SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número3Interferência da Adição de Dejetos de Suínos e Cultivos de Plantas no Teor de Fósforo no Solo e suas Espécies Químicas na SoluçãoAdubação Fosfatada para Alta Produtividade de Soja, Milho e Cereais de Inverno Cultivados em Rotação em Latossolos em Plantio Direto no Centro-Sul do Paraná índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciência do Solo

versão impressa ISSN 0100-0683versão On-line ISSN 1806-9657

Resumo

RODAK, Bruna Wurr et al. Métodos de Quantificação de Níquel em Solo e Tecido Vegetal. Rev. Bras. Ciênc. Solo [online]. 2015, vol.39, n.3, pp.788-793. ISSN 1806-9657.  http://dx.doi.org/10.1590/01000683rbcs20140542.

Em comparação a outros micronutrientes, os teores de níquel (Ni) disponíveis no solo e tecido vegetal são bastante baixos, com alto grau de dificuldade para a quantificação deles. O objetivo deste estudo foi apresentar métodos otimizados de determinação da disponibilidade de Ni em solos com extratores e teor total em tecido vegetal para análises de rotina em laboratórios comerciais. Foram processadas e analisadas amostras de solos naturais e agrícolas com extração pelo extrator Mehlich-1 e por DTPA. Para quantificar o Ni no tecido vegetal, as amostras foram digeridas com ácido nítrico em sistema fechado em forno micro-ondas. A determinação foi realizada em espectrômetro de emissão óptica com plasma induzido (ICP-OES). Houve correlação positiva e significativa entre os teores disponíveis de Ni nos solos extraídos em Mehlich-1 e DTPA, enquanto, para o tecido vegetal os teores de Ni recuperados foram altos e similares aos materiais de referência. A disponibilidade de Ni em algumas amostras de solos naturais e tecido vegetal foram inferiores aos limites de quantificação. Os teores desse micronutriente foram maiores em amostras de solo em que houve fornecimento de Ni. A concentração de Ni difere nas partes vegetais analisadas, e os grãos de soja apresentaram os maiores teores. Os grãos, em relação às partes aérea e foliar, têm melhor correlação com os teores disponíveis no solo para ambos extratores. Os métodos descritos nesta pesquisa foram eficientes na quantificação de Ni e podem ser adotados em laboratórios de rotina de solos e tecido vegetal.

Palavras-chave : micronutriente; disponibilidade; Mehlich-1; DTPA; ICP-OES.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )