SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.41 número2Morte materna declarada e o relacionamento de sistemas de informações em saúde índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0034-8910versão On-line ISSN 1518-8787

Resumo

DOMINGUES, Marlos Rodrigues  e  BARROS, Aluísio J D. Atividade física de lazer entre as gestantes da coorte de nascimentos de Pelotas de 2004. Rev. Saúde Pública [online]. 2007, vol.41, n.2, pp.173-180. ISSN 1518-8787.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102007000200002.

OBJETIVO: A atividade física durante a gestação é pouco estudada em nível populacional. O objetivo do estudo foi descrever a duração, tipo e freqüência de atividade física de lazer durante a gravidez e explorar fatores associados. MÉTODOS: Estudo de base populacional, realizado durante o ano de 2004 em Pelotas, RS, Brasil. Logo após o parto, 4.471 mães foram entrevistadas. Utilizou-se questionário, desenvolvido para o estudo, para verificar a atividade física de lazer. Os resultados foram obtidos por regressão de Poisson. RESULTADOS: Antes da gravidez, 14,8% das mulheres relataram algum tipo de atividade física de lazer e durante, 12,9%. No primeiro trimestre, 10,4% de todas as mães fizeram alguma atividade física de lazer; no segundo, 8,5% e no terceiro, 6,5%. Apenas 194 mães (4,3%) foram ativas durante toda a gestação. Na análise ajustada, atividade física de lazer esteve positivamente associada com escolaridade, aconselhamento para atividade física durante o pré-natal e renda familiar (p<0,001), estar empregada durante a gestação (p=0,05) e o número de gestações (p=0,02). A caminhada foi a atividade mais freqüente. CONCLUSÕES: A prevalência de atividade física de lazer é baixa entre as grávidas brasileiras. Embora a atividade física não seja percebida como prejudicial à gravidez, e as diretrizes atuais recomendem-na, a população parece não mudar de comportamento. Deve-se encorajar que mulheres grávidas e as que pretendem engravidar tenham estilo de vida ativo.

Palavras-chave : Exercício; Esforço físico; Gestantes; Fatores socioeconômicos; Estudos epidemiológicos; Estudos observacionais; Atividade física; Estudos populacionais; Aptidão física.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons