SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.55 issue3TARGET, PRESCRIPTION AND INFUSION OF ENTERAL NUTRITIONAL THERAPY OF CRITICAL PATIENTS IN INTENSIVE CARE UNITTHE EFFICACY OF THE DIFFERENT ENDOSCOPIC TREATMENTS VERSUS SHAM, PHARMACOLOGIC OR SURGICAL METHODS FOR CHRONIC GASTROESOPHAGEAL REFLUX DISEASE: A SYSTEMATIC REVIEW AND META-ANALYSIS author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Gastroenterologia

Print version ISSN 0004-2803On-line version ISSN 1678-4219

Abstract

NOBREGA, Viviane Gomes et al. Manifestações clínicas iniciais em pacientes com doença inflamatória intestinal. Arq. Gastroenterol. [online]. 2018, vol.55, n.3, pp.290-295. ISSN 1678-4219.  https://doi.org/10.1590/s0004-2803.201800000-73.

CONTEXTO:

O diagnóstico da doença inflamatória intestinal é frequentemente retardado pela falta de capacidade para reconhecer as suas principais manifestações clínicas.

OBJETIVO:

Nosso estudo teve como objetivo descrever as manifestações clínicas iniciais em pacientes com doença inflamatória intestinal.

MÉTODOS:

Estudo transversal. Os pesquisadores obtiveram dados por entrevistas e registros médicos de pacientes com doença inflamatória intestinal em um centro de referência localizado na Bahia.

RESULTADOS:

Foram incluídos 306 pacientes. O tempo entre o início dos sintomas e o diagnóstico foi de 28 (±48) meses para doença de Crohn e 19 (±46) meses para colite ulcerativa. O tempo médio desde o início dos sintomas clínicos até o diagnóstico de doença de Crohn foi de 37 meses para pacientes com localização do ileocolon, 26 meses para a localização do íleo e 18 meses para a localização do cólon. Nos doentes com colite ulcerativa, o tempo médio desde o início dos sintomas até ao diagnóstico foi de 52 meses para proctite, 12 meses para colite no lado esquerdo e 12 meses para colite extensa. As principais manifestações clínicas em pacientes com doença de Crohn foram perda de peso, dor abdominal, diarreia e astenia. Os sintomas mais relevantes da colite ulcerativa foram sangue nas fezes, urgência fecal, diarreia, muco nas fezes, perda de peso, dor abdominal e astenia. Observou-se que a perda de peso, dor abdominal e distensão, astenia, perda de apetite, anemia, insônia, febre, náusea, doença perianal, manifestação extraintestinal, afta oral, vômitos e massa abdominal foram mais frequentes na doença de Crohn. A frequência de urgência e incontinência fecal, fezes com muco e sangue, tenesmo e constipação foram maiores na colite ulcerativa.

CONCLUSÃO:

A colite ulcerativa apresentou alta frequência de sintomas intestinais e a doença de Crohn mostrou alta frequência de manifestações sistêmicas. Houve um grande atraso no diagnóstico, mas indivíduos com doença mais extensa e sintomas mais exuberantes mostraram um atraso menor.

Keywords : Doenças inflamatórias intestinais; Doença de Crohn; Colite ulcerativa.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )