SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.49 número1Facilitadores del proceso de transición para el autocuidado de la persona con estoma: subsidios para la enfermeríaPotenciando a un grupo de tercera edad de una comunidad rural índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Revista da Escola de Enfermagem da USP

versión impresa ISSN 0080-6234

Resumen

RIBEIRO, Dâmarys Kohlbeck de Melo Neu et al. Fatores contributivos para a independência funcional de idosos longevos. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2015, vol.49, n.1, pp.89-96. ISSN 0080-6234.  http://dx.doi.org/10.1590/S0080-623420150000100012.

OBJETIVO

Verificar os fatores socioeconômicos e clínicos que contribuem para a independência funcional dos idosos longevos de uma comunidade.

MÉTODO

Estudo quantitativo transversal cuja amostra foi constituída por 214 longevos cadastrados em Unidades Básicas de Saúde. Os dados foram coletados por meio de entrevista estruturada e aplicação da Medida de Independência Funcional. Utilizou-se estatística descritiva, e para associação das variáveis foram utilizados os testes t de Student e ANOVA, e o teste de Tukey para comparações múltiplas.

RESULTADOS

As variáveis significativas que contribuíram para a independência funcional foram: manter-se economicamente ativo, praticar atividades físicas e de lazer, possuir participação social, consumir frutas, verduras e carne. A orientação para a realização dessas práticas reduz a demanda de cuidados e necessidade de ajuda para as atividades cotidianas.

CONCLUSÃO

A manutenção da independência é primordial para retardar incapacidades e apresenta-se como excelente campo de atuação para a enfermagem.

Palabras clave : Idoso; Idoso de 80 anos ou Mais; Atividades Cotidianas; Enfermagem Geriátrica.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Inglés | Portugués     · Inglés ( pdf ) | Portugués ( pdf )