SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 número4Frações de carbono em topossequências de solos sob eucalipto com diferentes históricos de usoPropriedades químicas e bioquímicas do solo em florestas de araucaria angustifolia (Bert.) Ktze no estado de São Paulo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciência do Solo

versão On-line ISSN 1806-9657

Resumo

BUSATO, Jader Galba; LEAO, Tairone Paiva; BALDOTTO, Marihus Altoé  e  CANELLAS, Luciano Pasqualoto. Qualidade e dinâmica da matéria orgânica em solos tropicais sob adição de resíduo da indústria do açúcar. Rev. Bras. Ciênc. Solo [online]. 2012, vol.36, n.4, pp.1179-1188. ISSN 1806-9657.  https://doi.org/10.1590/S0100-06832012000400012.

A depleção da matéria orgânica causada pelos sistemas de manejo de solos tem sido identificada como um problema crítico para a maior parte dos solos tropicais. A aplicação de resíduos orgânicos provenientes de atividades agroindustriais pode amenizar esse problema, devido à possibilidade de aumento da qualidade e quantidade da matéria orgânica. As substâncias húmicas têm papel importante na conservação do solo, mas a dinâmica das suas transformações é ainda pouco compreendida. Neste trabalho, foi avaliado o efeito da adição de composto orgânico sobre dois solos tropicais mineralogicamente distintos (Latossolo e Cambissolo) durante dois anos. O composto empregado foi preparado com torta de filtro, um resíduo proveniente da produção de açúcar, e as amostras dos solos foram incubadas com doses equivalentes a 0, 40, 80 e 120 Mg ha-1. A adição do composto de torta de filtro alterou quantitativa e qualitativamente a dinâmica das substâncias húmicas, e essa alteração foi relacionada com a composição mineralógica dos solos. Observou-se que a mineralização do carbono total foi mais rápida no Cambissolo, que apresentou mineral do tipo 2:1 em sua constituição (ilita), enquanto os ácidos húmicos foram preservados por maior período de tempo no solo sem argilominerais do tipo 2:1 (Latossolo). Em ambos os solos, a adição do composto aumentou o conteúdo de ácidos fúlvicos, sugerindo a formação de moléculas hidrofílicas de pequenas dimensões. Os ácidos húmicos extraídos dos solos apresentaram decréscimo na intensidade de fluorescência ao longo do tempo, revelando importantes modificações químicas nesse compartimento de carbono reconhecido como estável.

Palavras-chave : substâncias húmicas; cargas elétricas do solo; carbono estável; torta de filtro.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons