SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.52 suppl.1Atividade física na população rural de Pelotas, RS: prevalência e fatores associadosFatores associados à qualidade da dieta de moradores da zona rural do Sul do Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0034-8910versão On-line ISSN 1518-8787

Resumo

HIRSCHMANN, Roberta; GOMES, Ana Paula  e  GONCALVES, Helen. Sintomatologia depressiva entre moradores da zona rural de uma cidade no Sul do Brasil. Rev. Saúde Pública [online]. 2018, vol.52, suppl.1, 11s.  Epub 17-Set-2018. ISSN 1518-8787.  https://doi.org/10.11606/s1518-8787.2018052000266.

OBJETIVO

Avaliar a prevalência e os fatores demográficos, socioeconômicos, comportamentais e de saúde associados à sintomatologia depressiva em moradores na zona rural.

MÉTODOS

Estudo transversal de base populacional realizado com amostra representativa de 1.453 residentes na zona rural do município de Pelotas, RS, com 18 anos ou mais. Utilizou-se a Escala de Depressão Pós-Natal de Edimburgo para avaliar a sintomatologia depressiva, considerando ponto de corte ≥ 8 pontos. A associação entre o desfecho e as variáveis independentes foi avaliada por regressão de Poisson.

RESULTADOS

A prevalência de sintomatologia depressiva foi de 35,4% (IC95% 31,5–39,3). Após o ajuste, a sintomatologia depressiva foi maior entre as mulheres (RP = 1,77; IC95% 1,46–2,15), indivíduos com baixa escolaridade (0–4 anos completos de estudo) (RP = 1,62; IC95% 1,22–2,16), pior condição socioeconômica (classes D ou E) (RP = 1,49; IC95% 1,22–1,83) e com doenças crônicas (RP = 1,74; IC95% 1,24–2,45).

CONCLUSÕES

A alta prevalência de sintomatologia depressiva em moradores rurais indica a relevância da depressão como importante problema de saúde pública também nessa população. Atenção específica deve ser direcionada aos subgrupos que apresentaram as maiores prevalências de sintomatologia.

Palavras-chave : Adulto; Transtorno Depressivo, epidemiologia; Fatores de Risco; Fatores Socioeconômicos; População Rural.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )