SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.52 suppl.1Obesidade geral e abdominal em adultos residentes em zona rural no Sul do BrasilSintomatologia depressiva entre moradores da zona rural de uma cidade no Sul do Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0034-8910versão On-line ISSN 1518-8787

Resumo

MARTINS, Rafaela Costa; SILVA, Inácio Crochemore Mohnsam da  e  HALLAL, Pedro Curi. Atividade física na população rural de Pelotas, RS: prevalência e fatores associados. Rev. Saúde Pública [online]. 2018, vol.52, suppl.1, 9s.  Epub 17-Set-2018. ISSN 1518-8787.  https://doi.org/10.11606/s1518-8787.2018052000265.

OBJETIVO

Avaliar o nível de atividade física geral e por domínios de prática na zona rural de Pelotas, RS, bem como seus fatores associados.

MÉTODOS

Estudo transversal de base populacional realizado com adultos moradores da zona rural de Pelotas. O questionário utilizado para mensurar a prevalência de atividade física foi o Global Physical Activity Questionnaire. Foram considerados como ativos os indivíduos que relataram pelo menos 150 minutos de prática de atividade física semanal. Aspectos demográficos e econômicos, laborais e de segurança contra crimes foram avaliados como variáveis independentes. A regressão de Poisson foi utilizada para as análises bruta e ajustada.

RESULTADOS

A amostra final foi composta por 1.447 indivíduos. A prevalência geral de atividade física foi de 83,7% (IC95% 81,3–86,2). Quanto aos diferentes domínios, 74,9% (IC95% 71,3–78,6) dos participantes atingiram as recomendações de atividade física especificamente no trabalho, 25,2% (IC95% 22,4–28,0) no deslocamento e 15,1% (IC95% 12,2–18,1) no lazer. Os homens foram mais ativos que as mulheres em todos os domínios. Os indivíduos com situação ocupacional rural foram mais ativos no trabalho e no deslocamento. As variáveis de crime não foram associadas aos desfechos.

CONCLUSÕES

A prevalência de atividade física geral foi alta, e majoritariamente praticada no trabalho. Por outro lado, as atividades de lazer foram pouco prevalentes e os fatores associados variaram em direção e magnitude de acordo com os domínios de atividade física avaliados.

Palavras-chave : Adulto; Exercício; Atividades Cotidianas; Estudos Transversais; População Rural.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )