SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.41 número2Motivos para a prática de atividade física de esportes orientados à habilidade: um exemplo do taekwondoPerfil psicofisiológico e equações preditivas de desempenho técnico em jogadores de futebol índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências do Esporte

versão impressa ISSN 0101-3289versão On-line ISSN 2179-3255

Resumo

LIMA, Josivaldo de Souza; MARTINS, João; MARQUES, Adilson  e  YANEZ‐SILVA, Aquiles. Associação entre práticas de atividade física e desempenho acadêmico de estudantes chilenos do ensino fundamental e médio. Rev. Bras. Ciênc. Esporte [online]. 2019, vol.41, n.2, pp.206-214.  Epub 04-Jul-2019. ISSN 2179-3255.  http://dx.doi.org/10.1016/j.rbce.2018.03.028.

O objetivo do estudo foi analisar a associação entre a prática de atividade física e o desempenho acadêmico (DA) de estudantes do ensino fundamental e médio da cidade de Talca, Chile. Foram avaliados 2.094 (52,1% sexo feminino) crianças e adolescentes de ambos os sexos, de 12 a 19 anos (média de 16,1 ±1,7 anos). A prática de atividade física foi mensurada por questionário e o DA por meios das notas finais do 7° ano do ensino fundamental ao 4° ano do ensino médio nas disciplinas de matemática, biologia, educação física, inglês e castelhano. A regressão linear foi feita para avaliar a relação entre a prática de atividade física e o desempenho acadêmico. Os resultados mostram que a frequência nas disciplinas foi de 90%. A média das notas nas disciplinas foi acima de 4 (suficiente para passar de ano). Os escolares do sexo feminino apresentaram notas mais altas em biologia 5,80 ± 0,61, p = 0,001, inglês 5,88 ± 0,65, p = 0,01 e castelhano 5,91 ± 0,57, p < 0,001. Mais de 75% da amostra relataram fazer atividade física pelo menos três vezes na semana. Quando visualizamos o escore total de prática de atividade física, os estudantes eram estatisticamente mais ativos, 26,40 ± 6,12 p = 0,001, do que as estudantes, 25,54 ± 5,97, e quando associamos com desempenho acadêmico nas disciplinas citadas anteriormente, encontramos associação positiva com a disciplina de matemática no sexo masculino. [F(6; 857) = 8,180, p = 0,039; t(857) = 2,068, p = 0,039]. Os resultados da regressão linear revelaram associação entre o score total de atividade física (25,96 ± 6,06) e desempenho acadêmico na disciplina de matemática apenas no sexo masculino β= 0,07, estatisticamente significante p = 0,039. Conclui‐se que estudantes do sexo masculinos com maior score de atividade física têm melhor desempenho acadêmico na disciplina de matemática, mas não em biologia, educação física, inglês e castelhano.

Palavras-chave : Conquista; Aprendizagem; Atividade motora; Criança; Instituições de ensino.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )