SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 número1Estimativas e projeções populacionais para pequenos domínios: uma avaliação da precisão para municípios do Rio de Janeiro em 2000 e 2007A evolução da mortalidade por causas mal definidas na população idosa em quatro capitais brasileiras, 1996-2007 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Estudos de População

versão impressa ISSN 0102-3098

Resumo

VERONA, Ana Paula de Andrade; HUMMER, Robert; DIAS JUNIOR, Cláudio Santiago  e  LIMA, Luciana Conceição de. Mortalidade infantil e envolvimento religioso materno no Brasil. Rev. bras. estud. popul. [online]. 2010, vol.27, n.1, pp.59-74. ISSN 0102-3098.  https://doi.org/10.1590/S0102-30982010000100005.

O crescimento do Protestantismo no Brasil tem sido associado a mudanças em variáveis de mortalidade e saúde. Estudos recentes sugerem que a afiliação com igrejas Protestantes pode positivamente influenciar o bem-estar de seus membros a partir: 1) do ensinamento de diretrizes morais; 2) da criação de sanções formais e informais; e 3) da promoção de redes sociais e de suporte. Este trabalho utiliza dados da Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde (PNDS) de 1996 e 2006 e modelos de risco proporcional de Cox para examinar a associação entre mortalidade infantil e envolvimento religioso da mãe. Resultados bivariados mostram que as diferenças nas razões de risco da mortalidade infantil por envolvimento religioso materno são consideráveis e estatisticamente significativas. Ao controlar por variáveis demográficas e socioeconômicas na amostra de 1996, esta associação inicial desaparece, o que corrobora a hipótese de seletividade. Resultados usando a PNDS de 2006 mostram, no entanto, que os diferenciais na mortalidade infantil por participação em cultos religiosos ou missas ainda são observados no modelo multivariado. Tal constatação sugere que a associação entre envolvimento religioso materno e mortalidade infantil no Brasil é mais forte em 2006 do que era em 1996. Este trabalho deve encorajar novos estudos sobre a relação entre religião e variáveis de saúde no Brasil. Este tema merece maior consideração dos demógrafos no Brasil não somente porque este país tem passado por profundas mudanças religiosas, mas também porque a religião pode afetar o comportamento e o estilo de vida de seus fiéis, o que, por sua vez, pode influenciar o bem-estar e a saúde destes indivíduos.

Palavras-chave : Religião; Mortalidade infantil; Modelo de risco proporcional de Cox; Brasil.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons