SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 número especial 1Correlação e variabilidade espacial de atributos químicos do solo e produção de bananeira 'Prata-Anã'Evolução da maturação e características físico-químicas e produtivas das videiras 'BRS Carmem' e 'Isabel' índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945

Resumo

BRUNA, Emilio Della  e  MORETO, Alexsander Luis. Desenvolvimento dos frutos de pêssego 'Aurora' e nectarina 'Sunraycer' no sul de Santa Catarina. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2011, vol.33, n.spe1, pp.485-492. ISSN 0100-2945.  https://doi.org/10.1590/S0100-29452011000500065.

O desenvolvimento do fruto de pessegueiro é resultado da diferenciação e do crescimento das paredes do ovário após a fecundação. A persistência e o crescimento do fruto na planta dependem das relações exatas entre os hormônios auxina, giberelina e citocinina que condicionam o desenvolvimento dos frutos, caracterizado por uma curva dupla sigmoide, com três estádios distintos. O presente trabalho teve por objetivo conhecer o comportamento dos frutos e das sementes do pêssego Aurora e da Nectarina Sunraycer durante todo o seu ciclo de desenvolvimento. O crescimento dos frutos e das sementes durante o ciclo foi determinado semanalmente, coletando-se 30 frutos de dez diferentes plantas em ramos previamente identificados. As sementes foram separadas do fruto para a determinação do peso fresco (PF) e do peso seco (PS). O crescimento dos frutos da variedade Sunraycer dá-se de forma contínua e acelerada desde a floração até a maturação, sugerindo um curto período ou a inexistência do Estágio II de crescimento. Para a variedade Aurora, a curva de crescimento é diferenciada nos três estádios (I, II e III). O raleio dos frutos deve ser feito até o início do estádio II, para a variedade Aurora e Sunraycer. As sementes das variedades Aurora e Sunraycer atingem seu tamanho máximo no estágio I de crescimento do fruto. O aumento de peso seco na semente, para a variedade Sunraycer, é praticamente inexistente no estádio III, enquanto para a variedade Aurora ocorre o maior aumento de peso seco que vai até a maturação do fruto.

Palavras-chave : Curva de crescimento; Produção; Ecofisiologia.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons