SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 issue2The significance of sickle cell anemia within the context of the Brazilian government's 'racial policies' (1995-2004)Human nature created in the laboratory: the biologization and genetization of kinship in new reproductive technologies author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


História, Ciências, Saúde-Manguinhos

Print version ISSN 0104-5970On-line version ISSN 1678-4758

Abstract

JOSUE, Laguardia. Raça, genética & hipertensão: nova genética ou velha eugenia?. Hist. cienc. saude-Manguinhos [online]. 2005, vol.12, n.2, pp.371-393. ISSN 1678-4758.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-59702005000200008.

As estatísticas relativas às condições de saúde de grupos humanos, classificados segundo um determinado recorte racial, são utilizadas para apoiar argumentos científicos que vinculam uma diferença fenotípica a uma essência biológica de raça. Os estudos epidemiológicos sobre hipertensão arterial ilustram a força das hipóteses genéticas na atribuição de um papel causal à raça. Tomando as explicações genéticas para a etiologia da hipertensão, busco, neste trabalho, apontar os pressupostos etiológicos que embasam os argumentos racializadores dessa patologia, as hipóteses alternativas presentes na literatura científica e os aspectos éticos implicados nesses estudos.

Keywords : raça; hipertensão; genética; epidemiologia; ética.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License