SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número3À procura d'água: cata-ventos americanos nos jardins de Fortaleza índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material

versão impressa ISSN 0101-4714versão On-line ISSN 1982-0267

Resumo

MAGALHAES, CRISTIANE MARIA. Obras rústicas e ornamentos: os artífices e a técnica da rocaille para jardins e parques urbanos no Brasil entre o final do século XIX e o início do XX. An. mus. paul. [online]. 2017, vol.25, n.3, pp.19-57. ISSN 1982-0267.  https://doi.org/10.1590/1982-02672017v25n0301.

Este artigo aborda a difusão, no Sudeste do Brasil, do trabalho dos rocailleurs e dos cascateiros e de suas obras, as rocailles. Esses ornatos eram confeccionados em cimento armado, entre o final do século XIX e as duas primeiras décadas do século XX, para jardins e parques de estilo paysager. O repertório das obras em rocaille incluía pontes, bordas de repuxos, tanques e lagos, cascatas e grutas artificiais, miradouros, coretos, bancos, quiosques, mesas e caramanchões. Tais artefatos eram, em sua grande maioria, feitos para imitar as texturas dos troncos das árvores, dos bambus, de cipós, a feição dos conjuntos rochosos, de pequenos insetos, entre outros elementos do universo mineral e do orgânico. Quanto à delimitação temporal, identificou-se que o apogeu da constituição desses ornatos em cimento armado para jardins, parques públicos, residências das famílias abastadas nos centros urbanos e também nas fazendas ocorreu entre 1870 e a década de 1920. Nesse mesmo período, reclames nos periódicos, notadamente os do Rio de Janeiro, anunciavam serviços de jardineiros, rocailleurs e de cascateiros especialistas na arte e na técnica de construir cascatas, grutas e demais obras em cimento armado ao gosto da época. Os trabalhos de estrangeiros como o chef rocailleur francês Paul Villon e o cascateiro português Francisco da Silva Reis serão aqui examinados, tomados como expoentes e extremos de um processo histórico que teve seu início, apogeu e declínio durante o período mencionado.

Palavras-chave : Brasil; Virada do século XIX-XX; Rocailleurs; Cascateiros; Jardim paysager; Pitoresco; Jardim romântico.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )