SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 issue3Contagion effect in Latin America big threeConhecimento e interesse em economia author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Estudos Econômicos (São Paulo)

Print version ISSN 0101-4161On-line version ISSN 1980-5357

Abstract

MEIRELLES, Antonio J. A.  and  LIMA, Gilberto Tadeu. Regimes de endividamento, fragilidade financeira e dinâmica da atividade produtiva. Estud. Econ. [online]. 2003, vol.33, n.3, pp.529-557. ISSN 1980-5357.  https://doi.org/10.1590/S0101-41612003000300005.

Elabora-se um modelo pós-keynesiano de utilização e crescimento da capacidade produtiva, no qual a oferta de moeda de crédito é endógena e o endividamento das firmas é explicitamente modelado. A taxa de juros é determinada pela aplicação de um mark-up sobre a taxa básica fixada pela autoridade monetária. O mark-up bancário varia intertemporalmente em conseqüência de mudanças no nível de atividade econômica, medido pela utilização da capacidade produtiva. Por seu turno, o grau de endividamento das firmas varia em função das taxas de lucro, de acumulação de capital físico e de juros. Em termos dinâmicos, mostra-se que é possível relacionar as condições de estabilidade do sistema formado pelas variáveis taxa de juros e grau de endividamento das firmas ao tipo de regime minskyano de financiamento hedge, especulativo ou Ponzi - prevalecente na economia.

Keywords : endividamento; fragilidade financeira; atividade produtiva.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License