SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.41 número2Influência da microbiota normal na leishmaniose cutânea experimental em camundongos suíçosAtividade larvicida do Bacillus sphaericus 2362 contra Anopheles nuneztovari, Anopheles darlingi e Anopheles braziliensis (Diptera, Culicidae) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo

versão On-line ISSN 1678-9946

Resumo

NUNES, Cáris Maroni et al. Diagnóstico sorológico da toxocaríase através do método de ELISA indireto de competição. Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo [online]. 1999, vol.41, n.2, pp.95-100. ISSN 1678-9946.  https://doi.org/10.1590/S0036-46651999000200006.

A toxocaríase, uma emergente zoonose, é uma síndrome clínica decorrente da infecção humana por larvas de Toxocara canis e Toxocara cati, parasitas intestinais de cães e gatos, respectivamente. A dificuldade de detecção das larvas nos tecidos e a inespecificidade dos sinais clínicos tornam os testes sorológicos os meios diagnósticos mais adequados. Os antígenos excretores-secretores de T. canis empregados nos testes sorológicos, embora tenham contribuído para melhorar a especificidade destes, apresentam reações cruzadas com diversos parasitas, particularmente com Ascaris sp. Com o intuito de aumentar a especificidade do diagnóstico sorológico da toxocaríase que rotineiramente é feito através do método de ELISA indireto, no presente trabalho desenvolveu-se um método de ELISA indireto de competição (EIC), utilizando IgG anti-TES produzida em coelhos e absorvida com um polímero de extrato antigênico de adultos de A. suum. A avaliação da sensibilidade e especificidade do EIC proposto foi inicialmente feita em camundongos experimentalmente infectados com T. canis. Adotando-se ponto de corte estabelecido nesta população previamente à infecção, os valores de sensibilidade e especificidade foram de 100% a partir de 20 dias pós-inoculação. Para a população humana, adotou-se um ponto de corte estabelecido a partir de 60 amostras de soro de indivíduos saudáveis e sem suspeita clínica de LMV. A avaliação do EIC foi realizada em amostras de soro de pacientes com suspeita clínica da doença e tomando como referência a classificação previamente feita pelo ELISA indireto realizado pelo Instituto Adolfo Lutz-SP. O EIC apresentou valores de sensibilidade relativa de 60,2 %, especificidade relativa de 98% e concordância de 77,3%. Na avaliação da repetibilidade do EIC obteve-se coeficiente de variação inter-reações de 2,4%.

Palavras-chave : Toxocariasis; Visceral larva migrans; Toxocara canis; Indirect antibody competition ELISA; Immunodiagnosis.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons