SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.54Characteristics of primary care and rates of pediatric hospitalizations in BrazilIdosos robustos na atenção primária: fatores associados ao envelhecimento bem-sucedido índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0034-8910versão On-line ISSN 1518-8787

Resumo

SOUSA, Cyntia Meneses de Sá et al. Ideação suicida e fatores associados entre escolares adolescentes. Rev. Saúde Pública [online]. 2020, vol.54, 33.  Epub 30-Mar-2020. ISSN 1518-8787.  https://doi.org/10.11606/s1518-8787.2020054001637.

OBJETIVO

Analisar a prevalência de ideação suicida e fatores associados em adolescentes escolares.

MÉTODOS

Estudo transversal de base escolar com 674 estudantes de escolas públicas e privadas em Teresina, Piauí, em 2016. Realizou-se análise bivariada com o teste do qui-quadrado e análise múltipla pelo modelo de regressão de Poisson para estimar as razões de prevalência (RP) e intervalos de confiança de 95% (IC95%).

RESULTADOS

Os participantes do estudo foram em sua maioria estudantes do sexo feminino (56,7%), negros (77,4%), que moravam com os pais (85%), cujas mães apresentavam escolaridade maior ou igual a 8 anos de estudo (68,8%), com renda familiar maior que um salário mínimo (58,3%), praticantes de alguma religião (86,8%) e procedentes de escola pública (64,7%). A prevalência de ideação suicida foi de 7,9%. Maior frequência de ideação suicida foi relatada entre estudantes do sexo feminino (10,2%). Ideação suicida foi associada estatisticamente aos alunos que referiram não residir com os pais (RP ajustada = 2,27; IC95% 1,26–4,10; p < 0,05) e àqueles que informaram ter sofrido violência sexual por outros alunos, professores ou funcionários da escola (RP ajustada = 3,40; IC95% 1,80–6,44; p < 0,05), entre os quais a prevalência de ideação suicida foi mais de três vezes a observada entre aqueles que não referiram esse tipo de violência.

CONCLUSÃO

A prevalência de ideação suicida em adolescentes escolares foi associada ao sexo feminino, não residir com os pais e ter sido vítima de violência sexual na escola. Recomenda-se alertar a comunidade escolar e profissionais de saúde para identificarem sinais do comportamento suicida, em especial naqueles com suspeita ou comprovação da ocorrência de violência sexual na escola.

Palavras-chave : Adolescente; Ideação Suicida; Fatores de Risco; Delitos Sexuais; Abuso Sexual na Infância; Estudos Transversais.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )