SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.56 número131A ORGANIZAÇÃO POLÍTICA NO SÉCULO XIV SEGUNDO O "TRATADO SOBRE A MOEDA" DE NICOLE ORESMEOMNIS HOMO DE NECESSITATE EST ANIMAL: SIGNIFICACIÓN Y REFERENCIA VACÍA EN LA SEGUNDA MITAD DEL SIGLO 13 índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Kriterion: Revista de Filosofia

versión impresa ISSN 0100-512Xversión On-line ISSN 1981-5336

Resumen

NOVAES, Catarina Dutilh. THE FORMAL AND THE FORMALIZED: THE CASES OF SYLLOGISTIC AND SUPPOSITION THEORY. Kriterion [online]. 2015, vol.56, n.131, pp.253-270. ISSN 1981-5336.  http://dx.doi.org/10.1590/0100-512X2015n13114cdn.

Pode-se dizer que, enquanto disciplina, a lógica é caracterizada por dois subprojetos: teorias formais da validade de argumentos, baseadas em um número reduzido de esquemas e padrões formais, e teorias de como reduzir a multiplicidade de argumentos em contextos informais, não lógicos, ao pequeno número de padrões formais cuja validade é estudada de maneira sistemática no âmbito do primeiro subprojeto. O segundo subprojeto corresponde à noção de formalização de argumentos. Infelizmente, a tendência atual é de considerar como sendo a lógica propriamente dita exclusivamente o que se encaixa no primeiro subprojeto, em detrimento do segundo subprojeto, igualmente importante. Neste artigo, duas teorias históricas sobre a formalização de argumentos são analisadas: a teoria da silogística apresentada por Aristóteles nos "Primeiros Analíticos" e teorias medievais da suposição. Ambas ilustram o caráter duplo da lógica, que envolve dois subprojetos distintos, e contêm reflexões sofisticadas sobre como formalizar argumentos. Em ambos os casos, os métodos formais utilizados se diferenciam dos métodos atuais de tradução de um argumento em linguagem vernacular para um simbolismo especialmente formulado, ou seja, uma linguagem formal. Em conclusão, o artigo pode ser visto como a defesa de uma conceitualização mais abrangente do que significa 'formalizar' um argumento.

Palabras clave : Silogística; Aristóteles; teoria da suposição; formalização.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · Inglés ( pdf )