SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.46 número3Risk factors for indications of intraoperative blood transfusion among patients undergoing surgical treatment for colorectal adenocarcinomaAnalysis of the bariatric surgery impact in a population from the center area of Rio Grande do Sul State, Brazil, using the BAROS method índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Arquivos de Gastroenterologia

versión impresa ISSN 0004-2803versión On-line ISSN 1678-4219

Resumen

CORREIA, Henrique S. T. et al. Níveis séricos de globulinas e a intensidade da fibrose hepática em pacientes com esquistossomose mansônica. Arq. Gastroenterol. [online]. 2009, vol.46, n.3, pp.194-198. ISSN 1678-4219.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-28032009000300010.

CONTEXTO: Tem sido descrita correlação entre os níveis séricos de globulinas e o grau de fibrose hepática nas hepatites crônicas, mas não se encontram relatos na esquistossomose mansônica. OBJETIVO: Avaliar os níveis séricos de globulinas e de IgG, e a intensidade da fibrose periportal mensurada pela ultrassonografia em pacientes com esquistossomose mansônica. MÉTODOS: Entre novembro de 2006 e fevereiro de 2007, foram estudados 41 pacientes que preencheram ficha clínica e realizaram dosagens de IgG por imunoturbidimetria e de globulinas indiretamente pelo método do biureto. A ultrassonografia foi realizada por um único pesquisador, seguindo os protocolos do Cairo e de Niamey. RESULTADOS: A média de idade foi 41 anos, sendo 25 pacientes (61%) do sexo feminino. Dez dos 41 pacientes (24%) apresentaram elevação dos níveis séricos de globulinas e 21 (51%) dos de IgG. Conforme a classificação do Cairo, 21 pacientes apresentaram grau I de fibrose, 18 grau II e 2 grau III, e pela classificação de Niamey 8 apresentavam padrão C, 20 D e 13 E. Aqueles com graus II ou III de fibrose tiveram maiores níveis de IgG do que os de grau I (P = 0,047), assim como aqueles que apresentaram padrões D e E em relação ao C (P = 0,011). Não houve associação entre os níveis de globulinas e o grau ou padrão de fibrose. CONCLUSÃO: Em pacientes com esquistossomose mansônica, observou-se elevação dos níveis séricos de IgG de acordo com a progressão do grau e do padrão de fibrose periportal, mas o mesmo não se observou com os níveis de globulinas.

Palabras clave : Soroglobulinas; Imunoglobulina G; Cirrose hepática; Esquistossomose mansoni.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons