SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.57 issue4Histological comparison of the alar nasal cartilages in unilateral cleft lipOral manifestations of Albright hereditary Osteodystrophy: a case report author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista do Hospital das Clínicas

On-line version ISSN 1678-9903

Abstract

AGUIAR, Eduardo Toledo de; LEDERMAN, Alex; SITRANGULO JUNIOR, Cid José  and  PUECH-LEAO, Pedro. Trombendarterectomia aorto-femoral. Rev. Hosp. Clin. [online]. 2002, vol.57, n.4, pp.147-160. ISSN 1678-9903.  http://dx.doi.org/10.1590/S0041-87812002000400005.

OBJETIVO: Estudar a exeqüibilidade da trombendarterectomia em todos os portadores de obstrução aortilíaco-femoral aterosclerótica, seus resultados imediatos e tardios. MÉTODO: Trabalho clínico, prospectivo e descritivo feito em hospital universitário. Os critérios de inclusão foram: obstrução aortilíaco-femoral aterosclerótica associada ou não a obstruções fêmoro-poplíteas, condições clínicas para suportar cirurgia de grande porte e ausência de restaurações arteriais nos territórios aortofemoral e fêmoro-poplíteo. Os critérios de exclusão foram: aneurismas, doença arterial inflamatória e restauração arterial prévia reconhecidos apenas no ato cirúrgico. Foram incluídos 80 doentes. Nove (11,2%) foram excluídos. Participaram do estudo 71 doentes, 54 homens (76,1%) e 17 mulheres (23,9%), com média de idades igual a 57,3+9,9 anos. As indicações cirúrgicas foram claudicação intermitente e isquemia crítica. A técnica da trombendarterectomia com anéis foi empregada em todos doentes. Os resultados foram relacionados: a idade, sexo, queixa, diabetes mellitus, extensão da trombendarterectomia, extensão da doença obstrutiva arterial. Para a análise estatística foram empregados os testes de Qui quadrado ou exato de Fisher quando necessários e Wilkoxon (Gehan) para comparação de curvas de sobrevivência. RESULTADOS: Sessenta e oito (100%) restaurações estavam pérvias. A obstrução imediata ocorreu em 13 (18,3%) doentes e 12 foram reoperados com sucesso. Não houve diferenças significativas na distribuição das reoperações em relação às variáveis estudadas. Houve três amputações (4,2%) no grupo de isquemia crítica. A mortalidade foi 4,2% e aumentou significativamente nos pacientes diabéticos e nos que apresentaram obstruções fêmoro-poplíteas associadas. Após cinco anos 87,0±5,6% das restaurações estavam pérvias; isquemia crítica e endarterectomias aorto-ilíacas ou ilíaco-femorais estavam associadas à durabilidade menor. Após cinco anos 85,3±5,8% dos doentes estavam vivos; diabetes, idade acima de 65 anos e obstruções fêmoro-poplíteas associadas estavam relacionadas à diminuição da sobrevida dos pacientes. CONCLUSÕES: A trombendarterectomia pode ser aplicada em aproximadamente 90% dos casos de obstruções ateroscleróticas aortilíaco-femorais, a mortalidade imediata é aceitável, a taxa de amputações maiores imediatas é baixa, a taxa de reoperações imediatas é mais alta, os óbitos tardios são de causa cárdio-vascular na sua maioria, a restauração é durável principalmente quando indicada para tratamento da claudicação intermitente.

Keywords : Aorta; Artéria ilíaca; Endarterectomia; Aterosclerose; Restauração arterial.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License