SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número3Florescimento de tangerineiras 'Ponkan' (Citrus reticulata Blanco) submetidas a diferentes períodos de temperatura invernalCaracterização da polpa do coquinho-azedo (Butia capitata var capitata) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

COELHO, Luciano Rodrigues; LEONEL, Sarita; CROCOMO, Wilson Badiali  e  LABINAS, Adriana Mascarette. Avaliação de diferentes materiais no ensacamento de pêssegos. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2008, vol.30, n.3, pp.822-826. ISSN 1806-9967.  https://doi.org/10.1590/S0100-29452008000300044.

O trabalho foi realizado em um pomar comercial de pêssego da cultivar Aurora 2, de três anos de idade, conduzida em sistema de vaso moderno e espaçamento de 6 x 4 m. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, utilizando-se de 15 tratamentos, 8 repetições e 16 frutos por tratamento. Os tratamentos foram os seguintes: T1 - Sacolas de TNT branco de 45 gramaturas por m2 (45G/m2, fechado; T2 - Sacolas de TNT branco de 45 gramaturas por m2 (45G/m2) aberto; T3 - Sacolas de TNT branco de 20 gramaturas por m2 (20G/m2) fechado; T4 - Sacolas de TNT branco de 20 gramaturas por m2 (20G/m2) aberto; T5 - Sacolas de polipropileno microperfurado transparente (furos de 1mm) fechado; T6 - Sacolas de polipropileno microperfurado transparente (furos de 1mm) aberto; T7 - Sacolas de polipropileno microperfurado transparente (furos de 2mm) fechado; T8 - Sacolas de polipropileno microperfurado transparente (furos de 2mm) aberto; T9 - Sacolas de polietileno microperfurado leitoso (furos de 1mm) fechado; T10 Sacolas de polietileno microperfurado leitoso (furos de 1mm) aberto; T11 Sacolas de polietileno microperfurado leitoso (furos de 2mm) fechado; T12 - Sacolas de polietileno microperfurado leitoso (furos de 2mm) aberto; T13 - Sacolas de papel impermeável fechado; T14 - Sacolas de papel impermeável aberto; T15 - Testemunha (sem ensacamento). As sacolas de TNT (Tecido-não-Tecido) e as de papel impermeável tinham as dimensões de 11,5 x 15,0 cm, e as de polipropileno microperfurado, de 13,0 x 20,0 cm. Os resultados obtidos permitiram concluir que as embalagens de polipropileno transparentes podem ser empregadas para o ensacamento de frutos de pessegueiro, uma vez que as mesmas possibilitam a visualização da coloração dos frutos no momento da colheita, não comprometem o desenvolvimento da coloração dos mesmos e apresentam facilidade no manuseio.

Palavras-chave : Prunus persica; sacolas; coloração dos frutos; características físico-químicas.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons