SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.59 número140LAS REGLAS DEL DISCURSO Y SU INTERPRETACIÓN. CONTROVERSIAS EN TORNO A LAS PRAGMÁTICAS FORMALES DEL LENGUAJE*WHAT DOES IT TAKE TO CLIMB THE LADDER? (A SIDEWAYS APPROACH) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Kriterion: Revista de Filosofia

versão impressa ISSN 0100-512Xversão On-line ISSN 1981-5336

Resumo

LIMONGI, Maria Isabel. MAQUIAVEL E HUME SOBRE A NATUREZA DA LEI E SEUS FUNDAMENTOS SOCIAIS*. Kriterion [online]. 2018, vol.59, n.140, pp.571-589. ISSN 1981-5336.  http://dx.doi.org/10.1590/0100-512x2018n14012mil.

Trata-se de aproximar Hume e Maquiavel, tomando-os como os expoentes de uma certa corrente não jusnaturalista, formada no início da idade moderna, quanto ao modo de pensar a natureza da lei e, num sentido amplo, a normatividade jurídico-política. Apesar de ter sofrido influência da escola moderna de direito natural, Hume rompe com ela num ponto fundamental - na recusa da noção de pessoa como ponto de partida para pensar a gênese social do ordenamento jurídico-político. No lugar disso, ele pensou essa gênese a partir do jogo das forças sociais e da circulação das opiniões na sociedade, para o que Maquiavel se constituiu numa referência imprescindível.

Palavras-chave : Hume; Maquiavel; lei; sociedade; pessoa.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )