SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número2Freqüência de indivíduos com anticorpos sericos anti-Cysticercus cellulosae em cinco Municípios do Estado de São PauloClassificação da infecção chagásica no homem índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

versión impresa ISSN 0037-8682

Resumen

DOMINGUES, Ana Lúcia C.  y  COUTINHO, Amaury D.. Reduction of morbidity in hepatosplenic Schistosomiasis mansoni after treatment with praziquantel: a long term study. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 1990, vol.23, n.2, pp.101-107. ISSN 0037-8682.  http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86821990000200007.

Quarenta e dois pacientes esquistossomóticos hepatosplênícos, tratados com praziquantel, foram acompanhados por cinco anos. Metade dos pacientes recebeu uma dose simples de 30mg/kg; a outra metade, recebeu duas doses de 25mg/kg dadas com intervalos de 4 horas. A taxa de cura, de acordo com os exames de fezes pelos métodos de Hoffman cols e de Kato-Katz, durante 12 meses foi de 83,3%. Nos casos com cura incompleta, os ovos contados nas fezes foram muito reduzidos. A função hepática, estimada pelo nível, no soro, de aspartato aminotransferase,, alamina aminotransferase, gama glutamiltransferase e fosfatase alcalina bem como, de albumina e gama globulina mostrou acentuada melhora após um ano. Hepatomegalia foi reduzida em 81,0% dos pacientes e esplenomegalia em 78,8%. A regressão do baço foi completa em 15,1% do total e em 18,5% daqueles com forma hepatosplênica compensada. Como resultado destas observações, os autores recomendam tratamento precoce com medicação antiesquistossomótica com oxamniquine ou praziquantel para interromper a progressão da doença e reduzir hepatomegalia e esplenomegalia.

Palabras clave : Esquistossomose mansoni hepatosplênica; Tratamento; Reversão.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · Inglés ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons