Scielo RSS <![CDATA[Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=2526-891020180002&lang=en vol. 26 num. 2 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Integrating research into practice: is it a matter of pride or prejudice?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200251&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[The beginning of the trajectory of occupational therapy academic institutionalization in Brazil: what pioneer professors tell about the creation of the first courses]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200255&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract The first technical courses of occupational therapy were structured in Brazil during the 1950’s, in the cities of Rio de Janeiro and São Paulo. The creation of these courses was stimulated by the great international mobilization around the expansion of the rehabilitation field around the world. In the following decades, other courses were founded in several Brazilian states and, the profession was simultaneously structured in the country, including the approval of some legislation that guaranteed academic quality parameters for the training of occupational therapists. In 1983, the publication of a resolution revising the foundations of the minimum curriculum for training in the field and requiring major reformulations within the existing and upcoming courses was the point of confirmation of the effective beginning of the academic institutionalization of occupational therapy in Brazil. This article is based on a research that aimed to describe the trajectory of academic institutionalization of occupational therapy in Brazil, focusing on the creation of the first course in 1956 and those implanted until 1983, according to the vision of the pioneer teachers. For that, work was done with the theoretical-methodological reference of oral history, from which the occupational therapists were interviewed, pioneering professors of the first courses, and constructed documents originating from their narratives, which were based on the trajectory of the courses presented here.<hr/>Resumo Durante a década de 1950, foram sendo estruturados os primeiros cursos técnicos de terapia ocupacional no Brasil, nas cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo. De certa forma, a criação desses cursos foi incentivada pela grande mobilização internacional em torno da expansão da área de reabilitação pelo mundo. Nas décadas seguintes, outros cursos foram sendo fundados em vários Estados brasileiros, e, paralelamente à fundação deles, a profissão foi se estruturando no país, inclusive após a aprovação de algumas legislações que garantiram parâmetros de qualidade acadêmicos para formação de terapeutas ocupacionais. Em 1983, a publicação de uma resolução que reviu as bases do currículo mínimo nacional para a formação na área e que exigiu reformulações importantes no âmbito dos cursos existentes - e nos que viriam a existir - foi o ponto de confirmação do efetivo início da institucionalização acadêmica da terapia ocupacional no Brasil. Este artigo decorre de uma pesquisa que teve como objetivo descrever a trajetória de institucionalização acadêmica da terapia ocupacional no Brasil, com foco na criação do primeiro curso em 1956 e daqueles implantados até o ano de 1983, segundo a visão dos docentes pioneiros. Para tanto, trabalhou-se com o referencial teórico-metodológico da história oral, a partir do qual foram entrevistados os terapeutas ocupacionais, docentes pioneiros dos primeiros cursos, e construídos documentos oriundos de suas narrativas, que embasaram a trajetória dos cursos aqui apresentados. <![CDATA[“I gave birth to him and he gave me my life”: study of occupational transition linked to motherhood of two women with mental disorders]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200271&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: The number of mothers with mental disorders is increasing. Motherhood entails major changes in women´s lives, potentially creating different occupational needs and an emerging field for Occupational Therapy. Objective: To identify and describe the occupational needs during occupational transition linked to motherhood, from the perspective of two women with mental disorders in Galicia, Spain. Method: Qualitative with phenomenological approach, using conversational techniques for data collection, and thematic analysis. Results: “Daily life before the change” and “I gave birth to him and he gave me my life”, the emerged themes, transversely describe occupational needs experienced by participants in the occupational transition process linked to motherhood. Conclusion: We discuss the mediators of occupational transition, its complexity and a critical perspective of participants’ experiences as one more experience within the diversity of motherhood; and conclude with the implications for occupational therapy.<hr/>Resumo Introdução: A quantidade de mulheres com transtorno mental que são mães está aumentando. A maternidade produz uma grande mudança na vida das mulheres, podendo gerar novas necessidades ocupacionais e constituindo um campo emergente para a terapia ocupacional. Objetivo: Identificar e descrever as necessidades ocupacionais vivenciadas durante a transição ocupacional vinculada à maternidade, segundo a perspectiva de duas mulheres com transtorno mental na Galícia, Espanha. Método: Pesquisa qualitativa com enfoque fenomenológico, empregando técnicas conversacionais para a coleta de dados e análise temática. Resultados: “No dia a dia antes da mudança” e “Eu o pari e ele me deu a vida” são os temas que descrevem de forma transversal as necessidades ocupacionais vividas pelas participantes no seu processo de transição ocupacional vinculado à maternidade. Conclusão: A discussão é realizada em torno dos mediadores da transição ocupacional e da complexidade desta e contribui com uma visão crítica, compreendendo as experiências das participantes como uma a mais entre a diversidade que representa a maternidade. Conclui-se discutindo as implicações para a terapia ocupacional.<hr/>Resumen Introducción: Las cifras de mujeres con trastorno mental que son madres están aumentando. La maternidad produce un gran cambio en la vida de las mujeres, pudiendo generar nuevas necesidades ocupacionales y constituyendo un ámbito incipiente para la terapia ocupacional. Objetivo: Identificar y describir las necesidades ocupacionales vivenciadas durante la transición ocupacional vinculada a la maternidad, desde la perspectiva de dos mujeres con trastorno mental en Galicia, España. Metodología: Cualitativa con enfoque fenomenológico, empleando técnicas conversacionales para la recogida de datos y análisis temático. Resultados: “El día a día antes del cambio” y “Yo lo parí y él me dio la vida” describen de forma transversal las necesidades ocupacionales vividas por las participantes en su proceso de transición ocupacional vinculado a la maternidad. Conclusión: La discusión se articula en torno a los mediadores de la transición ocupacional, la complejidad de la misma, y se aporta una mirada crítica entendiendo las experiencias de las participantes como una más dentro de la diversidad que representa la maternidad. Se finaliza discutiendo las implicaciones para la terapia ocupacional. <![CDATA[Schizophrenia, instrumental activities of daily living and executive functions: a qualitative multidimensional approach]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200287&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: People with schizophrenia often present difficulties in social and occupational reintegration that may be associated with problems in performing daily activities. Executive dysfunction is one of the factors associated to these difficulties. Objective: In this study we sought to know and analyze the potentialities and difficulties of people with schizophrenia regarding the Instrumental Activities of Daily Living, specifically the components related to executive dysfunction through the perception of people with schizophrenia, family members and professionals who participate in support associations in Brazil and In Portugal. Method: Data was obtained through 2 focus groups for each representation (users, family and professionals), with a mean of 6.7 participants per group (N=40). Data were analyzed through Interpretive Phenomenological Analysis. Results: We identified three main themes and their respective subtopics: The to (not) do in its essence - lack of meaning, dissatisfaction and lack of autonomy; Impediments - decreased volition, inflexibility and action and difficulty in planning routines and tasks; Environmental factors - family, association and professionals. Conclusion: We conclude that the insufficiency in the occupational performance of people with schizophrenia in relation to IADL, directly related to executive dysfunction, reveals the importance of specific rehabilitation programs for this population, aiming at cognitive and occupational improvements.<hr/>Resumo Introdução: Pessoas com esquizofrenia frequentemente apresentam dificuldades na reinserção social e ocupacional, as quais podem estar associadas a problemas na realização das atividades cotidianas. A disfunção executiva é um dos fatores que têm sido relacionados a essas dificuldades. Objetivo: Conhecer e analisar as potencialidades e dificuldades de pessoas com esquizofrenia frente às Atividades Instrumentais da Vida Diária, especificamente os componentes relacionados à disfunção executiva. Método: Participaram da pesquisa pessoas com esquizofrenia, familiares e profissionais inseridos em associações de apoio no Brasil e em Portugal. Para a obtenção dos dados, foram realizados dois grupos focais para cada grupo ‒ usuários, familiares e profissionais ‒, com média de 6,7 participantes (N=40). Os dados foram analisados através da Análise Fenomenológica Interpretativa. Resultados: Foram identificados três temas principais e seus respectivos subtemas: O (não) fazer na sua essência - falta de significado, insatisfação e falta de autonomia; Impedimentos - diminuição da volição, inflexibilidade de ação e dificuldade de planejar rotinas e tarefas; Fatores Ambientais - família, associação e profissionais. Conclusão: A insuficiência no desempenho ocupacional das pessoas com esquizofrenia que participaram deste estudo, relativamente às Atividades Instrumentais da Vida Diária, está diretamente relacionada aos componentes da disfunção executiva e revela a importância de programas de reabilitação específicos para essa população, visando a melhorias cognitivas e ocupacionais. <![CDATA[Caregivers of family members with chronic diseases: coping strategies used in everyday life]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200299&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Caring for a family member with a disease causes an adverse daily life involving suffering for the caregiver. The literature on occupational therapy does not debate coping strategies that caregivers adopt with family members with chronic illness, or how perceptions about the role played interfere with occupations and projects. Objective: To characterize the caregivers’ coping ways in daily life after a month of hospital discharge from a family member with chronic noncommunicable disease (NCDs) and to identify the perception they elaborate about themselves. Method: Descriptive study with qualitative-quantitative approach and cross-sectional design composed of 30 family caregivers of familiar members with NCDs followed in medical ward of a general hospital. Instruments used were sociodemographic questionnaire, Barthel index, Coping Mode Scale, and semi-structured questionnaire. Quantitative data analysis was performed with descriptive statistics, analysis of variance (ANOVA) test for repeated measurements, and Duncan and Tukey tests. The thematic content analysis was used to treat qualitative data. Results: The main modes of coping used were focused on the problem and on religious-fantastical thoughts. Participants expressed “feelings about everyday problems”, pointing to the positive perception of the beneficial feelings of care, but also a negative perception of changes in occupational life. The “coping strategies” of the participants were the accomplishment of “pleasurable activities, spirituality, and search for informal social support” that contributed to alleviate the problems experienced. Conclusion: Characterized the coping strategies of family caregivers with NCDs, highlighting how complex the experience of being a caregiver.<hr/>Resumo Introdução: Cuidar de um familiar adoecido gera um cotidiano adverso envolvendo sofrimento para o cuidador. A literatura da terapia ocupacional não aborda as estratégias de enfrentamento que cuidadores adotam com familiares com doença crônica ou como a percepção sobre o papel desempenhado interfere nas ocupações e projetos. Objetivos: Caracterizar os modos de enfrentamento dos cuidadores no cotidiano após um mês da alta hospitalar de um familiar com doença crônica não transmissível (DCNT) e identificar a percepção que eles elaboram sobre si. Método: Estudo quantitativo-qualitativo, descritivo e transversal composto por 30 cuidadores de familiares com DCNT acompanhados em enfermaria clínica de um hospital geral. Instrumentos: questionário sociodemográfico, Índice de Barthel, Escala de Modo de Enfrentamentos de Problemas e questionário semiestruturado. A análise dos dados quantitativos foi realizada com estatística descritiva, testes ANOVA para medições repetidas e teste de Duncan e Tukey. A análise temática de conteúdo foi empregada para tratamento dos dados qualitativos. Resultados: Os principais modos de enfrentamento foram focalizados no problema e em pensamentos religiosos e fantasiosos. Os participantes expressaram os “sentimentos frente aos problemas cotidianos”, apontando a percepção positiva em face dos sentimentos benéficos advindos dos cuidados, mas também uma percepção negativa pelas alterações da vida ocupacional. As “estratégias de enfrentamento” dos participantes foram a realização de atividades prazerosas, a espiritualidade e busca por suporte social informal, que contribuíram para aliviar os problemas vividos. Conclusão: Foram caracterizadas as estratégias de enfrentamento dos cuidadores de familiares com DCNT, destacando quão complexa é a experiência de ser um cuidador. <![CDATA[The performance of health professionals in a custody and psychiatric treatment hospital: the perspective of the psychosocial rehabilitation]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200315&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: The Brazilian Psychiatric Reform proportionated the appearance of mental health attention services and substitutive services in psychiatric hospitals that provided the inclusion based on the Psychosocial Rehabilitation strategy. Although the Custody and Psychiatric Treatment Hospitals (CPTH) are one of the services that must be included on the set of those transformations, actions against the Psychiatric Reform are still happening, which indicates the necessity of important changes. Objective: This paper has the objective to recognize how a CPTH team articulates with the new propositions recommended by the National Policy of Mental Health Attention and analyze if the interdisciplinary actions are being developed on the institution. Method: Research developed in a CPTH, as a qualitative analysis through interviews with 11 higher educated professionals for the data collection, examined by thematic analysis. Results: The lack of communication and understanding of the need for teamwork leads to individualized actions and disarticulation in the care, evidencing actions committed to the institutional needs and not to the needs of the patients; the speeches highlight the lack of activities aimed at the reintegration and social participation of inmates in the family and community. Although professionals claim to know the concept of Psychosocial Rehabilitation, many attribute a misleading sense, indicating it as an approach to the asylum model that aims to occupy the inmates to reduce institutional idleness. Conclusion: The articulation between the professionals of the place is fragile, which prevents the actions to be carried out in an interdisciplinary and intersectoral manner, maintaining ducts in the asylum model. Occupational Therapy can act as a protagonist of changes, contributing to the achievement of objectives consistent with the Psychiatric Reform, facilitating care processes based on Psychosocial Rehabilitation.<hr/>Resumo Introdução: A Reforma Psiquiátrica oportunizou o surgimento de serviços de atenção substitutivos aos hospitais psiquiátricos que proporcionassem a inclusão com base na estratégia da Reabilitação Psicossocial. Os Hospitais de Custódia e Tratamento Psiquiátrico ainda preservam ações contrárias à Reforma, indicando a necessidade de mudanças. Objetivo: Identificar os processos de trabalho desenvolvidos pela equipe de um desses hospitais e construir uma reflexão crítica acerca das possíveis contribuições da terapia ocupacional na instituição. Método: Estudo de abordagem qualitativa desenvolvido por meio de entrevistas com 11 profissionais de nível superior analisadas com a técnica de Análise Temática. Resultados: A falta de comunicação e do entendimento da necessidade do trabalho em equipe provoca ações individualizadas e desarticulação nos cuidados, evidenciando ações comprometidas com as necessidades institucionais e não com as necessidades dos pacientes; as falas destacam a falta de atividades voltadas à reinserção e participação social dos internos na família e comunidade; apesar de os profissionais afirmarem conhecer o conceito de Reabilitação Psicossocial, muitos atribuem um sentido equivocado, indicando-o como uma abordagem do modelo asilar que visa ocupar os internos para diminuir o ócio institucional. Conclusão: A articulação entre os profissionais do local é frágil, o que impede que as ações sejam realizadas de forma interdisciplinar e intersetorial, mantendo condutas prioritariamente no modelo asilar. A terapia ocupacional pode atuar como protagonista de mudanças, contribuindo para o alcance de objetivos condizentes com a Reforma Psiquiátrica, facilitando processos de cuidado alicerçados na Reabilitação Psicossocial. <![CDATA[Psychosocial teenage attention: the perception of CAPSij professionals]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200329&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Studies have pointed that adolescence has been considered an age group more vulnerable to psychic suffering in all categories, such as depression, behavioral difficulties, eating disorders and drug abuse. However, regarding insertion and care for adolescents in public mental health services, the literature points a shortage of related work. Objective: This research aimed to identify how psychosocial attention has been given to the adolescents with psychic suffering from the perspective of professionals linked to the Childhood and Adolescent Psychosocial Care Centers in a medium-sized municipality in the interior of the São Paulo state. Method: This is a qualitative research that counted on the participation of 7 professionals from a CAPSij. For data collection, a semi-structured interview script was used and the data obtained were investigated with the Thematic Analysis technique. Results: The main results indicated that the CAPSij acts as the sole responsible for the reception, sorting and care to the adolescents with psychic suffering. In addition, the participants pointed out difficulties related to the adherence of the adolescents and the effectiveness of work. On the other hand, it has revealed the engagement of the participants in the care actions with the adolescents, under the light of the policies and the search for network articulation, especially with the Basic Health Care. Conclusion: Thus, it is observed that the mental health care of adolescents is under construction and demands advances that consider the peculiarities of this population and the present policies of mental health.<hr/>Resumo Introdução: Estudos apontam que a adolescência tem sido considerada uma faixa etária mais vulnerável para o sofrimento psíquico em todas as categorias, como depressão, dificuldades comportamentais, transtornos alimentares e uso abusivo de drogas, no entanto, no que diz respeito à inserção e à assistência para adolescentes nos serviços públicos de saúde mental, a literatura aponta uma escassez de trabalhos relacionados. Objetivo: Esta pesquisa objetivou identificar como tem se dado a atenção psicossocial de adolescentes sob a ótica de profissionais de um CAPS infantojuvenil (CAPSij) de um município de médio porte do interior do Estado de São Paulo. Método: Trata-se de pesquisa qualitativa que contou com a participação de 7 profissionais do CAPSij. Para a coleta de dados foi utilizado um roteiro de entrevista semiestruturado, e os dados obtidos foram tratados por meio da técnica de Análise Temática. Resultados: Os principais resultados indicaram que o CAPSij em questão atua como único responsável pelo acolhimento, triagem e cuidado a adolescentes em sofrimento psíquico. Além disso, os participantes apontaram dificuldades quanto à adesão dos adolescentes e a efetivação do trabalho. Por outro lado, revelou-se o empenho dos participantes nas ações de cuidado com os adolescentes, sob a luz das políticas e a busca de articulação em rede, em especial com a Atenção Básica em Saúde. Conclusão: Assim, observa-se que a atenção à saúde mental de adolescentes está em construção e demanda avanços que considerem as peculiaridades dessa população e as políticas de saúde mental vigentes. <![CDATA[Involvement in sustainable occupations: changes on life habits from spaces of educational practice]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200345&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Daily habits and involvement in occupations can bring impacts to the environment, both in a micro and macro social context. Educational practices related to environmental issues have an important educational nature in order to build a new model of sustainable habits. Objective: This study analyzed, from the perception of participants in socio-educational projects, if spaces of sustainable practices change daily habits and the involvement in occupations that are also sustainable. Method: In a qualitative approach, open interviews with ten members of university extension projects focused on sustainable practices were held. The content analysis revealed daily habit changes among the participants after they were inserted in the projects. Results: Reports showed learning and acquiring new knowledge, besides dissemination of this knowledge among friends and family. The interviewees pointed barriers to implement sustainable practices such as lack of knowledge about environmental education, lack of adequate space for waste disposal, self-indulgence of people and authorities, and overconsumption. The participants also confirmed the importance of carrying out university extension projects for their personal and professional growth. Conclusion: Thus, the spaces of sustainable practices have become an important locus for environmental learning and daily changes aimed healthier and more sustainable habits.<hr/>Resumo Introdução: Hábitos cotidianos e envolvimento em ocupações podem trazer impactos para o meio ambiente, tanto em um contexto micro quanto em um macrossocial. Práticas educativas direcionadas a temas socioambientais têm um caráter formativo importante, com o objetivo de construir um novo modelo de hábitos sustentáveis. Objetivo: Este estudo analisou, a partir da percepção de participantes de projetos socioeducativos, se espaços de práticas sustentáveis mudam os hábitos cotidianos e o envolvimento em ocupações também sustentáveis. Método: Em uma abordagem qualitativa, foram realizadas entrevistas abertas com 10 integrantes de projetos de extensão universitária com foco em práticas sustentáveis. A análise de conteúdo evidenciou mudanças de hábitos cotidianos entre os participantes após se inserirem nos projetos. Resultados: Os relatos mostraram aprendizado e aquisição de novos conhecimentos, além de disseminação destes conhecimentos entre amigos e familiares. As pessoas entrevistadas apontaram barreiras para implementação de práticas sustentáveis, tais como pouco conhecimento sobre educação ambiental, ausência de espaços adequados para descarte do lixo, consumo exagerado e comodismo das pessoas e autoridades. Os participantes também confirmaram a importância da realização de projetos de extensão universitária para o próprio crescimento pessoal e profissional. Conclusão: Assim, os espaços de práticas sustentáveis tornaram-se um locus importante para aprendizado socioambiental e para mudanças cotidianas voltadas para hábitos mais saudáveis e sustentáveis. <![CDATA[Sociodemographic profile and quality of life of caregivers of people with intellectual disabilities]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200357&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Introdução: O aumento da longevidade também vem se verificando com pessoas com deficiência intelectual, pois até pouco tempo tinham uma pequena expectativa de vida, um desafio para a família, para a sociedade, para os educadores, enfim, para todos envolvidos. Objetivo: Traçar o perfil sociodemográfico e a qualidade de vida de cuidadores de pessoas com deficiência intelectual de uma cidade de pequeno porte do interior do Rio Grande do Sul. Método: Estudo transversal e censitário, com abordagem quantitativa. Foram utilizados dois instrumentos: o primeiro elaborado para levantamento do perfil dos cuidadores, e o Whoqol-Bref, para análise da qualidade de vida. Resultados: Participaram do estudo 75 cuidadores, com a média de idade de 51,56 anos, havendo domínio daqueles que apresentaram entre 41 e 60 anos (57,33%). A maioria (82,66%) eram mulheres (61,33% - mães). O nível de escolaridade de 62,66% foi o Ensino Fundamental Incompleto, e a renda familiar mensal 52,94% recebem de um a dois salários mínimos. Quanto à qualidade de vida, as pontuações médias mais elevadas foram quanto ao domínio social (M = 79,1; DP = 10,6), seguido do físico (M = 74,6; DP = 14,6), psicológico (M = 68,8; DP = 12,5) e ambiental (M = 60,9; DP = 11,3). Conclusão: Este estudo revelou que as pessoas com deficiência intelectual, do município gaúcho de pequeno porte estudado, em sua maioria, são cuidadas por familiares mulheres, com baixa escolaridade e renda, que apresentaram índices de qualidade de vida superiores a estudos realizados com cuidadores de outras realidades sociais e econômicas.<hr/>Abstract Introduction: The increase in longevity has also been occurring with people with intellectual disabilities, since until recently they had a small life expectancy, a challenge for the family, for society, for educators, and for all involved. Objective: To describe the sociodemographic profile and quality of life of caregivers of people with intellectual disabilities in a small city in the state of Rio Grande do Sul. Method: Transversal and census study, with quantitative approach. Two instruments were used: the first one, designed to survey the caregivers’ profile, and the WHOQOL-Bref, to analyze the quality of life. Results: Fifty-five caregivers participated in the study, with a mean age of 51.56 years, with a prevalence of 41-60 year olds (57.33%). The majority (82.66%) were women (61.33% - mothers). The level of schooling was 62.66%, with incomplete primary education, and the monthly family income 52.94%, between one and two minimum wages. In terms of quality of life, the highest average scores were related to the social domain (M = 68.8, SD = 12.5) and environmental (M = 60.9, DP = 11.3). Conclusion: This study revealed that people with intellectual disabilities, from the small municipality studied, are mostly cared for family members with low schooling and income, who presented higher quality of life indexes than those studies carried out with caregivers of other social and economic realities. <![CDATA[The (re) invention of daily life in aging by corporate and integrative practices: possible choices, responsibilization and self-care]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200367&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Nem todo envelhecimento vem acompanhado de morbidades. A ideia do envelhecimento permeia o imaginário, pautado nas diferentes experiências de vida de cada um. Este estudo teve como objetivo investigar a reinvenção no envelhecimento pela inserção nas práticas corporais e integrativas. A amostra foi composta por um grupo de participantes que integram uma casa de práticas integrativas e complementares, localizada no município do Rio de Janeiro, RJ. Utilizamos a técnica da observação participante, que ocorreu de fevereiro a agosto de 2017, com a aplicação de entrevistas semiestruturadas com os participantes, numa frequência de 2 a 3 vezes por semana ao serviço. Na amostra sob estudo (n = 20) a idade variou de 60 a 87 anos, com predomínio do sexo feminino (85%), sujeitos vinculados aos grupos de artesanato, equilíbrio, roda de conversa, Tai Chi Chuan e Qi Gong. Na análise dos dados aplicamos a técnica de Análise de Conteúdo (AC). A pesquisa demonstrou que esse grupo de pessoas vem buscando novos modos de viver e se relacionar, conduzidos para um envelhecimento com engajamento e com opções motivadoras. Apontou exemplos de (re) invenção, demonstrando que as práticas corporais e integrativas trouxeram para o indivíduo qualidade de vida e escolhas conscientes, mostrou que a troca que se estabelece na convivência favorece não só o aprendizado, mas também o desvelar de escolhas que possibilitam o exercício de um cotidiano ressignificado com maior autonomia.<hr/>Abstract Not all aging is accompanied by morbidities. The idea of aging permeates one’s imaginary based on the different life experiences. This study aims to investigate reinvention in aging by insertion into the corporal and integrative practices. The sample was composed by a group of participants from a house of integrative and complementary practices, located in the city of Rio de Janeiro, RJ. We used the participant observation method, from February to August 2017, with the application of semi-structured interviews, with participants who maintained a frequency of 2 to 3 times a week in the service. In the study sample (n = 20), the age ranged from 60 to 87 years, with a predominance of females (85%), which were linked to handicraft, balance, conversation, Tai Chi Chuan and Qi Gong groups. Data analysis applied the Content Analysis (CA) method. We show show that this group of people has been seeking new ways of living and relating, driven towards engaging aging and motivating options. Our study shows examples of (re) invention, demonstrating that the corporal and integrative practices improved quality of life and conscious choices, and that the exchange established in the coexistence favors not only the learning, but also the unveiling of choices that enable the exercise of an everyday life re-signified with greater autonomy. <![CDATA[Detailing and reflections on occupational therapy in the process of school inclusion]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200381&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Studies show the effectiveness of inclusive actions in educational processes, as well as the need for specialized training of occupational therapists, enabling them for collaborative approaches and actions. Objective: To identify actions developed by occupational therapists in the process of school inclusion of children and teenagers with special educational needs, and think over the context of inclusive education from the presented perspectives. Method: A survey with 18 occupational therapists for data collection. A questionnaire related to school inclusion and professional practice was applied through an on-line platform and a social network. Data gathered were forwarded to qualitative analysis, with descriptive, exploratory analysis for objective questions, and content analysis for the descriptives. Results: The main participants’ involvement in school inclusion occurred from their office practice, but 50% of them also assist in regular school. The main method of contribution occurred through assessment, planning and developing inclusion and guidance activities in schools. The participation of family and other professionals in a collaborative approach, the school and teachers lack of preparation to complete the inclusion processes were noteworthy. Conclusion: Study results reassure the importance of occupational therapist’s contribution to cope with the challenges and effectiveness of school inclusion. Emphasis is given to the need for greater integration of those professionals in regular school and the importance of expanding the considerations and questions regarding the construction of a more democratic educational system.<hr/>Resumo Introdução: Estudos apontam para a efetividade de ações inclusivas relacionadas aos processos escolares, assim como a necessidade de formação especializada para terapeutas ocupacionais, capacitando-os para abordagens e ações colaborativas. Objetivos: Identificar ações desenvolvidas por terapeutas ocupacionais do Estado do Paraná no processo de inclusão escolar de crianças e adolescentes com necessidades educacionais especiais, e refletir sobre o contexto da educação inclusiva, a partir de perspectivas apresentadas. Método: Realizou-se levantamento de dados (survey), com a participação de 18 terapeutas ocupacionais. Aplicou-se questionário relacionado a inclusão escolar e atuação do profissional, com divulgação através de plataforma online e rede social. Submeteram-se os dados coletados à análise qualitativa, com análises exploratórias descritivas nas questões objetivas e de conteúdo, nas descritivas. Resultados: O principal envolvimento dos participantes com a inclusão escolar ocorre a partir de atendimento em ambiente clínico, porém 50% atendem, também, na escola regular. As principais formas de contribuição ocorrem através de avaliação, planejamento e desenvolvimento de atividades relacionadas a processos de inclusão, e de orientações às escolas. Destacam-se a participação da família e de outros profissionais envolvidos, em uma perspectiva colaborativa, e a falta de preparo da escola e dos professores para a efetivação dos processos de inclusão. Conclusão: Os resultados do estudo reafirmam a relevância da contribuição do terapeuta ocupacional para o enfrentamento dos desafios e a concretização da inclusão escolar. Enfatizam-se a necessidade de maior inserção destes profissionais na escola comum do ensino regular e a importância de ampliar as reflexões e problematizações em relação à construção de um sistema educacional mais democrático. <![CDATA[Perceptions of people with osteogenesis imperfecta about the interventions of the occupational therapy and its possibilities of care]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200399&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Osteogenesis Imperfecta (OI) is a genetic disorder that compromises the collagen formation, which alters in a significant way the body structures causing osseous deformities. Faced with the different possibilities of care for people with OI, stand out the occupational therapy interventions, that even being poorly explored in the context of the national scientific production, show significant practices to compose a team of care for people with OI. Thus, this study aims to identifying the perceptions of people with OI about work of the occupational therapist. It was done a qualitative study based on the application of semi-structured interviews with five adults with OI. Interview data were analyzed by the technique of analysis of thematic content, allowing to cluster the results into three categories: “Knowing the participants: characterization of the sample”; “Living with osteogenesis imperfecta: possibilities and constructions”; and “Occupational therapy and osteogenesis imperfecta: perceptions, fragments, and experiences”. The results lead to the conclusion that these professionals have a wide range of practices that still have to be better explored and points out an encouragement for more scientific production in the area.<hr/>Resumo A Osteogênese Imperfeita (OI) é um distúrbio genético que compromete a formação de colágeno, alterando de forma significativa estruturas do corpo e causando deformidades ósseas. Diante das diferentes possibilidades de cuidado para as pessoas com OI, enfatizam-se as intervenções terapêuticas ocupacionais, que embora sejam pouco exploradas no âmbito da produção cientifica nacional, apresentam práticas relevantes para compor a equipe de atenção à pessoa com OI. Assim, o presente estudo teve como objetivo identificar as percepções de pessoas com OI acerca da atuação do terapeuta ocupacional. Para tanto se realizou um estudo qualitativo a partir da aplicação de entrevistas semiestruturadas a cinco adultos com OI. Os dados provenientes das entrevistas foram analisados por meio da técnica de análise de conteúdo do tipo temática, possibilitando agrupar os resultados em três categorias: “Conhecendo os participantes: caracterização da amostra”; “Vivendo com osteogênese imperfeita: possibilidades e construções” e “A terapia ocupacional e a osteogênese imperfeita: percepções, fragmentos e vivências”. Os resultados levam a concluir que os profissionais da área possuem um vasto campo de prática para ser mais bem explorado, e pontuam um incentivo para produções cientificas na área. <![CDATA[Occupational Therapy and babies treatment in premature intervention from a Hypothesis of Psychomotor Functioning: single case study]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200409&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Ongoing studies about premature intervention (PI) on babies with developmental risk, like prematures, invite therapists to construct new clinical treatments. Objective: To analyze the effectiveness of a Hypothesis of Psychomotor Functioning (HPF) for treatment of the premature babies. Method: Qualitative, longitudinal, and clinical almost experimental single case study. We studied one premature baby, with developmental and psychic risk, identified by the PREAUT and IRDI protocols. The baby received three months of PI treatment by occupational therapy from the HPF. Treatment was filmed and registered in a field diary. We then compared the proposed objectives and the collected results, outlining the effects of the HPF. Results: The case confirms that the psychomotor irregularity may be understood as a psychomotor symptom and its source construed as from a HPF. The irregularity is considered in a singular way, as observation of how the child constructs its Body Scheme (BS) and Body Image (BI), starting from the bonds with parents. The treatment effectiveness was confirmed from a HPF, as the psychomotor symptom went away (BS), giving place for cognitive and psychomotor acquisitions, and to the maternal resignification of the investments in her baby (BI). The BS is taken as a cognitive and motor psychic functioning related to the BI in construction. Conclusion: The HPF interprets the baby psychomotor process based on its construction, allowing a PI that can transform a psychomotor symptom into a structuring motion.<hr/>Resumo Introdução: Atuais pesquisas sobre intervenção precoce (IP) em bebês com risco ao desenvolvimento ‒ entre os quais, o prematuro ‒ convidam terapeutas à construção de novos tratamentos clínicos. Objetivo: Analisar a eficácia de uma Hipótese de Funcionamento Psicomotor (HFP) para tratamento de bebê prematuro. Método: Tem cunho qualitativo, longitudinal, clínico quase experimental, de estudo de caso único. Amostra deu-se por conveniência, sendo um bebê prematuro, com risco psíquico e de desenvolvimento, identificado pelos protocolos PREAUT e IRDIS. Foi tratado durante três meses em IP por terapeuta ocupacional, a partir de HFP. O tratamento foi filmado e registrado em diário de campo. Posteriormente analisado através da comparação entre objetivos propostos e resultados alcançados, destacando os efeitos da HFP. Resultados: O caso confirma que a irregularidade psicomotora pode ser compreendida como sintoma psicomotor e sua origem pode ser interpretada a partir de uma HFP. Considera a irregularidade de forma singular, como anúncio de como a criança constrói seu Esquema (EC) e Imagem Corporal (IC), a partir do laço com seus pais. Confirmou-se a eficácia do tratamento a partir de uma HFP, pois o sintoma psicomotor desapareceu (EC), dando espaço para aquisições psicomotoras e cognitivas, e para a ressignificação dos investimentos da mãe em seu bebê (IC). O EC é tomado como funcionamento motor e cognitivo, que anuncia o funcionamento psíquico relacionado a IC em elaboração. Conclusão: A HFP interpreta o processo psicomotor do bebê supondo como está se constituindo, de modo a permitir uma IP que possa transformar o sintoma psicomotor em gesto estruturante. <![CDATA[Perception of work conditions and occupational stress among civil and military police officers of special operations units]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200423&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Introdução: Condições adversas de trabalho são inerentes ao serviço policial e podem ter impacto negativo na saúde física e mental desses profissionais, interferindo também em sua prática laboral. Objetivo: Analisar a percepção das condições de trabalho e o estresse ocupacional em policiais civis e militares de Unidades de Operações Especiais de Santa Catarina. Método: Participaram do estudo 84 policiais civis e militares, do sexo masculino, com média de idade de 34,68 (DP = 6,00) anos, atuantes em Unidades de Operações Especiais (BOPE, COPE, SAER, BAPM). Foram coletadas informações sobre a percepção das condições de trabalho, por meio do questionário intitulado Perfil de Ambiente e Condições de Trabalho, e sobre o estresse ocupacional, por meio da Job Stress Scale. Resultados: A percepção das condições de trabalho, em relação ao escore geral, foi de 24,12 pontos, sendo o ambiente social (6,92 pontos) o componente que apresentou maior escore e a remuneração e benefícios (4,50 pontos), o menor escore. Quanto ao estresse ocupacional, mais da metade dos policiais identificou seu trabalho como de baixa demanda, baixo controle e baixo apoio social. Ainda, quase metade (45,2%) deles teve seu trabalho classificado como ativo. Observou-se correlação negativa entre as condições de trabalho e o estresse ocupacional. Conclusão: Os policiais civis e militares apresentaram percepção regular de suas condições de trabalho, de modo geral, e percepção mais negativa em relação à remuneração e benefícios e ao ambiente físico. Um em cada quatro policiais apresentou trabalho passivo e de alto desgaste, considerados de maior risco para adoecimento.<hr/>Abstract Introduction: Adverse working conditions are inherent in the police service and might have a negative impact in the physical and mental health of these professionals, interfering also in their work practice. Objective: To analyze the perception of working conditions and the occupational stress among civil and military police officers of the special operations units of Santa Catarina. Method: Participants were 84 civil and military male police officers, with mean age of 34.68 (sd = 6.00) years, acting in the special operations units (BOPE, COPE, SAER, and BAPM). The information about the perception of working conditions were collected using the Environment and Working Conditions Profile questionnaire, and information about occupational stress were collected using Job Stress Scale. Results: The perception of working conditions related to total score were 24.12 points, with social environment (6.92 points) the component with the highest score, and remuneration and benefits (4.50 points) the component with the lowest score. In relation to occupational stress, more than a half of the police officers identified their work as low demand, low control, and low social support. Moreover, almost a half (42.2%) of the police officers had their work classified as active. A negative correlation between working conditions and occupational stress was found. Conclusion: Civil and military police officers demonstrated a regular perception of their working conditions, and a worse perception related to remuneration and benefits and physical environment. One in four police officers performs passive and high-wear work, considered to be at a greater risk of illness. <![CDATA[Training process and teaching-learning scenarios: discussion on health practices and service education in Occupational Therapy degree course of FMUSP]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200431&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Nas últimas décadas, tem-se discutido, em nível nacional, a formação dos estudantes nos cursos de graduação em saúde voltados para o Sistema Único de Saúde e, de acordo com as Diretrizes Curriculares Nacionais, valorizando uma formação em percurso, em que se estimule a integração estudante-instituição-serviços-comunidade. O Curso de Terapia Ocupacional da FMUSP tem se preocupado com essas questões, reorientando seu currículo e projeto político pedagógico a partir do preconizado nas Diretrizes Curriculares Nacionais da área. O objetivo da pesquisa foi analisar, através das ementas das práticas e estágios, se o curso tem colocado suas convergências com alguns dos paradigmas da formação prática do estudante, com ampliações e implicações de seus cenários de ensino-aprendizagem. As metodologias utilizadas foram revisão da literatura e análise documental. O estudo descreve alguns aspectos das práticas em saúde e dos espaços de ensino-aprendizagem, analisando o conjunto de propostas de práticas e estágios do curso de graduação. Os resultados e discussão apontam para a preocupação de dialogar com as Diretrizes Curriculares Nacionais e com o Sistema Único de Saúde, visando uma formação que seja ativa e contemple os princípios da humanização, integralidade, cuidado, alteridade e diversidade.<hr/>Abstract In recent decades, the training of students in health degree programs for the unified health system has been discussed at the national level and in accordance with the National curriculum guidelines, enhancing training in course, which values the student-institution-services integration-community. The course of occupational therapy of the FMUSP has been concerned with these issues, redirecting its curriculum and pedagogical political project from the proposed national curriculum guidelines. The purpose of the article was to analyze, through the menus of the practices and internships, if the course has put its convergence with some of the paradigms of the student’s practical training, with extensions and implications of their teaching-learning scenarios. In this way, the study describes some aspects of health practices and teaching-learning spaces, in which the proposed set of practices and internships of undergraduate programs are analyzed. The result and discussion are concern in dialogue with national curriculum guidelines and with the Unified Health System, aimed at an active training and considering the principles of humanization, completeness, careful, otherness and diversity. <![CDATA[The reach of occupational therapy in local development]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200443&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: The questions of local life comprise a scheme of meanings produced daily and are taken by socio-economic processes that produce vulnerabilities as threats to the cohesion of networks of participation. Projects in Local Development can facilitate participatory engagements that take into account the collaboration between civil society and public power to address these issues. Objective: Analyse the reach of the occupational therapy in the orientation of projects and actions in Local Development. Method: This is a qualitative documentary research in which documents produced from a university extension project between January 2011 and July 2015, in the municipality of Itapeva, state of São Paulo, and content analysis procedures were discussed. Results: A sociohistorical matrix was extracted that comprised four large dimensions of knowledge in occupational therapy: daily, human activities, mediation skills, and collective life projects, all operated by the teaching methodology in participatory local development. Conclusion: Occupational therapy can directly reach the structures and political functions for Local Development, through processes that take into account the construction of networks of actions that mobilize the participatory engagement of local agents. These processes are based on the foundations of occupational therapy, demonstrating contributions to new research and assistance insertions.<hr/>Resumo Introdução: As questões de vida local compreendem uma trama de significados produzidas cotidianamente, tomadas por processos econômico-sociais que constituem vulnerabilidades que ameaçam a coesão de redes de participação. Projetos em Desenvolvimento Local podem facilitar engajamentos participativos que levem em conta a colaboração entre sociedade civil e poder público para o enfrentamento dessas questões. Objetivo: Analisar o alcance da Terapia Ocupacional na orientação de projetos e ações em Desenvolvimento Local. Método: Trata-se de uma pesquisa documental qualitativa em que foram resgatados documentos produzidos em um projeto de extensão universitária entre janeiro de 2011 e julho de 2015, no município de Itapeva, interior de São Paulo, e tratados sobre procedimentos de análise de conteúdo. Resultados: Foi extraída uma matriz socio-histórica que compreendeu quatro grandes dimensões de fundamentos em Terapia Ocupacional: cotidiano, atividades humanas, habilidades de mediação e projetos de vida coletiva, todas operadas pela metodologia de ensinagem em desenvolvimento local participativo. Conclusão: A Terapia Ocupacional pode alcançar, de forma direta, as estruturas e os funcionamentos políticos para o Desenvolvimento Local, por meio de processos que levem em conta a construção de redes de fazeres que mobilizem o engajamento participativo de agentes locais. Estes processos assentam-se nos fundamentos em Terapia Ocupacional, demonstrando contribuições para novas inserções de pesquisa e assistência. <![CDATA[Physical and social environment in the occupational therapeutic intervention process for elderly with Alzheimer’s disease and their caregivers: a systematic review of the literature]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200463&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Alzheimer’s disease has a significant impact on patients and their families. The restriction on participation is understood in its totality only if considered the context and environment in which the activities happen. In occupational therapeutic intervention, the actions aimed to the environment have been effective in engaging the elderly in significant occupations. Objective: Analyze the intervention process directed to the physical and social environment of the elderly with Alzheimer’s disease. Method: A systematic review was conducted, in a 10-year period (2006-2015), in English, Portuguese, and Spanish. The Web of Science, MEDLINE / PubMed, CINAHL, PsycINFO®, LILACS, SciELO, OTSeeker, and PEDro databases were used as sources of information. The inclusion criteria were selected for deeper analysis: scientific publications related to Alzheimer’s disease in elderly with the participation of at least one occupational therapist as an author and that considered the environmental interventions, or to discuss occupational therapy in Alzheimer’s disease without restrictions on the stage of the disease. Results: A total of 141 articles were found, of which only 9 met the selection criteria. National and international studies have shown close association of these interventions with the patient’s functionality, humor and quality of life of the dyad, better sense of competence among caregivers, less burden of work, and better cost-effectiveness. Conclusion: Occupational therapy, through environmental modification and educational actions, promotes improvement in the quality of life of the dyad.<hr/>Resumo Introdução: A Doença de Alzheimer (DA) tem um impacto significativo sobre o idoso e seus familiares. A restrição na participação só é compreendida, em sua totalidade, se forem considerados o contexto e o ambiente em que as atividades acontecem. Na intervenção terapêutica ocupacional, as ações direcionadas ao ambiente têm se mostrado eficazes no engajamento do idoso em ocupações significativas. Objetivo: Analisar o processo de intervenção direcionado ao ambiente físico e social dos idosos com DA. Método: Foi realizada revisão sistemática da literatura por um período de 10 anos (2006 a 2015), nos idiomas inglês, português e espanhol. Optou-se pela busca nas seguintes fontes de informação: Web of Science, MEDLINE/PubMed, CINAHL, PsycINFO®, LILACS, SciELO, OTseeker e PEDro. Os critérios de inclusão adotados foram: publicações científicas relacionadas a DA em idosos, que abordem as intervenções ambientais e que tenham participação de terapeuta ocupacional na autoria, sem se restringir à fase da doença. Resultados: Foi localizado um total de 141 artigos, sendo que apenas nove atenderam aos critérios de seleção. Os estudos apresentaram estreita associação dessas intervenções com a funcionalidade do paciente, o humor e a qualidade de vida da díade, melhor senso de competência entre os cuidadores, menor sobrecarga de trabalho, além de melhor custo-efetividade. Conclusão: A terapia ocupacional, por meio de modificação ambiental e ações educativas, promove melhoria na qualidade de vida da díade. <![CDATA[Orthoses devices models for upper limbs: a review of the literature]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200479&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Objetivo: O objetivo deste estudo foi fazer uma revisão de literatura por intermédio da seleção e análise de estudos clínicos que investigassem os modelos de órteses para membros superiores, mais especificamente os tipos utilizados pelos profissionais da terapia ocupacional e, assim, produzir uma visão ampliada dessa demanda de modelos de órteses na área da terapia ocupacional em reabilitação da mão e membros superiores em sujeitos adultos. Método: Este estudo caracterizou-se como uma revisão narrativa da literatura acompanhada de uma análise descritiva nas bases eletrônicas de dados MEDLINE (Medical Literature Analysis and Retrieval System Online / PubMed) e LILACS (Literatura científica e técnica da América Latina e Caribe/BVS - Biblioteca Virtual em Saúde), com busca restrita ao período de janeiro de 2007 a janeiro de 2017. Resultados: Foram encontrados cinco artigos completos de trabalhos realizados por/com terapeutas ocupacionais, com enfoque em confecção e utilização de órteses na reabilitação de membros superiores. Conclusão: Os estudos envolvendo o uso de órteses para membros superiores possuem diferentes objetivos e métodos de utilização, bem como variados modelos e materiais para a confecção e fabricação do dispositivo, sendo que os fatores de interferência dessas decisões são o paciente, o tipo de lesão/condição clínica e a adaptação do usuário com relação àquele dispositivo de tecnologia assistiva.<hr/>Abstract Objective: The objective of this study was to make a literature review through the selection and analysis of clinical studies investigating the models of orthoses for upper limbs, more specifically the types used by occupational therapy professionals, and thus to produce an expanded view of this demand for orthotic models in the area of ​​occupational therapy in hand rehabilitation and upper limbs in adult subjects. Method: This study was characterized as a narrative review of the literature accompanied by a descriptive analysis in the electronic databases MEDLINE (Medical Literature Analysis and Retrieval System Online / PubMed) and LILACS (Scientific and Technical Literature of Latin America and the Caribbean / Virtual Library In Health), with a search restricted from January 2007 to January 2017. Results: Five complete articles were found of work done by / with occupational therapists, focusing on confection and use of orthoses in the rehabilitation of upper limbs. Conclusion: The studies involving the use of orthoses for upper limbs have different objectives and methods of use, as well as varied models and materials for the confection and fabrication of the device, and the interference factors of these decisions are the patient, the type of injury / clinic condition and user adaptation in relation to that assistive technology device. <![CDATA[Creative strategies and homeless people: occupational therapy, art, culture and sensitive displacement]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200489&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract The population that finds on the streets an alternative for their own survival and for sorting out their identities, is marked by a number of disruptions and violation of rights, resulting in vulnerability processes and social disaffiliation, given the current socioeconomic conditions and the neoliberal rationality. There is a need of innovative work that can add different sectors and knowledge, which defend the strengthening of a support network and services that aims the enfranchisement of the individuals, promote social participation and respect their diversity. Therefore, it is reported the experience of an extension project that promoted creative strategies to operate with the homeless from an arts and culture perspective. In order to do so, the weekly activities workshops promoted experimentations for the participants, aiming to express their potentialities, from the themes and requests relevant to the group, producing art, dynamics, and products that reflected the culture of the streets. Sensitive displacements were produced, noticeable to those involved, making the participants protagonists of their own expressions. The encounters took on creative proportions and composed new experiences of occupational therapeutic formation and practices in the social field. In defense of respect, appreciation of the human dimensions and capacities, especially of the groups in a vulnerable situation, associated with actions that aim to promote and extend their human and social rights.<hr/>Resumo A população que encontra nas ruas uma alternativa para sua sobrevivência e ordenação de suas identidades é marcada por inúmeras rupturas e violações de direitos, resultando em processos de vulnerabilidade e desfiliação social, dada as condições socioeconômicas e a racionalidade neoliberal vigente. Vimos a necessidade de trabalhos inovadores que possam agregar diferentes setores e saberes, que defendam o fortalecimento de rede de apoio e de serviços, que objetivem a emancipação dos sujeitos, promovam participação social e respeitem sua diversidade. Assim, relata-se a experiência de projeto de extensão que promoveu estratégias criativas para a atuação junto à população em situação de rua, a partir da arte e da cultura. Para tanto, as oficinas de atividades, realizadas semanalmente, promoveram experimentações aos participantes visando à expressão de suas potencialidades, a partir dos temas e demandas pertinentes ao grupo, produzindo arte, dinâmicas e produtos que refletiram a cultura da rua. Foram produzidos deslocamentos sensíveis, perceptíveis aos envolvidos, tornando os participantes protagonistas de suas expressões. Os encontros tomaram proporção criativa e se constituíram em novas experiências de formação e práticas terapêuticas ocupacionais no campo social. Na defesa do respeito, da valorização das dimensões e capacidades humanas, em especial de grupos vulneráveis, associadas às ações que buscam promover e ampliar seus direitos humanos e sociais. <![CDATA[Notes about cases supervision based on the Dynamics Occupational Therapy Method (MTOD) and occupational therapy education]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102018000200501&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Clinical practice involves all professionals dealing with diagnosis, treatment, rehabilitation and secondary prevention. Teaching occupational therapists subsidized by theoretical-practical contribution to the clinic is important when thinking about the social insertion of patients, which is the ultimate objective of Occupational Therapy. The occupational therapy clinic, developed in several contexts, should be geared to the subjects, their needs and possibilities, through the accomplishment of activities and creation of health spaces. Given the importance of the discussion about training in Occupational Therapy, this paper proposes to approach experiences of cases supervision attended in clinical school, using the Dynamic Occupational Therapy Method (MTOD). We used the experience report, through which it is possible to provide an approximation with the subject and to extract relevant points about case supervision and the occupational therapists teaching. Learning and teaching activities are two components of occupational therapy training that are present in the relationship of young therapists with patients and also with the supervisor since, in both situations, they are experiencing new activities. The activities can be therapeutic and educational, creating health spaces, and this understanding is inherent to the occupational therapist to ensure their presence in the triadic relationship. The supervisor’s challenging action, according to the MTOD, is to bring the future occupational therapist closer to the target subject of this work, connecting theory to technique in the triadic relationship between therapist-patient-activities and promoted by a positive, non-centered transference, not focused on the disease but in the subjects and their activities.<hr/>Resumo A clínica envolve práticas de todos os profissionais que lidam com diagnóstico, tratamento, reabilitação e prevenção secundária. Formar terapeutas ocupacionais subsidiados por aporte teórico-prático para a clínica é importante, pensando na inserção social dos pacientes, objetivo final da terapia ocupacional. A clínica do terapeuta ocupacional, desenvolvida em diversos contextos, deve ser voltada ao sujeito, às suas necessidades e possibilidades, por meio da realização de atividades e da criação de espaços de saúde. Dada a importância da discussão sobre formação em terapia ocupacional, este trabalho se propõe a abordar experiências de supervisão de casos atendidos em clínica-escola, a partir do Método Terapia Ocupacional Dinâmica (MTOD). Fez-se uso do relato de experiência, por meio do qual é possível proporcionar uma aproximação com o tema e extrair pontos relevantes sobre a supervisão de casos e a formação de terapeutas ocupacionais. Formando terapeutas ocupacionais, podemos dizer que aprender e ensinar atividades são dois componentes presentes na relação dos jovens terapeutas ocupacionais com pacientes e também com a supervisora, já que, nas duas situações, estão vivenciando a aprendizagem de novas atividades. As atividades podem ser terapêuticas e educativas, podendo criar espaços de saúde, e esta compreensão é inerente ao terapeuta ocupacional, para que, na relação triádica, este fazer aconteça. A desafiadora ação da supervisora, a partir do MTOD, está em aproximar o futuro terapeuta ocupacional, sujeito-alvo deste trabalho, conectando a teoria à técnica, na relação triádica, existente entre terapeuta-paciente-atividades e promovida por uma transferência positiva, não centrada na doença, mas no sujeito e nas suas atividades.