SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 número4Riscos e controvérsias na construção social do conceito de alimento saudável: o caso da sojaÍndice de Qualidade da Dieta Revisado para população brasileira índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0034-8910

Resumo

TRAEBERT, Jefferson; BORTOLUZZI, Marcelo Carlos  e  KEHRIG, Ruth Terezinha. Auto-percepção das condições de saúde da população adulta, Sul do Brasil. Rev. Saúde Pública [online]. 2011, vol.45, n.4, pp.789-793.  Epub 10-Jun-2011. ISSN 0034-8910.  https://doi.org/10.1590/S0034-89102011005000036.

O objetivo do estudo foi estimar como a população adulta (20 a 59 anos) de Joaçaba, SC, avalia sua condição de saúde. Realizou-se um estudo transversal em 2006 envolvendo amostra representativa (n = 707). O questionário levantou condições sociodemográficas, restrição das atividades diárias, realização de consulta médica, internação hospitalar e auto-percepção de saúde. Procedeu-se a análise de regressão logística múltipla hierarquizada. Constatou-se que 74,7% dos indivíduos percebia sua saúde como boa e 3,9% a percebia como ruim/muito ruim. Não estar trabalhando no momento da entrevista e deixar de realizar atividades habituais por problemas de saúde aumentaram significativamente a chance de uma auto-avaliação da condição de saúde como ruim/muito ruim.

Palavras-chave : Saúde do Adulto; Auto-Avaliação; Atividades Cotidianas; Fatores Socioeconômicos; Estudos Transversais.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons