SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número4Linguagem como Abertura ao Diálogo entre Cuidado em Saúde e Educação MédicaRole-Play para o Desenvolvimento de Habilidades de Comunicação e Relacionais índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Educação Médica

versão impressa ISSN 0100-5502versão On-line ISSN 1981-5271

Resumo

SILVA-E-OLIVEIRA, Julia  e  FURTADO, Fabianne. Quais Fatores Influenciam a Taxa de Aprovação na Disciplina de Anatomia Humana?. Rev. bras. educ. med. [online]. 2015, vol.39, n.4, pp.574-585. ISSN 1981-5271.  https://doi.org/10.1590/1981-52712015v39n4e00992014.

A Anatomia Humana (AH) é uma disciplina básica para todos os estudantes dos cursos superiores das áreas da saúde e biológica. A maior parte a considera de conteúdo difícil. O ensino da AH precisa ser repensado no contexto da política atual de acesso amplo ao ensino superior. E corresponder ao dever das instituições de proporcionar ao estudante uma formação de qualidade com vistas à formação de um profissional crítico e de perfil criativo frente às distintas situações do cotidiano. É preciso entender possíveis fatores que levam às elevadas taxas de reprovação nesta disciplina. Portanto, o objetivo do presente estudo foi relacionar o resultado do vestibular/Enem com hábitos de estudo e desejo profissional no desempenho acadêmico da disciplina dos alunos dos cursos de Educação Física, Ciências Biológicas e Nutrição do IF Sudeste MG. Foram entrevistados 129 alunos. A pontuação do vestibular/Enem foi maior entre os aprovados em AH; não houve entre os grupos diferença quantitativa nas horas de estudo e tampouco na escolha do curso, que ocorreu por opção do aluno (versus por falta de opção).

Palavras-chave : Ensino; Aprendizagem; Anatomia; Educação Superior; Educação Médica.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )