SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.37 número3Filariose bancroftiana em duas áreas urbanas do Recife, Brasil: o papel dos fatores de risco individuaisSeguimento tardio e padrões de resposta da ALT em pacientes com hepatite crônica NANB/C tratados com interferon-alfa índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo

versão On-line ISSN 1678-9946

Resumo

MOREIRA, Regina C. et al. Epidemia de doença exantemática associada à infecção causada por coxsackievírus B3 em uma creche. Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo [online]. 1995, vol.37, n.3, pp.235-238. ISSN 1678-9946.  http://dx.doi.org/10.1590/S0036-46651995000300009.

É descrita uma epidemia de doença exantemática em uma creche, acometendo 10 crianças de 7 a 13 meses de idade. O quadro exantemático caracterizou-se por lesões máculo ou maculopapulares não confluentes, que atingiam a face, tronco e pernas. 50% das crianças infectadas apresentaram febre de até 39ºC, no início da doença. Foi isolado das fezes de uma criança doente o coxsackievírus B3 (CB3). Foram examinados soros pareados de 8 das 10 crianças doentes e em 6 delas demonstrou-se soroconversão para CB3. Duas crianças que apresentaram sintomatologia e que tiveram amostras de sangue colhidas somente 7 meses após a epidemia, apresentaram anticorpos específicos contra o CB3, em títulos superiores a 16. Entre os contatos das crianças doentes, verificou-se que 71,0% do total apresentaram anticorpos neutralizantes específicos contra o CB3.

Palavras-chave : Enteroviruses; Epidemiology of enterovirus; Exanthematic disease.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons