SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.74 issue4Responses of Dendrobium 'darrenn glory' and Mokara 'calypso jumbo' orchids to 1-methylcyclopropene and aqueous ozone postharvest treatmentsLeaf area and solar radiation interception by orange tree top author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Bragantia

Print version ISSN 0006-8705On-line version ISSN 1678-4499

Abstract

SILVA, Juliana Fonseca Moreira da et al. Utilização de filme de quitosana para o controle de aflatoxinas em amendoim. Bragantia [online]. 2015, vol.74, n.4, pp.467-475.  Epub Aug 21, 2015. ISSN 1678-4499.  http://dx.doi.org/10.1590/1678-4499.0120.

Neste estudo, verificou-se a utilização de um filme de quitosana para o controle do crescimento e produção de aflatoxinas por A. parasiticus em amendoim. Os filmes foram aplicados sobre os grãos por meio de duas metodologias (aspersão e imersão). Os grãos recobertos foram inoculados com 2,5 ml de uma suspensão contendo 1,0×106 esporos/ml e incubados a 25 oC por 7 dias. A concentração de aflatoxinas foi determinada por cromatografia em camada delgada, utilizando a técnica de densitometria. A verificação da inibição do crescimento fúngico foi realizada por meio da inoculação do patógeno em placas de Petri contendo GYEP suplementado com quitosana a 2% e incubadas por 7 dias a 25 ºC. Após incubação, o diâmetro da colônia do patógeno foi estimado e comparado com o controle. Todos os testes foram realizados com cinco repetições. Para a verificação de alterações morfológicas, uma suspensão de esporos ou hifas incubados na presença de quitosana foi submetida à microscopia eletrônica de varredura. Foi observado que tanto o método de imersão quanto o de aspersão reduziram a produção de aflatoxina significativamente, 84,3% e 86,7% respectivamente. A presença de quitosana no meio de cultura reduziu o diâmetro das colônias e promoveu modificações morfológicas nos esporos de A. parasiticus. Com esse procedimento foi verificado que a utilização de quitosana a 2% na forma de filme, principalmente por aspersão, pode reduzir a concentração de esporos e aflatoxinas de A. parasiticus em amendoim, o que confere a essa substância uma grande perspectiva de utilização no controle de fungos aflatoxigênicos.

Keywords : Arachis hypogaea; Aspergillus parasiticus; micotoxinas; pós-colheita; substância GRAS.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )