SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.73 issue3Grain yield and agronomic traits in soybean according to crop rotation systemsMicroscopic aspects of the interaction bean-Colletotrichum lindemuthianum mediated by silicon author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Bragantia

On-line version ISSN 1678-4499

Abstract

FERRAZ, Hélvio Gledson Maciel et al. Rizobactérias induzem resistência contra a murcha-de-fusário do tomateiro pelo aumento das atividades de enzimas de defesa. Bragantia [online]. 2014, vol.73, n.3, pp.274-283.  Epub Aug 08, 2014. ISSN 1678-4499.  http://dx.doi.org/10.1590/1678-4499.0124.

A murcha-de-fusário, causada por Fusarium oxysporum f.sp. lycopersici (Fol), é uma das mais importantes doenças que afetam a produção de tomate no mundo. Este estudo investigou o potencial de três antagonistas, Streptomyces setonii (UFV 618), Bacillus cereus (UFV 592) e Serratia marcescens (UFV 252), e como controle positivo foi utilizado o hormônio ácido jasmônico (AJ), na redução dos sintomas da murcha-de-fusário e potencialização das enzimas de defesa nos tecidos do caule de plantas de tomateiro infectadas por Fol. Sementes foram microbiolizadas com cada antagonista e o solo também foi encharcado com eles. As plantas foram pulverizadas com AJ 48 horas antes da inoculação Fol. A área abaixo da curva do progresso do índice da murcha-de-fusário (AACPIMF) foi reduzida em 54%, 48%, 47% e 45% para os tratamentos UFV 618, AJ, UFV 592 e UFV 252, respectivamente. Os três antagonistas, e até mesmo a pulverização AJ, foram eficientes na redução dos sintomas da murcha-de-fusário em caules de tomateiro, o que pode ser explicado pela menor concentração de aldeído malônico (uma indicação de danos oxidativos em lípideos nas membranas plasmáticas) e maior atividade de peroxidases, polifenoloxidases, glucanases, quitinases, fenilalanina amônia liases e lipoxigenases, comumente envolvidas na resistência do hospedeiro a doenças fúngicas. Esses resultados apresentam uma nova alternativa que pode ser usada no manejo integrado da murcha-de-fusário em tomateiro.

Keywords : Fusarium oxysporum f.sp. lycopersici; Solanum lycopersicum; controle biológico; mecanismos de defesa do hospedeiro; resistência induzida; patógeno vascular.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License