SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.64 número1Preocupação com a forma do corpo de graduandos de Farmácia-BioquímicaSuicídio no Brasil, de 2000 a 2012 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Jornal Brasileiro de Psiquiatria

versão impressa ISSN 0047-2085

Resumo

PEREIRA, Érico Felden et al. Sono e adolescência: quantas horas os adolescentes precisam dormir?. J. bras. psiquiatr. [online]. 2015, vol.64, n.1, pp.40-44. ISSN 0047-2085.  https://doi.org/10.1590/0047-2085000000055.

Objetivo

Determinar a especificidade e a sensibilidade de uma medida para apontar o melhor ponto de corte para a duração de sono como preditor da sonolência diurna excessiva em adolescentes.

Métodos

Participaram do estudo 1.359 adolescentes, com idades de 14 a 21 anos, de duas cidades do sul do Brasil, que responderam a questionário de hábitos de sono e sonolência diurna. Utilizou-se a Receiver Operating Characteristic para estimar a capacidade preditiva da duração de sono para a sonolência diurna excessiva.

Resultados

A média de duração do sono para os adolescentes com sonolência diurna excessiva foi de 7,9 horas e para aqueles sem sonolência diurna excessiva foi de 8,33 horas (p < 0,001). A prevalência de sonolência diurna excessiva foi de 35,7%. Foi observada correlação significativa e negativa entre a duração do sono e as idades analisadas (p < 0,001). A análise de Receiver Operating Characteristic indicou duração mínima de 8,33 horas como proteção para a sonolência diurna excessiva.

Conclusão

Foi observada alta prevalência de sonolência diurna excessiva e propõe-se como possível duração de sono um mínimo de 8,33 horas nos dias com aula para que os adolescentes evitem esse desfecho.

Palavras-chave : Sono; distúrbios do sono por sonolência excessiva; adolescentes.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )