) as an instrument of identification and the importance of broader measures for the development of children with DCD. Conclusion The analysis of research in the light of the bioecological theory made us think about important aspects of child development and there is a gap in the literature in relation to studies on DCD that contemplate the macrosystem with emphasis in the national health and education policies. <![CDATA[As experimentações corporais nos processos formativos da graduação em terapia ocupacional: uma revisão na literatura brasileira]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100271&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Introdução A noção de corpo se constituiu socialmente, ao longo da história, alterando profundamente a relação dos indivíduos com o seu próprio corpo. Ao pautar-se em concepções de corpo para além do corpo biológico, o uso de experimentações corporais durante a formação graduada de terapia ocupacional tem sido um recurso relevante no desenvolvimento de habilidades pessoais para a prática profissional. Objetivo Identificar e sintetizar o conhecimento disponível sobre a relação entre o uso de experimentações corporais e a formação graduada de terapeutas ocupacionais. Método A metodologia utilizada foi a revisão integrativa da literatura. Foi realizado um teste de sensibilidade para definição das palavras-chave e das fontes de dados. As buscas foram realizadas nos periódicos nacionais de terapia ocupacional, na SciELO e na base de dado LILACS. Para seleção da amostra foram realizadas três etapas. Foram aplicados critérios de inclusão/exclusão, resultando na amostra final de oito artigos. Resultados Os resultados deste estudo mostram esforços de mudanças na formação de profissionais da terapia ocupacional, visando a romper com os modelos tradicionais de ensino ao considerar as experimentações corporais como recursos que permitem o compartilhamento de experiências. Conclusão Os autores defendem uma formação que invista em novos cenários de aprendizagem, buscando formar profissionais mais atentos e abertos às necessidades do outro. Entretanto, ainda são necessários estudos que identifiquem de que forma os profissionais que vivenciaram as experimentações corporais na formação conduzem sua prática e sua relação com o cliente.<hr/>Abstract Introduction The notion of body was socially constituted throughout history, deeply altering the relationship of individuals with their own body. By focusing on body conceptions beyond the biological body, the use of body experimentation during occupational therapy degree course has been a relevant resource in the development of personal skills for professional practice. Objective The aim of this study was to identify and synthesize the available information about the relation between the use of body experimentations and occupational therapist degree course. Method The methodology used was the literature integrative review. A sensitivity test was performed to define keywords and data sources. The researches were made in national Occupational Therapy journals and in SciELO and LILACS databases. For the sample selection, three steps were performed. Inclusion/exclusion criteria were applied, resulting in the final sample of eight articles. Results The results of this study show efforts of changing Occupational Therapy professionals training, aiming to break with traditional teaching models by considering body experimentation as a resource that allows to share experiences. Conclusion The authors defend a training course that invests in new learning scenarios, seeking to train professionals who are more attentive and open to the needs of the other. However, studies are still needed to identify how practitioners who have experienced body experimentation during their formation lead their practice and their relationship with the client. <![CDATA[Mídia e comportamento alimentar na adolescência]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100291&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Introdução A adolescência é uma fase marcada por mudanças físicas, comportamentais e psicossociais e também por transformações relacionadas à formação da autoimagem. Objetivo Verificar a relação entre mídia e escolhas alimentares na imagem corporal e no possível desenvolvimento de transtornos alimentares em adolescentes. Especificamente objetivou-se identificar como os padrões expostos pela mídia influenciam na construção da imagem corporal de adolescentes e como essa relação pode modificar as escolhas alimentares e deixá-los mais vulneráveis aos transtornos alimentares. Método Foi realizada uma revisão de literatura que utilizou as bases de dados Medline, PubMed e a biblioteca SciELO, em inglês e português, no período de 1992 a 2016. Foram incluídas as publicações que continham pelo menos um dos descritores utilizados e que associavam o comportamento alimentar com adolescentes. Resultados Nos dias atuais, a mídia exerce grande poder na construção da imagem corporal e na formação de padrões estéticos, os quais afetam os adolescentes em sua fase de vulnerabilidade. Considerando essas características e outras relacionadas com a idade, os jovens acabam modificando seus padrões alimentares, tornando-se vulneráveis para o desenvolvimento de transtornos alimentares. Conclusão Os adolescentes são um grupo de risco para o desenvolvimento de transtornos alimentares e a mídia é um fator contribuinte no comportamento alimentar disfuncional.<hr/>Abstract Introduction Adolescence is a period marked by physical, behavioral, and psychosocial changes and by transformations related to the formation of the self-image. Objective To verify the relation between media and eating choices in body image and the possible development of eating disorders in adolescents. Specifically the aim was to identify how patterns exposed by the media influence the construction of adolescent’s body image and how this relation can modify the eating choices and make them more vulnerable to eating disorders. Method literature review of original scientific articles and review using the databases Medline, PubMed and SciELO in English and Portuguese, from 1992 to 2016. We included the publications that contained at least one of the descriptors used and that associated eating behavior with adolescents. Results The media, in the present days, exert great power in the construction of the corporal image and in the formation of esthetical standards, which affect the adolescents in their phase of vulnerability. To these characteristics and others related to age, young people end up changing their eating patterns, becoming potential risks for the development of eating disorders. Conclusion Adolescents are a risk group for the development of eating disorders and media is a contributing factor in dysfunctional eating behavior. <![CDATA[Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e a terapia ocupacional: um relato de experiência na construção da cidadania e participação social]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100309&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Introdução A legislação busca garantir que crianças e adolescentes sejam sujeitos de direitos e, quando estes são violados, ações socioassistenciais são ofertadas pelo Poder Público para garantir sua proteção. Um exemplo é o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, o qual pode contar com terapeutas ocupacionais em sua equipe. Objetivo Relatar a experiência da prática em terapia ocupacional junto às crianças e aos adolescentes de um Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos no interior do estado de Sergipe. Método Relato de experiência de intervenção em terapia ocupacional vinculada à atividade de ensino do Departamento de Terapia Ocupacional da Universidade Federal de Sergipe. A sistematização do processo de prática e construção do raciocínio em terapia ocupacional foram registrados por meio do diário de campo, desenhos, fotos e filmagens. Os dados foram analisados descritivamente e discutidos à luz da literatura da terapia ocupacional social. Resultados O processo de prática consistiu na avaliação do coletivo, território e do serviço, seguido da identificação das necessidades sociais e demandas coletivas que pautaram os objetivos a serem alcançados por meio de uma intervenção, finalizando com a avaliação do processo. Conclusão Este relato de experiência revela potencialidades da atuação da terapia ocupacional junto às crianças e adolescentes em serviços socioassistenciais. O aporte teórico metodológico proveniente da terapia ocupacional social tornou-se significativo na configuração desta intervenção enquanto uma possibilidade de tecnologia social junto a esses sujeitos. Especificamente quanto à prática relatada, ressalta-se sua importância na conscientização e ação, fomentando o protagonismo das crianças e adolescentes, suas famílias e comunidade.<hr/>Abstract Introduction The legislation seeks to certify that children and adolescents are individuals of rights, and, when these are violated, public authorities offer social assistance actions to guarantee their protection. An example is the Living and bond strengthening Service that can reckon on occupational therapists in its team. Objective To report the experience of the practice in occupational therapy with children and adolescents of a Living and Bond Strengthening Service in the state of Sergipe. Method Experience report of intervention in Occupational Therapy bound to the education activity of the Occupational Therapy Department of the Federal University of Sergipe. The systematization of the process of practice and construction of the reasoning in Occupational Therapy was recorded through a field diary, drawings, photos, and filming. The data were analyzed descriptively and discussed according to the social Occupational Therapy literature. Results The practicing process consisted of the evaluation of the collective, territory, and the service, followed by the identification of social needs and collective demands that guided the objectives to be aimed through an intervention, concluding with the evaluation of the whole process. Conclusion This experience report reveals the potential of Occupational Therapy along with children and adolescents in social assistance services. The theoretical-methodological input from social Occupational Therapy showed significant importance in the settings of this intervention as a possibility of social technology with these individuals. Especially regarding the reported practice, its importance in the awareness and action is evident, fomenting the protagonism of children and adolescents, their families and community. <![CDATA[Experiências de formação em terapia ocupacional: contextos, comunidades e terapia ocupacional social]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100330&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Over the past decades, the profession of occupational therapy has increased its focus on the wellbeing of society as a whole in response to growing inequality. In addition, guidelines for occupational therapy student education have also been revised to ensure that occupational therapists graduate with an appreciation of and ability to work with diverse populations of people in multiple contexts, beyond a biomedical focus on health and impairment. As a result, occupational therapy educators have been challenged to create curricula that meet the profession’s social responsibility by preparing students to practice with communities and populations in a contextualised way. To contribute to this discussion and foster dialogue about what this may look like in occupational therapy programs, we present examples of curricula from three courses in two undergraduate occupational therapy programs in Australia and Brazil: “Understanding the Context of Occupation” and “Occupation, Health and Participation - Communities and Populations”, at Griffith University, Australia; and the course “Social Occupational Therapy”, at the Federal University of Sao Carlos, Brazil. The courses include topics such as: working in micro to macro contexts, working with communities and populations, collective occupation, politics and advocacy, social justice, occupational justice, social security and others. With differences across the programs, based on their geographical and institutional contexts, as well as their socio-historical and cultural contexts, the examples provide some ideas for educators about preparing students to work in a contextualised way with communities and populations.<hr/>Resumo Nas últimas décadas, a área de terapia ocupacional ampliou seu enfoque em dimensões sociais em resposta ao crescente patamar de desigualdade. Além disso, as diretrizes para a formação de terapeutas ocupacionais também foram revisadas para garantir que os profissionais se graduem com uma sensibilidade e capacidade de trabalhar com populações diversas e em múltiplos contextos, para além de um foco biomédico em saúde e deficiência. Como resultado, os educadores em terapia ocupacional têm sido desafiados a criar currículos que abordem a responsabilidade social, preparando os alunos para atuarem com comunidades e populações de forma contextualizada. Para contribuir com essa discussão e dialogar sobre como poderiam ser programas em terapia ocupacional, apresentamos exemplos de currículos de três cursos em dois programas de terapia ocupacional, um na Austrália e um no Brasil, são eles: “Entendendo o contexto da ocupação” e “Ocupação, saúde e participação - comunidades e populações”, na Griffith University, Austrália; e o curso “Terapia Ocupacional Social”, da Universidade Federal de São Carlos, Brasil. Os cursos incluem tópicos como: trabalhar do micro ao macro contextos, trabalhar com comunidades e populações, ocupação coletiva, política e defesa de direitos, justiça social, justiça ocupacional, seguridade social e outros. Com diferenças entre o programas, com base em seus contextos geográficos e institucionais, bem como em seus contextos sócio-históricos e culturais, os exemplos fornecem algumas ideias para educadores sobre como preparar os alunos para trabalhar de maneira contextualizada com comunidades e populações. <![CDATA[Fernand Deligny e uma clínica por vir: mobilizações sobre modos de cuidar em saúde mental na infância e adolescência]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100343&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este ensaio apresenta trajetórias de Fernand Deligny, sua atuação em instituições educacionais, jurídicas e clínicas com crianças e adolescentes, e o contexto político dessas experiências localizadas na segunda metade do século XX. Ao revisitar tais percursos, estabeleceu-se pontos de contato e reflexões sobre atuais modos de cuidar em saúde mental na infância e adolescência, mobilizados principalmente pela atuação em Centros de Atenção Psicossocial Infantil (CAPSi) na cidade de São Paulo. Tal cenário configura experiências complexas que disparam inquietações relacionadas a modos de intervir que têm como base estratégias de adequação, exclusão ou encarceramento do sofrimento psíquico e/ou de experiências desviantes das normas sociais. Discute-se como provocar deslocamentos em certas lógicas de normatização da vida, criando ferramentas que promovam outras formas de viver com a diferença, buscando instaurar aberturas éticas, estéticas e políticas para transformações no pensamento, na sensibilidade e nas ações clínicas em curso na atualidade. Em ressonância com Fernand Deligny, sugere-se pensar modos de cuidar não normativos inspirados pela ideia de uma clínica da delicadeza, do agir e da presença próxima.<hr/> Abstract This essay presents the trajectory of Fernand Deligny, his work at educational, legal and clinical institutions with children and adolescents, and the political background of those experiences in the second half of the XX century. Revisiting those paths, we established points of contact and reflections on current mental health care practices in childhood and adolescence, mobilized mainly by acting in Child Psychosocial Care Centers (CAPSi) in the city of São Paulo. That scenario of action configures complex experiences that trigger restlessness related to the ways of rendering care and intervening with experiences of psychic suffering and/or non-compliance with social norms based on adaptation, exclusion or incarceration strategies. We discussed how to trigger displacements in certain normative logics of life by creating tools that promote other ways of living with the difference, seeking to establish ethical, aesthetical and political openings for transformations in current thinking, sensibility and clinical actions. In resonance with Fernand Deligny, it is suggested to think non-normative ways of caring inspired by the idea of a clinic of delicacy, acting and near presence. <![CDATA[A construção de sentidos sobre o que é significativo: diálogos com Wilcock e Benetton]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100356&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este ensaio buscou tecer relações em torno da construção de sentidos sobre o que é significativo como elemento relevante para o conhecimento e a prática da terapia ocupacional, por meio do diálogo com duas autoras, Ann Wilcock, com sua Perspectiva da Natureza Ocupacional da Saúde, sustentada na perspectiva paradigmática da ocupação como promotora de bem-estar e saúde, e Jô Benetton, com seu Método Terapia Ocupacional Dinâmica, apoiada na perspectiva paradigmática da terapia ocupacional, do tratar por meio de ocupações/atividades. O que é significativo pode ser considerado atrelado ao conceito de saúde que cada uma propõe: Wilcock e sua ênfase na ocupação significativa, em oposição a uma disfunção ocupacional; e Benetton, com foco na saúde qualificada pelo sujeito-alvo das intervenções em terapia ocupacional como o que lhe traz bem-estar e o ajuda a agir no mundo. Esperamos contribuir para o debate em torno dos conceitos que sustentam intervenções em terapia ocupacional, em uma reflexão sobre o processo de construção de sentidos nas intervenções de terapia ocupacional.<hr/>Abstract This essay sought to weave a dialogue around the meaning of what is meaningful as a relevant element for Occupational Therapy knowledge and practice, through the dialogue with two authors, Ann Wilcock, in her Perspective of the Occupational Nature of Health, sustained in an occupation paradigmatic perspective, in which the occupation promotes well-being and health, and Jô Benetton, with her Dynamic Occupational Therapy Method, supported in occupational therapy paradigmatic perspective, as a treatment by occupations/activities. What is meaningful can be considered linked to the concept of health that each one proposes: Wilcock and her emphasis on meaningful occupation, as opposed to an occupational dysfunction; and Benetton, focusing on what the target person of occupational therapy interventions qualifies as healthy and helps him/her to act in the world. We hope to contribute to the debate around the concepts that support interventions in occupational therapy, reflecting on the process of meaning making in occupational therapy interventions. <![CDATA[Ações nos determinantes sociais de saúde: avançando na equidade ocupacional e nos direitos ocupacionais <fn fn-type="other" id="fn01"> <label>1</label> <p>Texto traduzido pelo Prof. Dr. Vagner dos Santos, da Charles Sturt University, Austrália, em contribuição com os Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional.</p> </fn>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102020000100378&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Epidemiologistas vêm buscando focar a atenção global nos “determinantes sociais de saúde” – as condições nas quais as pessoas nascem, crescem, vivem, trabalham e envelhecem – e no impacto da distribuição desigual desses determinantes nas oportunidades de as pessoas serem saudáveis. As evidências demonstram, inequivocamente, que a ocupação é um determinante da saúde e bem-estar humano. Devido ao modelamento da disponibilidade de oportunidades ocupacionais de promoção à saúde feito pelos determinantes sociais desiguais, terapeutas ocupacionais vêm valorizando a importância de abordar as injustiças ocupacionais. No entanto, os estudos relativos à justiça ocupacional e à injustiça ocupacional têm sido desproporcionalmente dominados pelas perspectivas culturalmente específicas de teóricos anglófonos do Hemisfério Norte. Destacar alguns dos problemas e confusões feitos a partir de estudos anglófonos sobre as injustiças ocupacionais e destacar a importância de ações voltadas para os determinantes sociais da saúde por meio da ocupação. Definições confusas de várias injustiças ocupacionais são inúteis para os profissionais. A terapia ocupacional poderia ativamente abordar os determinantes sociais de ocupação por meio do foco na equidade ocupacional e nos direitos ocupacionais, informados por estudos teóricos existentes sobre as capabilidades humanas. Problemas de direitos ocupacionais, negação dos direitos ocupacionais (injustiças ocupacionais) e de iniquidade/equidade de oportunidades ocupacionais devem ser questões fundamentais para a terapia ocupacional, cuja preocupação maior deveria ser: como terapeutas ocupacionais, efetivamente, abordam os determinantes sociais de ocupação de tal modo que todas as pessoas tenham capabilidades para se envolverem em ocupações significativas que contribuam positivamente para o seu bem-estar e o bem-estar de sua comunidade, uma vez que é direito todos.<hr/>Abstract Epidemiologists have sought to focus global attention on the “social determinants of health” - the conditions in which people are born, grow, live, work and age - and on the impact of the inequitable distribution of these determinants on people’s opportunities to be healthy. Evidence demonstrates, unequivocally, that occupation is a determinant of human health and wellbeing. Because inequitable social determinants shape the availability of health-promoting occupational opportunities, occupational therapists have raised the importance of addressing occupational injustices. However, theoretical scholarship pertaining to occupational justice and occupational injustice has been disproportionately dominated by the culturally-specific perspectives of Anglophone theorists from the Global North. The purpose of this paper is to highlight some of the problems and confusions arising from Anglophone scholarship on occupational injustices; and to highlight the importance of action on the social determinants of health through occupation. Confused definitions of various occupational injustices are unhelpful to practitioners. The occupational therapy profession could actively address the social determinants of occupation through focusing on occupational equity and occupational rights, informed by existing scholarship on human capabilities. Issues of occupational rights, denial of occupational rights (occupational injustices), and of in/equities of occupational opportunities ought to be fundamental issues for the occupational therapy profession, whose most pressing concern should surely be: how can occupational therapists most effectively address the social determinants of occupation such that all people have the capabilities to engage in meaningful occupations that contribute positively to their own well-being and the well-being of their communities, as is their right.