SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.52 número2Hipoglicemia como fator complicador no tratamento do diabetes melito tipo 1Diabetes melito tipo 1 e gestação índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia

versão On-line ISSN 1677-9487

Resumo

PUNALES, Marcia K. C. et al. Como a monitorização contínua de glicose subcutânea pode colaborar na interpretação dos valores da HbA1c no diabetes melito tipo 1?. Arq Bras Endocrinol Metab [online]. 2008, vol.52, n.2, pp.299-306. ISSN 1677-9487.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302008000200017.

O objetivo desta revisão é avaliar como o sistema de monitorização contínua de glicose subcutânea (CGMS®) pode colaborar na interpretação dos valores da hemoglobina glicada (A1c) no diabetes melito tipo 1. Foi realizada uma revisão bibliográfica dos benefícios, dos métodos, da interpretação e da experiência com CGMS®. A utilização de sensores contínuos pode ser útil na avaliação de pacientes com diabetes melito com oscilações glicêmicas, hipoglicemias graves, especialmente as noturnas, e hiperglicemias pós-prandiais. A identificação de padrões glicêmicos alterados permite ajustes terapêuticos e melhora do controle metabólico. O CGMS® é um procedimento de fácil utilização, com efeitos adversos de pequena intensidade e boa tolerância pelos pacientes. Embora o fabricante preconize um período de utilização de até três dias, observa-se que o prolongamento do teste por mais dias permite a obtenção de dados que auxiliam em mudanças terapêuticas superiores às realizadas com os registros do tempo convencional.

Palavras-chave : CGMS®; DM1; HbA1c; Glicemia.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons