SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 número2Aplicação do modelo de crenças em saúde na prevenção dos acidentes com agulhaA prescrição medicamentosa sob a ótica do paciente idoso índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0034-8910versão On-line ISSN 1518-8787

Resumo

YAZLLE, Marta Edna Holanda Diógenes et al. Incidência de cesáreas segundo fonte de financiamento da assistência ao parto. Rev. Saúde Pública [online]. 2001, vol.35, n.2, pp.202-206. ISSN 1518-8787.  https://doi.org/10.1590/S0034-89102001000200015.

OBJETIVO: Estudar os tipos de partos de acordo com a categoria de internação da paciente, bem como as indicações de cesarianas mais freqüentemente referidas. MÉTODOS: A partir dos dados de um sistema de informações hospitalares, foi feita uma análise retrospectiva dos partos ocorridos no município de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil, no período de 1986-1995. Foram estudados: tipo de parto, categoria de admissão e diagnósticos referidos. RESULTADOS: Ocorreram 86.120 partos no período estudado, sendo 5,4% na categoria privada, 28,7% na categoria de pré-pagamento e 65,9% no sistema público (Sistema Único de Saúde ¾ SUS), observando-se uma diminuição nas categorias privada e SUS e aumento na categoria de pré-pagamento. A percentagem de cesáreas aumentou de 68,3% para 81,8% na categoria privada e de 69,1% para 77,9% na categoria pré-pagamento e diminuiu de 38,7% para 32,1% na categoria SUS. As principais indicações cesarianas referidas foram o sofrimento fetal, cujas incidências foram 9,5%, 10,9% e 9,0%, respectivamente, nas categorias particular, pré-pagamento e SUS; e distócia céfalo-pélvica cujas taxas foram 5,8%, 6,5% e 3,9%, respectivamente, nas mesmas categorias mencionadas. CONCLUSÃO: A incidência de cesariana variou segundo a categoria de internação, observando-se um gradiente crescente à medida que se elevou o padrão social das gestantes, não havendo correspondência com o risco obstétrico.

Palavras-chave : Cesárea [estatística e dados numéricos]; Parto [estatística e dados numéricos]; Condutas na prática de médicos; Hospitalização; Seguro-saúde [economia]; Incidência; Cesárea [economia]; Parto [economia]; Sistemas pré-pagos de saúde [utilização]; Cobertura de serviços públicos de saúde [utilização]; Categoria de internação.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons