SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.47 número1O efeito da interação social entre os jovens nas decisões de consumo de álcool, cigarros e outras drogas ilícitasAvaliação sistêmica do setor industrial brasileiro: 1995-2009 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Estudos Econômicos (São Paulo)

versão impressa ISSN 0101-4161versão On-line ISSN 1980-5357

Resumo

COSTA JUNIOR, Celso José; CINTADO, Alejandro C. García  e  SAMPAIO, Armando Vaz. Post-2008 Brazilian fiscal policy: an interpretation through the analysis of fiscal multipliers. Estud. Econ. [online]. 2017, vol.47, n.1, pp.93-124. ISSN 1980-5357.  https://doi.org/10.1590/0101-416147149caa.

A crise global que surgiu in 2007 levou a muitos países a embarcarem em políticas fiscais anticíclicas como forma de amortecer o impacto de uma demanda agregada em queda. Os defensores de medidas discricionárias enfatizam que a política fiscal pode de fato estimular a economia. O principal objetivo deste trabalho é avaliar se as políticas fiscais desenvolvidas pelo governo brasileiro na sequência da crise de 2008 tiveram sucesso em por a economia no caminho da recuperação de uma maneira sustentável. Para fazer isso, estudam-se os multiplicadores fiscais de cinco choques diferentes através de um modelo Novo-Keynesiano de uma pequena economia aberta. Nossos resultados apontam para o gasto público e o investimento público como os instrumentos fiscais mais efetivos no combate à crise. Porém, o multiplicador fiscal mais alto resultou ser o associado às reduções no imposto sobre o consumo.

Palavras-chave : Modelos DSGE; Multiplicadores Fiscais; Novo Modelo Keynesiano.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )